História Just The Way You Are - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Supergirl
Personagens Alex Danvers, Cat Grant, Eliza Danvers, James "Jimmy" Olsen, J'onn J'onzz "John Jones" (Caçador de Marte), Kara Zor-El (Supergirl), Lena Luthor, Maggie Sawyer, Personagens Originais, Winslow "Winn" Schott Jr.
Tags Karadanvers, Lenaluthor, Supercorp
Visualizações 342
Palavras 1.881
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, LGBT, Luta, Policial, Romance e Novela, Suspense, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


playlist para esse e o próximo cap. Bruna meu bolinho de chocolate obrigada por fazer a essa playlist. o link tá la embaixo nas notais finais

Capítulo 29 - Capitulo 29 - Um sinal de alerta


.

 

 

O clima no saguão é pesado que até respirar estivesse difícil. Kara se volta para Lena e a puxar para segurança do seu abraço. - Nunca irei permitir que ele ou qualquer outra pessoa machucasse você ou nosso garoto! Beijar o topo da cabeça de Lena. Que tremia em seus braços.

Imra olhava a cena pesando que não fosse de admirar que elas escolhessem partir juntas quando chegou em um momento de crise tão grande. Seria insuportável para elas continuarem vivas se perdesse a outra. – Sinto muito pelo comportamento do Mon-el. A morena estava envergonhada. Brainiac-5 apertar o ombro da colega de equipe para dar apoio.

J’onn. – Não tem por que se sentir assim Imra! O errado da historia é o Mon-el não é você. O melhor é cada ir para casa descansar! Mais tenho que avisar uma coisa Imra, caso ele apronte algo ele será preso. Em seguida cada um segue seu caminho.

Alex aproximasse das duas. - Hey! Tenho que comentar que belo soco cunhada. A ruiva dar um soco no ombro da morena que por fim acaba soltando o risola

Kara.- Pena que pedir a cena do ano.

Winn. – Quem disse que perdeu? Mostra o tablet com as imagens da câmera de segurança no momento que Lena acerta em cheiro o rosto do Daximita. 

Alex. – Já disse que você é o melhor? Passe-me isso, por que sempre que estive estressada vou dar play nisso. Esse momento é ícone precisa ser lembrando para sempre. 

Lena.- Preciso lembrar para morrer sua amiga Alex. O clima já leve sem a presença do moreno. As duas se despedem de Alex e Winn e retornam para cobertura. O restante da noite foi calma para os demais menos para duas pessoas por razões distintas. Lena preocupada com o que descobriu a respeito de Samantha e ainda não tinha ideia como iria proceder. Já Mon-el sobrevoava a cidade remoendo a cena da Kara fez na frente de todos do DEO, gritando que ela era sua mulher! Como ela pode se envolver com a responsável pela sua partida? Ainda por cima uma mulher. Ele não permitiria isso. 

Dois dias depois

 

Lena passou esses dois dias tentando encontrar uma forma de ajudar Sam, mais até agora nada! Então resolveu que não poderia adiar mais essa conversar com a segunda CEO da L-Corp. No entanto pensar e repensar e chama Alex para dar um apoio maior para Sam durante a revelação. –Obrigada por aceitar meu convide! Será que pôde me acompanhar?

 Alex estranhar a ligação da morena, pois sentiu uma coisa estranha quando ouviu o tom usado pela Luthor. estava estudando uma amostrada de sangue no banco do DEO quando atendeu o celular. Quando sair da ala dos laboratórios encontra Mon-el e os dois se encaram e ele olhou com tamanho ódio. – Estar feliz não é? Pergunta o Daximita.

Alex.- Com a nova relação da Kara com a Lena? O que achar! É claro que prefiro mil vezes elas juntas que um babaca como você com a minha irmã. A Lena faz a kara verdadeiramente feliz! Então fique longe delas. Que vai voltar para o futuro inteiro. Caminha para fora.

Mon-el. – Quem disse que quando terminar com as destruidoras de mundos que voltarei para o futuro? Sai sem deixar a ruiva responde.

