1. Spirit Fanfics >
  2. .just friend's >
  3. .aquele em que hangyul arranjou um namorado.

História .just friend's - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Bom, depois de >anos< eu decidi, novamente, escrever uma fanfic. Seuncat atualmente é meu couple atual fav de X1, então nada melhor do que escrever algo sobre eles.

* A fanfic é inspirada no seriado Friends, mas irá ter MUITA coisa diferente, será apenas alguns capítulos que eu irei escrever baseado em partes engraçadas que eu assisto em Friends.

Capítulo 1 - .aquele em que hangyul arranjou um namorado.


O dia amanheceu novamente, e tudo estaria em uma completa paz caso o apartamento de Wooseok não estivesse sido invadido por seus amigos, em um momento que o garoto sequer havia acordado direito.

Dentro de seu quarto, a primeira voz que conseguiu ouvir em alto tom foi a de Yohan, para variar, o rapaz estava tão animado quanto nos dias anteriores. Em seguida, ouviu Seungyoun, que no caso, Wooseok ouvia a voz do rapaz praticamente o dia inteiro, já que dividia o apartamento com o mesmo. Soltou um choramingar enquanto retirava o cobertor de seu corpo, colocando suas pantufas de gatinho que tanto adorava, ajeitou o roupão por cima de seus ombros conforme abria a porta de seu quarto, colocando uma bela expressão emburrada em face.

- Isso é invasão de privacidade. – Comentou Wooseok em um alto tom, numa tentativa em que os outros ouvissem o que o mesmo havia dito, e por fim prestasse alguma atenção em si.

- Não quando seu irmão que mandou reunir todos aqui, e Seungyoun que se ofereceu a abrir a porta. – Respondera Seungwoo enquanto encolhia os ombros, colocando duas fatias de pão na torradeira, apoiando ambos os braços contra o balcão enquanto se virava para o lado contrário. Nisso, Wooseok levou o olhar até os dois citados, xingando mentalmente Hangyul por sequer ter pensado que uma reunião de amigos naquele momento seria necessária, julgando ambos que apenas soltaram uma risada.

- Certo, antes de me matar, eu tenho algo importante! – Comentou Hangyul de maneira tão animada que chegava a estressar Wooseok. O rapaz se aproximou do irmão mais velho, passando se braço pelos ombros do menor e deixando um selar no topo de sua cabeça, como sempre costumavam fazer ao se encontrarem. – Finalmente, eu achei alguém.

- De novo? – Perguntaram em quase uníssono, afinal de contas, todos achavam que o rapaz ainda estava junto de seu último namorado.

Talvez não tivessem suspeitado que haviam terminado à quase quatro meses, fora o que Hangyul pensou.

- Qual é, gente.. – Resmungou Hangyul de maneira baixinha, indo até o grande sofá que pertencia ao irmão e assim se jogando contra o mesmo, não dando a mínima para o fato de que Seungyoun estava ali, o que assustou ao moreno e quase derrubou Hangyul do sofá, mas felizmente, não o fez. – Eu não namoro tanto assim, quem faz isso é o Seungwoo e Yohan!

Comentou de maneira emburrada, apontando com a mão para os dois citados, que por sua vez, ficaram indignados com as palavras do segundo mais novo do grupo. Seungwoo acabou por distribuir um tapa na cabeça de Hangyul, que choramingou em resposta, alegando que o mais velho tinha que ter noção de que suas mãos eram enormes e seus tapas sempre doíam, claro, não tanto como os de Wooseok.

- É engraçado a forma de como Seungwoo fica ofendido com a verdade. – Wooseok deu de ombros, seguindo até a cozinha repartida por um balcão com a sala, ficando ao lado do citado, já que o mesmo havia voltado para continuar a comer o pão que havia feito, enquanto isso, o Kim começava a preparar o café para todos ali.

- Você só fala isso porque sabe que Seungwoo hyung nunca iria te bater. – Comentou Dongpyo que estava sentado em uma das cadeiras em volta da mesa, mesmo sabendo que também nunca havia levado um tapinha sequer do Han.

- Você também nunca apanhou, seu mequetrefe. – Disse Yohan que estava à frente da janela em um alto som, cruzando os braços enquanto começava a caminhar até próximo dos outros, se sentando ao lado de Dongpyo. – Wooseok e Pyo são os protegidos, o que eu acho um absurdo.

- Quando eles tiverem mais de um e oitenta de altura ou ser marombinha igual o Hangyul, nós conversamos. – Comentou Seungwoo com uma risada, sequer percebendo o que havia dito. E quando se deu conta, já era tarde demais, levou um soco no braço de Wooseok, enquanto a Dongpyo, tacou uma maçã falsa em direção à sua cabeça, que acabou acertando em seu peito.

