História Just Love - MingYang - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Got7, ITZY
Personagens Jackson, Lia, Mark, Personagens Originais, Yeji
Tags Aparição Do Got7, Aparição Do Itzy, Boy Story, Cute, Hanyu, Mingrui, Mingyang, Shuyang, Xinlong, Xinyu, Zeyu, Zihan, Zihao
Visualizações 4
Palavras 1.719
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura '3'

Respostado em: 11/10/2019

Capítulo 6 - Cinco


Fanfic / Fanfiction Just Love - MingYang - Capítulo 6 - Cinco

|♡|


[Domingo, 07/10/2019]


— Ontem o Xinlong me perguntou se tínhamos algo. – Zihao falou e Hanyu se virou para ele.


Os dois estavam na cozinha, fazendo o café da manhã, enquanto os outros dormiam. Hanyu estava fazendo torradas e Zihao estava arrumando a mesa.


— O que você respondeu? – o mais velho perguntou, meio receoso.


— A verdade. – Zihao deu de ombros e voltou a arrumar a mesa.


— Que seria?


— Que temos sim algo mas nada sério, ainda. – deu de ombros novamente e Hanyu corou levemente. – Acho que o Zeyu se declarou para ele. – falou e o mais velho colocou as torradas em um prato, levando até a mesa e indo ficar ao seu lado.


— Como assim? – Hanyu perguntou confuso e Zihao aproveitou que estavam perto um do outro para abraçá-lo por trás e apoiar seu queixo no ombro dele.


— Sei lá, ontem ele veio cheio de perguntas sobre o que acharíamos de ter mais um casal dentro do grupo, sobre como falar com os pais de Zeyu e tal. Imagino que algo aconteceu para ele abrir os olhos. – falou fechando os olhos e Hanyu assentiu.


Ficaram assim por um tempo até que Shuyang entrou na cozinha, desejando-lhes ‘bom dia’ e se sentando à mesa com uma expressão cansada e olheiras que, felizmente, estavam quase superficiais.


— Eita! Tudo bem, menor? – Zihao perguntou e recebeu um revirar de olhos do mais novo.


Logo depois Zeyu entrou na cozinha do mesmo jeito, indo se sentar ao lado de Shuyang.

 

— Mas o que aconteceu? – Hanyu perguntou com a sobrancelha arqueada.

 

— Mingrui. – falaram juntos.


— O que ele fez? – Zihao perguntou.

 

— Inventou de dar um ataque de ciúmes e não deixou a gente dormir. – Zeyu falou revirando os olhos e Shuyang assentiu.

 

— Ciúmes? Por que? – Hanyu.

 

— Só porque ontem eu e o Zeyu estávamos brincando e ficamos próximos demais, ai depois fingimos que íamos nos beijar. Agora, ele está todo paranóico com nós dois no mesmo lugar e ainda quis nos dar um sermão, fazendo drama. – Shuyang falou deitando a cabeça na mesa.

 

— Caramba. – Zihao falou, pegando uma torrada e começando a comer.

 

— Já, já passa, agora comam. – Hanyu falou e entregou dois copos para eles, que colocaram iogurte.

 

— Bom dia! – Xinlong praticamente gritou, quando chegou na cozinha, e recebeu um ‘não grita’ dos mais novos. – Ué, o que aconteceu? – perguntou, indo se sentar.

 

— Ciúmes do Mingrui. – falaram juntos, novamente.

 

Os mais velhos riram baixo e começaram a comer. Logo, Mingrui entrou na cozinha com um bico irritado e todos olharam para ele.


— O que foi agora? – Zihao perguntou, jogando a cabeça para trás.

 

— Eles me deixaram lá sozinho e ainda vieram sentar juntos. – falou irritado e Shuyang, juntamente a Zeyu, o encararam incrédulos.

 

— Tem certeza que é você que tem o direito de ficar irritado? – Shuyang falou com a sobrancelha arqueada e Mingrui cruzou os braços em um sinal de consentimento. 