Alex encarar as costas do miserável. - Era o que faltava. Agora caminhava ao lado da cunhada até o subterrâneo assim que a morena digita a senha e as portas se abrem lá dentro uma Samantha meio nervosa andava de um lado a outro do aposento.

 Lena. - Desculpa a demora querida. Aproximasse da castanha que sorri meio sem animo.

Sam. – Tudo bem, mais por que a Alex está? Nada contra sua presença ruiva! Só que a Lena desse que me contaria o que descobriu meu problema medico.

 Alex fica tão surpresa com o convite da Luthor quanto à própria Samantha. – Isso é bom não é? Porém a expressão seria da CEO não condizia com sua afirmação. – Ok! Desembucha logo Luthor.

Lena. – Fiz uns testes pouco usuais para tentar descobrir o que você tinha e por fim tenho o resultado. Mais preciso que entenda Sam. Seguras as mãos da melhor amiga. – Isso que aconteceu não foi sua culpar. Seu DNA estar em estado avançado de mutação, só que não é qualquer mutação. Seu corpo estar se transformando em de um Kryptoniano.

Essa informação causar um grande choque na ruiva e um surto em Sam que não se perdoar por ter machucado kara e das pessoas que ela matou. – Isso é impossível Lena! Sou humana sou filha de dois terráqueos! Afasta as mãos da morena. Começa a caminha mais rápido quando para e encara Lena com os olhos cheios de lágrimas. – Eu sou a Reign não é? 

Lena.- Sim! Mais não é sua culpa vamos encontrar uma saída. 

Sam tem uma crise de amas que ela não tinha desde criança Lena tenta tocar a Arias que de início ela não deixa nenhum das amigas a tocarem. – Não me toquem! Posso machucar vocês. Ela chorava de forma desesperada. Por fim Alex e Lena conseguiram puxar a Arias para um abraço para tentar acalmá-la. Depois as três choram juntas. 

Alex pensar rápido para tentar encontrar uma saída. Como aquilo poderia ser possível? Mais ela sabia muito bem que Lena Luthor nunca erraria em algo assim! Muito menos contaria para a melhor amiga que ela é uma super vilã sem ter 100% de certeza. – O que pensar em fazer agora. Perguntar enquanto terminar de colocar a Sam na maca depois de Lena dar um sedativo para Sam descansa um pouco. 

Lena.- Preciso encontrar o gatilho para a aparição de Reign. Depois isolar isso e tentar encontrar uma foram de deter a mutação. 

Alex.- Certo! O que for preciso vou está aqui para ajudar. Apetar a mão tremular de Lena. 

Lena.- Não posso perder minha irmã de coração! Diz com a voz falhar. 

Algumas horas depois 

Mon-el decide que depois de vencer as destruidoras de mundos permanecera nessa linha do tempo para recuperar Kara! Por que mesmo depois de sete anos ele ainda a amar! Não vai permitir que a desgraçada do Luthor tirasse kara dele outra vez. Como notou que Alex saiu e sabia que não tinha nenhum chamado ela provavelmente iria se encontra com Maggie então teria tempo de sobrar para conversar sozinho com Kara, sem ninguém para atrapalha. Segue até o apartamento de kara. Chegando lá acabar ouvindo uma voz masculina, o que o deixa irritado! Pois queria fica sozinho com a loira prestes a sair acaba ouvindo que o tal de Damon é seu filho. Entrar no apartamento exigindo saber que história era aquela e fica bravo por ser o último, a saber, e pelo fato do filho ter ido atrás da Luthor mais não dele. Ele tentar aproxima do Damon que deixa claro que não quer papo com ele. – Como todos sabiam disso e simplesmente não falam nada para mim? Sou o pai tenho todo o direito de saber. Encara o rapaz, porém fica mais descontrolado que antes quando constada que Damon não tinha nenhum traço físico seu! O garoto é uma cópia fiel de Lena Luthor.

Damon. – Você sempre entra nos lugares agindo feito um maluco? Ele fica incomodado com a forma que Mon-el o olhava. – Qual é seu problema? 

