História Kai,O faz tudo - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Do Kyung-soo (D.O), Kim Jong-dae (Chen), Kim Jong-in (Kai), Kim Min-seok (Xiumin), Park Chan-yeol (Chanyeol), Zhang Yixing (Lay)
Tags Chenchan, Kaisoo, Menção Chansoo, Super Poderes, Xiubaek
Visualizações 46
Palavras 2.457
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, aqui estou eu com atualização de "Kai, o faz tudo", eu espero que esse capítulo alcance as expectativas das pessoas e olha o que eu tenho pra vocês, isso mesmo uma playlist de músicas, me desculpem mas a maioria são músicas do exo que me deixam completamente animada escrevendo essa história, sorry por só ter músicas do exo e do exo cbx, e se vocês não perceberem o que eu coloquei no capítulo eu vou ficar muito brava, tá bem na cara
Leiam, se divirtam e obrigado por tudo, boa leitura.
<3

Capítulo 2 - Festinha.


Kyungsoo ria enquanto terminava de tomar seu café rapidamente, adorou a história de Jongin sobre o que tinha acontecido na noite anterior quando acabou por pegar no sono enquanto assistia um programa qualquer com seu mais novo amigo.

— Agora eu preciso ir, talvez eu volte ao meio dia para almoçar — Kyungsoo falou enquanto se despedia de Jongin na porta da casa, agora dos dois, ele apenas deu um "tchauzinho" enquanto saía correndo.

Quando fechou a porta viu Yixing se aproximar sorrateiramente, e se esfregando em sua perna, suspirou ao notar que aquele gato estava muito estranho, mesmo pelo pouco tempo que conhecesse ele, já sabia que o felino não era de fazer aquelas coisas.

— Você já parou para pensar qual é o poder do Kyungsoo? Talvez telecinese? Acho que sim — comentou enquanto se afastava e ia na direção do tapete e de deitava ali,e aquilo deixou Jongin pensativo, qual seria a individualidade de Kyungsoo? Ele parecia ser tão delicado pra ter algum poder forte demais.

— Não sei, mas isso não me interessa, se ele não fala sobre, então quem sou eu pra perguntar. — Jongin falou enquanto ia até a cozinha atrás de uma vassoura para varrer aquela casa.

Quando ia pegar a mesma para dar uma geral na casinha linda de Kyungsoo,seu telefone começou a tocar, pegou o mesmo e atendeu feliz da vida.

— Alô? Aqui quem fala é Kai, o faz tudo! — falava enquanto já pegava um bloquinho de notas para anotar o endereço do senhor.

— Você pode entregar um presentinho para o meu sobrinho? Ontem foi o aniversário dele e eu não pude ir, e eu já mandei a encomenda para o endereço que você deixou no muro, o endereço da casa da minha irmã está assinado na caixa. — o homem falou e logo em seguida desligou, olhou para Yixing que se levantou quando escutou a campainha tocar.

Jongin foi correndo até a porta e assim vendo um senhor baixinho de bigode com uma caixa em mãos e logo em seguida lhe entregou um papel.

— Assine aqui por favor. — assinou e viu o senhor deixar a encomenda em seus braços e ir embora, olhou para Yixing e foi pegar as chaves que Kyungsoo havia lhe dado.

— Vamos, Yixing, temos muito chão pela frente!

[✏]

Jongin estava andando a alguns minutos e parecia cada vez mais longe do seu objetivo, mas Yixing sempre dizia que estavam perto, e pelas informações que tinha recebido a casa ficava perto de uma praia e já estavam vendo o mar.

O Kim saiu correndo pela ladeira,quase tropeçando nos próprios pés e derrubando a encomenda, mas por sorte nada de ruim aconteceu com o, provável,brinquedo que estava ali dentro, e Yixing vindo atrás de si correndo de uma forma fofa. Quando finalmente viram a casa número 53 andaram de forma mais devagar,a casa era lindinha, toda pintada de verde limão e algumas partes de branco.

