História Just The Way You Are - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Supergirl
Personagens Alex Danvers, Cat Grant, Eliza Danvers, James "Jimmy" Olsen, J'onn J'onzz "John Jones" (Caçador de Marte), Kara Zor-El (Supergirl), Lena Luthor, Maggie Sawyer, Personagens Originais, Winslow "Winn" Schott Jr.
Tags Karadanvers, Lenaluthor, Supercorp
Visualizações 348
Palavras 1.701
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, LGBT, Luta, Policial, Romance e Novela, Suspense, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 30 - Que meus pensamentos se Percam no horizonte


Irma se afasta do marido para não comete o erro de dar algo tipo de informação que poderia de alguma forma prejudica Lena e Kara no futuro próximo. Já basta o erro de ter trazido o Mon-el foi um erro que valia um século. Entra na sala de máquina e encontra Brainiac-5. – Oi. 

Brainiac-5. – Ele aprontou de novo? Continua concentrado no painel de controle. – Avisei que trazê-lo era péssima ideia. É nossa obrigação agora tomar conta dele para que nada comprometa o futuro de Kara e Lena. Pois sabe bem o que pode acontecer caso ele fazer alguma besteira ainda maior que abrir a boca. Encarar a colega de equipe. 

Irma. – Você tem razão. Ele não deve saber nada a respeito do futuro próximo dessa linha do tempo.

Brainiac-5. – Por essa razão! Tirei o acesso dele assim as informações que estão na nave sobre o futuro estão seguras. Sem chances dele obter informação o que daria a oportunidade de acessar os arquivos. Caso ele pergunte é só dizer que é problema no sistema devido as pane. Conseguir algumas informações e tem sinal da Epidemia em NY. Preciso encontrá-las. Mais tem algo errado. 

Irma. – O que quer dizer com isso? 

Brainiac-5. – Pelos arquivos que sobreviveram à devastação a primeira destruidora a ser encontrada é Reign e não epidemia. 

Irma. – Se que com o nosso desertar fora de hora acabou interferindo na linha do tempo atual? 

Brainiac-5 fecha os olhos e concentrado em vasculhar todos seus dados. - Não! Kara e Lena ainda se casaram daqui um tempo e terão descendentes. Só que alguns pequenos detalhes acabaram se reorganizando. – Bem precisamos comunicar o DEO e buscamos a epidemia. 

NY fortaleza de Epidemia

Andrea, ou melhor, Epidemia encarar o holograma da sacerdotisa que lhe dava instruções para conseguir encontra sua irmã pureza. Que só a trindade poderia trazer a verdadeira justiça ao mundo.

Depois de meses de pesquisa finalmente encontrar pureza, no entanto precisa que ela desperte no interior de Júlia. Ao longo dos meses acompanhando a rotina da artista acontece um acidente e Júlia se sacrificar pela colega de quarto e melhor amiga, com isso acabar por despertar Pureza. Entra em contato e conta tudo! Assim elas se juntam para encontrar a terceira destruidora. – Nossa irmã precisa de nós. 

L-Corp

Sam acordar e pensar que tudo não passou de um pesadelo, no entanto olhando para o teto nota que estava no laboratório subterrâneo da L-Corp. Se sentar e encontrar Lena concentrada no computador e Alex pensativa no canto. – Então é verdade! Sou um monstro. 

Lena. – Que bom que acordou. Isso não é verdade Sam! Reign é uma parte que você não tinha ideia que estava presente em você. Só preciso descobrir como isso aconteceu? 

Sam. – Como pode ainda me trata como fôssemos amigas? Eu tente matar sua namorada diversas vezes! Gritar. Depois se recusar a sair do laboratório o que não dar escolha a Lena e Alex. Conversam e resolvem manter a castanha no laboratório e Alex ficaria cuidando de ruby quando Lena tenta acha uma saída para Sam. – Meu bem! É preciso que façamos as coisas assim, ou a Ruby nunca vai acreditar, além disso, não sabemos ao certo o tempo que vai leva para te curar! Com muito custo Samantha se acalma o suficiente para que possa ir para casa e conversar com a filha. 

Casa de Samantha.

Sam. – Filhota! Entenda que é preciso, a Lena no momento não pôde ir. Vai se divertido passar um tempo com a tia Alex? Sei que gostar da companhia da ruiva. Além disso, a Lena também vai cuidar de você. Sempre que possível vou ligar. Lembre-se minha menina que a mamãe te ama muito! Seus olhos ficam úmidos e encara Lena que não estava diferente. A Alex vai leva a sua mãe até o aeroporto e nós duas faremos uma mala para você. Puxar Ruby para as escadas antes que a menina visse a mãe chorar. 

Alex.- Iremos cuidar muito bem dela! Nem que custe minha vida. Diz firme encarando Sam. Ela abraça a ruiva com força! Ela estava apavorada com seu destino incerto. 

Sam.- Obrigada por não me odiar e por cuidar da minha menina. 

Alex. – Não importa o que aconteça nunca abandono meus amigos. Você e a Ruby fazem parte da minha família agora. Vamos. 

Ruby desconfia da tal viagem repentina da mãe. No entanto obedecer a mesma que pedir que fique com Alex e quando a mesma estivesse ocupada demais fixasse com Lena e Damon. 

