História Just a Secret - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Competição, Corrida, Hetero, Jeon Jungkook
Visualizações 177
Palavras 1.951
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


2ª TEMPORADA

Capítulo 25 - O não esperado matrimônio.


Fanfic / Fanfiction Just a Secret - Capítulo 25 - O não esperado matrimônio.

Eu o evitava a todo momento, fazia de tudo para não encontrar o meu noivo egoísta. Resolvia as coisas do casamento de longe quando sabia que ele estaria por perto e felizmente consegui o evitar por dias, até que faltasse apenas um dia para o nosso matrimônio.  

Eu estava desesperada, sentia uma forte angústia em meu peito como se não pudesse aceitar aquilo de maneira alguma. Definitivamente não queria ter um casamento assim.  

Passei o dia com as minhas amigas fazendo de tudo para tentar esquecer o que aconteceria na tarde seguinte. Elas tentavam me animar de todas as maneiras, contando novidades, piadas, mas nada resolvia.  

Só consegui me distrair quando saímos para comprar algumas coisas para o neném de Solji que chegaria em breve. Com certeza era a única alegria daquele momento. Ela era como uma irmã pra mim, então eu já considerava aquela criança como se fosse o meu sobrinho e todos esperávamos por sua chegada ansiosos.  

Depois eu voltei para casa já de tarde e arrumei minhas malas, me despedindo de cada detalhe daquele lugar por um tempo. A família Jeon havia comprado uma casa para que morássemos juntos a partir de agora e por isso eu teria que trancar o meu cantinho por tempo indeterminado, tendo apenas a certeza de que quando me divorciasse, voltaria para a mesma sem pestanejar.  

Após arrumar tudo, fui dormir. Não com a intenção de estar descansada para a manhã seguinte, pois eu nem sequer me importava com isso, mas sim pra tentar esquecer de tudo e não passar a madrugada inteira pensando em quão estranha seria a minha vida daquele dia em diante.  

[...] 

Acordei cedo e peguei minhas duas malas, levando para o carro. Fui dirigindo até um spa, encontrando minha mãe lá. Ela passaria a manhã comigo, até que eu tivesse que ir para o civil de tarde, para o maldito casório. 

— Filha, anime-se um pouco. Imagine que hoje é um dia especial. Vocês podem acabar gostando um do outro. — sorriu para mim que bufei. — Algum dia, será que poderá me perdoar? — permaneci em silêncio e saí de perto, indo até uma sala de massagem onde era chamada um tempo depois.  

Recebi banho de sais, drenagem linfática, limpeza de pele e tudo o que tinha direito. Fiz as unhas das mãos, dos pés, meus cabelos foram arrumados, minha maquiagem e tudo o que estivesse incluído no pacote mais caro do lugar.  

Somente porque eu queria que o tempo passasse devagar, ele voou e eu tive que me trocar na casa de meu irmão. O vestido ia até a altura de meus joelhos e era no modelo tubinho. Possuía um detalhe em cinza em minha cintura, mas era por inteiro na cor branca, totalmente de renda.  

Nele haviam mangas transparentes com detalhes em renda que iam até a metade de meus braços, dando um ar elegante e fofo. Coloquei um salto prateado e brincos, já meus cabelos estavam presos em um coque bem feito, produzido no salão do spa.  

Taehyung me olhou com pesar e mesmo assim me abraçou ao me ver, dizendo que eu estava linda. Me ajudou a colocar as malas em seu carro dessa vez e fomos até lá.  

No cartório haviam apenas eu, Jungkook, nossos pais e alguns outros familiares próximos que seriam testemunha da nossa união forçada. Assim que eu cheguei, Jeon já estava lá, trajado com um terno elegante. Sua expressão continuava fria e ele nem sequer tinha me olhado.  

Nossas mães nos encaravam implorando por um sorriso em nossos rostos, porém era quase impossível acatar a tal desejo. O juiz disse algumas coisas que no momento eu nem prestei muita atenção, apenas consentindo e assinamos os papéis e as testemunhas depois. Jungkook tirou do bolso uma caixinha com as alianças e colocou uma delas em meu dedo. Eu poderia chorar, mas com certeza não de emoção. Aquilo nem sequer parecia o meu casamento... O meu primeiro casamento.  

