História Just like Heaven - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Emma Swan, Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Swanqueen
Visualizações 271
Palavras 2.685
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello, tudo bem? 🙈🙉

Então galerinha essa é minha segunda fic (postada), primeira short e a primeira aqui no ss.

Um belo dia estava passando pela minha tl no Twitter e vi esta foto (a da capa da fic/cap) e tive uma ideia para uma one, escrevi, porém me empolguei demais e agora temos aqui uma short, é isto.

Espero que vocês gostem, enjoy! 😉

Capítulo 1 - Meeting and first stop


Fanfic / Fanfiction Just like Heaven - Capítulo 1 - Meeting and first stop

O mar de água cristalina refletia o céu azul quase sem nuvens, mas as que habitavam a imensidão celeste eram grandes e fofas, podendo ser facilmente confundidas com algodão doce – como algumas crianças presentes ali faziam – os coqueiros com esplendorosas folhas verdes balançavam lindamente de acordo com o vento fraco e fresco vindo do mar que tentava amenizar o calor presente no ambiente, a areia fina quase branca queimava suavemente as solas de pés desacostumados, e o sol amarelo e extremamente quente reluzia por toda a extensão da praia completando o cenário tropical, quase de filme, das Ilhas Cayman no Caribe. 

Regina estava sentada com as pernas esticadas na areia da praia sob sua canga de girassóis que fazia um lindo contraste com o biquíni branco que usava, seus cabelos curtos estavam devidamente alinhados e tinha um lindo lírio branco  preso em sua orelha direita tornando-a mais bonita do que já era.  A morena tinha os braços apoiados para trás, rosto virado em direção ao horizonte, olhos fechados, e a respiração tranquila era consequência do ambiente que estava. Regina sempre foi fascinada pela natureza e pelo som do mar, mesmo tendo sido criada em uma cidade grande, amava sentir a areia em seus pés, o sol quente e gostoso sobre sua pele levemente morena, amava o clima tropical, sentia-se em casa.  

Enquanto isso em um quiosque a poucos centímetros de distância de onde a morena estava, encontrava-se Emma Swan, uma clássica nova-iorquina que decidiu aproveitar suas férias da melhor forma possível e ainda com sua melhor amiga, Ruby Luccas. Emma diferente de Regina tinha preferência por lugares frios, suas férias sempre tinham Londres, Suíça e até Noruega como destino, mas viu uma foto na internet e resolveu inovar, tinha ouvido falar coisas maravilhosas sobre essas ilhas, além das praias e de tudo que se podia fazer nela. Resorts – como o qual estava hospedada – costumam a realizar cocktails à noite, com dança e músicas latinas, comidas típicas e drinks maravilhosos.

- Eu não acredito que você me arrastou pra cá, Emma! – Ruby tomava sua água de coco e mesmo usando um pequeno biquíni vermelho se abanava com um leque – Aqui é muito quente, realmente as praias são lindas, as comidas maravilhosas, as pessoas simpáticas, mas para minha pessoa é insuportavelmente quente, você sabe o quanto odeio calor. – a morena de mechas mais claras reclamava até que percebeu que a amiga provavelmente não ouvira nenhuma de suas lamentações – Emma! Ei, Emma! Emma Swan eu estou falando com você! – balançou as mãos na frente do rosto da loira.

- Hã!? Oi!? O que foi, Ruby!? – questionou perdida.

- Em que planeta você estava que não podia ouvir minhas reclamações? – indagou brava

- Apreciando a vista e no planeta da mulher mais bonita que já vi na minha vida. – falou voltando a olhar para a morena que tomava seu banho de sol de uma forma tão graciosa e simples que se tornava questionável o fato de que, provavelmente, Emma era a única pessoa ali que contemplava tal preciosidade. – Falaram que aqui era o paraíso e eu não acreditei, que mulher! – falou mordendo a ponta do canudo do suco que tomava

- Ah não! Não, não e não, pode parar agora de pensar em algum jeito de abordar aquela moça. Você prometeu que não viríamos aqui para beijar bocas e sim para curtir as férias como duas lindas amigas, então pode parar!

