História Jura Secreta - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Supergirl
Personagens Alex Danvers, Cat Grant, Eliza Danvers, James "Jimmy" Olsen, J'onn J'onzz "John Jones" (Caçador de Marte), Kara Zor-El (Supergirl), Lena Luthor, Lucy Lane, Maggie Sawyer, Personagens Originais, Samantha Arias (Reign), Winslow "Winn" Schott Jr.
Tags Kara, Lenaluthor, Supercorp, Supergirl
Visualizações 105
Palavras 1.694
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Ficção, LGBT, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 24 - Capitulo 24 - Visita indesejada


Sam faz uma festa de boas vindas para a filha. – Gente obrigada pela ajuda! Winn e Lyra estavam colocando a faixa com ajudar de Kara que de vez enquanto olhava para sala onde o filho brincava com jogo de madeira de encaixe. 

Kara.- Amigos são para isso Sam! Além disso, boca livre. Acaba tirando risadas de todos. 

Winn.- Só para tira a dúvida quando você não pensar em comida loira? 

Sam. – Quando ela dormir? Deposita a bandeja de doces. Vira para encara os amigos. 

Lyra.- Nem assim ela se salvar. Por que uma vez a gente acampou e acabamos dividindo a barraca por que o Winn se esqueceu de fechar a barraca depois de monte e um gamba entrou e já dar para imagina o que aconteceu e Kara estava dormindo agarra ao travesseiro e mordendo o mesmo pensado que era um pedaço de pizza. 

Sam encara a loira era impossível não rir dela! Pois desde que ela e Lena começaram a namorar ela já ouviu cada história que daria para fazer uma sequencia de filme de comédia. 

Lena estacionar o carro no estacionamento da escola assim com a maioria dos responsáveis dos alunos. Ela encara o relógio ainda faltam vinte minutos. Pega o celular e olhar as fotos da galeria. Antes só existiam fotos suas com Sam e Ruby, agora tinham de Kara e Ben ela nunca se imaginou assim com uma família tão grande como a que tem hoje! Ela sente bastante a falta do pai! Tem certeza que ele seria um avô babão com relação a Ruby e ao Ben. 

Ruby desce do ônibus eufórica se despedi dos colegas e procura pela mãe ou por Lena e avista a madrinha perto do carro e corre em sua direção se jogando em cima da mulher distraída que por pouco não deixar a jovem cair! – Tia Lena estava morrendo de saudade! 

Lena apertar a jovem com carinho. - Digo o mesmo minha princesa! Você cresceu um pouco ou é impressão minha? Avaliar a menina. 

Ruby achar graça da frase de dinda. - Logo irei passar da senhora! Apesar de que a senhora é meio baixar. Diz risonha. Colocando a mochila no banco de traseiro. – Por que as mamães não vêm? 

Lena. – Ela está bem querida! Apareceu um imprevisto. Lena logo puxar conversar com a menina para distrair a menina até chegar a casa. 

Alex dirigir até a casa de Sam, pois era o dia da chegada de Ruby! Só que ela ainda não sabia se caso entrar-se acabaria com o clima de festa. Ela queria muito reatar o laço de amizade com a castanha! O grande problema era se realmente era seguro para seu coração ficar perto da CEO. Sair do carro e encara a casa dar alguns passos e resolve que seria melhor deixar para conversar com a menina outro dia. Perto do carro é abraçada pela jovem. 

Ruby. – ALEX! Todos estão dentro da casa quando Lena e ruby chegam encontram Alex na calçada olhando para casa em duvida se entrava a menina correr e a abraça. 

Alex retribuir o abraço dizendo que só passou para dizer um oi e dar as boas vindas. – Esse é um momento para família querida! Depois posso lhe pagar um soverte de dois andares naquela soverteria que lhe contei. Bagunça o cabelo da jovem. 
 

Ruby insistir e sai puxando a ruiva para dentro da casa onde encontra os amigos e a mãe com um grande sorriso lhe esperando. Solta a mão de Alex e se jogar nos braços da mãe. - Que saudade mama! 

Sam abraçar a filha bem apertado. – Que saudade minha filhota! Quando olhar para porta e fica surpresa com a presença da ruiva mais depois deixar para lá já que a filha esta feliz. – Olá Alexandra. 

Alex. - Olá Samantha! Ela até tentou sair de fininho, no entanto Ruby frustrou todas suas tentativas. Então decidiu aproveitar a festa e a companhia dos amigos! 

Alguns dias

Dayler entrar no quarto de hotel e encontrar Lillian Luthor encarando a rua pela rua. – Desculpe a demorar senhora. Mais aqui está o dossiê sobre a pessoa que interferiu em seus negócios. Ficara surpresa com o nome no documento. Entregar o envelope. 

Lillian não acredita no que ler no dossiê! Entregar o bolo de dinheiro na direção do homem. – Se continua tão eficiente assim posso lhe dar um cargo em uma das empresas. Sair do hotel envia uma mensagem ordenando que sua secretaria compre sua passagem para National City para o dia seguinte. 

Rhea. – Como assim viaja assim do nada? Já que não vai dizer o que vai fazer. Fico com suas reuniões e passo os relatórios para você assim que retornar. Vai avisar ao Lex? 

Lillian. – Não conseguir fala com ele. Quando regressa darei uma passada em seu apartamento para conversar seriamente com ele. Se tiver uma investigação contra a nossa empresa temor que tenha algo relacionado aos projetos secretos dele.