Peguei a outra aliança, colocando-a em seu dedo, sentindo uma lágrima escorrer pelo meu rosto. A limpei disfarçadamente e fizemos pose para a foto. Assim que saímos, fomos até a casa de minha sogra onde aconteceria a festa e lá mesmo eu fui levada para um dos quartos para me trocar novamente.  

Eu permaneceria com os mesmos acessórios, mas dessa vez usaria um vestido diferente. Tratava-se de um belo vestido branco. Ele era longo e possuía um decote cavado em forma de V na frente, que evidenciava levemente os meus seios. Não tinha mangas e era lindo, com uma fenda comportada que mostraria apenas o forro de renda que possuía por baixo da roupa.  

Dessa vez os meus cabelos estavam soltos e dei uma última conferida em minha roupa, me preparando para descer as escadas e ir até o grande jardim onde a festa ocorreria naquela noite.  

Os convidados em sua maioria já tinham chegado e eram quase 20 horas. Assim que saí do quarto já pronta, vi que Jeon me esperava na porta e ainda sem me olhar me estendeu o braço para que eu o entrelaçasse no dele e o fiz, descendo as escadas até chegar na parte externa.  

Assim que as pessoas nos viram, ovacionaram com grande empolgação, vindo nos cumprimentar. O lugar estava lindo e realmente bem enfeitado, típico de uma provável festa dos sonhos. Continuei ao lado de meu noivo até que cumprimentássemos o último convidado.  

Muitos ali nem eram da família, mas sim empresários ou do ramo de Direito e acreditavam que aquele casamento era o fruto do nosso amor. Os únicos que sabiam sobre o contrato eram as nossas famílias e os meus amigos.  

As pessoas vinham nos parabenizar nos desejando felicidades e sorríamos a todo momento. Eu podia dizer que estávamos enganando muito bem. Os últimos a se aproximarem foram Jin, Namjoon, Yoongi, Jimin, Hoseok, Sohyun, Solji e Minji que vieram acompanhadas de seus parceiros.  

Primeiro eu as abracei, vendo os outros cumprimentarem Jeon de maneira informal. Eles também não se viam há tempos, já que ele tinha retornado para a cidade a pouco.  

— Eu nem sei o que dizer... — comentou Jimin, me girando — Você está maravilhosa. — beijou minha bochecha.  
— Eu queria desejar felicidades ao casal, mas... A verdade é que eu não sei muito bem o que dizer num casamento desses, por troca. — disse Suga com as mãos no bolso, sorrindo sem jeito.  
— Estou torcendo pra vocês se darem bem nesse tempo, sei que não vai ser fácil. — disse Jin — Queremos vocês no nosso casamento também, certo Nam? — cutucou o noivo que sorriu envergonhado, concordando.  
— Amiga... Boa sorte. — Comentou Minji carinhosamente, me abraçando e ao se separar de mim, olhou para o meu "marido". —Jungkook, pelo que todos nós vivemos como amigos... Eu faço esse pedido por todos nós... Cuide bem da (S/N), por favor. — nossos amigos assentiram e nos dispersamos.  

Suspirei, olhando para ele que não demonstrava nenhum sinal de estar aproveitando a própria festa. Eu resolvi me afastar e tentar me divertir um pouco. Afinal, aquilo tudo era para nós, eu tinha esse direito. Peguei uma taça de champanhe e me aproximei de meu irmão, o chamando para a nossa roda de amigos.  

Aos poucos começávamos a nos divertir e eu já estava em minha segunda taça, ainda que estivesse sóbria, apenas um pouco alegrinha.  

Meus sogros e meus pais nos disseram para aproveitarmos tudo e era isso que eu estava fazendo, já ele, eu não fazia a menor ideia. Um DJ havia sido contratado e a música que tocava era realmente boa. Sem exceção, todos os convidados se divertiam de sua maneira. Uns apenas conversavam apreciando a música animada ou outros dançavam, bebiam, comiam do que lá havia, tiravam fotos, enfim.  