- Ai Ruby! Foda-se o que eu prometi, estou desprometendo, há chances na vida que não podemos perder e algo me diz que eu não posso perder a oportunidade de conhecer esse monumento de mulher, você é muito dramática. – rolou os olhos – Ainda temos mais 3 dias aqui, vai ser só uma noite, talvez nem chegue a ser noite, vai nade, mergulhe, beije, beba e aproveite bastante, só não transe na nossa cama, e agora segure o meu copo. – entregou o copo a morena emburrada e caminhou em direção a outra morena que faria ela ter um dos dias e talvez noite mais inesquecíveis da sua vida.

X


- ¿licença? ¿ puedo sentar? - falou a loira já sentando ao lado da morena e arranhando o espanhol que conseguiu aprender em seus primeiros dias em terras caribenhas com muita ajuda do google tradutor e de um aplicativo de dicionário inglês/espanhol.

- Sí, y de todos modos ya te has sentado, no? (Sim, e de qualquer forma você já se sentou, não?)  - a morena abriu os lindos olhos castanhos e olhou de canto para a loira escondida de baixo de um bonito chapéu de praia - Sólo voy a advertir que este es el lugar de mi amiga, que ya debería haber vuelto, y puedo afirmar que ella no es una de las personas más tranquilas del mundo. (Só vou te avisar que este é o lugar da minha amiga, que já deveria ter voltado, e posso afirmar que ela não é uma das pessoas mais calmas do mundo.) - Regina observou a confusão se instalar no rosto da nova-iorquina e se divertiu com isso.

- Oh, no no yo no hablo espanhol. – falou aflita enquanto Regina começou a gargalhar silenciosamente – Oh, você já sabia, não é? Meu espanhol é pior do que eu pensei. – confessou envergonhada

- Sí, yo ya sabía… (Sim, eu já sabia) - percebeu que ainda falava em espanhol – Perdón... (Perdão) Sim eu já sabia e seu espanhol é péssimo desde a pronúncia até o uso das palavras – falou em seu inglês perfeito quase sem sotaque.

- Seu inglês é perfeito, não acredito que você é poliglota. – comentou divertida a loira

- Poliglota não, não ainda. - falou sorrindo - digamos que passei grande parte da minha vida em terras estadunidenses. 

- Isso explica o inglês perfeito. - conclui Emma. - Desculpe a indelicadeza, invadi seu espaço pessoal e nem me dei ao trabalho de apresentar-me, Emma Swan ao seu dispor. - sorriu pegando a mão da morena delicadamente e depositando um beijo.

- hmm...Temos aqui um cisne, ahn? - falou divertida e sorriu pra loira - Regina, Regina Mills.

- Além do rosto o nome também é lindo, verdadeiramente uma rainha.

- Obrigada, temos aqui uma moça galanteadora e entendedora de nomes.

- Sempre, e entendedora de nomes nas horas vagas. - sorriu.

- O que traz uma linda e grande entendedora de nomes a terra caribenhas?

- Paz, inspiração para meu próximo livro, um anúncio de turismo em um site, e a oportunidade de conhecer mulheres lindas como você.

- Você é do tipo que não perde uma, né miss Swan? - comentou rindo - Uma escritora, que tipo de livro você escreve?

- Eu sou do tipo que você quiser, miss Mills. - sorriu maliciosa - Todos os tipos de romance.

- Eu gosto de romances, por mais clichê que sejam eu gosto. - comentou

- E você? O que lhe traz aqui?

- Depois do meu país esse aqui é meu segundo lugar preferido no mundo.

- Seu país? - indagou - Bonita, simpática, viajada e domina duas línguas, teríamos aqui uma aeromoça?  

- Sim meu país, sou mexicana, porém criada nos Estados Unidos desde os 7 anos. - respondeu - Passou longe, obrigada pelo bonita e simpática, mas eu sou médica, cirurgiã.

- Meu Deus do céu! Com uma médica igual a senhorita eu me acidentaria todos os dias só pra ter a honra de contemplar sua beleza.

- Você não é a primeira que me fala isso, miss Swan. - falou rindo

- Que pena, achei que estava sendo original. - falou fingindo decepção - Você já veio aqui muitas vezes, certo?

- Menos do que eu gostaria, mas sim, por quê? 

