História Just Friends- Camren - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony, One Direction
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson, Normani Hamilton
Tags Camren, Comedia, Romance
Visualizações 803
Palavras 2.976
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii pessoinhas mais incriveis do mundo, tudo bem com vocês? Eu espero que sim. Bom, eu não sei se eu vou poder postar mais tarde então, melhor prevenir do que remediar não é mesmo. Sou só eu ou vocês também ama musicas natalinas? Aliás tudo relacionado ao Natal é incrível, é uma pena faltar tanto assim para ele chegar. Bom, como é de lei, e eu sei que já devem ter cansado de ouvir isso, mas... Eu só queria agradecer a todos que tiraram um tempinho para ler, favoritar, comentar. Aliás eu amo os comentários, é um pedacinho de cada um de vocês, que é maravilhoso conhecer.
Eu já falei o quanto eu amo a palavra maravilhoso? Com certeza sim.
É isso, espero que gostem, um beijo para cada neném que acompanha, já leu, lê ou ainda vai ler algum dia essa fic.

Capítulo 9 - Merry Christimas


Fanfic / Fanfiction Just Friends- Camren - Capítulo 9 - Merry Christimas

P.O.V Camila

- Ela ficou lá parada, e ainda disse que não queria estragar nossa amizade.- disse bufando e Louis sorriu mordendo seu sanduíche- Não tem graça Lou.- falei séria.

- Eu disse que não era uma boa ideia, mas ninguém me escuta.- disse Normani calma.

- Tem um pouquinho sim.- disse.- Pensa comigo, depois de 10 anos, aqui estamos nós com você reclamando que os papeis se inverteram. Agora é você que está a friendzone. É meio engraçado.

- Você é um péssimo amigo. E aliás, eu não estaria nessa situação se não fosse você e suas péssimas ideias.

- Com licença mas o meu plano era muito bom. E eu só não adivinhei que elas saíram brigando que nem dois animais por sua causa.

- Foi a ideia mais estúpida que você já teve. Mais até do que usar a Lauren para fazer ciúmes na Ariana.- disse aumentando meu tom de voz.

- Ah claro, por que eu coloquei uma arma na sua cabeça e te obriguei a isso não foi?- disse irônico aumentando também o seu.

- Ei ei ei, já chega os dois.- a morena exclamou firme.- Já passou, vão brigar por besteira agora?

- A culpa não é minha se Camila não consegue assumir as próprias idiotices.

- Eu assumo Louis, eu assumo que foi erro meu ter escutado suas ideias idiotas.

- Bom, minhas ideias não tiveram culpa de a Jauregui ter te rejeitado. A culpa foi sua de ter magoado a garota a 10 anos atrás, a culpa é sua de continuar com uma namorada que só te faz de gato e sapato, e a culpa é sua de começar a gostar da Lauren, se é que já não gostava antes. Eu não tenho nada a ver com essas coisas. Agora se quiser mentir para você mesma e me culpar fique à vontade. Agora se me dão licença, eu perdi o apetite.- se levantou me deixando atônita ali. Eu e ele de vez em quando tínhamos brigas assim mas dessa vez tinha me magoado.

- Dá um desconto para ele. Shawn e ele brigaram por que o Mendes não quer assumir um relacionamento agora. Você sabe que o Mendes tem vergonha desse rolo deles, e de ser gay e tudo. Ele só está machucado e descontou na pessoa errada.

Louis era uma pessoa muito explosiva, e quando estava triste ou magoado só sabia botar para fora com agressividade.

- Ele não precisava ter falado comigo dessa forma.- respirei fundo tentando me acalmar, mas eu sentia o choro subir por minha garganta.

- Você acha que gosta dela?

- E-Eu não sei eu só........  Eu já estava me sentindo estranha desde que soube que ela viria, mas ontem.- suspirei.- Ontem eu me senti tão bem. Foi como voltar a 2005, foi como finalmente me sentir viva de novo.

- E o que você pretende fazer?

- Voltar para minha vida e esquecer tudo isso?- disse, e ela sorriu tristemente para mim.- Afinal, ela volta para NY em alguns dias.

