História "Just A Idiot" (Tomtord) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Tomtord
Visualizações 51
Palavras 1.267
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hey luminosos aqui estou eu com mais uma fanfic dessa vez de tomtord de eddsworld, eu ultimamente conheci esse desenho e o amei demais por conta disso decidi criar essa fanfic.

(Atenção: o desenho que está apresentado nesse capítulo é de minha autoria ou seja eu que desenhei, não ultilize sem a minha autorização.)

Capítulo 1 - "Prólogo"


Fanfic / Fanfiction "Just A Idiot" (Tomtord) - Capítulo 1 - "Prólogo"

Narrador P.O.V

Ele andava pelas ruas gélidas, o frio batia em seu rosto claro com alguns vermelhões, seu capuz cobria as suas órbitas negras na qual saiam leves lágrimas.


Ele pensava consigo "porque?", era a unica pergunta que conseguia fazer naquele momento, então o garoto com capuz azul logo se deixou ser coberto pela neblina.



Em outro lugar…


Três meninos estavam no sofá da sala, um era baixo moreno e tinha cabelos castanhos ele tinha uma adoração por cola, que usava um moletom verde.


O outro era vaidoso, elegante e muito bobo, era um ruivinho que se importava com a sua aparência, não vivia sem seus espelhos, e usava um moletom roxo com uma jagueta verde clara por cima.


E o último era o mais baixo de todos, tinha um cabelo bem peculiar da cor castanho claro, usava um moletom vermelho e era maravilhado por armas.


-Matt, tira desse canal agora! -dizia o menino de moletom vermelho com um TOM (a piadinha básica sksksks) raivoso.


Os dois estavam brigando entre si em busca de quem teria o controle.


-NÃO TODY, EU DISSE QUE IAMOS ASSISTIR CHILDS!- Disse o menino de cabelos ruivos.


O moreno só observava os dois e logo falou:


-SERÁ QUE VOCÊS PODEM CALAR A BOCA?!-após o moreno dizer isso um silêncio se estalou pela sala, algo que não era comum de se ouvir.


Tord P.O.V


Após um silêncio ter se feito pela sala, eu comecei a me assustar afinal era muito difícil o Edd ficar com raiva, como se fosse um evento histórico. 


Eu logo fui em direção as escadas subindo sem muita pressa, afinal eu realmente precisava de um tempo só para mim, entrei em meu quarto vermelho e logo me deitei em minha cama fazendo assim eu rapidamente adormecer.


-Tord, tord, tord, TORD!!!-dizia uma voz gritando e logo me empurrando de minha cama.


Eu cai de cara no chão, oque fez meu nariz dar uma leve doida mas logo ignorei.


-anh..estou acordado…-Dizia eu enquanto me levantava para logo avistar Edd em minha frente com os braços cruzados e segurando o riso.


Eu o olhei com uma cara séria logo indo até ele, ele me olhou assustado mas eu rapidamente passei a mão em sua cabeça baguçando os seus cabelos castanhos escuros.


-Ei! -ele disse estressadinho logo inflando as bochechas meio coradinho. (E não essa fanfic é de tomtord e não toredd).


Após isso fui ao banheiro e tomei um banho quente para relaxar, afinal terei que ir a escola agora e isso era algo bem cansativo.


Logo depois desci as escadas e fui em direção a cozinha logo sentindo um cheiro familiar de…

Panquecas, Edd sem dúvida sabia fazer as melhores panquecas, era algo extremamente delicioso oque me deixava maravilhado.


Ele despejou as panquecas em um prato e logo colocou mel em cima delas, encheu um copo com suco de laranja e rapidamente colocou por cima da mesa.


-HMMMMM, ISSO ESTÁ MARAVILHOSO EDD!- disse com a boca cheia de panquecas.


Ele olhou para mim e logo corou, e então disse:


-Eu sei, eu sou o melhor panquequeiro existente.-disse ele com um sorriso estampado em seu rosto completamente orgulhoso.


Eu comecei a dar leves risadas.


-Ok, ok panquequeiro agora baixe essa bola para podermos ir a escola.-falei rapidamente enquanto me levantava da mesa e logo segurando a minha mochila.


Eu fui em direção a sala para enfim esperar Edd e Matt, ao perceber o sumiço daquele admirador de espelhos fui me pronunciando:


-Ah cadê o Ma..-iria terminar até ser interrompido por uma voz familiar.


-Estou aqui agora vamos logo-disse ele em alto som fazendo eu me assutar.


-AAAAAH CRIATURA DOS INFERNO QUEIMA DIABO! -Disse gritando para aquele diabo.


