1. Spirit Fanfics >
  2. (kagehina) If our love is wrong >
  3. Kageyama suspenso

História (kagehina) If our love is wrong - Capítulo 20


Escrita por: bbesbati

Notas do Autor


Aproveitem essa fofura

Capítulo 20 - Kageyama suspenso


Fanfic / Fanfiction (kagehina) If our love is wrong - Capítulo 20 - Kageyama suspenso

(capítulo patrocinado por várias imagens vou deixar todas, crédito aos artistas💖💛)

Author's pov

Era sexta feira, fazia uma semana do ocorrido de yamaguchi, ele não havia voltado a escola ainda mas tsukishima havia dito a todos que o amigo estava bem e que logo voltaria e que teria algo a dizer a eles, mas como estamos falando de tsukishima Kei ele também só disse isso virando as costas e indo embora

Voltando a duplinha, kageyama estava indo sozinho a escola, já que, Hinata simples o enviou uma mensagem ontem dizendo que não iria com ele, o que não rendeu mais do que um bico emburrado do levantador por não poder ver logo cedo seu solzinho

Chegando na escola kageyama pode avistar seu amor prendendo sua bicicleta e colocando a chave dentro da mochila

- HINATA- chamou, mas Hinata quando ouviu apenas apertou a alça da mochila e andou rápido para o prédio

"Que estranho"

Ok, era realmente estranho, hinata o ignorou o DIA TODO, kageyama já estava ficando puto, primeiro de manhã, depois no almoço, toda vez que kageyama tentava se aproximar Hinata fujia, e agora estava o ignorando no treino, Hinata não querer treinar com ele era praticamente um pedido de término

"Não podia ser isso"

Kageyama estava treinado o saque, ele já possuía um saque  poderoso, mas agora somando raiva e estresse, o bola foi tão forte de encontro com o chão que o barulho fez com que todos olhassem pra ele

- problemas no paraíso rei- nem com o yamaguchi no hospital tsukki deixava de implicar

Kageyama apenas olhou para hinata e foi buscar a bola, Hinata engoliu seco e voltou a treinar recepção com Noya, shouyou amava o maior mas ainda tinha medo de o ver tão bravo, ainda mais consigo e sabendo exatamente o motivo

*Depois do treino*


Hinata estava pegando sua chave da bicicleta na mochila quando percebeu uma movimentação atrás de si, ele sabia que não teria como fugir


- Hinata- impressionantemente o tom calmo de kageyama causava arrepios no menor- por favor fala comigo- Hinata virou de frente para o outro- o que eu fiz?


- o que?- Hinata se surpreendeu com a pergunta- você não fez nada


- então por que tá me ignorando o dia todo?- ele se aproximava do menor


- eu não tô te ignorando- Hinata baixava a cabeça


- Hinata olha pra mim- ele apenas negava com a cabeça- Hinata- kageyama segurou o queixo do menor levantando seu rosto- o que ouve?


-...-


-hinata


-...- Hinata apenas fechava com mais força sua boca


- shouyou- ele não teria como resistir assim


- eu coloquei aparelho- falou rápido com a mão tapando a boca


- mas em?- kageyama o olhava confuso


- ontem eu coloquei aparelho- explicava com a mão ainda sobre a boca- eu tô com vergonha não quero que ria


- meu deus Hinata achei que queria terminar comigo- suspirou aliviado


- que? Claro que não


- deixa eu ver- kageyama abaixou a mão do menor- eu juro que não vou rir


Relutante Hinata abriu um sorriso pequeno enquanto suas bochechas coravam


- droga- kageyama o abraçou enterrando a cabeça no seu pescoço


- o que foi?- apoiou as mãos nas costas do maior- você disse que não ia rir


- você é muito fofo- falou abafado


- e-eu- shouyou corou todo com o comentário do namorado, kageyama apenas desfez o abraço dando um selinho no menor


- 'vamo pra casa- disse com um sorriso nos lábios, Hinata ainda se vingaria dele por o deixar tão corado




***


Quarta feira

- o tu viu aquele Hinata shouyou da outra sala?

Era uma quarta de manhã antes do almoço, na sala de kageyama o professor havia terminado a aula mais cedo deixando os alunos com um tempinho antes do sinal tocar, mas claro que no momento que kageyama ouviu falarem o nome de Hinata já ficou atento, o assunto vinha de dois garotos e uma garota fofocando do seu lado

- aquele ruivo?- a menina perguntou

- é, cabelo de fogo muito estranho- garoto falou

- mas o que tem ele?- o outro garoto perguntou

- vocês viram que ele colocou aparelho?