.....

 

Normani não parava quieta um minuto ao meu lado.

- Eles vão se sair bem, Mani. Vai dar tudo certo.- coloquei a mão ao ombro de minha amiga tentando lhe passar confiança.

- Somos a última atração, antes de Simon entediar todos até a morte com a história da cidade  - disse lendo pela quarta vez o folheto do evento. Ela estava mais nervosa que qualquer uma das crianças.

            A festa municipal em plena véspera de Natal em Sant Jacobs era tradição. Músicas de natal eram cantadas, algumas comidas típicas eram vendidas, o concurso do pior suéter de Natal, e da melhor decoração natalina da cidade, o que meus pais faziam questão de levar o título todos os anos desde que me lembro por gente, e por último o discurso de Cowell sobre a história da cidade. Todo ano era a mesma coisa. A turma do primário de Mani tinha esse ano ficado com a apresentação de “We Wish You A Merry Christimas.”  que era a principal.

             - Cadê o Louis, hein?- disse olhando em volta. Também não o tinha visto pelo resto da manhã. E nem queria vê-lo agora. Ainda estava chateada, dei de ombros. Ouvi um pigarro chamando nossa atenção  e olhei para o lado. Ariana.

            - É para você.- me estendeu uma caixinha prateada. A olhei e ela tinha um curativo no rosto e não me sentir culpada foi impossível -Eu tinha planejado te entregar na troca de presentes na casa de seus pais, mas depois de tudo não acho que seja bem vinda na ceia dos Cabello.- colocou as mãos no bolso.- Feliz Natal, Camila.- a olhei. Minha amiga assistia nossa interação.- Abre vai.

            - Você sempre amou essa época do ano então eu pensei que iria gostar. Mandei fazer especialmente para você. Só existe um no mundo, assim como você.

Era um globo de neve de uma delicadeza incrível, todas as renas eram de cristal. E sobrevoavam uma miniatura de Sant Jacobs, com a escola e tudo. Nossas iniciais estavam gravadas e com letras cursivas na base do globo

- Ele liga aqui em baixo.- pegou gentilmente da minha mão. Apertando algo em seu inferior, era um globo sonoro. o som de “Silent Night” dedilhada ao piano começou.

- Eu mesmo gravei. Sei que é sua música predileta dessa época que eu sei.

-É lindo.- disse realmente impressionada com sua atenção ao escolhe-lo para mim.

- Eu te amo Camila e espero que possamos nos entender logo. Esses dias longe de você me fizeram mudar, e eu prometo nunca mais te machucar. Mas vou dar todo o tempo e espaço que precisa.

Eu estava sem palavras, encarava Ariana tentando formular alguma frase. Seria mais um milagre natalino?.- Acho melhor ir indo então. Só queria te entregar isso mesmo. Tchau Kordei- acenou paara a minha amiga, que parecia tão surpresa quanto eu.- Se cuida, Mila.- me puxou para um abraço dando um beijo em meu rosto.

            - Quem é aquela? E o que fez com a Grande?- disse minha amiga assim que a garota saiu.

            - Eu não faço a mínima ideia- disse olhando por onde ela tinha saído.

            - Tiaaaaaaaaa Kordeiiiii?- uma garotinha chorosa fantasiada de estrela entrava corria até minha amiga.- Joey Tribianni puxou meu cabelo. – Disse chorando. Minha amiga suspirou.

            - Eu vou ter que cuidar disso, Mila, por que não vai procurar o Louis?- fechei os olhos, teria que encarar o garoto mais cedo ou mais tarde mesmo.

            - Tudo bem.- levantei pegando minha bolsa e meu cachecol.

            - Fico te devendo uma amiga, agora vamos lá Susan, onde está o Joey?

