História Just Me And You - Bibidro [Em Revisão] - Capítulo 33


Escrita por:

Postado
Categorias Bianca Tatto Marques (BIBI), Bruno "TotalCraft" Santana, Jean L. "JeanL", Jhennifer "Coelha" Angelina, Pedro "SrPedro" Montanari, Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso
Personagens BIBI Tatto, Bruno "TotalCraft" Santana, Jean L. "JeanL", Jhennifer "Coelha" Angelina, Pedro "SrPedro" Montanari, Pedro Afonso Rezende Posso, Personagens Originais
Tags Bibidro, Drama, Flokiisevil, Romance, Suspense, Toelha, Violencia
Visualizações 321
Palavras 1.594
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Droubble, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olhaa eu aquii moranguenhas (os) <3

Estão preparadas (os) para ler o penultimo capitulo?

Já vou avisando que o conteudo tem conteudo sexual, eu ouvi um amém? Hejrhsjes
Enfim, avisados
Boa Leitura ♡

Capítulo 33 - Do you remember a letter?


P.O.V Bianca

Data: 12/11/2024

6h34 a.m.

Lembra-se que eu disse que contaria sobre a melhor fase da minha vida? Nós vamos chegar lá, não se preocupe, mas primeiro vamos conversar sobre outras coisas que você precisa saber.

Você com certeza se lembra do Juninho certo? Então começaremos por ele. Há 7 anos ele fez algo por mim que eu -sinceramente- nunca esperaria de sua parte, entregar o próprio pai para proteger uma amiga é algo serio, principalmente quando seu pai é um cretino que ameaça o próprio filho, as vezes, utilizando a própria família. Doentio? Sim, porém hoje podemos suspirar aliviados, já que o mesmo ainda permanece atrás das grades e lá vai ficar por um bom tempo. Junior conseguiu se recuperar bem depois de tudo isso, ele assumiu o lugar do pai e agora a companhia apenas tende a subir, dessa vez, nas normas legais. Tenho orgulho do que ele se tornou hoje, ele foi o principal motivo do qual eu ter conseguido justiça para meus pais e o pai do Pedro, isso eu não tenho como retribuir.

Jhennifer e Bruno se casaram acredita? Bom eu sempre acreditei, depois de alguns anos Bruno finalmente tomou coragem para pedi-la em casamento e assim foi feito. Eles não podiam estar mais felizes.

Algo parecido aconteceu com nosso pequeno Pedro -Rezende para os íntimos- e a nossa querida Flokkis, depois de muito tempo tentando dar coragem ao Rezende para ele finalmente pedi-la em namoro finalmente deu certo -com uma mãozinha a mais da Coelha- mas quem acabou por se declarar foi Flokiis, no final ela quem tomou a iniciativa, o que foi bastante engraçado na época e bom, hoje eles estão namorando ainda. Aposto na Flokiis sobre o pedido de casamento, é serio, eu apostei com Pedro 100 reais que seria Flokiis a pedir Rezende em casamento e eu estou certa de que vou faturar esse dinheiro.

Bom, agora a parte mais esperada, prontos para saberem de tudo que aconteceu entre Bibidro nesses 7 anos? Não? Tudo bem eu conto outro dia. Calma, eu estou brincando, ta’ parei com enrolação.

Depois de tudo que aconteceu naquela fatídica noite no hospital -na qual eu ainda me lembro muito bem- eu e Pedro decidimos finalmente tentar o namoro. Passamos diversos momentos felizes juntos e eu nunca me arrependi de nenhum. Depois da prisão do senhor Wells, eu finalmente me senti aliviada e pude seguir com a minha vida ao lado do qual eu sempre amei mesmo sem saber.

Passaram-se dois anos e então o dia em que eu mais aguardava chegou, Pedro me pediu em casamento, em uma roda gigante, sim, uma roda gigante da pra acreditar?

Mas claro que tem um motivo totalmente especial pra isso, além daquele ter sido o lugar no qual ele me pediu em namoro, foi em uma roda gigante em que eu passei o ultimo dia ao lado dos meus pais, um dia antes daquele acidente, um dia antes de eu perde-los pra’ sempre... Mas também, nesse dia em que eles me levaram nessa roda gigante, foi o dia em que eles mais demonstraram o seu amor por mim, foi um dos dias mais felizes da minha vida no qual eu aproveitei até o ultimo minuto sem ao menos saber que aquele seria meu ultimo passeio com eles.

Pedro sabia disso, sabia o significado de rodas gigantes para mim, por este motivo, ambos os pedidos foram feitos na mesma roda gigante, o que tornou tudo muito mais especial.

Mais alguns meses se passaram, e eu finalmente tinha me tornado a Sra. Montanari. Me ter sobre o altar em frente ao homem que eu mais amava cercada pelos nossos amigos e rondada de felicidade foi a melhor coisa que eu podia sentir, isso depois de eu dizer “Eu aceito”.

E a lua de mel, o começo de diversas noites sucessivas e extremamente deliciosas. Não vou comentar sobre isso, vou deixar vocês lerem e nós vemos mais a baixo.

5 anos atrás

Nesse momento, minhas pernas não se encontravam no chão e sim entrelaçadas na cintura do homem no qual eu fiquei noiva há menos de um dia, as mãos do mesmo seguravam a parte inferior de minhas coxas as apertando com certa possessividade enquanto seus lábios tomavam os meus com pressa, e com isso, pressionando minhas costas contra a parede gélida que não me incomodava já que meu corpo todo queimava em êxtase.

Nossas cabeças se movimentavam juntamente em direções opostas e nossas línguas criavam um nó maravilhoso dentro de nossas bocas, a esse ponto minha barriga já virara um abrigo para milhares de borboletas.

