1. Spirit Fanfics >
  2. Kagami, O Babá( Sendo Reescrita) >
  3. Capítulo 5

História Kagami, O Babá( Sendo Reescrita) - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Espero Que Gostem! 😁❤️

Boa Leitura! ❤️

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Kagami, O Babá( Sendo Reescrita) - Capítulo 5 - Capítulo 5

Acordo por volta de 05:30 com o despertador tocando, procuro o despertador(com os olhos ainda fechados) no criado mudo para desligá-lo, obtendo sucesso logo em seguida, abro meus olhos preguiçosamente levanto da cama e vou fazer minha higiene 

Escovo meus dentes,tomo um banho rápido, saio do banheiro com uma toalha amarrada na cintura, visto uma box preta e pego uma camiseta vermelha e uma calça moletom preta as vestindo logo em seguida

Depois de estar devidamente vestido vou preparar o meu café da manhã e arrumar a casa

Sento na mesa e começo a tomar o café da manhã, penso um pouco sobre ontem,ainda não estou acreditando que Aomine Daiki me chamou pra sair e que teve um "pequeno" ataque de ciúmes

Nunca pensei que um dia Daiki me chamaria para sair ou até mesmo ficaria com ciúmes de mim com outra pessoa

"Na verdade foi até engraçado ver ele com ciúmes, mas, não deu tempo de rir na hora já que ele avançou pra cima do Midorima como um cão poilicial avança no ladrão"

Acabei de tomar meu café e comecei a arrumar a casa

Enquanto arrumava a casa pensava em como eu comecei a gostar do Daiki


Mesmo ele sendo arrogante,preguiçoso, presunçoso, irritante e irresponsável, eu me apaixonei por ele

Inicialmente quando conheci ele achei que Daiki era um idiota que se achava muito, sempre com aquele papo de " O único que pode me derrotar sou eu mesmo" era só mais um idiota arrogante

Mesmo depois que Kuroko me contou como ele era no passado ainda achava ele um idiota arrogante

Ah! Fala sério! Ele só começou com essa ladainha de "O único que pode me derrotar sou eu mesmo" por que não achava um oponente bom o suficiente para vencê-lo, tá o cara era bom na quadra mais e daí? só por que na época ele não achava ninguém para jogar com ele de igual para igual não significa que ele pode sair por aí falando "O único que pode me derrotar sou eu mesmo"

"Ele era um grande idiota arrogante"

Mas, quando eu o vi jogando durante o primeiro jogo contra a Tōō eu realmente me surpreendi, por que não é que a peste jogava realmente bem!

E nesse momento eu comecei a admirá-lo, admirar o seu modo de jogar, sua agilidade,força e velocidade, o seu estilo de jogo imprevisível e desengonçado, me admirei por tudo isso

"Mal sabia eu que essa admiração era o começo de um sentimento"

E finalmente depois de ganharmos da academia Tōō, e eu jogar na cara dele que, sim, eu poderia vencê-lo e finalmente dar um fim a esse papo furado de "O único que pode me derrotar sou eu mesmo" ele voltou a ter a personalidade dos tempos da Teiko

"Acho que ele só precisava que alguém limpasse o chão da quadra com a cara dele, pra ele sentir a derrota e saber que estava enganado... Mas aquela mudança um pouco repentina de personalidade me lembrou o Akashi"

E acho que foi nesse momento que eu finalmente me toquei que na verdade toda aquela admiração era apenas...amor 

Mas pensei que essa "admiração", que de admiração não tinha era nada, fosse coisa passageira então não liguei muito

Mas quando me dei conta pensava nele todos os dias, praticamente tudo que eu fazia me lembrava ele, qualquer coisa que eu pensava me lembrava ele, toda vez que eu assistia ou jogava basquete me lembrava dele

Então foi nesse momento que finalmente me toquei que aquela "admiração" que eu sentia por ele não era passageira, e eu tomei vergonha na cara e admiti para mim mesmo que eu realmente estava apaixonado por Aomine Daiki

Entretando,pensei que nunca seria correspondido, já que Daiki era um Hétero declarado que amava peitos

Mas acho que eu estava enganado



Estava tão distraídos com essas lembranças que nem percebi que já tinha acabado de limpar tudo e que daqui a alguns minutos as crianças iriam chegar

Fui até a cozinha preparar o café da manhã das crianças, que se resumia em panquecas, sucos, pães e frios

Quando terminei de preparar o café da manhã ouço a campainha tocando, tirei o avental que eu havia colocado para preparar a comida, e fui atender a porta

E lá estavam aqueles seres de cabelos coloridos e seus lindos e um pouco bagunceiros filhos 

- Bom dia!- 

Todos: Bom dia

- Querem entrar?- perguntei aos adultos, dando passagem para que as crianças entrassem e fossem brincar

Akashi: Desculpe Taiga, eu e Atsushi precisamos ir, preciso ir... trabalhar e Atsushi precisa abrir a confeitaria 