            Procurei ao redor meu amigo.  Comecei a andar pelo local procurando o garoto, ou algum conhecido para ver se tinha algum sinal dele. Ariana tinha sido realmente carinhosa à um momento atrás. Talvez eu tivesse sido dura demais com ela. Eram algumas conversas só no celular, não era o fim do mundo, e ela parecia ter se sentido realmente culpada. Mas também tinha Lauren, eu não podia mentir e dizer que não estava mexida. Ontem com ela tinha sido tão...Ugh, dizer que a essa altura não sentia nada por ela seria mentira.

 Mas ao que tudo indicava ela só me via como amiga. Se bem que não acho que ela tenha me beijado com toda aquela vontade por nada. Eu acordei e me senti tão envergonhada que preferi fugir sem acordá-la. Não queria lhe dar com aquela situação agora. Foi vergonhoso ser rejeitada daquela forma. Eu praticamente me servi de bandeja para ela e ela nada. Era uma decisão difícil. Andei mais um pouco recebendo e distribuindo alguns olás e feliz natal. E é só falar no diabo que ele dá as caras.

            A vi com os mesmos dois amigos do bar em uma barraca mais à frente. Eu não sabia como agir depois da noite passada. Deus “ pode esquentá-los para mim?” Eu também viraria para o outro lado e dormiria. Fui tão idiota. O que eu estava pensando? A vi caminha com os amigos em minha direção distraída e tomei a atitude mais madura que pude pensar no momento. Entrei na barraca de tira ao alvo me escondendo.

            - Camila?-  Shawn tinha uma careta confusa.- Ahn eu achei que seria Louis a me ajudar.... O Sr Cowell falou que o Lou estava vindo.- Eu tinha que improvisar.

            - Ele......ele..... ele mudou de ideia, é foi isso.- Vi Hailee passar lá atrás.- a Srta Steifield precisou dele e então Simon me mandou. Isso aí.

            - O..kay.- disse lentamente ainda assimilando minha história.- A fantasia está ali no canto. Você pode vesti-lá e sentar no banco acima da banheira.

            - O q-que? Eu não vou fazer isso. Está congelando.- disse- Estava uns °10 C.

            - É por isso que você vai usar essa fantasia enorme, para não passar tão frio. Simon não te falou?- neguei nervosa. Lauren estava há umas 3 barracas de distância.

            - Me dá logo essa fantasia.- disse e ele pegou a fantasia de mascote da escola do chão, aquela merda era enorme e cheirava à suor. Sant Jacobs tinha como mascote um Alce, e aqueles chifres de pelúcia na parte de cima da fantasia só a tornavam mais desconfortável. Vesti o mais rápido que pude.

            -Viu, não foi tão difícil.- disse sorrindo e me ajudando a arrumar a “cabeça” da fantasia.

            Me sentei no banco. E depois de alguns minutos Lauren e seus amigos estavam a minha frente.

            - É quanto a ficha?- perguntou sua amiga. Lauren não conseguiria me reconhecer naquela fantasia, mas mesmo assim eu estava nervosa.

            - 1 dólar, três jogadas. – disse Shawn simpático.

            - Laur, têm um dólar para me dar.- perguntou e vi Lolo revirar as olhos entregando o dinheiro ao meu amigo.

            - Obrigada, aqui estão. A mais alta pegou as bolinhas de sua mão.

            - Continuando o que estava dizendo. Eu me sinto culpada. Agora você não pode mais voltar atrás. – Jogou a primeira bolinha errando feio.- Merda.- fez uma careta.

            - Se tivessem me ouvido desde o começo, não estaríamos agora conversando sobre isso. Eu disse que essa aposta de vocês era estúpida.- a garota jogou a segunda, e errou de novo.

            - Você está fazendo errado Dinah. Você tem que fazer o movimento com o ombro e não com o pulso.- disse Laur

- Se é tão boa faz você então.- disse a sua amiga lhe entregando a última bolinha.

-Bom agora eu sei, mas na hora não pareceu tão ruim, era simples.- se pôs de frente ao alvo.- Conquistar a Cabello, e provar para mim mesma que eu conseguia, e de quebra ganhar 50 dólares de Dinah. Era um plano simples.