Algumas semanas depois

Damon tem ajudado bastante Alex e Lena a distrair Ruby durante a ausência da Samantha. O que tem deixado o jovem meio preocupado é a forma tensa e expressão preocupada de Lena todos os dias. Ele sentir a falta de tomar café da manhã com a mãe. Mais ele sentir que alguma coisa grave e importante tem acontecido para que Lena tenha se afastado tanto. Estaria ali para ouvir quando ela se sentisse pronta para conversar. O que tem tirado sua paciência e o fato de sempre que sair de casa acabava encontrando Mon-el em todas as partes da cidade. Ele fica forçando sua presença na vida. Parar em frente a uma loja. – Pare de me seguir! Não quero conversa contigo. É preciso desenhar para você entender isso. 

Mon-El. – Seja lá qual mentira ela contou ao meu respeito, não dê ouvida aquela família Luthor é podre. Sou seu pai tem que fica ao lado da sua família. 

Damon.- Por que daria ouvido a você. Cruzas os braços. – Um cara que ainda pensar que é um príncipe que todos devem fazer suas vontades assim que ele estala os dedos, ou que não suportar a ideia que a ex está feliz com alguém como não foi quando ela estava com ele? Ou melhor, que ela nunca o olhou ou amou como ela tem demonstrado amar a atual companheira? Tenho pena de você. Pare de tentar entrar na minha vida, por que não quero alguém tão mesquinho como você nela. 

Mon-el sentir seu peito inflar de ódio cada vez que Damon ou Kara falar dessa forma com ele. – Tudo culpar sua bastada maldita. Sai voando dali. 

Apartamento de Kara

Kara notou que de umas semanas para cá Lena andar nervosa e meio área. Mais tem deixado que a mesma falasse o que veem acontecendo. Só espera que não seja nada com relacionado com Mon-El. Ele tem sido tão sem noção que sempre que tem uma missão J’onn é obrigado a passar a informa por telepatia para não correr o risco de o moreno aparecer e chatear a loira. Acaba que abastecer a geladeira por que Damon e Ruby ficariam esses finais de semana com ela. Quando alguém abrir a porta. - Hey crianças termos soverte! Ao se vira se surpreende com visita de Lillian. – Você aqui! Se venho para me ameaçar para ficar longe da Lena deu viagem perdida. Caso faça algo contra Lena ou Damon, esqueço que carrego o símbolo da esperança e acabo com sua raça. 

Lillian bate palmas. – Adorei o show! Quero respostas a respeito do jovem que diz ser filho da Lena! Apesar da inegável semelhança entre os dois há muitas lacunas em branco. 

Kara usa sua visão de raio x e Lillian não tinha nenhum tipo de arma.- Por que esse interesse na vida da Lena? Não confio em você. Já machucou a Lena demais assim como o Lex. 

Lillian trincar a mandíbula. – Não estou aqui para discutir esse assunto com você. Trate de me responder. 

Kara vendo que a mulher não sairia do apartamento sem que ela contasse. – Deve se lembra de que a rainha Rhea sequestrou a Lena, então enquanto ela estava inconsciente Rhea roubou seu DNA e do traste do filho dele. Por que ela viu o quanto Lena é especial e daria uma grande rainha,como uma ótima mãe. Só que seus planos não seguiram bem como sonhou, por fim ela conseguiu sobreviver a nossa lutar e fugiu levando com ela o DNA da Lena e do Mon-El. Depois de um tempo escolheu uma mulher e a fez de barriga de aluguel ou algo assim. Assim o Damon nasceu! Ele cresceu ouvindo Rhea falando de Lena como a morena é incrível. Ele um dia tomou coragem e resolveu fugir e procura a mãe. 

Lillian fica surpresa com a história pôr mais que ela odeie a casa El sabe que a loira a sua frente não mente. A intensidade que kara protege sua filha e neto. Faz com que resolva dar uma trégua a super. Pois sabe que assim que Lex soube que Lena teve um filho com um alienígena faria o impossível para mata-lo e por mais que ele uma parte alienígena ele também é um Luthor. Ela ama a filha mesmo que demonstre de uma forma meio errada. Sair do aparamento da loira sem mais nada dizer. 

L-Corp

Lena e Alex tem cortado um dobrado para ajudar Samantha. O problema que elas têm andado em círculos e já não conseguiam mais pensar em nada. 

Alex. – Não consigo pensar em nada! Jogar as folhas na mesa. 

Lena. – Também não consigo encontrar uma saída. Se jogar ao lado da ruiva no sofá e olham para a cama que Sam tem passado a maior parte do tempo. Por fim Lena e Alex decidem conta a J’onn. 

J’onn.- Meninas por que me chamaram aqui? Olhar o laboratório e avista Samantha em um tipo de redoma. - O se passar aqui? Enquanto ouvia o relato e fica surpreso e triste mais promete manter segredo e tentaria ajudar também. Então todos unem forças para salva Sam da Reign e mantê-la longe das outras destruidoras de mundos. – Temos que ter cuidado com Legião, tem suspeitas que eles voltaram no tempo com intenção de matarem as destruidoras de mundos. 

Aquilo deixar as duas mulheres com medo! Tinham que correr contra o tempo e acharem uma forma de deter Reign antes que as outras a encontrem Samantha. 

Na entrada de National City Andrea e Julian param o carro e olham o mapa.- Seria bom fazer uma parada para nos alimentar. Esses corpos humanos ainda não estão totalmente sobre nosso controle e são fracos. 

Julia. – Tem razão seria prudente. Quem saber fazer uma demonstração do nosso poder. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...