Ele se virou pra mim e começou a me cutucar.


-Ei, oque vc está fazendo? -disse curioso.


ele continuou me cutucando dizendo:


-Cabelo com formato de chifres, dentes um pouco afiados e usando roupa vermelho, acha mesmo que eu sou o diabo?-disse ele gargalhando.


Eu olhei para ele furioso arrisco em dizer que chamas saiam de meus olhos, então fui correndo atrás de Matt.


-AAAAAAAAAH EDD ME AJUDA! -disse ele gritando enquanto saia correndo em direção a escola, e eu corria atrás dele até chegar na escola.


Quando chegamos na escola logo pude ver várias pessoas amontoadas, aquilo parecia ser uma briga ou algo assim, eu e meus amigos fomos em direção ao tumulto. 


-VOCÊ VAI APRENDER A NUNCA MAIS MECHER COM NÓS! -Aquela voz era familiar, definitivamente era o Tyler um valentão da escola.


Eu poderia ver qual o motivo da briga mas ignorei e andei em direção ao laboratório de ciências, minha próxima aula seria lá, e por conta de eu dormir de mais acabei perdendo muitas aulas, então se perdesse mais alguma eu estaria definitivamente fudido nessa matéria.


Andei pelos corredores e subi as escadas em direção ao laboratório de ciências.


Ao entrar na sala logo me sentei em direção a janela afinal era o único lugar no qual eu gostava, eu podia ver o céu, e as nuvens.


Tom P.O.V


Eu caminhei em direção a minha nova escola, por conta daquele incidente eu me mudei de escola novamente.


Ao encarar os portões da escola de metal e enferrujados com um aspecto velho, a escola em si era bonita, ela era pintada de um azul marinho junto com branco, com um belo campus.


Eu entrei pelo portão logo passando pelas pessoas que me encaravam, eu apenas conseguia encarar o chão, mas acabei esbarrando com alguém, no qual me agarrou pelo capuz do meu moletom me fazendo ficar sem ar, ele o puxou e naquele momento senti todos me encararem, oque eu podia esperar, um menino com olhos negros como não poderia ser reparado por todos?


-Pode parar ai sem olhos, você é uma aberração como tem coragem de sair em público. -Disse em meio as gargalhadas fazendo todos olharem para mim.


Eu me sentia inferior como se tudo estivesse sonre mim, como se eu estivesse trancado e me sentindo observado por todos no qual riam da minha jaula.


Em meio a isso eu silibei umas palavras claramente baixas aos ouvidos de outros.


-Pelo menos eu não sou um belo de um idiota…-Pronunciei baixo.


Ele logo virou para mim e disse raivoso:


-VOCÊ VAI SE ARREPENDER DO QUE DISSE ABERRAÇÃO! -Ele logo exclamou pronto para me dar um murro.


Até que fomos interrompidos pelo som do que parecia a voz de uma inspetora.


-Oque vocês dois estão fazendo? Vão logo para as suas salas!-Falou a voz da inspetora fazendo aquele idiota silibar em minha orelha.


-Você vai se arrepender te encontro na saída aberração. -Ele silibou em claro e bom som oque me fez dar calafrios.


Aquele idiota sumiu pelos corredores.


Eu rapidamente fui em direção a minha primeira aula que seria ciências.


Ao chegar na sala todos me encararam por sorte eu já havia colocado o meu capuz o que fez não verem meus olhos.


-Bem alunos temos um novo aluno na escola peço que se apresente.-Disse ela olhando para mim.


Todos fixaram o olhar em mim oque me fez estremecer, mas disse em tom frio.


-Meu nome é Thomas.-Disse frio logo me sentando ao lado da janela atrás de um menino de moletom vermelho e cabelo estranho.


Esse mesmo garoto se virou para mim como um sorriso e logo disse.


-Olá meu nome é Tord. -Disse ele estentando a mão que eu nem tive o interesse de apertar.


Ele logo me encarou e abriu a maldita boca novamente.


-Você é bem caladão…-Ele falou logo abaixando a mão, ele iria falar novamente se eu não o interrompesse.


-Será que você pode calar a maldita da boca-Disse furioso.


Ele logo abriu um sorriso e disse


-Ah me desculpe princesinha haha, mas finalmente você falou algo, agora pode me dizer qual o seu maldito nome porque você falou tão baixo na frente da sala que eu nem escutei.-Falou aquele maldito baixinho de moletom vermelho. 


Eu para acabar com aquilo falei rápido. 


-Meu nome é Thomas mas pode me chamar de Tom.




Notas Finais


Enfim espero que tenham gostado do primeiro capítulo e até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...