- eu viiii- a garota soltou uma risadas- cabelo de fogo boca de arame

"Meu deus quantos anos eles tem?" Kageyama pensava

- ele é esquisito- o garoto olhou pro lado- mas eai kageyama vocês só deixam ele jogar por dó não é?

- pior ele é do time de vôlei mas com aquela altura- a garota ria enquanto kageyama apertava forte a mesa para não voar em ninguém

- não, ele é um ótimo jogador- disse sem paciência com eles

- ah mas fala sério com aquela cara ainda sendo baixinho duvido que alguma garota iria querer ele- o garoto disse

- eu duvido até que ele goste de garotas- a menina disse- ele tem cara de ser gay

"Calma tobio calminho"

- verdade- o outro concordou- ele deve ser um daqueles que gosta que o cara enfie um pau no rabo dele- todos começaram a rir

- nossa que nojo

- ele só tem cara de inocente mas aposto que deve ter um monte daqueles de borracha em casa

- se pá ele deve dar até pro vento, ele deve viver com um pau na boca- eles continuavam rindo enquanto kageyama quase quebrava a mesa 

- vocês dois andam sempre juntos né kageyama?

- toma cuidado daqui a pouco ele vai começar a gostar de ti

- credo se acontecesse comigo eu com certeza bateria nele

" Calma tobio calma não é pra matar ningué-" os pensamentos de kageyama foram interrompidos

- KAGEYAMA- Hinata chamou aparecendo na porta

Kageyama se levantou bruscamente, ainda estava irritado com aqueles comentários, mas antes de ele sequer sair perto da sua mesa para ir em direção ao garoto que sorria na porta ele ouvi uma coisa que o faz perder qualquer calma que estava tentando manter

- se eu fosse você kageyama- o menino cochichava- me afastaria logo dele

Ahhhhhhh mas pra que não é mesmo pra que? kageyama agarra o garoto pela camisa fazendo-o se levantar e o atinge com um soco no rosto tão forte que faz com que caia no chão com o nariz escorrendo de sangue e um pouco tonto

* Tempo depois*


Hinata andava de um lado pro outro nervoso na frente da sala do diretor, já que bem, ele foi apenas buscas seu namorado para almoçar e do nada ele deu um soco no colega


- ai meu Deus kageyama- murmurava quando percebeu a porta abrir- kAgEyAmAaaa


Kageyama não havia percebido hinata, ele estava vendo seu punho onde havia marcas vermelhas por causa do soco que deu no outro mas assim que viu o menor seu humor melhor


- oi Hinata


- o que aconteceu?- perguntou desesperado


- diz do soco?- os dois começaram a andar no corredor- eles 'tavam falando mal de você e eu acabei me irritando- Hinata o olhava com olhos arregalados- eu expliquei ao diretor tudo e ele só me deu isso- entregou o papel a Hinata


- SUSPENSO ATÉ SEMANA QUE VEM?


- é poisé mas são só três dia sem clube- ele amava o vôlei mas não ia deixar falarem mal do shouyou


- mas vai ficar três dias sem treinar- Hinata parou na sua frente- kageyama são três dias sem treinar- "como ele não entende?"


- faz assim- kageyama segurou o rosto do menor- você nesses três dias treina por nós dois que tal?- ele beijou o topo da cabeça de Hinata e voltou a andar


- KAGEYAMA VOLTA AQUIIII


***


Daichi: kageyama você socou alguém?


Suga: meu deus não foi assim que te criei


Suga e daichi andava de um lado pro outro enquanto kageyama estava no centro da sala e o resto do time em volta


Tanaka: nunca pensei que fizesse do tipo agressivo, mesmo assustador só te vi brigar com o Hinata mas né


Noya: mas sério socou o outro porque?- perguntava animado


Kage: eles estavam falando mal do Hinata


Hinata corou quando todos da sala voltaram o olhar pra si


Suga: certo certo mas o que eles disseram sobre o Hinata?


Kage: ahn-h bem...