 

Mon-el. – Qual é meu problema? Grita de forma histérica. Ele tentar obriga Damon a ir com ele. – Você vem comigo! Pois seu lugar é ao meu lado que sou seu pai e não com a vadia Luthor que tem roubado tudo que é meu! 

 

O que faz kara sentir seu sangue ferver e socar o ex. –Avisei naquele dia que ficasse longe da Lena! Isso incluía ofensas também, não sou um objeto que você coloca seu nome e pronto! sou sua propriedade. 

 

Mon-El. – Como pôde me trocar por um verme da família que quer a destruição da sua casa. Ele borbulhava de raiva. 

 

Kara não aguenta ouvir as ofensas contra Lena e partir para cima do Daximita. Os dois acabam brigando feio. - Se Damon não o quer por perto! Ele tem todo o direito. Expulsar o ex do apartamento. 

 

Mon-el tinha vários cortes pelo corpo. Seu olho direito sangrava. - Não irei aceitar isso assim Kara. Tenho meus direitos sim. Não vou perder mais nada que é meu. 

 

Damon. – Como namorou com um cara desses? Encara a loira. 

 

Kara suspirar olhando o estrago que a briga fez em seu pequeno apartamento. - Nesse momento estou fazendo essa mesma perguntar. É melhor ir para a cobertura preciso arruma essa bagunça não precisa ajudar isso não é sua culpa! Mon-el é o único culapado. O motorista de Lena passar e leva Damon para casa, enquanto Kara arrumar o apartamento.

Alguns instantes na cobertura Luthor.

Lillian invade o apartamento de Lena. Ela olhar tudo a sua volta é nítido a presença de mais de uma pessoa além de Lena no lugar. Vai até o quarto da filha e encontrar fotos de momentos de alegria de Lena e seus amigos e o tal rapaz que agora ela conseguia ver o rosto melhor. No guarda roupa tinha peças que não eram de Lena. Ao descer as escadas acaba dando de cara com Damon. A senhora Luthor se assustar com a semelhança com Lena. – Quem é você? 

Damon. – O que faz aqui? Ele sabia muito bem quem era a mulher a sua frente. Por que certa vez foi procurava um livro no escritório da mãe e acabou encontrando uma foto antiga da família Luthor reunida e lá estava Lillian Luthor com seu ar esnobe. 

Lillian. – Por que você é tão parecido com minha filha? Se acaso fosse um bebê poderia jura que seria filho da Lena. 

Damon. – Mais sou filho dela. Mais não foi ela que me gerou, muito menos nasce na terra. Olhe! Não quero ser rude nem propende. Mais seja lá o que pretende vou detê-la! Nunca mais deixarei ninguém machucar minha mãe. Ela já sofreu demais em suas mãos e nas do Lex. Então peço que saia de uma vez da vida dela. 

Lillian fica estupefata com a informação! Isso quer dizer que Lena teve um filho com algum alienígena? Tinha que saber, mas a respeito disso. Mesmo que não quisesse admitir se orgulhou do rapaz que se impõem para defender Lena. – Você sabe quem sou e mesmo assim não teve medo. Realmente tem sangue Luthor correndo em suas veias rapaz. Não estou aqui para fazer mal a Lena. Pegar a bolsa e sair. 

Nave

Imra. – O QUE TE DEU? Pensar que é quem para exigir alguma coisa da Kara ou do Damon? Miss saturno gritar com o marido. 

Mon-el olhar desconfiado para morena. - Você não reagiu de forma surpresa a notícia de o Damon ser meu filho. Por quer? Fica de pé. 

Irma. – Por que sempre soube da existência da Damon assim como todo mundo sabia que Lena e Kara se casam e formam uma família juntas. Não ninguém saber que Você tem algo tipo de ligação com ele. Pois o legado que ele honrar é o da casa El. Ela espera o rompante do moreno que a olhar com ódio claro. – Foi você mesmo que causou isso a se mesmo. Com suas atitudes estupidas e mesquinhas. Ninguém além de você. Pare e cresça. 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...