No fim das contas, todos acabaram rindo do acontecimento, achavam graça em como os dois baixinhos odiavam serem lembrados de tal fato, como também se divertiram em ter o Han apanhando de ambas as pessoas que sempre protegeu.

Felizmente, Wooseok não enrolou muito para terminar o café, e para sua felicidade, já tinha alguns pães sobre a mesa que provavelmente Hangyul teria trago consigo, como também Seungwoo preparou as tão famosas panquecas americanas, já que Yohan e Seungyoun sempre teve mais preferência em digerir alimentos de tais tipos. Logo, o grupo de meninos estava novamente espalhados pelo apartamento, todos aproveitando do momento em que poderiam provar a comida e também bebida dos dois melhores cozinheiros do local.

- Oh, esqueci de avisar, chamei Hyungjun para vir aqui conhecer vocês. – Comentou Hangyul de maneira animada, sendo o primeiro a terminar de comer, logo o garoto levou o prato até a pia, lavando o mesmo para que os dois amigos não tivessem trabalho em ficar lotados de louça.

- Quem é Hyungjun? – Seungyoun foi o único a perguntar, com uma de suas sobrancelhas arqueadas, já que não havia ouvido em momento algum aquele nome ser citado de forma que alguém no cômodo conhecesse além de Hangyul.

- Er... Meu namorado? – O rapaz respondeu como se fosse algo óbvio, secando o que havia lavado e então guardando em seu devido lugar, conhecendo o irmão que possuía e poderia mata-lo caso desorganizasse alguma coisa sequer.

Seungyoun murmurou um “oh..” ao ter a resposta obtida, acabando por encolher os ombros enquanto terminava de comer, refletindo sobre todas pessoas que havia conhecido ao decorrer de sua vida para tentar, ao menos, descobrir se aquele nome não lhe era familiar.

- Espero que seja alguém educado, cansei de ter apenas trogloditas dentro da minha casa. – Comentou Wooseok enquanto se levantava do pequeno puff que havia próximo ao sofá, fazendo o mesmo que o irmão mais novo e assim limpando o que foi utilizado por si, não demorando muito para guardar tais coisas.

- Eu sou um troglodita? – Perguntou Seungwoo com a sobrancelha arqueada, nunca se recordou de algum momento em que destratou os amigos, claro, tirando todas as vezes que sempre batia em algum deles, ou também quando acontecia alguma desgraça em vossas vidas, o Han nunca conseguia controlar a risada ao ouvir as histórias.

- Bom... – Wooseok respondeu em um tom quase inaudível, dando passos rápidos até a porta de seu quarto, abrindo a mesma para que assim adentrasse ao local, mas não o fazendo antes de se virar para todos na sala novamente. – Hangyul, lembre-se que iremos julgar vocês dois à todo momento, precisamos saber direitinho qual vai ser a merda da vez.

O garoto disse por fim, adentrando ao seu quarto para enfim se arrumar e assim deixando que o caos acontecesse em sua sala enquanto não estava presente ali. Conseguia ouvir as risadas escandalosas até mesmo à cinco quarteirões de distância, comentava consigo mesmo sobre o quanto amava os outros cinco, caso ao contrário, nunca iria permitir que alguém o acordasse plena oito horas da manhã.


O resto do dia, felizmente, havia sido um tanto quanto animado para o grupo de seis meninos. Para a felicidade todos, o namorado novo de Hangyul, Hyungjun, era um tanto adorável e educado com todos, como também tinha um ótimo humor. Obviamente, Dongpyo fez uma amizade rápida com o garoto, pois também não possuiam grande diferença de idade.

Claro, nem todos iriam aceitar aquilo 100%, Seungyoun, por sua vez, sequer chegou a falar muito com o novo namorado do amigo, ao contrário, metade do tempo havia ficado quieto enquanto comia o lanche que pediu – o ponto de encontro do grupo, se não na casa de Wooseok, sempre era na lanchonete que ficava na esquina do prédio. – A única vez que o rapaz abria a boca para falar uma palavra sequer, era quando um dos amigos queria tratar algum assunto consigo que realmente havia o chamado a atenção.

Quer dizer, o Cho queria o melhor para Hangyul, estava feliz pelo rapaz ter achado alguém, pois realmente, havia tido poucos relacionamentos e Seungyoun sabia praticamente de todos, mas, no fundo, sentia que Hyungjun não seria o suficiente, e apenas não queria dizer aquilo para não magoar nenhum dos que estava presente ali.

Pois, querendo ou não, os anos em que Hangyul fora completamente apaixonado pelo irmão do amigo havia se passado, e Cho se odiava por começar a corresponde-lo justo quando o garoto havia “partido para outros”.


Notas Finais


bom, espero que vocês tenham gostado disso, novamente, é a primeira fanfic que eu decido fazer depois de muito tempo, então, tenham paciência kk.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...