Nessa hora até Hinata ficou curioso, ele acabou não perguntando o que disseram, mas kageyama não queria dizer assim sobre o que eles estavam fofocando


Daichi: ok todos podem sair e começar o treino só o kageyama fica


Depois que todos saíram da sala deixando apenas o três lá, e bem, se querem saber o porquê do tsukki não comentar nada, simples, não era como se ele nunca tivesse batido em ninguém por causa do yamaguchi


Suga: tudo bem kageyama agora o que disseram do meu fil... Digo Hinata


Kage: falaram do cabelo dele, do aparelho e que a gente deixava ele jogar por dó- os mais velhos perceberam que ele hesitava


Daichi: kageyama o que mais disseram?


Kage: falaram que por causa de como ele era nenhuma garota iria querer ele, daí falaram que ele devia ser gay e provavelmente gostava que alguém enfiasse um pênis no cu dele, que ele só tinha cara de inocente mas que devia ter aqueles brinquedos de borracha- kageyama suspirou para se acalmar- disseram que ele dava pra todo mundo, que viva com um pau na boca, que era nojento, que bateriam nele e que eu devia me afastar


Suga: quero nomes- ele apertava os punhos do lado do corpo para tentar baixar a raiva


Daichi: ok mas por favor tente evitar machucar muito a outra pessoa da próxima vez


Suga: ou pelo menos me chama e acabamos com eles de vez


Daichi: SUGA


***


Os três chegaram na quadra onde todos já estavam treinando mas perceberam que faltava um


- cadê o Hinata?


- não sabemos ele ficou pra trás e quando chegamos não estava aqui- ennoshita disse


Kageyama saiu correndo da quadra e começou a procurar o namorado por todos os cantos até ouvir um barulho na parte de trás da quadra e quando viu encontrou Hinata apoiado com as costas na parede de cabeça baixa


- ei boke o que aconteceu?- kageyama perguntava enquanto se aproximava


- o que?- Hinata limpava as pequenas lágrimas enquanto sorria- não ouve nada


- você escutou não é?- kageyama parou na sua frete


Hinata apenas assentiu passando os braços no pescoço de kageyama que retribuiu o abraço




- por que não me disse o que era?


- justamente porque não queria que ficasse mal


- eu não tô mal por isso, é só bem, você vai ficar sem jogar por minha causa


- isso de novo Hinata- kageyama afrouxou o abraço para que pudesse olhar para o menor- já disse que tá tudo bem eu posso treinar em casa


- eu não me importo com o que dizem de mim mas não quero que falem de você


- faz que nem eu e bate em alguém


- atá- debochou- alguém que nem eu que chora por tudo?


- não tem problema chorar Hinata


-eu sei... Mas só te vi chorar uma vez


- bem se lembra daquela vez que eu perguntei se gostava da yachi?- Hinata assentiu- você disse que já gostava de alguém e eu fui até em casa chorando porque pensei ter perdido minha chance- disse sorrindo


- POR QUE NÃO ME DISSE ANTES? Por que não me disse que também gostava de mim?


- quem mandou sair de bicicleta


- que droga- falou emburrado


- mas se preferir eu posso bater nas pessoas por nós dois enquanto você chora- disse segurando a cintura de Hinata o encostando na parede


- não sei se fico feliz ou ofendido- falou sorrindo


Kageyama logo iniciou um beijo calmo entre eles, depois daquele primeiro, e sem tempo durante a semana, eles só trocavam selinhos, mas agora sozinhos aqui poderiam aproveitar um pouco, isso pensou tobio, assim que pediu passagem com a língua mas que foi negada quando Hinata separou o beijo


- não quer?- kageyama perguntou abrindo os olhos


- não é isso- Hinata olhou pro lado- e se eu te machucar com o meu aparelho


- não vai- kageyama virou o rosto do menor e voltou a selar os lábios de ambos


E bem, de fato não machucou, tá ok talvez um pouquinho pela inexperiência dos dois e pelo aparelho ser recente, mas claro que kageyama nunca diria isso a shouyou, e ele de qualquer jeito preferiria bem mais aproveitar o beijo do que ficar reclamando, fazer o que ele amava encontrar a língua morna de Hinata com a sua




***


Segunda feira

- estou namorando a michimiya- daichi anunciou segunda de manhã

Claro ninguém estava esperando por isso num início treino o que gerou várias bocas abertas pela surpresa, mas logo todos do time começaram a parabenizar o capitão

Tanaka: até o daichi conseguiu  alguém?

