História Just Me And You- Jeon Jungkook - Capítulo 28


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXID, EXO, G-Friend, Got7, K.A.R.D, Red Velvet, Seventeen, TWICE
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Hani, Hansol "Vernon" Chwe, Jackson, JB, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Jungyeon, Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Momo, Park Jimin (Jimin), Rosé, Sehun, Solji, Xiumin
Tags Jungkook
Visualizações 65
Palavras 944
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tive que botar essa foto de capa ksksksksks
Boa leitura aa ♥️📖

Capítulo 28 - 28


Fanfic / Fanfiction Just Me And You- Jeon Jungkook - Capítulo 28 - 28

                                             Alguns dias depois...

 

 

Hoje era quinta-feira, minha semana foi normal como uma qualquer mas eu estava um pouco ansiosa pois hoje era dia 14 e faltava apenas 2 dias para minha festa de aniversário. Hoje eu iria fazer a última prova de vestido e depois era apenas esperar.

 

—(S/N), viajou nos pensamentos. Estou te chamando há quase uma hora.— falou o Jimin, estávamos na aula de educação física mas eu não estava fazendo algum exercício no momento, havia acabado de me sentar no banco.

 

—Desculpa, estava apenas observando o movimento. Senta aqui.— falei batendo no banco e meu amigo cedeu meu pedido.

 

—Eu estou completamente apaixonado pela Rosé, e agora, o que eu faço? Tenho medo dela não querer nada sério.— falou um pouco triste e encostou a cabeça em meu ombro.

 

—A Rosé não é esse tipo de garota, eu tenho certeza que ela gosta de verdade se você. Tente conversar com ela, melhor ouvir da boca dela o que ela tem para lhe falar.

 

—Tem razão, irei fazer isso. Obrigada (S/N), você é um anjo.— falou se levantando as pressas do banco e acenando pra mim voltando a partida de jogo.

 

Pedi permissão nosso professor para ir ao banheiro e o mesmo deixou. Sai da quadra e fui em direção ao banheiro, meus cabelos estavam um pouco bagunçados. Peguei meu pente pequeno que estava no meu bolso e penteei meu cabelo para arruma-los. Olhei meu uniforme e estava normal, saio do banheiro e quase caio para trás, apenas vejo uma silhueta segurando minha mão, ato que me impediu de cair no chão.

 

—Desculpe-me (S/N), vi você entrando e queria falar com você.— Era apenas a diretora— Seu pai ligou para mim e pediu para avisa-la que iria sair mais cedo hoje. Sua mãe teria que leva-la á algum lugar mais cedo. Pode arrumar seu material e ir, deixe que eu aviso aos professores que teve que sair.

 

—Muito obrigada, irei agora se me dá licença.— falei e me retirei do local.

 

Fui até a sala de aula, que estava vazia no momento, guardei meu material e coloquei a bolsa nos ombros saindo dali. Andei em direção á quadra onde ainda estava tendo exercícios, alguns meninos jogavam bola e basquete e a maioria das meninas ficavam sentadas observando os jogadores.

 

—Jungkook!— falei um pouco mais alto para chamar a sua atenção. O mesmo olhou para mim e eu o chamei até mim. 

 

—Diga, princesa.— eu estava um degrau acima do chão então fiquei maior que ele, apoiei minhas mãos em seus ombros e entrelacei elas.— Preciso ir mais cedo hoje, pode voltar para casa sozinho certo?

 

—Não se preocupe, vai almoçar fora depois?— pergunta e eu nego.— Irei lhe levar para almoçar então, agora vai não quero que se atrase para seu compromisso.

 

Falou e deixou um beijo rápido no meu queixo, corri até a saída da escola e expliquei que iria sair mais cedo ao porteiro que ficava ali. Olhei para o outro lado da rua o estacionamento da escola e vi que era o carro do meu pai. O vidro do carro abaixou e logo pude ver o dono do carro, andei até ele e entrei no automóvel.

 

—Oi pai, como vai?— perguntei.

 

—Vou bem filha, se eu soubesse que você sairia em uma das primeiras aulas teria deixado-a em casa. Mas não tem problema, sua mãe está te esperando na confecção dos vestidos, irei lhe levar até lá.

 

Assenti e apenas olhei o trajeto todo para a estrada.

 

                   Quebra de Tempo

 

—Hum, isso aqui tá muito bom.— falou o Jungkook de boca cheia enquanto botava mais um pouco de comida em sua boca. Já havia resolvido os últimos detalhes da festa, agora era só esperar o momento de celebração.

 

—Tem razão, nunca havia comido aqui. — falei e peguei um pedaço de tteokbokki levando até minha boca.— Aish, isso está apimentando demais.

 

Jungkook riu de mim ao invés de ajudar-me, peguei meu copo que estava cheio de suco e o bebi tentando aliviar o ardor dentro de minha boca. Minha tentativa foi em vão. Não demorou muito para pedirmos a conta do nosso pedido e sairmos do restaurante. Jeon estava com o carro do seu pai, que provavelmente seria seu daqui há um tempo pois seu pai iria comprar um novo.  

 

—Você quer ir em mais algum lugar ou prefere que eu te deixe em casa?

 

—Estou cansada, oppa. Podemos sair outro dia? Ainda tenho que tirar essa farda e fazer o trabalho de química. 

 

—Claro, descanse. Tem que ter um bom sono até sua festa.

 

Disse e eu sorri. Jungkook não havia me falado nada sobre presentes ou algo do tipo, mas eu também não tenho curiosidade em saber o que seria. Sai de meu transe depois dos pensamentos e percebi que ele não parava de olhar para mim com um sorriso bobo.

 

—O que foi?— perguntei curiosa.

 

—Agora que eu me dei conta de que tenho a mais linda e a melhor namorada do mundo!

 

—Aish, pensei que fosse algo muito mais sério.— falei e ri. me inclinei para o lado e aproveitei para beija-lo, nossas línguas pareciam disputar por espaço. Senti um arrepio quando sua língua aveludada lambeu meus lábios.

 

Deixou um sorriso malicioso escapar dos lábios e logo distribuiu alguns selinhos em minha boca. Perdi a noção do tempo quando já vi que estava em casa. Me despedi do meu namorado e desci do carro, peguei minha mochila que estava no banco de trás do carro e adentrei minha casa. 

 

Fui em direção ao meu quarto e me joguei na cama, essa não era pra ser a atitude de quem tem várias coisas para fazer hoje, certo?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...