História Just a Bad Boy -Jungkook - Capítulo 60


Escrita por:

Visualizações 509
Palavras 806
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 60 - Meninas malvadas


-claro, eu nem tenho altas fotos mostrando como você nem dá pt -Lia fala rindo e eu dou língua.

-um dia temos que fazer uma festa expondo a Kim -a staff fala enquanto bebe sua bebida.

-manooo vamos fazer um Kim exposed party? -Sophie fala se animando e logo todas começam a ficar agitadas.

-isso, ixpõe ela -Lia fala animada.

-VAMO PARAR COM ESSA PORRA AE -grito e elas me olham assustadas. -vocês me respeitem suas piranhas safadas -falo olhando para cada uma delas e elas voltam a rir.

-okay, hoje a gente vai aliviar, mas nós não vamos esquecer essa ideia -a staff fala maldosa.

-olha que eu vou expulsar todo mundo do meu quarto -falo cruzando os braços.

-olha que você não vai não -Diana, outra modelo fala rindo.

-CADÊ A MINHA VASSOURA PARA EXPULSAR VOCÊS?? -falo olhando para os lados.

-você deve ter esquecido lá nos Estados Unidos sua bruxa -a staff fala e eu bato em seu ombro.

Por mais que eu quisesse descansar, eu não quero ficar sozinha, tenho medo do que pode acontecer, se tudo pode se repetir, por isso tento manter esses pensamentos bem longe de mim, senão eu vou virar um poço de escuridão e mágoas.

-galerão, vamos assistir um filme? -Lia fala e todas concordamos.

Pego o controle que estava na mesinha ao lado da cama, ligo a televisão, e graças a Deus ela é uma smart tv, logo na minha Netflix que eu roubei da staff, e começo a rodar os filmes para decidirmos qual iríamos ver.

-gente eu super topo ver as piranhas -Sophie fala olhando a televisão e todas olhamos para ela com uma cara de interrogação.

-você estrelou um filme e eu nem sabia? -falo e todas riem menos ela.

-vão se foder -ela fala fazendo uma careta.

-vamos assistir um clássico? -Lia fala sorrindo.

-eu topo Mean Girls -falo empolgada.

-óbvio, você é a Regina George em pessoa -a staff fala e eu rio.

-gente, nas quartas nós usamos rosa -falo rindo.

O filme começa, as meninas já haviam decorado algumas falas de tanto assistir, também, um hino em forma de filme desses, não é para menos.

-Ain gente, Regina George era muito meu ícone na minha adolescência -Lia fala e todos riem.

-mano, eu tenho uma foto sua com o estilo igualzinho da Regina George -falo rindo me lembrando de quando tiramos fotos dos alguns de fotografia de todas quando eram menores.

-porra Kim -ela fala rindo e me dá língua.

Assistimos o resto do filme todo zuando e rindo, já estava tarde, e eu estava cansada, meu corpo ia pesando aos poucos, mais do que o normal, provavelmente efeito dos medicamentos que me deram no hospital. As meninas percebem o quanto eu estava cansada, então se despedem, me deixando sozinha no quarto, começo a me virar de um lado para o outro na cama, não conseguindo dormir, relembrando varias vezes das memórias daquele dia, desesperada pego meu celular e ligo para a Lia, pedindo para que ela viesse em meu quarto. 

Logo escuto batidas na porta e ela se abre, Lia entra de pijama sorrindo porém expressando uma certa preocupação.

-o que foi meu anjinho? -ela fala se sentando na beira de minha cama.

-eu não consigo dormir, as memórias ficam passando na minha mente o tempo todo, dorme comigo? -peço igual uma criança e ela sorri concordando.

Lia caminha até minha cama, que era de casal, deita e ajeita as cobertas, ela se vira para mim e sorri me olhando.

-você prefere que apague as luzes ou deixe elas acesas? -ela fala enquanto olha nos meus olhos.

-deixa os as do abajur acessas -falo e ela concorda pagando as outras e deixando como eu pedi. -obrigada -falo sorrindo.

-boa noite -ela fala calma.

-boa noite Lia -falo me tranquilizando.

Lia me envolve em seu abraço, e eu me ajeito em seu peito, que por sinal, era bem grandinho, com o seu calor, adormeço mais rápido do que eu esperava, a presença dela me acalmou o suficiente para isso.

Acordo, eu ainda estou nos braços de Lia, acho que é bem cedo, então não vou nem levantar, aqui tá muito bom para fazer isso.

Minutos depois a porta é aberta e vejo a staff trazendo o café da manhã em uma bandeijinha.

-bom dia -a staff fala e a Lia acorda, olho para ela e quase a ataco.

Como essa poc consegue acordar com o cabelo mais lindo que dormiu? Amas gente assim tem que bater.

-bom dia -falo sorrindo doce.

Eu e Lia sentamos na cama e a staff nos entra o café da manhã, pego uma torrada com manteiga e um suco de laranja, já a Lia pega uma fatia de bolo e iogurte.

-lembrem que hoje à tarde tem ensaio -a staff fala e deixa o quarto.

 


Notas Finais


Então amores, o que vocês acham de um Kim exposed party?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...