Noya: Ryu eu não quero morrer sozinho- o Patati e o Patatá se lamentávam

Ennoshita: ai eu mereço

Suga: parabéns daichi- falou com um sorriso pequeno quando o capitão se aproximou

Daichi: obrigado suga- também deu um sorriso pequeno mas logo começou a treinar


*Quebra de tempo*


-Ohhh kageyama- Hinata chamou


Os dois bonitos como sempre ficaram mais um tempo depois para treinarem, já devia fazer uma hora mais ou menos, e agora estavam sentados encostados na parede bebendo água


-hm


- tu não achou estranho o daichi falar que tá namorando com aquela garota?


- que feio Hinata tá falando do relacionamento dos outros?


- o-qu-e? Não eu não-o 'tava- tobio começou a rir com o outro tentando se explicar


- eu tô brincando Hinata mas por que acha?


- ah bem eu achava que ele e o suga-san estavam juntos- eles caminhavam em direção a sala do clube- sei lá parecia pelo menos que os dois se gostavam


- ah isso é verdade sempre achei que eles estivessem namorando e- kageyama parou de falar assim que abriu a porta- sugawara-san

-ah oi meninos- suga estava sentado no banco com sua mochila perto

- tá tudo bem suga-san- Hinata se sentava ao seu lado- por que 'ta chorando?

- não tem como esconder né?- perguntou com um sorriso cansado

- é por causa do daichi?

- kageyama- Hinata reprendeu- tenha um pouco de compaixão

- desculpa

- tudo bem kageyama- suga suspirou cansado- você está certo kageyama

- por que nunca se declarou?

- eu gosto dele a muito tempo, acho que desde o primeiro ano, muita coisa aconteceu, mas vocês já devem saber o clássico, ser odiado, ser julgado perder a amizade e blablabla- ele balançava a mão

- sinto muito- ambos disseram

- não tem do que sentir meninos, o amor é uma droga, e de qualquer jeito vocês sabem do famoso "ele deve ser hetero" não é?- suga olhou para os dois que coraram um pouco- hrhrhm poisé, a diferença é que hoje eu tive a confirmação mas pelo menos ver vocês juntos me deixa feliz

- mas você também deveria encontrar alguém pra te fazer feliz- Hinata disse

- Obrigado Hinata mas daqui alguns meses eu me formo, faculdade, vida adulta, provavelmente vou ficar bêbado em algum lugar, perder a virgindade com alguém que só vai querer se aproveitar, depois ter outras desilusões amorosas, terminar a faculdade, quem sabe encontrar alguém se não eu me assumo taco a merda no ventilador e ignoro o preconceito, me mudo de país e adoto um gato- suga realmente parecia cansado

- sabe suga, quando eu me assumi pra Natsu ela disse para eu não deixar minhas altas expectativas diminuirem- falou com um sorriso caloroso

- espero que sua irmã esteja certa- suga se levantou parando na porta- boa noite garotos não demorem para irem embora- ele se virou e fechou a porta

- fiquei triste pelo suga-San - Hinata apoiava o queixo nas mãos

- eu também mas não podemos fazer nada- eles se olharam

- eu ainda acho que o daichi gosta dele

- eu sei mas Hinata, não podemos nos meter assim na vida deles, como o suga-san disse "muita coisa aconteceu" só podemos torcer para eles se resolverem

- tudo bem espero que seja logo- Hinata se levantou- vamos? Deva dar tempo de comer alguma coisa a lojinha deve ainda estar aberta

Ai ai o amor é difícil não é mesmo? Poisé eu também espero que o nosso daisuga se resolva, mas creio que há muito tempo para isso aconteça podem acalmar o coração mas a história deles vai se encaixar uma hora, de qualquer jeito boa noite meus carneirinhos



Notas Finais


Oioioi certo vamos as explicações

1- eu escrevo no Wattpad e posto lá também então consigo por as imagens no meio do texto, se quiserem ver é o mesmo nome e mesmo usuário (continuo postando aqui)

2- sim tenho a história daisuga mas é mais pra frente

3- sobre o lemon (obrigada a todes que responderam) eu fui ler algum e percebi que não tenho maturidade suficiente para escrever, pq eu leio mas rindo, e também não acredito que ficaria muito bom, vou deixar com a ideia inicial de só falar que aconteceu (fixei um comentário no outro capítulo)

4- meu deus eu vi cada apelido pra pessoas ruivas que meu deus gente que não tem nada pra fazer

De resto muito obrigada e feliz terçaaaaaa (ノ◕ヮ◕)ノ*.✧


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...