História Just you -(imagine Park jimin) - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), TWICE
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Mina, Park Jimin (Jimin)
Tags Ação, Apoio, Bangtan Boys (BTS), Fluffy, Park Jimin, Romance
Visualizações 58
Palavras 688
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Literatura Feminina, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AVISO IMPORTANTE :

Oi amores, essas semanas tenho um trabalho gigante escolar, que vai ocupar minhas manhãs e noites, sem falar nos outros trabalhos. Vou tentar o máximo atualizá-los sobre a fanfic.

Capítulo 20 - A sua verdadeira identidade


                  S/n on :


O expediente do trabalho havia acabado e Mina, por incrível que pareça, não fez nada de suspeito, apenas, seu trabalho comum.

Ela me pediu carona, no começo eu não queria dar, mas depois eu pensei bem, e, essa é uma forma de eu descobrir o que ela apronta. 

Jiminnie nos buscou e fomos até o carro, e fomos direto deixar Mina na casa da minha tia. Pegamos o caminho e fomos. Quando chegamos na casa da minha tia, Mina desceu do carro e eu fui atrás dela.

M : obrigada s/n ! Mas, não precisa me acompanhar. 

S/n: não... tudo bem ! 

M : já que você insiste! 

Ela entrou, me agradeceu e eu fiquei na porta ouvindo toda a conversa. Jiminnie sem entender pediu para mim entrar no carro, aí eu mandei ele calar a boca. Ele assustado se calou e ficou observando.

aproximei meus ouvidos da porta e comecei a ouvir. 

Ouvi barulhos de saltos se aproximando, só pode ser aquela mulher, porque minha tia não usa saltos !

Dito e feito, era e mulher, a m-min-ha m-ãe! 

Ela parou os saltos e começou a falar, com a Mina.

S/m : minha Mina..... minha filha preferida !

Eu reviro os olhos

S/m : conseguiu? 

M: sim mãe ! Consegui o trabalho !

S/m : e como tá a s/n desempregada ?

M : mãe.... eu estou trabalhando com ela! -voz nervosa- 

S/m : QUE ? -grita- eu mandei você roubar o emprego dela !


Me assustei e coloquei a mão na boca para não gritar.


S/m : eu conversei com sua tia, e o único lugar que s/n tem, que a faz feliz é esse trabalho! Você precisa roubá-lo ! Se ela se matar... o dinheiro ficará conosco! E ficaremos ricos !

M : mãe, dinheiro não é tudo ! E outra, não quero fazê-la um mal ! Ela já sofre muito! 

S/m : você lembra do seu sonho de ir para las Vegas ?

M : sim !

S/m : se conseguir-mos aquele dinheiro, iremos para lá !

M : mas mãe..... eu tô trabalhando, e se eu juntar eu conseguirei ir !

S/m : Não adianta ! -grita- tem que atingir s/n ! 

M : mas mãe.... que mal a s/n te fez ? Você nunca a viu na vida e quer esse mal todo para ela para que ?

S/m : -grita- basta de imprudência !-bate na cara de Mina- você está expulsa de casa !

M : mas como vou viver e me alimentar...?

S/m : você não tem "seu emprego" agora ! -revira is olhos! Vá embora daqui !

Ouvi um barulho de algo sendo jogado, como uma mala.

Imediatamente a porta se abre e eu levo uma portada na cara, saindo de lá Mina, caindo em choro.

Quando ela me viu, tomou um susto, me olhou nos olhos e....

M : desculpa por tudo s/n !

Pegou a mala dela e saiu andando. Meu coração ardeu com aquela cena, ela é minha irmã,  não posse esquecer isso! Então, eu a chamei.

S/n : Mina !?

M : o-Oi! 

S/n : ei ! Eu entendo o que você tá passando, não se preocupe, eu tô aqui ! Não vou deixar você ficaé aqui ! Eu tenho a chave da minha casa, pode ficar com ela, e... se sentir só, eu posso ficar com você lá !

M : sério s/n ?-me olha com um imenso sorriso- muito obrigada!  -me abraça- você é a melhor irmã! 

Aquelas palavras encheram meu coração, nunca tinha ouvido alguém da família me dizer isso! 

S/n : vamos ?

M : vamos !

Entramos no carro e jimin ficou sem entender, mas relevou. 

S/n : jiminnie, para minha casa por favor! 

J : tá bem !

Fomos direto para minha casa e eu desci do carro com Mina, para mostrár-lhe a casa.

Entramos e eu a entreguei a chave.

S/n : é sua !

Eu lhe mostrei toda a casa e a deixei à vontade, a casa já estava bem abastecida com comida e estava tudo arrumado.

M : muito obrigada s/n! Não sei como agradecer! 

S/n: disponha ! Qualquer coisa me ligue! 

M : ok!

Mas uma vez ela me deu um abraço e nos despedimos 



Notas Finais


Simples ? Mas muito significativo!

Até o próximo cap ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...