National City nas primeiras horas da manhã

Lillian passar no hotel que sua secretaria fez reservas pelo menos aquele buraco não é tão imundo e tem até um hotel decente para alguém do seu nível social. Assim que desce do carro ficar impressionada com a magnitude do prédio de L-Corp. Mais é claro que ela nunca diria isso a Lena. Entrar no elevador para a presidência! Seria a primeira vez que a veria depois que a expulsou da mansão Luthor. Nem se dar ao trabalho de olhar uma segunda vez para a pobre Jess e invade a sala de Lena e olhar tudo em volta. Uma coisa que Lena ainda tinha herdado da mãe fora o excelente bom gosto. 

Jess não sabia o que fazer! A pobre tremia tanto em frente à porta da sala de Lena! Lillian praticamente a jogou para fora da sala com aquele olhar gélido. 

Lena e Sam chegam juntas cada uma vai para sua sala. – Bem-vinda de volta querida. Mais pegue leve no seu primeiro dia de trabalho. Beija a bochecha da castanha e seguir para sua sala. Ela estranha a forma que Jess estava parada a sua porta como se esperasse que ela fosse lhe morde. – Bom dia Jess! Tocar o ombro da mulher mais nova que por pouco não pulou no teto. – O que te deu?

Jess. – Perdão senhorita Luthor! Tentei impedir de todas as formas e não conseguir impedi-la. Diz enquanto caminhava atrás de Lena que entrava em sua sala e tem uma infeliz surpresa. Lena fica nem um pouco feliz com a visita da mãe. – Fique calma Jess pode sair. Resolvo com ela. 

Lillian. – Tenho que admitir que ficasse linda com o tempo filha. Mande sua secretaria preparar um café mais que seja descente. Sentar na cadeira da presidente. 

Lena.- Não será preciso por que sua visita será relâmpago. Sair da minha cadeira! Joga a bolsa com violência na mesa. - Você não é bem-vinda nessa empresa muito menos na minha vida. 

Lillian trincar a mandíbula com a petulância de Lena apoia as mãos na mesa quando se inclina para fica de frente a Luthor mais nova seus olhos recaem em uma foto onde Lena abraçava um menino loiro de uns cinco anos em uma piscina. Pegar a foto para olhar melhor. – Seu filho é bonito. Encara Lena. 

A morena pegar a foto das mãos da mais velha. – Ele é filho da minha namorada. Apesar de que já o amo como se fosse meu. Para quê esse teatro todo não termos plateia. Diga para o que venho. 

Lillian. – Tinha esperança que tivesse tomado jeito pena. O que me trouxe aqui foi o contrato que sua empresa roupa da minha. O aglomerado Fox. 

Lena.- Vá se entender com o dono daquele lixo. Quebrei o pré-contrato com aquela empresa assim que descobrir algumas coisas sobre a fundação. Não quero minha empresa ligar a esse tipo de negócios. 

Lillian encarar lena como se ela tivesse enlouquecido. – Como assim desfez um contrato milionário daquele? Essa empresa também é minha. Por tanto, vou ficar o quanto quiser volta a sentar. 

Lena.- Essa empresa foi fundada por mim e minha sócia em um centavo dos aglomerados Luthor. É minha empresa que será dos meus filhos assim como da minha sócia. Pegar o telefone e ligar diretamente para equipe de segurança. – Igor meu querido! Mande três dos seus maiores seguranças para presidência agora e tira da minha empresa Lillian Luthor e certifique-se de ser a primeira e ultima vez que ela tenha colocado os pés na minha empresa. Até. – Tem cinco minutos para sair com as próprias pernas ou com a ajuda dos seguranças. 

Lillian. – Isso não ficara assim. 
 

Algumas horas depois 
 

Sam. – Não é meio cedo para beber? Encontra a morena na sacada olhando a cidade. 

Lena. – Nunca será cedo para beber quando se tem a desagradável visita de Lillian Luthor logo pela manhã. Dá o último gole do uísque. 

Sam. – Como assim? Por que não me chamou querida. Abraçar a morena que deitar a cabeça em seu ombro. Assim como ela, Lena também não tinha uma ralação boa com a mãe. – O que ela queria? Em primeiro lugar como ela te achou? 

Lena. – Não tenho ideia das respostas! Só sei que isso não é bom. Entrar na sala e se jogar no sofá. – Lillian Luthor é sinônimo de dor e sofrimento na minha vida. Logo agora que tudo está indo não bem. 

Sam não sabia o que dizer para a morena se sentir melhor. Então sentar ao seu lado e lhe dá colo. – Tudo ficara bem! Estarei aqui sempre. Lillian não vai te machucar. Para isso terá de passar por mim. 

Distrito federal sede do PBI

J’onn estava na sala de tiro. Depois da morte de Jeremiah seu parceiro de missões ele passou a trabalhar mais no escritório e elaborando o treinamento dos novos agentes. 

Agente.- Senhor! Tem uma ligação do seu agente na Europa. Tudo indica que é urgente. 

Agente de a Europa dar um alertar a J’onn. - Ele vendeu algo para o maior vendedor do mercado negro. Tente obter informações, no entanto seja lá o que for é algo pesado. 

J’onn. – Fique em alerta! Mais novidade entre em contato. Preciso falar com Lena! Ela poderia ser de grande ajudar. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...