História Kai - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Ansiedade, Depressão, Romance Gay
Visualizações 18
Palavras 999
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Poesias, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Dance To This


08 de Fevereiro, DOMINGO, rolê com os amigos

O Moacir escolheu fazer uma música pra Mel a uns dias atrás quando contei a ele sobre as ideias por mensagem, e eu estou realmente ansioso, ele é um bom compositor, uma vez ele me mostrou uma música que tinha feito sobre ele e eu fiquei até emocionado, imagina quando a Mel ouvir ele cantando pra ela... realmente vai ser muito lindo.

Hoje combinamos de sair eu, a Mel, o Moacir e o Charlie, estávamos tentando se aproximar dele por ele não conhecer ninguém na cidade, então marcamos de ir até o shopping, eu e Charlie fomos juntos já que nossas casas eram perto, e durante a ida estava um silêncio enorme, ao chegarmos lá a Mel e o Moacir já estavam nos esperando primeiro ficamos andando e mostrando as lojas que tinha no shopping pro Charlie e ele gostou bastante, já que dava pra notar pelo enorme sorriso em seu rosto.

- Charlie, quer comer algo? é por ali a praça de alimentação - disse Mel.

- Sim, pra falar a verdade estou morrendo de fome desde que cheguei, não comi nada antes de sair de casa - disse Charlie passando a mão na barriga.

- Era pra já ter nos contado - fala Moacir com a mão na testa sem acreditar.

- Vamos por aqui - eu disse já indo pra praça de alimentação.

Pedimos 3 porções de batata em um restaurante qualquer e nos sentamos em uma mesa já com as porções prontas.

- E ai Charlie tá curtindo a cidade e a nova escola? ou preferia sua antiga? - disse Moacir curioso.

- Eu estou curtindo é bem legal e obrigado por terem me chamado pra sair - falou Charlie agradecido com um leve sorriso.

- Imagina - falamos em uníssono - e demos uma risada.

O Charlie não parava de olhar pra mim e aquilo estava me deixando com as bochechas coradas, ele é tão lindo, e tem uma animação realmente contagiante.

Nosso tarde foi muito legal, ás vezes esqueço como é se divertir com meus amigos, eles são tão incríveis, me sinto ingrato algumas vezes por não topar sair com eles e dar alguma desculpa qualquer só pra ficar preso em meu quarto fazendo nada na internet o dia todo.

14 de Fevereiro, SÁBADO, o encontro

O Charlie me chamou pra sair hoje, e ele começou a falar comigo por mensagem todos os dias desde da semana passada e eu meio que estou gostando disso, afinal ele é muito precioso e legal, ele vai me levar em um karaokê ás 19:00, e por incrível que pareça foi ele que achou esse lugar, afinal eu nem sabia que existia uma karaokê na cidade, Charlie sabe que eu gosto muito de cantar em meu quarto por eu já ter contado a ele, então quis fazer algo especial eu acho, mesmo a gente sendo só amigos.

Eu estou ansioso e acho que isso é por que gosto dele, ele me fez sentir sentimentos muito fortes por ele, sem mesmo me beijar, eu acho que passei 30 minutos no banho, não que eu tenha odor, mas só pra garantir, coloquei meu moletom preto que tem uma touca branca, um calça preta justa e meu vans, será que ele vai gostar? estou nervoso.

*(campainha toca)*

- Minha Deusa!! é ele!! - falo sozinho indo até a porta.

*(abro a porta)*

- Oi Charlie... - digo com um pequeno sorriso.

- Olá Kai, você está muito bonito e cheiroso - ele fala dando uma risadinha e um sorriso bobo.

- Obrigado - falo com as bochechas rosadas.

- Vamos? o Uber já está a nossa espera - ele fala empolgado.

**AVANÇO DE TEMPO**

Entramos no karaokê, que era muito lindo, tinha uma decoração estilo japonês, e eu logo me encantei.

- Vamos sentar nessa mesa aqui - disse Charlie com um sorriso no rosto.

- Ok.

- Então quer comer algo? - Charlie me pergunta.

- Eu quero um suco de morango - eu falo meio sem graça.

- E eu tomarei uma Coca-Cola.

*CHARLIE FAZ O PEDIDO*

- Eu vou cantar uma música pra você, ok? - Charlie fala em meio as gargalhadas.

- NÃO! você vai me fazer passar vergonha - digo em um tom de risadas e sério.

Ele subiu ao palco e cantou a música *Dance To This - Troye Sivan ft. Ariana Grande* e eu fiquei totalmente sem reação. 

Young ambition

Say we'll go slow but we never do

Premonition

See me spendin' every night with you

E quando chegou na parte da Ariana Grande, ele me chamou no palco, pelo microfone, eu fiquei morrendo de vergonha e mesmo assim eu fui...por que eu fui?

Dear beloved

Bring those 501s a bit closer, bit closer

Cantamos em uníssono várias partes.

Dance to this, dance to this

We can just dance to this

I don't wanna sleep tonight-night-night-night-night

I just wanna take that ride

E essa foi a experiência mais foda da minha vida e assim que a música acabou ele me agarrou e me deu um selinho. 

Eu fiquei sem reação.

Todos olharam pra gente e bateram palmas.

Eu fiquei muito surpreso.

Voltamos a mesa.

- Então, desculpa por isso? é que eu estava enlouquecendo querendo fazer isso a um tempo... - Charlie fala meio tímido.

- Eu gostei, você é um fofo - digo com um sorriso.

- Ufa, achei que ia ficar bravo comigo... - ele fala com um ar de alívio.

- Por que ficaria? eu também queria isso a tempo - digo com vergonha.

- Eu realmente gosto de você, Kai pode rolar algo sério entre a gente? - ele fala com uma expressão séria e preocupante.

- Eu ia adorar.

E depois de muito papo e beijos quentes e doces, pedimos um Uber e fomos embora e ele me levou até a porta da minha casa e se despediu me dando outro selinho, eu achei fofo, acho que estou muito apaixonado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...