Pararam na frente da porta e Jongin bateu na mesma e foi aberta por uma mulher jovem e ao seu lado tinha um garotinho de cabelos pretos agarrado a sua saia, entreguei a caixa para a mulher e lhe entreguei um caderninho e uma caneta para ela assinar.

— Depois me fale o que tem dentro dessa caixa, estou curioso! — sorriu e viu o garotinho sair correndo para dentro de casa sorridente, depois de a moça terminou de assinar e lhe pagou 3000 wons, até porquê o Kim só cobrava esse valor para a maioria dos seus trabalhos mesmo que por enquanto tivessem sido poucos, Jongin saiu andando em passos apressados.

— Eu não aguento mais andar,Jongin! Ela te pagou 3000 wons dá pra pagar um táxi, e já são quase onze horas, eu estou morrendo de fome!

— Olha o táxi ali! — e o carro amarelo parou e deixou os dois entrarem e Yixing se sentou no colo do rapaz.

[📝]

Kyungsoo não havia sido avisado que quando chegasse em casa não encontraria sinal de Jongin e muito menos de Yixing, e aquilo lhe deixou preocupado, eles não tinham nem ido na loja para falar aonde iriam, o Do se sentiu como se fosse ninguém entre os dois. Claro que mal se conheciam mas já considerava bastante Jongin e tinha um apego pelo gatinho, a casa estava com somente uma vassoura fora do lugar, então Kyung julgou que os dois saíram de casa as pressas.

O baixinho já tinha chegado a algumas horas e agora tinha resolvido que iria fazer o almoço, Jongin provavelmente chegaria na casa morrendo de fome e querendo comer as paredes, então decidiu ir cozinhar algo, acabou por escolher Bibimbap, não sabia se Jongin gostava daqueles tipos de comida, então estava apenas testando para saber mais sobre o rapaz que agora morava junto com Kyung.

O Do estava distraído e até demais preparando o almoço que estava quase pronto, e Jongin chegou cantando uma música qualquer, e vindo para a cozinha cheio de sacolas nas mãos, talvez ele não esperasse que Kyungsoo estivesse em cada quando ele chegasse mas o baixinho estava e cozinhando ainda por cima.

— O que seriam essas sacolas? — o Do perguntou enquanto via Jongin pegar as mesmas e coloca-lás em cima da mesa, Kyungsoo se aproximou enquanto terminava de lavar as mãos, com o almoço pronto,teria mais tempo para conversar com o rapaz.

As sacolas tinham pães, queijo, algumas frutas, verduras, e alguns dvd's,e aquilo deixou Kyungsoo confuso e bravo ao mesmo tempo, por pensar que talvez ele estivesse gastando seu dinheiro com besteiras

— A senhora Lin me deu essas coisas em troca de carregar algumas caixas para ela — Jongin falou enquanto guardava algumas coisas dentro da geladeira.

Kyungsoo estreitou os olhos por trás dos óculos grandes e aquela expressão fez o Kim rir, era engraçado demais para Jongin ficar quieto.

— Eu moro nesse lugar faz tanto tempo e nenhuma senhora Lin falou comigo, e você chegou ontem e já conhece a cidade toda.— o baixinho falava enquanto ajudava Jongin a tirar as coisas de dentro da sacola.

Jongin pegou o resto do dinheiro que havia ganhado e colocou dentro de um pote de vidro, no seu quarto ainda tinha mais um restinho e juntando os dois já dava uma boa quantidade.

— Hoje a gente andou tanto Kyungsoo hyung! — falava Jongin enquanto se sentava na mesa e via Kyung trazendo a comida,mas lembrou de lavar as mãos, e assim deixando a mesa vazia enquanto Kyungsoo arrumava a mesma para o almoço.

— Vocês saíram cedo demais hoje, Yixing deve está morrendo de fome, não é gatinho? — o Do falava com uma voz fininha vendo o gato vim atrás dele enquanto ia para a cozinha, colocou a ração de gato que tinha comprado e lavou a mão mais uma vez para garantir.

Assim se sentando na mesa juntamente com Jongin, e ambos começando a comer, mas o Kim gostava de conversar enquanto comia.