- Eu uma simples moça norte-americana, acostumada com climas frios, cheguei á pouco tempo e creio que ainda não aproveitei todas as maravilhas que essa linda ilha tem a oferecer-me, e agora que somos conhecidas você poderia me levar para um tour, não? 

- Alguém já lhe falou que você é muito abusada, miss Swan? 

- Hmm...já sim, mas vindo de alguém como você vou levar como um elogio. - sorriu - E então, me concederia a honra de tê-la como minha guia por um dia, miss Mills? 

- Pela sua coragem eu vou lhe conceder essa honra, você tem uma guia, Miss Swan. 

- Ebaa! - comemorou - Perdoe-me pela minha criança interior.

- Tudo bem. - riu - Só vou avisar a minha amiga que irei abandoná-la no dia de hoje. - Regina começou a procurar com os olhos a cabeleira ruiva no meio de tantas pessoas - Hmm, acho que eu fui trocada primeiro, Zel é impossível. - Comentou vendo a ruiva trocando olhares e sorrisos com uma moça perto de um quiosque. 

- Então vamos? - falou Swan já levantando

- Só um minuto. - Mills pegou seu celular na bolsa e digitou uma rápida mensagem para Zelena avisando que passaria o dia aproveitando a ilha e que caso se lembrasse da existência dela era só ligar, um pouco de drama é sempre bom. - Pronto. - guardou o celular na bolsa, colocou seus óculos de sol e amarrou a canga no corpo como se fosse um vestido.

X

Emma seguia Regina

- Você ficou mais linda do que eu pensei que poderia ficar. - contemplou olhando todo o conjunto da obra de arte que se encontrava em sua frente.

- Obrigada. - sorriu - Você também é muito bonita, miss Swan, linda eu diria.

- Obrigada, eu tento, sabe? Acho que estou fazendo certo e agradeço todos os dias a papai e mamãe por terem caprichado. - falou convencida - Eu amo o jeito que meu sobrenome soa na sua voz, mas poderia me chamar de Emma pra eu testar um negócio aqui rapidinho?

- Linda e convencida, Em-ma, muito convencida. -  falou o nome da loira pausadamente para provocá-la.

-Puta que pariu, por favor me chame de Emma, com toda certeza eu prefiro que me chame de Emma. - com toda certeza elas estavam flertando

- Só se me chamar de Regina. - pediu - Espero que saiba nadar, Emma.

- Posso te chamar de Gina? - perguntou - Nadar eu não sei, mas sei não me afogar o que eu já acho um lucro.

- Não abuse, Emma! - riu - Ótimo, já esteve frente a frente com uma arraia?

- Ok, e que tal Regis ou Rê? - insistiu - Nunca na minha vida.

- Sem chances, apenas Regina. - pediu - Pra tudo tem sua primeira vez na vida não é mesmo?

- Ok, apenas Regina, como quiser. - brincou tirando um lindo sorriso da morena

- Você é uma criança, Emma, uma criança.

- Perdão, eu juro que nas próximas horas eu tentarei com todas as minhas forças controlar minha criança interior.

- Eu gosto, Emma, eu gosto.

- Ponto pra Emminha aqui. - comemorou

- Idiota. - brincou rindo – Anda as arraias não vão esperar pela gente o dia todo e o dia está apenas começando.

"Deus me dai forças para aguentar até o fim do dia com essa mulher." - pensou Emma.

Emma e Regina caminharam lado a lado até chegarem ao local onde acontecia o mergulho com os animais marinhos, cada uma pagou a sua, Regina tirou a canga e os óculos guardando dentro da bolsa, Emma tirou o short que usava e o chapéu e guardou dentro da bolsa de Regina também.

Regina até o momento não tinha parado pra observar o corpo bem definido de Emma, a loira usava um biquíni na parte de cima preto com bolinhas coloridas e na parte de baixo uma calcinha amarela com linhas onduladas cinzas, azuis e vermelhas. Com certeza foi o conjunto mais estranho que Regina já viu em sua vida mas deixava a loira ainda mais bonita, Regina não conseguia parar de observar o corpo a sua frente, sentiu um calor e quando percebeu já estava mordendo os lábios.

- Gosta do que vê? - perguntou Emma sorrindo maliciosamente.

- Gosto. - sorriu da mesma forma.

- É só pedir, Regina.