            Eu não acreditava no que tinha acabado de ouvir. Eu queria matar a filha da puta da Lauren. Desculpe Dona Clara. Mas que cachorra. Então eu não passava disso para ela? Uma aposta? Como eu fui burra de deixar ela se aproximar de mim.

            Tomei um susto caindo na água congelante.

- Os três bateram um hi-five, se dirigindo ao lado para onde Shawn estava. Pegando seu prêmio.

Então nenhum segundo de todo o tempo que ela estava comigo foi real? Ela não tinha o direito de me usar daquela forma. Meu coração parecia rasgado em um milhão de pedacinhos.

- Quer ajuda aí, Camila?- Mendes me ofereceu sua mão para que eu saísse. Saí de lá com sua ajuda. Tirei a parte de cima da fantasia.

- Está tudo bem?- assenti. Bom, eu admitia que no começo minhas intenções com Lauren não eram as mais nobres, mas nunca pretendi magoa-la. E eu estava começando a desenvolver sentimentos reais por ela. Então agora eu estava tão irada com ela. Com tanta raiva que queria socar a cara daquele ser. Eu já tinha ido longe demais com aquilo. Eu sabia o que era o certo a se fazer, podia estar em dúvida antes, mas agora eu sabia.– Tem certeza?

- Nunca estive tão certa em toda minha vida.- disse lhe entregando a cabeça enorme de alce e saindo.

- Onde você vai? Camila? A gente só pode sair daqui as 16:00. Heyyyy-gritou em minhas costas, mas continuei andando.

Já rodava aquele lugar há uns quinze minutos atrás dela. Alguns me encaravam confusos, outros divertidos por causa de minha roupa, mas eu não tinha cabeça agora. Precisava a encontrar.

A achei conversando com sua prima Alexa mais a frente. Nossos olhos se encontraram. Andei até ela determinada.

- Hey Mila, esta.- a interrompi com um beijo, que ela logo tratou de retribuir. Era estranho beijar Ariana depois de tanto tempo, principalmente depois de ter beijado Lauren, parecia que não era a mesma coisa. Faltava algo, mas não conseguia dizer o que era.

- Eu também sinto sua falta e quero reatar.- disse decida. Algumas pessoas nos olhavam.

- O que? Mas achei que você queria tempo e espaço? - disse confusa sorrindo. Olhei por cima de seu ombro e Lauren nos encarava, parada a uma certa distância, parecia magoada. Vi seus olhos verdes vacilarem. Ah faça-me o favor, há 10 minutos atrás ela estava se gabando que de que apostava 50 dólares que conseguiria me pegar. Nossos olhas se cruzaram

-Tudo que eu quero agora é você.- puxei minha namorada para outro beijo. Quando nos separarmos Lauren não estava mais lá, e nem seus amigos.

...

Eu olhava a apresentação encantada. Todo o nervosismo de minha amiga tinha valido a pena. Eu estava tão orgulhosa de todos eles. Olhei o globo de neve que tinha ganhado de presente em cima da mesa.

Eu havia trocado de roupa e estava sentada perto do palanque principal. Minha cabeça estava uma confusão só, eu me sentia zangada, magoada, usada, puta da vida. Ariana havia saído para comprar algo para comer, e meus pais tinham acabado de descer do palco com o prêmio anual decoração, agora os meninos de Mani faziam a última apresentação musical da noite.

- É muito lindo.- fechei os olhos, a última pessoa que queria ver no mundo agora puxava uma cadeira ao meu lado. Apontou para o globo de neve em cima da mesa.

- Eu sei, minha namorada mandou fazer para mim- falei com meu melhor tom ácido, a encarando nos olhos, frisando a palavra namorada.

- Ah,sim.- ela parecia machucada.- Devia ter imaginado o que o C.C e A.G queriam dizer.- respirou fundo.- É sobre ela que eu quero conversar com você. – a olhei confusa.- Ela não é quem diz ser, acho que ela está te enganando.- sorri debochada. Desviei o olhar para o palco onde Mani agradecia a todos se curvando.

