História Kai Bai Bo! - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags +18 Pelo Yaoi, Kookv, No Lemon Squad, Taegguk, Taekook, Vkook, Yaoi
Visualizações 90
Palavras 2.165
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi pessoas, demorei mas cheguei com uma taekook delicinha pra vocês!
Espero que gostem e dêem muito amor pra ela sz!
e modeus do céu berg, olha o horário que postei, scrr

essa fanfic é dedicada ao meu bem mais precioso que foi pro céu ontem, Isabelly era minha marida, minha melhor amiga, que me encentivava à escrever todos os dias, pedi para ela betar o capítulo mas ela já tinha partido sem eu saber

vocês devem ter visto as notícias, estão por toda parte... bem, ela continuará cuidando de mim e me ajudando de onde quer que esteja, nunca irei esquecê-lá sz

enfim! obrigada à minha marida Mari por ter betado este capítulo, eu amo você, outro anjinho que eu tenho

desculpa as notas grandes e boa leitura!

Capítulo 1 - Ú N I C O !


Kai Bai Bo!


Jeongguk é um jovem famoso youtuber coreano que vem recebendo bastante reconhecimento após quebrar padrões assumindo sua sexualidade para a Internet, consequentemente, o mundo. 


Sua fama se baseava nos seus vídeos nerds que chamavam atenção por fazerem todos entender do que ele estava falando e não apenas o público alvo que curtia o assunto e vídeos comentando sobre assuntos em alta e reagindo à alguns vídeos polêmicos. 


Mas depois de sua admissão seu canal bombou. Não é todo dia que se vê uma figura pública admitir em rede internacional que é gay morando em um país extremamente conservador.


A princípio recebeu apoio de fãs que já o acompanhavam à tempo o bastante pra perceber que de hetero ele não tinha — nem tem — nada, claro que, como a maioria dos que se _“assumem”_ — o que achava extremamente ridículo até porque ninguém se assume hetero, como dizem, você nasce assim, a mesma coisa com — gay e outros tipos de sexualidade, foi criticado e julgado também, das piadinhas de duplo sentido nos comentários nunca conseguiria escapar, afinal, na Internet todo mundo quer dar um de fodão, porque cara a cara a maioria ficaria com “o rabo entre as pernas”. 


Se bem que, porém, achava tudo isso uma besteira, tudo tem que ter um rótulo, as pessoas deveriam apenas amar uma as outras. 


Terminava de organizar seu quarto para enfim desligar sua câmera que estava sendo testada, que se encontrava no lugar de sempre que ia gravar. Nunca soube o motivo do seu “sucesso”, até porque não se considerava famoso e nem muito menos interessante para as pessoas gostarem tanto de si. 


Escutou o som estridente da campanhia invadir a residência e julgou estar surdo agora, com certeza compraria outra quando tivesse tempo, e dinheiro. 


Não é por ser considerado famoso que realmente era e tinha bastante dinheiro como terceiros. O Youtuber não vinha de família pobre, seus pais moravam em boas condições e o ajudaram quando decidiu sair de casa e ter seu próprio emprego e suas próprias coisas por meio de seu próprio dinheiro. 


Muitas conjugações de propriedade? Sim, mas é que é tão gratificante falar assim.


Hoje seria um dia especial, mais do que os outros pra falar a verdade. O Jeon exalava nervosismo puro e ansiedade para o que planejava fazer.


Teve tempo de arrumar alguns fios bagunçados demais de sua cabeleira se olhando no espelho do corredor antes de finalmente abrir a porta. 


Observou o motivo de seus sorrisos recentes ali na porta e logo segurou no pulso do que sorria pra si e o puxou pra um abraço. 


Parecia até que não se via faziam séculos, quando se está apaixonado esses sintomas são normais não é mesmo? Até porque todo mundo sabe o que é paixão, mas ninguém sabe explicar.


Você apenas sente. Porque o amor deve ser sentido e vivido, ao invés de perder tempo pensando, demonstre.


— Vai acabar quebrando meus ossos assim, Gukkie!— O garoto de fios vermelhos falou com dificuldades pelo aperto dos braços malhados do moreno um pouco maior que si. Assim que foi solto sorriu para o maior que retribuiu.


— Me desculpe, TaeHy. É que estou animado pra hoje.


Ah, Kim TaeHyung. O doce garoto que conhecera há pouco mais de 3 meses em um evento para bloggers e youtubers. 


O Kim gerenciava um blog de moda muito conhecido e famoso, onde ele próprio posava por ser modelo.


 Dava diversas dicas sobre looks para todos os tipos de pessoas, não importa o seu corpo, você sempre pode ficar fabuloso se estiver com a roupa certa pra mostrar quem você realmente é. 


O encontro foi no mínimo cômico. O Jeon conversava com YoonGi — seu amigo que conhecia há anos e que era seu editor —, e sentiu esbarrrem em si, o ruivo se desculpou mas não obteve resposta, o Jeon não estava bravo, ele apenas ficou estático observando o que considerava a pessoa mais linda que já viu em sua vida inteira. 