— Eu ainda não consegui ligar para o Jongdae hyung, mais tarde eu irei tentar de novo. — Kyungsoo olhou para o garoto a sua frente de forma confusa — Jongdae hyung é o meu irmão.

Tinha muita coisa sobre Jongin que Kyungsoo, igual tinha muitas coisas sobre Kyungsoo que Jongin não sabia, e aquilo era um ponto que poderia atrapalhar bastante na amizade dos dois rapazes, os dois comiam em silêncio, cada um com seus próprios pensamentos.

Precisavam conhecer mais um do outro se quisessem se conhecerem melhor, mas antes que qualquer um pudesse falar algo escutaram a companhia tocar, e assim Kyungsoo levantou rapidamente para ir atender, e logo em seguida um rapaz barulhento e até demais apareceu na cozinha.

Ele olhou Jongin e depois olhou para Kyungsoo com um olhar malicioso e aquilo deixou o Kim completamente corado.

— Bem que eu vi que você estava sumido esses dias Soo, ele deve ser bom demais pra' tá te prendendo em casa. — aquele garoto era tão depravado, o rosto de Jongin estava praticamente pegando fogo e Kyungsoo não estava diferente.

— Pare de falar bobagens Baekhyun, o Jongin não é nada disso! — deu um soco fraco no ombro do amigo, e aquilo fez o Kim soltar um risinho.

— Então o nome dessa beldade que está na sua cozinha é Jongin? Essas roupas que você está usando são as roupas que o Kyungsoo lhe emprestou? — falou enquanto analisava as roupas que o garoto tinha emprestado.

Eram as maiores que ele tinha guardadas, mas Jongin veria se seu irmão poderia mandar algumas roupas suas.

— Sim, mas eu vou pedir para o Jongdae hyung mandar algumas roupas. — falou enquanto ajudava Kyungsoo a tirar as coisas de cima da mesa e a visita apenas seguia os dois até a cozinha.

E nós poucos minutos que Jongin foi até seu quarto colocar o pote de vidro lá e voltou para o corredor que dava na cozinha, mas parou no meio do caminho.

— Já sabe se vai mesmo terminar com o orelhudo? Ou vai querer levar aquele relacionamento sem sal até o fim? Vocês não tem química, Soo! — o rapaz que havia acabado de chegar a alguns minutos falava meio alterado.

— Fica quieto cara, eu ainda não sei,vou esperar o Chanyeol voltar de viagem, e não chama ele assim! — e os dois começaram uma briguinha besta, mas que foi parada após o telefone de Jongin tocar e ele ser descoberto.

Era mais um número desconhecido, atendeu com um pouco de medo da visita pular em seu pescoço de tão irado que ele parecia estar.

— Alô? É o senhor Kai? — uma voz um tanto fofinha falava tudo de forma tão embolada que Jongin soltou um "iti malia" sem perceber. — se for ele, o senhor poderia me ajudar? Hoje é o aniversário da minha irmã e ela esqueceu dos convites, caso você faça tudo certinho pode vim para a festa! — falou de uma forma tão animada que Jongin quis morder aquela criança pelo telefone.

— Aonde você mora, coisa fofa?

— Em uma casa amarela muito linda, perto de um parquinho. — o garoto só saberia lhe passar aquelas informações, então apenas agradeceu e desligou.

Olhou para os dois garotos que estavam com uma expressão de curiosidade, suspirou fundo e olhou para Yixing.

— Festinha de criança, somos convidados e eu preciso de uma roupa decente. — e a visita saiu puxando Jongin e Kyungsoo para o quarto do baixinho.

[💱]

E em poucos minutos Jongin era puxado por um Kyungsoo, que estava sendo arrastado por Baekhyun, vulgo a visita, e o Kim havia odiado a roupa que estava usando, mas era o que tinha para aquela ocasião.

— Não sejam tão chatos, festa de criança tem comida, sacolinhas e crianças fofas! Jongin você tem que trabalhar! — os garotos resolveram apenas ajudar e irem.

Yixing tinha ficado em casa,festas não eram lugar para animais, principalmente gatos iguais a Yixing, que deixavam seus pêlos em todos os lugares, tinham saído a alguns minutos e já tinham se informado de quais eram as casas amarelas que ficavam perto de parquinhos.