No meio de tanta bagunça eu quase esqueci do porquê de estar ali no meio. Vi Jeon de longe, conversando com algumas pessoas num canto, mas nem me importei. Eu pulava e chamava meu irmão para dançar juntamente de Yoongi e os outros, vendo-o rir do meu estado enérgico.  

Logo Solji e seu marido se aproximavam, dizendo que iriam embora e eu concordava, me despedindo de ambos. Tudo continuava muito bom, até um dos empregados me chamar, avisando que já era hora de minha "viagem de lua de mel".  

O sorriso que antes havia em meu rosto desapareceu e eu concordei. Me despedi dos que pude e logo que entrei na casa, me trocando novamente e agradecendo a senhora e o senhor Jeon pela hospitalidade e pela grande festa.  

Esperei que Jungkook aparecesse e nos despedimos de todos. Minhas malas já haviam sido colocadas em seu carro pelos funcionários e só nos restava partir. Todos acreditavam que iríamos para o exterior em uma viagem de lua de mel, mas a verdade era o contrário. Não iríamos para lugar algum além da casa que havíamos ganhado.  

Optamos por não ter a tal Lua de mel e respeitaram a nossa decisão, apenas espalhando boatos de uma suposta viagem para que os convidados e parentes da família não achassem o fato de passarmos em casa muito estranho. Portanto, durante uma semana não poderíamos dar as caras pela cidade para que todos realmente acreditassem naquela mentira.  

Passamos o caminho todo calados e ao chegarmos lá, Jeon me ajudou a descer as malas e entramos numa casa grande e espaçosa. Não chegava a ser uma mansão enorme como a de seus pais; mas era um lugar espaçoso e bem moderno, com grandes janelas de vidro e uma bela porta de madeira cara.  

Eu estava cansada demais para ver todos os cômodos da casa, mas por onde passava me surpreendia com tamanha beleza. Eu não sabia ao certo para que cômodo ir e abri um por um, até encontrar a suíte do casal. A cama era enorme e o banheiro espaçoso, com duas pias, um grande espelho e uma jacuzzi. Havia um closet imenso também, com proporções iguais dos dois lados, para o casal.  

Tinha também uma televisão grande no quarto e por ser uma casa já mobiliada, possuía alguns enfeites e móveis planejados. Tirei os saltos que vestia e peguei minhas malas que já se encontravam na porta, as abrindo. Peguei meu pijama fresquinho de algodão e o levei para o banheiro, tomando um banho relaxante. Peguei uma toalha debaixo da pia e me sequei, me trocando lá mesmo.  

Me deitei na cama sentindo todos os meus músculos relaxarem e suspirei, abrindo os olhos apenas ao ouvir passos. Assim que olhei para frente, vi que Jungkook se despia a caminho do banheiro.  

— Você vai dormir aqui? — questionei enquanto ele adentrava o cômodo, deixando suas roupas para trás.  
— Óbvio. Não pensou que aproveitaria tudo isso sozinha, pensou? — permaneci calada, ouvindo o barulho do chuveiro.  

"Agora que eu parei pra pensar... Acabamos de nos casar, esse deveria ser um momento íntimo... Será que ele vai tentar fazer alguma coisa?" Me acomodei, vendo-o sair apenas com uma toalha enrolada na cintura, adentrando o closet repleto com suas roupas, já que ele havia trazido as coisas com mais antecedência. Saiu de lá já vestido com um pijama simples e se aproximou da cama. O olhei esperando para ver o que ele faria e o mesmo apenas se deitou, virando-se para o lado oposto ao meu.  

— Boa noite pra você também. — disse sarcástica, não obtendo resposta alguma. Me lembrei que não havíamos apagado as luzes e me levantei bufando, sentindo os meus pés cansados.  

Retornei e me deitei, notando o tanto de espaço que ainda restava entre nós dois, de tão larga que era a cama em que estávamos. Meus olhos pesaram e sem conseguir pensar em mais nada, dormi.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...