Sentiu o choque da realidade quando YoonGi lhe socou o braço e voltou a si, então respondeu o Kim com um simples: "não tem problema". E então TaeHyung se apresentou e quando se deram conta já estavam conversando como dois próximos.


 Muito clichê, pensou, mas quando ouviu o motivo do mais baixo ter esbarrado só faltou morrer em risos.  


TaeHyung fogia de uma mariposa que havia aparecido ali e sobrevoado sua cabeleira. E fazia sentido, já que quando Jeongguk o fitou de primeira percebeu que o mesmo suava frio e estava com as bochechas vermelhas.


Descobriram em uma conversa aleatória que tinham bastante em comum e não quiseram perder contato, sabe-se lá quando teria outro evento daquele para se encontrarem. Se é que compareceriam.


— Eu também! Nunca assisti o terceiro filme da saga e estou muito ansioso, vai ser legal.— Afirmou contente. Jeongguk fecha a porta atrás do outro e logo caminha na frente em direção ao quarto.


— Vai sim, só preciso desligar o computador, vem.— Foi seguido pela casa até cômodo onde costumava gravar.


O Kim já havia aparecido em um vídeo do Jeon, ele apenas ficou sentado na cama do moreno enquanto mexia no celular preguiçosamente. Os inscritos estranharam e ficaram curiosos, no mínimo, claro. 


Quando o Jeon foi questionado sobre quem era primeiro pediu a permissão do Kim para falar que era ele e teve. E, céus… Os seus seguidores e o do ruivo foram à loucura.


Claro que eles já desconfiavam de algo entre o Jeon e o Kim, os stories que postavam nas redes sociais deixava claro que eles gostavam de estar perto um do outro, e logo "Taegguk" nasceu. 


Já eram muito shippados sem saberem, e então uma fã muito fofa resolveu lhes presentear com pulseiras de casal, e a repercussão que teve a foto que cada um postou foi assustadora, em um bom sentido. Eu acho.


Sobre isso, eles não comentavam muito, apenas continuavam agindo como bons “amigos”. Falo assim porque todo mundo percebe que o Jeon é bobo pelo modelo — por mais que não admita em voz alta — que é uma peça tão linda que deveria estar em um museu.


 Mas os olhos e gestos falam mais que mil palavras, então o único que não percebe é o ruivinho simpático e inocente.


Logo o Youtuber estava sentando em um dos puf de cor preta, em frente ao seu PC e a câmera, que combinava com a decoração do quarto. 


Do seu lado se sentou TaeHyung que olhava pro monitor vendo que Jeongguk apenas desligava a máquina para poderem ir até a cozinha depois e assistir algo.


 E ele estava tão lindo, vestido simplesmente com uma calça moletom e uma blusa branca folgada, daquelas que todos achamos que Jeon Jeongguk tem estoque.


 O Kim nunca imaginou que admitiria que roupas tão caseiras pudessem deixar alguém fodidamente sexy. 


— Certo, eu terminei.— Se levantaram caminhando calmamente até a sala, onde a decoração era simples e aconchegante.


TaeHyung se sentou no sofá cor creme e descansou seus pés no tapete felpudo e grande enquanto Jeongguk colocava o filme pela quarta vez na tela enorme.


  Assim que começou, o moreno foi correndo até a cozinha pegar o que havia preparado poucos minutos antes de Taehyung chegar. 


Voltou com pipoca e os copos com refri sentando ao lado do Kim, lhe estendeu um copo e colocou o balde com pipoca com caramelo — a que lembrou ser a preferida do Kim — entre eles.


O filme se iniciou normalmente e Jeongguk juntou todas as suas forças para ficar concentrado ao menos os primeiros 20 minutos na tela, era seu filme preferido mas porra — perdoe o palavrão, mas entenda —, havia um garoto lindo e maravilhoso do seu lado, como não suspirar ao olhar para os lábios bonitos sujos de doce? Pior se essa pessoa for seu crush secreto, que situação! 


O Jeon se remexia algumas vezes desviando o olhar para o Kim que lambia os dedos compridos enquanto focava sua atenção nos bruxinhos que apareciam.


— Algum problema, Jeon?— O Kim perguntou com um pequeno sorriso nos lábios cheios direcionado ao maior. 


Jeongguk perdeu alguns segundos admirando a face bonita de seu hyung. Sim, hyung. TaeHyung era mais velho que si 2 anos, mas aquilo não era problema já que era maior de idade.


— Gukkie?— O ruivo passou as mãos na frente do rosto do moreno que saiu do transe. 


— Tae você quer… hm… Jogar?


— Jogar? O quê exatamente?— O Kim amava jogos, mas estava um tanto desconfiado do convite do Jeon.


— Kai Bai Bo.— O blogueiro suspirou aliviado, era apenas um simples pedra, papel e tesoura.


— Ah, sim!— O Kim se virou um pouco mais na direção do Jeon levantando sua mão em um punho.