Claro que nem todos sabiam sobre essas casas, e tinham os daltônicos que lhe deram a informação de que uma casa verde estava perto de um parquinho.

Quando chegaram na casa "verde" um menininho, que usava um suspensório,uma camisa branca e uma gravatinha borboleta rosa, e o cabelo muito bem alinhado,quando os dois chegaram perto, ele olhou Jongin dos pés à cabeça e fez sua cara de bravo.

— Você está atrasado! Aqui estão os convites, espalhem pela vizinhança! — e os três rapazes dividiram os convites e foram entregar.

A festa começaria daqui a algumas horas, e o trio estava mais do que animado para curtir aquela festinha.

[💷]

Jongin e Kyungsoo estava abraçado cantando músicas infantis no karaoke, bebendo refrigerante de laranja e vendo Baekhyun chorar por algum crush aleatório,os dois rapazes estavam "bêbados" de refrigerante de laranja.

O mundo deles mudou na hora que começou a tocar a abertura de "Sakura Card Captor"

— Eu só quero, e espero,ter pra sempre você junto a mim! — Jongin apontou para Kyungsoo que fez uma cara de surpresa — Não me atrevo tenho medo, de dizer que te amo, que te quero assim!

— Porque, porque quero viver contigo a vida inteira! Te darei meu amor e com você quero voar!! — o baixinho cantava animado e Baekhyun gritava no fundo um "eu shippo"

— Nos seus braços quero viver para sempre, só te dando o meu carinho, para nós pode até parar o tempo! Tudo eu farei não te deixarei, te amo, te amo, te amo amor! Quero seu calor — os dois rapazes cantavam enquanto se abraçavam e viam as crianças rindo dos dois, bêbados de fanta eram os piores.

Baekhyun entrou no meio e começou a cantar também, e assim foi a música ao vivo com três cantores maravilhosos, principalmente a dupla pinguim e urso, apelido dado por Baekhyun, os três se abraçavam e fazia rodinha com as crianças que dançavam felizes, todas bêbadas de refrigerante de uva.

[📑]

O pior ainda estava por vim na saída, para as crianças estavam dando pelúcias, e Jongin tinha empacado ali e queria porque queria uma pelúcia de ursos e assim começando a chorar na frente da mulher.

— Me dá um urso moça! Por favor! Eu fiz showzinho aqui, por favor! — o rapaz já estava jogado no chão pedindo o maldito urso, e a mulher já irritada, jogou a pelúcia na cabeça dele e assim vendo ele pegar ela e sair correndo com os dois rapazes.

A rua estava barulhenta com as vozes altas cantando músicas aleatórias,mas chegou uma hora que os três pararam em frente a uma fonte e se olharam.

— Baekhyun e Kyungsoo hyung, eu amo vocês! — e assim entrando dentro da fonte, sendo seguido por Baekhyun e Kyungsoo, os três ficaram lá jogando água um no outro e dando risada, estavam fazendo as famosas meninices.

E depois os três saíram da fonte mas desceram a ladeira correndo e gritando ao verem uma barata voadora, principalmente Jongin que estava agarrado a um urso molhado e gritando de medo.

É aquela frase, seria cômico se não fosse trágico.

[✏]

Quando os garotos chegaram em casa, cada um dormiu em um canto da sala e por uma sorte muito grande, Jongin havia deixado o telefone em casa, assim não queimando com o ocorrido da fonte.

Já Yixing estava putasso, e quis arranhar Jongin quando ele chegou, mas apenas cedeu a se deitar no tapete junto com o menino, que demonstrava muito facilmente que estava já no mundo dos sonhos, Jongin era mesmo um urso, que só prestava para dormir.


Notas Finais


Playlist: https://open.spotify.com/playlist/0QRh3r7dhAXtYqPcGyCcBF
Obrigada para as pessoas que leram até aqui, me desculpem caso tiver algum erro ortográfico, e espero que tenham gostado tanto desse capítulo quanto da playlist, comentem e beijinhos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...