 

Shuyang abriu a boca e negou para o nada, rindo incrédulo. Colocou as mãos no rosto e bufou em seguida. Os três mais velhos apenas assistiam enquanto Zeyu apoiava a cabeça na mesa, com sono e um pouco irritado.


— Que tal o senhorzinho se sentar para comer? – Zihao falou para Mingrui que assentiu e, ainda emburrado, foi se sentar ao lado vago de Shuyang.


O café da manhã aconteceu em um clima, consideravelmente, pesado e Shuyang foi o primeiro a se levantar. Durante a refeição, xinlong e Zeyu se encararam algumas vezes e mantiveram por um tempinho, Mingrui estava pensativo e Zihao e Hanyu ficaram se encarando como se pensassem o mesmo daquela situação.


XxX


Todos estavam na sala: Xinlong estava mexendo no celular, Zihao convenceu Hanyu a ver anime com ele, Zeyu e Shuyang estavam tirando fotos com filtros fofinhos e Mingrui estava emburrado, olhando para os dois.


— Ah gege, esse é muito legal. – Shuyang falou, pegando o celular e vendo a foto melhor.

 

Mingrui bufou quando Zeyu olhou para ele e depois semicerrou os olhos sorrindo. O mais velho se aproximou, ainda mais, de Shuyang e falou algo no ouvido dele, fazendo-o corar. Ming bufou novamente e virou o rosto para o lado oposto, nem percebendo quando Shu se aproximou e ficou em sua frente.


— GouGou? – Shu chamou e foi ignorado, revirando os olhos. – Sério, Mingrui? Você ainda está com esse ciúme? Pelo amor de Deus, eu e o Zeyu somos amigos e além do mais ele gosta de outra pessoa assim como eu gosto de você. – Shuyang falou perdendo a paciência e Ming o olhou com indiferença.


Shuyang bufou e puxou Mingrui pela camisa, fazendo ele ficar de pé. Decidido a fazer o que Zeyu falou, o mais novo respirou fundo e puxou o mais velho para um selinho. Ming arregalou os olhos mas logo depois sorriu, separando o selinho com Shu corado e emburrado. Os outros quatro olhavam a cena chocados, porém felizes pelos mais novos.


— Acho bom parar com esse ciúme besta do Zeyu. – Shuyang falou ainda corado e emburrado.

 

Mingrui riu e abraçou o mais novo pela cintura, lhe dando um beijo na bochecha.


— Prometo tentar. – falou e levou um tapa do mais novo. – Ei! – reclamou fazendo um bico e Shuyang revirou os olhos.


— Para de bobeira e vem logo tirar fotos com a gente. – falou puxando o mais velho, o fazendo sentar ao seu lado enquanto ficava no meio dele e de Zeyu.


Zihao e Hanyu olhavam a cena sorrindo, assim como Xinlong. Os mais velhos estavam muito felizes por seus didi's.


XxX


— Então, consegui férias parciais para vocês. – Chan falava para os seis garotos.


— ‘Parciais’? – Zihao arqueou a sobrancelha.


— Sim, parciais. – confirmou.


— E o que seriam ‘férias parciais’? – Zeyu perguntou.


— É porque as férias de vocês nas empresas são meio que no mesmo período que as escolares, só que falta 2 meses para as escolares de vocês. – explicou.


— Significa que teremos parte das nossas férias agora, então? – Hanyu perguntou.


— Sim. – concordou. – Vocês ganhariam duas semanas de férias. Vocês querem? – perguntou e eles assentiram rapidamente, fazendo Chan rir. – Ok, ok. Irei falar com os CEO’s. – falou saindo da sala.


— Eba! Férias. – Mingrui começou a dançar de felicidade e os outros riram. – O que faremos primeiro??


— Hm... GouGou, são férias da empresa, não da escola. Ainda temos os dias da semana ocupados, amanhã é um exemplo. – Zeyu falou rindo e Mingrui fez bico, indo até Shuyang que estava deitado no sofá, mexendo no celular.


— Poxa... Bebê, me consola. – falou se jogando em cima de Shu que o olhou, sem entender nada.