— Mas vamos apostar!


— Apostar?


— Sim, se não fica sem graça.


— Certo… Eu aposto um…— O moreno se encheu de expectativas que logo se tornaram confusão. — tapa.


— Sério Tae?— TaeHyung assentiu vendo Jeongguk bufar e pensar em algo que poderia apostar. Quando uma idéia magnífica veio em sua mente.— Um beijo.


Por isso Kim TaeHyung não esperava. Ficou com a fala presa na garganta e abaixou um pouco a cabeça não querendo que o maior o visse com as bochechas coradas. 


O Kim ficara um pouco irritado — ou eu diria chateado — por pensar que o Jeon queria apenas se aproveitar de si, pensava que o maior com cara de bebê já sabia de seus sentimentos e estava usando isso ao seu favor, mas no fundo sabia que ele nunca faria isso.


— Ce-certo. Mas fiquei ciente que eu que irei vencer. Eu nunca perco jogos.— Falou com tanta convecção que o Jeon sorriu bonito para si.


— Veremos. Kai…— Jeongguk começou a balançar a mão enquanto tentava ler os movimentos do Kim que fazia o mesmo.— Bai…— Escolhia com certeza e rapidez o que jogaria, praticamente já havia dado de bandeja seus sentimentos para o Kim apenas por propor aquilo.— Bo!


As mãos foram postas na frente dos corpos. TaeHyung estava com os olhos meio fechados e respirava com os lábios entre abertos, sua mão estava esticada com todos os dedos separados representando um papel. 


Já Jeongguk observava nervoso as mãos, a sua com alguns dedos fechados e o indicador junto ao do meio estirados representando uma tesoura. Olhou pro modelo que já lhe encarava. Iriam dar seu primeiro beijo.


Não da vida toda, entenda, o sentimento e desejo era recíproco, a primeira vez que aconteceria algo do tipo entre eles. 


Então o Jeon se aproximou do Kim tocando timidamente seu queixo. Aproximou os lábios de pêssego aos de cereja do outro e deixou seu bom hálito escapar e bater contra o seu alvo. Encarou as orbes castanhas percebendo que ambas as respirações estavam um pouco desreguladas. 


Chupou devagar o lábio inferior do ruivo e em seguida o superior, deixando um beijo na pintinha bonita que enfeitava o mesmo. Beijou outra que estava no nariz bonito do seu hyung e em seguida as bochechas, fazia tudo com calma, não tinha pressa. 


Logo se voltou para os lábios cheios e com doce de caramelo mesclado com o sabor de cereja. Selou demoradamente a boca gostosa de TaeHyung, o filme já não importava mais. Na realidade, nunca importou. 


Mordeu o inferior recebendo o espaço que queria para conhecer o verdadeiro gosto de seu hyung. Passou seu músculo molhado entre os lábios percebendo o modelo tombar a cabeça pro lado para dar um encaixe melhor para as bocas. 


Tudo era tão apaixonante, o Jeon sentia seu peito esquentar e o Kim sentia o mesmo, seus corações acelerados gritavam por mais. 


O youtuber puxa o modelo para sentar-se em suas coxas malhadas e logo estavam desfrutando de uma melhor posição para continuar aquilo.


O Kim explodiria de felicidade e quanto descobria mais sobre o quanto Jeongguk era maravilhoso — e gostoso —. Deixou selinhos pela boca e a pontinha que o moreno ostentava na parte inferior da boca enquanto se separava para recuperar o ar. Engoliu em seco reparando que o Jeon tinha as mãos em sua cintura e ele nos ombros largos do maior.


— Eu gosto de você Hyung.— E finalmente, com o peito subindo e descendo, da forma mais clichê possível, admitiu o óbvio para o que não conseguia enxergar isso.


— É recíproco, Saeng.— O espanto foi instantâneo. Mas logo aquele calor bom no peito o tranquilizou, vendo que TaeHyung sorria pra si e logo iniciaram um novo ósculo apaixonado. Sem pressa, tinham a noite toda.


— Hyung?— Interrompeu o beijo.


— Hm?


— Quer… Você sabe. Namorar comigo?— O sorriso mais radiante daquela noite foi dado por TaeHyung ao escutar as palavras tão cheia de carinho, paixão e vontade serem ditas para si.


— Eu quero, muito.— Abraçou o pescoço do seu Saeng sorrindo pequeno enquanto sentia o aroma de Jeongguk invadir suas narinas. Estavam realmente felizes.


E naquele jogo inocente, o que tanto ansiava em pedir para sua paixão — não mais — secreta foi finalmente proferido pelos lábios de pêssego. No fim de tudo, TaeHyung não estava realmente irritado por ter tido alguns beijos pedidos na cara dura.



Notas Finais


aaa, me esforcei pra sair algo legal

o que acharam ?
última fic antes de minhas aulas voltarem, posso ficar muito tempo sem postar porque nao vou ter muito tempo pra escrever já que vou estudar numa escola integral, mas eu dou um jeitinho!

amo vocês


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...