História Just..Living - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Assassinato, Briga De Rua, Drama, Ficção Adolescente, Ganges, Mistério, Original, Romance, Tortura
Visualizações 2
Palavras 557
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hey gente como prometido ai caps/pg todo domingo e talvez uns extras as vezes, espero que gostem

Capítulo 4 - Pg 4


Chegando na, sala o garoto se deparava com seu pai e uma mulher o carregando, obviamente embriagado ele, estava quase desacordado, logo ele correra pra ajudar o pai, levando ele até o quarto e, o deitando em sua cama, o garoto passara a olhar para a mulher: cabelos escorridos, na verdade molhados, na cor castanha com luzes; óculos escuros; jaqueta de couro vermelha e uma calça jeans. Parecia ter uns 30 a 35 anos, até que bonita pra idade.
- O que você fez com ele...? Murmurava o garoto em tom de questionamento.
- Nós estávamos no show ai começou a tocar “White Comic” e ele não gostou ele foi um tanto quanto, antiquado, mas ai ele começou a beber demais eu avisei a ele que isso iria acontecer más... Ele nem ligou... Sinto muito, por velo assim rapaz. Dizia a mulher para Grave, o garoto olhara o pai e percebera que nunca avia o visto assim, talvez ele não fosse o único que precisasse de cuidados ali.
- Não tá tudo bem... eu acho.- Ele pensara um pouco mais, se lembrava do “sonho” que avia tido.- Desculpe perguntar mas quem é você? Ele perguntara se virando para a moça, os dois estavam sentados na porta.
- Eu já fui uma grande amiga do seu pai, e também da sua mãe, mas ai a gente preferiu passar a sair juntas e não com ele, no final eu ajudei o seu pai a conquistar sua mãe e, vice e versa no final eles decidiram mudar de cidade e, eu fiquei aqui.- A mulher ficara pensativa.- Mas eu bobeei, eu podia ter visitado vocês, eu só fiquei “triste” achei que eles tinham me deixado, mas na verdade eles só seguiram as vidas e, agora eu nem pude falar com a sua mãe, brincar beber e falar de você com ela, eu perdi todas as coisas que eu mais queria fazer com ela, nós conversávamos sobre isso na juventude, nós encontraríamos caras legais, teríamos uma família e.- Ela parara de falar e dava uma risada, pondo a mãe no rosto.- E nós iriamos morar juntas com nossas famílias, há! Mas no final, ela conseguiu isso e eu perdi a chance de estar lá com ela, ah visitando e sendo uma amiga e ela até me enviou cartas. O garoto estranhara.
- Ah, “cartas”?
- Sim ele era assim mesmo, elas diziam sobre como ela estava feliz, ou seguindo a carreira e, sobre você eu fiquei tão feliz em saber, mas fui covarde e não fui até ela.
- Porque?
- Nós aviamos discutido por que ela queria se mudar, ai desde então não nos falamos, eu encontrei seu pai nessa cidade e, recebi a noticia eu fiquei tão triste mas isso não importa mais, o importante é como você e seu pai se sentem, ai eu decidi levar o seu pai e talvez você pra curtir como antigamente, ele disse que você não queria eu não gostei disso rapaz. O garoto parava pra pensar.
- É eu perdi de ver o pai resmungando das bandas de rock “modernas”. Ambos riram um pouco.
- Você me lembra muito sua mãe, mas a aparência reflete seu pai. Eles conversaram um pouco mais, até ela ir embora já era de manhã, o garoto voltava ao quarto se deitava na cama e logo adormecia.    
 

 
 


Notas Finais


É isso espero que tenham curtido, se gostaram ou tem criticas "construtivas" comentem ai. Obrigado por lerem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...