- Sério Lauren? Por que eu acho que a duas caras aqui é você!!- eu comecei a subir meu tom de voz. Eu estava tão magoada com ela.- Que conveniente não é? Você vir aqui me dizer isso logo depois de me ver com ela. Por que isso? Ela é ameaça para merda da sua aposta? Se é dinheiro que você quer.- peguei minha bolsa procurando minha carteira.- Pode ficar com o troco.-Joguei uma nota de 100 em sua cara. - Isso é baixo até mesmo para você. – cuspi as palavras com toda a magoa que tinha.

A garota me encarou confusa, mas logo entendeu do que eu estava falando.

- Quem te falou. – disse. Vi seus olhos encherem de água e tinha um sorriso debochado no rosto.- Aposto que foi ela. -Ela não ia me enganar com esse teatrinho.

- Não interessa, Jauregui.- exclamei chamando atenção de algumas pessoas ali, Simon já fazia seu discurso de sempre.- Eu preferia que você nunca tivesse aparecido. Agora faz um favor para todos e volta para sua merda de cidade.

 - E TODOS UMA HORA TEM QUE PASSAR O BASTÃO. – olhei para Sr Cowell ao palco. O grisalho falava olhando todos ali. Provavelmente seria anunciado o novo Diretor, e em outro momento eu estaria curiosa. Mas agora não poderia me importar menos.

- Não é bem assim Camila. Eu errei, mas eu me arrependi. Você tem que me escutar. Ariana não é.- ela falava calma.

- DEPOIS DE PENSAR MUITO, E CONVERSAR COM A BANCA DE EDUCAÇÃO DE NOSSA CIDADE. É COM GRANDE PRAZER QUE ANUNCIO A NOVA DIRETORA DE SANT JACOBS PUBLIC SCHOOL. ALIÁS NÃO PODERIA ESCOLHER ALGUÉM MELHOR PARA ME CONTINUAR UM TRABALHO TÃO IMPORTANTE PARA NOSSA CIDADE COMO ESSE...

- Eu não tenho que fazer merda nenhuma Jauregui. Você tem provas? Aposto que não. Chega Lauren, eu já descobri sua mentira. Saí daqui e me faz um favor? Nunca mais olha na minha cara.- ela me encarava, mordendo o interior da bochecha. Ficamos em silêncio naquela troca de olhares.

- É o que você quer?.- disse me encarando.

-SENHORITA CAMILA CABELLO, SENHORAS E SENHORES.- olhei em choque para Simon ouvindo meu nome. Será que ouvi errado? Olhei para a direção do homem e ele e todos ali me encaravam. Ouvi dois aplausos solitários ao longe e logo todos o seguiram gradativamente. Meu corpo não queria se mexer, é como se meu cérebro entrasse em pane.

-PODE SUBIR AQUI, CAMILA?- eu o olhava ainda sem me situar na realidade. Fui surpreendida por um beijo. Voltei a mim, vendo minha namorada a minha frente. Olhei ao redor e Lauren havia sumido.

- Parabéns, meu amor. Você merece.- me puxou para onde Simon estava. Ele estendeu a mão para me ajudar com os degraus do palanque. Quando fiquei ao seu lado os aplausos eram ensurdecedores. Olhei todos ali, meu pais batiam palmas em uma mesa perto do palco. Normani tinha os polegares levantados para mim. Os amigos de Lauren também batiam palmas, mas nada dela.

- Sabe? Todo esse tempo eu peguei no seu pé, por que via muito de mim em você. Nunca quis te importunar Camila, mas precisava que você me mostrasse o seu melhor.- disse me abraçando.- Meus parabéns Diretora Cabello.


Notas Finais


É isso, talvez veja vocês mais tarde, mas se não até amanhã lindusssssss, e se tiverem um tempinho para gente conversar eu ia adorar. Se não também, saiba que só de ler para mim já é uma coisa muito boa. Então tenham uma ótima.....pera.... hoje é quarta não é? Uma ótima quarta-feia, e espero de todo o coraçãozinho que sejam gentis com os amiguinhos que passarem pelo dia de vocês, e principalmente com vocês mesmos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...