— Ahn? Por que? – perguntou confuso e Mingrui o encarou com os olhos semicerrados.


— Você não prestou atenção no que o Chan gege falou? – perguntou e ele negou. – Suspeito... O que você tá fazendo no seu celular? – perguntou tentando ver e Shuyang riu.


— Tô jogando um joguinho, seu ciumentinho. – Shu falou mostrando o celular para o mais velho, que resmungou dizendo não ser ciumento.


— Ah, mas você é sim! – Os quatro mais velhos responderam, fazendo Ming os olhar indignado.


— Ahhh, bebê, agora sim eu preciso de consolo. – falou olhando para Shu com um bico e o mais novo riu, tirando o mais velho de cima de si.


Shuyang se sentou no sofá e colocou uma almofada debaixo de seu pescoço, chamando Mingrui para deitar em seu colo. Feito isso, Ming deitou sua cabeça nas coxas do mais novo, que começou a fazer carinho em seus cabelos enquanto eram admirados pelos mais velhos.


— Zeyu, posso falar com você? – Xinlong chamou e Zeyu o olhou, assentindo.


Os dois foram até a cozinha e Zeyu se sentou à mesa, olhando Xinlong, que foi até o balcão e se apoiou lá.


— Então, sobre o que quer falar? – o mais novo perguntou.


— Vou ser direto. – Xinlong suspirou. – Você gosta de mim? – perguntou e Zeyu o encarou, incrédulo.


— É sério? Eu te beijei. Você acha mesmo que se eu não gostasse eu faria isso? – perguntou franzindo o cenho e Xinlong sorriu, envergonhado. – Eu que deveria fazer essa pergunta, na verdade. – falou baixo e o mais velho suspirou, se aproximando do mais novo.


— Ok, ok... Desculpa minha lerdeza, mas eu gosto sim de você, Yu. – Xin o abraçou por trás e apoiou o queixo em sua cabeça.


— Jura? – o mais novo fechou os olhos.


— Juro. – falou e deixou um beijo na cabeça do menor, saindo de trás dele e se ajoelhando em frente a ele. – Yu, você aceitaria manter um relacionamento comigo? – perguntou apreensivo e o mais novo abriu os olhos.


— É claro que eu aceitaria, LongLong. – falou, sorrindo, e o mais velho sorriu também.


Os dois ficaram de pé e se encararam, sem parar de sorrir. O mais velho deu um passo para frente, ficando colado ao corpo do mais novo.


Xinlong, então, passou seus braços pela cintura de Zeyu, que colocou os seus no pescoço do mais velho. O He aproximou os rostos, ainda mais, e fechou os olhos, selando seus lábios aos do menor.


Foi apenas um selar, novamente. Mas, ao se separarem, os dois se olharam sorrindo e Zeyu apertou mais os braços ao redor do pescoço do mais velho, em um abraço que foi retribuído.


XxX


— Deixa eu ver se eu entendi. — Chan falou olhando os seis garotos sentados no sofá da sala, quatro no sofá e dois no chão. – Zihao e Hanyu estão, quase, namorando? – os dois citados assentiram. – Xinlong e Zeyu estão, em meio que, um relacionamento? – eles assentiram. – E, por fim, Mingrui quer pedir o Shuyang em namoro? – o Gou assentiu enquanto o Ren escondia o rosto nas mãos.


— É exatamente isso. – Hanyu falou se aconchegando nos braços de Zihao.


— Eu acho que não preciso dizer o que podem e o que não podem fazer, né? – Chan indagou com a sobrancelha arqueada e eles assentiram. – Bom, agradeço por terem me contado, meninos. Eu darei todo o apoio possível para vocês e sempre que quiserem algum conselho ou algo do tipo, podem me pedir. – falou sorrindo e os meninos retribuíram, felizes por aquelas palavras.


O manager foi para a cozinha e fez pipoca. Assim, o dia acabou com todos na sala, vendo um dorama bobinho na TV enquanto conversavam e tiravam fotos.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...