Sinto ser tirada de onde eu estava e percebi Pedro começar a andar, durante todo o caminho permaneci de olhos fechados e logo sinto algo macio entrar em contato com minhas costas, já deduzo estar na cama. Em nenhum momento descolamos nossos lábios, por mais que a falta de ar falasse mais alto, ambos queríamos apenas nos sentir o quanto pudéssemos, na verdade, se eu pudesse nunca mais desgrudaria aquele nosso osculo maravilhoso.

Sinto Pedro cessar o beijo e em seguida prosseguir dando leves selos por toda a região do meu pescoço até a região de meu ombro, onde abaixou a alça de minha blusa -junto com a do sutiã- para conseguir mais espaço livre por onde passar os beijos, e logo voltou trilhando pelo mesmo caminho de antes dando dessa vez leves sugadas que fizeram minha pele ganhar um tom avermelhado e com certeza irá se tornar roxo pela manhã.

– Quero que todos saibam que você é minha – falou contra meu pescoço causando-me um arrepio e em seguida depositou um breve selar antes de retornar a falar – só minha.

Disse por fim voltando com a trilha de beijos até meu maxilar onde deixou outra sugada e com isso arrancando um breve gemido da minha parte.

– Apenas sua – digo arrancando-lhe um breve sorriso antes do mesmo voltar a selar nossos lábios.

.

Em poucos minutos já nos encontrávamos totalmente despidos, ambos ofegantes e totalmente excitados. 

Pedro pegara uma pequena embalagem de casinha na qual trouxera consigo e rasgou o pedaço de alumínio com os dentes colocando o objeto transparente em seu membro já ereto aparentando o quanto ele estava excitado. Logo ele se posicionou entre minhas pernas fazendo um leve carinho em minhas coxas antes de me olhar.

– Se doer muito eu paro tudo bem? – ele parecia preocupado comigo, uma das coisas que eu mais amava em Pedro Montanari.

– Eu confio em você – disse por fim lançando-lhe um sorriso reconfortante, se eu estava com medo? Claro que estava, acho que toda mulher sente esse medo, mas eu confio cegamente em Pedro, então isso me ajuda a lidar com esse sentimento.

Ele curvou-se para frente tomando meus lábios em um simples selar enquanto eu sentia minha intimidade engolir lentamente seu membro até estar completamente dentro de mim. Se doeu? Doeu pra’ porra, mas ao mesmo tempo eu amava aquele sentimento de me sentir completa, caralho isso é tão bizarro.

Eis que veio a primeira estocada, lenta e de certa forma torturante, mas eu sabia que aquilo era para não me machucar, e assim foram seguidas as próximas estocadas, cada vez mais lentas e torturantes.

Depois vinheram aquelas na velocidade mediana -se é que podemos chama-la assim- essas me arrancavam gemidos novos, desconhecidos por min até então.

E então veio as que tanto passei a amar a partir de agora, as rápidas, fortes e ainda mais precisas quanto as anteriores. Era possível ouvir o choque dos nossos corpos ecoar pelo quarto e o som do batente da cama colidir contra a parede conforme a velocidade de cada penetração. Puta merda como isso pode ser tão bom? Eu não consigo pensar em mais nada a não ser pedir por mais, aquela dor foi embora deixando apenas aquela onda maravilhosa de prazer que me levava a loucura.

Eu gemia sem controle, era impossível controlar na verdade, eu ouvia suspiros profundos de Pedro tendo a visão maravilhosa de seus fios acastanhados grudados em sua testa por conta do suor. 

Ele esta cansado.

Tendo isso em mente impulsiono meu corpo para o lado, o derrubando na cara e sentando em cima de si sem ao menos que ele precisasse sair de mim. Sorrio de ladinho e começo a dar leves reboladas em seu membro tendo suas mãos em minha cintura me ajudando com isso, droga eu sentia as paredes de minha intimidade apertarem seu membro de uma forma incrível, e as reboladas que eu estavam dando apenas arrancavam mais suspiros do mesmo.

– Não me torture dessa forma amor – pediu e eu sorri em resposta, eu estava adorando aquilo.

– Oh porque? Esta tão divertido – disse de um modo cínico dando uma breve quicada em seu membro sendo seguido de uma rebolada lenta – vai dizer que não esta gostando hum? – curvo meu corpo selando brevemente nosso lábios.

– Eu gosto de tudo em você – falou dando uma estocada arrancando um gemido surpreso meu – absolutamente tudo – falou tomando meus lábios num beijo rápido.

Decido terminar com aquela tortura para ambos e começo uma serie de quicadas rápidas, tendo seu membro deslizar por minha intimidade diversas vezes, era um total paraíso para mim.

Vai ser uma longa madrugada.

Atualmente

Me entregar de corpo e alma para Pedro naquela noite foi, sem nenhuma sombra, a melhor coisa que eu já decidi fazer. Naquela noite eu soube o quanto eu estava perdidamente apaixonada por Pedro Montanari e esse sentimento toma conta de mim até hoje.

.

.

Você não acha que acabou não é?

Calma, ainda tenho uma coisa para contar. 

Você por acaso se lembra de uma carta? 


Notas Finais


Aqui vemos que a minha pessoa não sabe escrever hot hetero herjshejhses
Mas e ai? O hot ficou digno da fic? Me digam o que acharam, vou adorar ler as opniões de vcs ^^

Este cap era pra sair ontem, mas teve uma queda de energia e eu não consegui postar. Então o epilogo (ultimo capitulo de Just Me And You) irá sair provavelmente amanhã, ou depois.

Ainda estou levemente com vergonha hehrhshes
Kissus ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...