Midorima: Desculpe, estou um pouco atrasado para o trabalho 

Kuroko: Desculpe Kagami-kun, tenho que fazer uma coisa importante e Kise-kun tem uma sessão de fotos para fazer 

Momoi não iria trazer Yumi hoje, segundo ela, elas(Riko e Momoi) estavam com o dia de folga então, queriam aproveitar o tempo em família

- Ah! Tudo bem- sorri e me despedi deles que já estavam indo embora 

Daiki: Estou de folga e não tenho nada para fazer em casa, então posso ficar aqui o dia inteiro 

- Se está de folga por que trouxe Daichi aqui? Não me entenda mal eu adoro o Daichi, mas acho que para ele, passar o dia com o pai seria mais divertido

Daiki: Trouxe ele aqui por que eu queria te ver, e também por que foi ele que pediu para vim- corei excessivamente 

- C-como assim? Ele prefere ficar aqui?- tentei mudar de assunto

Daiki: Por incrível que pareca sim, ele gosta de ficar aqui, ele gosta de você, assim como eu também gosto 

"O seu jeito de gostar é bem diferente do dele"

- V-você p-pode por favor parar de falar coisas tão constrangedoras? 

Daiki: Não consigo, eu adoro ver você corado, você fica ainda mais lindo assim

-D-daiki!

Aomine: Tudo bem, tudo bem,vou parar... por enquanto- ouvi ele susurrar a última parte, mas não falei nada, apenas soltei um pequeno risinho envergonhado 

Entrei com Daiki atrás de mim e chamei as crianças para tomarem café da manhã

Por mais estranho que pareça elas só começam a comer se eu permitir, se não elas ficam esperando até eu deixar

"Isso é um pouco estranho na verdade"


– Já tomou café da manhã? - perguntei a Daiki

Daiki: Não, ainda não

– E não vai começar a comer?

Daiki: Na verdade tô mais interessado em comer outra coisa - disse me olhando de forma maliciosa

– D-DAIKI!


                  • Quebra de tempo •



Estávamos todos na sala assistindo(na netflix)uma animação, eu acho, parecia mais um anime mas, as crianças disseram que na verdade não era um anime e meus anjinhos não mentem

Todas as crianças e Daiki já tinham tomado café da manhã e tinham tomado banho também, já que, hoje estava realmente calor 

Sim, Daiki tomou banho e eu emprestei umas roupas que tinham aqui do Tatsuya(já que Tatsuya usa uns dois/três números maior que ele) pra ele, o que o fez ficar com ciúmes e vestir as roupas muito a contra gosto

Ele ficou perguntando por que eu tinha roupas do Tatsuya no meu guarda-roupa e qual era o meu relacionamento com ele o que me fez o dar um tapa na sua cabeça e responder que eu e Tatsuya eramos como irmãos e que era para ele parar de ciúmes idiota

" Daiki: Por que você tem roupas desse Himuro no seu guarda-roupa? qual seu real relacionamento com esse Himuro em Taiga? - falava todo enciumado

Dei um tapa em sua cabeça próximo a nuca

– Qual seu problema idiota?! Para de ficar pensando besteira, eu e Tatsuya somos como irmãos, para com todo esse ciúmes idiota!"

E sobre a roupa das crianças, bom...normalmente os pais deles trazem roupas extras, e além disso, tenho algumas roupas deles aqui em casa, já que eles ficam bastante tempo aqui

Continuavamos assistindo, essa tal animação que eu descobri se chamar Voltron: Legendary Defender, que é muito bom por sinal recomendo vocês assistirem também,fiquei tão viciado assistindo que quando me dei conta do horário, já estava na hora de fazer o almoço 

Me lavantei, avisei que iria fazer o almoço e me direcionei a cozinha 

Estava começando a fazer o almoço e de repente sinto alguém me abraçar por trás 

Não poderia ser nenhuma das crianças,pois elas são consideravelmente menores que eu

Daiki- pensei 

Daiki: O que você está fazendo para o almoço?... Taiga- sussurrou de uma forma incrivelmente sexy no meu ouvido, corei violentamente 

- D-daiki...se a-afasta e m-me deixe cozinhar

Daiki: Quer realmente que eu me afaste?...hum?- ele começou a beijar minha nuca indo em direção para o meu pescoço, de vez em quando chupando a pele do mesmo

- U-uhm- soltei um pequeno gemido- D-Daiki, as crianças p-podem a-aparecer

Aomine: Não se preocupe Taiga, elas estão dormindo

"Como diabos ele fez as crianças dormirem tão rápido?!"

Daiki desligou o fogo e me virou, para logo tomar meus lábios em um beijo afoito 




Notas Finais


Espero Que Tenham Gostado! 😁

Sério Galera, Quem Ainda Não Assistiu, Assistam Voltron:Legendary Defender, É Maravilhoso! Super Recomendo É Uma Série De Animação Da Netflix

Enfim... Comentem Oq Acharam!

Até A Próxima! 👋❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...