- Ainda não, Swan, vamos logo. - pegou na mão da loira, causando arrepios nas duas, a puxando em direção ao barco.

Emma e Regina entraram no barco que as levariam até Stingray City. No caminho foram conversando sobre banalidades, em nenhum momento parando de provocar uma à outra, no meio da conversa Regina descobre que Emma era apaixonada por golfinhos e decide fazer uma surpresa para loira, caminhou até o motorista e falou algo no ouvido dele, após o mesmo assentir voltou para perto da loira.

Depois de mais ou menos 30 minutos, o barco parou em Stingray City, Swan ficou impressionada com as arraias de diversos tamanhos nadando ao redor do barco.

Regina e Emma colocam suas máscaras.

- Mesmo com essa máscara horrível você continua linda, como é possível?- perguntou Emma

- Assim como você, eu tento. - Regina falou e pulou no mar. - Vamos, Emma! Não é fundo! - falou emergindo e ficando de pé, devido a altura da morena a água batia três dedos acima de seu umbigo.

- O problema não é ser fundo, elas mordem? - perguntou já descendo do barco e colocando os pés na água.

-Claro que não! - Regina riu

- Regina, ela tá se aproximando, socorro, me salva! - Emma disse desesperada causando altas e escandalosas gargalhadas na morena.

- Meu Deus, Emma, você não me contou que era uma medrosa. - falou rindo e se aproximando da loira - Você tem que ficar calma, elas são inofensivas, mas se você ficar assustada elas vão te ver como uma ameaça, vão te morder e chupar seu sangue e te deixar com uma cicatriz horrível. - brincou séria deixando a loira com uma expressão apavorada.

-É sério!?

- Claro que não, Emma. - riu - Deixa de ser boba, ajeita a sua máscara e vem comigo. - esperou Swan ajeitar a máscara no rosto, segurou em seu punho e mergulhou junto com a loira.

Lá embaixo dava para ver melhor as arraias, Emma ficou impressionada, era realmente muito lindo, bem melhor que as grandes montanhas de neve as quais estava acostumada.

Quando foi necessário o ar voltaram à superfície, Emma deu um grito quando uma das arraias se aproximou dela e encostou em seu pé, a loira se agarrou em Regina envolvendo as costas da morena com suas pernas e o pescoço com seus braços tentando se manter o mais na superfície possível. - Socorro Regina está queimando, socorro! - gritava desesperada.

-Emma! - Regina falou rindo- Emma você vai me derrubar, se acalme! - falou segurando toda a sua vontade de rir - Seus peitos estão me sufocando, Swan!

Emma ficou vermelha e percebeu a vergonha que estava passando.

- Finalmente se acalmou. - Regina riu - Não reclamando dos seus peitos na minha cara, longe de mim, mas a senhorita poderia "descer"? Você assustou a pobre da arraia e ela foi embora.

- Eh...desculpa. - desceu do "colo" da morena e ficou de pé sobre a água, não sem antes verificar se o perímetro encontrava-se sem nenhuma criaturinha cinza. - Eu realmente acreditei que elas queimavam, Regina, eu senti ficar quente depois que ela encostou em mim, eu juro.

- Sua imaginação é de uma criança, Emma. - Riu

- Eu gostaria de um pouquinho de respeito, viu. - falou Emma fazendo bico - Acabei de me lembrar que uma certa doutora adorou ficar entre meus lindos seios, você ainda nem me pagou um almoço e já estamos nesse nível?

- Você praticamente me obrigou a isso, mas eu posso lhe pagar um almoço depois do nosso passeio.

- Eu acho mais que necessário. - sorriu - Será que a gente pode ir embora daqui? Eu não simpatizei com esses animaizinhos e nem eles comigo.

- Claro que podemos. - falou rindo - Elas são inofensivas você que está de implicância com as bichinhas.

- Não, estou não, elas estão me perseguindo.

- Nós que estamos no espaço delas.

- Que seja, não gostei e ponto.

- Está parecendo uma criança emburrada. - comentou Regina,

Emma a ignorou e mergulhou nadando em direção ao o barco que as aguardava, e a morena a seguiu.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Me dicam o que acharam. Gostaram? Odiaram? Acharam legalzinha?
Beijos até o prox! 😉


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...