1. Spirit Fanfics >
  2. Káiros - Hosie >
  3. Lago

História Káiros - Hosie - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Lago


Josie 

Uma semana se passou desde que tive uma pequena discussão com a Hope, eu e ela conversávamos apenas coisas sobre o bebê e passamos o resto dos dias apenas nos ignorando. Lizzie estava tentando nos fazer conversar além das coisas que conversamos e sempre acaba falhando.

- Deixem de ser orgulhosas – Lizzie falou quando estávamos no quarto, por causa do bebê, meu pai colocou mais uma cama no nosso quarto e agora a Hope estava dormindo no mesmo quarto que a gente - Vocês vão ter filhos juntos – Lizzie estava sentada na cama dela, eu estou na escrivaninha, Hope estava ajeitando as coisas dela dentro do closet do quarto.

Eu continuei em silêncio enquanto escreve algumas coisas sobre quem é. A minha mãe queria saber exatamente o que um híbrido de lobo e de banshee ou qual era o motivo disso ter acontecido, eu passo o dia pesquisando sobre minha condição e sobre o bebê que a Hope estava carregando. Eu contei a Hope sobre o Scott me contou e ela ficou bastante abalada.

- Sua irmã tem problemas com hipocrisia – Hope comentou e eu tirei minha atenção do meu caderno, encarando a ruiva - Estou falando a verdade.

- Você perdeu o controle, Hope – Falei para a mais velha, que bufou - Quer saber, não vou discutir com você novamente – Voltei a escrever no caderno e tive certeza que a Hope estava me encarando de braços cruzados.

- Ele me chamou de vadia.

- Eu sei, Hope, estou falando de você quase derreter o cérebro dele – Falei, sem olhar para a ruiva. Senti ela se aproximar de mim, mas continuei vendo o que estava escrevendo - Não quero brigar com você – Falei novamente, a ruiva respirou fundo e depois escutei a porta do quarto ser aberta e fechada avisando que Lizzie tinha saído do quarto, nos deixando sozinha.

- O que você faria no meu lugar? – Ela me questionou - Derreteria o cérebro dele sem pensar duas vezes, não é? – Ela me acusou e eu suspirei antes de soltar a caneta, encarando a garota na minha frente.

- Levando em consideração que não sou mais bruxa, não, eu não faria isso, eu não tentaria derreter o cérebro dele – Me levantei da cadeira depois de fechar o caderno e o colocando em cima da minha mesinha da cabeceira, a ruiva estava me seguindo com o olhar, eu sentia seu olhar em mim.

- Como assim você não é mais bruxa? – Parei de andar e olhei para a Hope, que estava com a cabeça inclinada para o lado enquanto me encarava.

- Depois que me tornei banshee e lobisomem, eu deixei de ser bruxa – Falei, ela cruzou os braços e eu me sentei na ponta da cama, passando a mão pelo meu rosto. Eu ainda não acreditava que tinha deixado de ser uma bruxa, eu sinto falta de fazer feitiços ou de sentir a magia correndo pelas minhas veias

- Então você o morderia ou o bateria? – Hope elevou um pouco a voz, eu só levantei da cama andando para o outro lado do quarto.

- Nenhum dos dois. Primeira, se eu o mordesse, eu transformaria eles e não quero ter uma responsabilidade com uma galinha – Respondi e fiz ela rir, o som da risada dela sempre foi um calmante para mim - E segundo, não vou bater nele, minha mãe me colocaria de castigo e não quero ficar mais presa dentro dessa escola – Me justifiquei para a tribrida que continuava a rir.

- Galinha... – Ela riu mais depois que falou o apelido que dei ao Landon - Sua irmã o chama de Hobbit, acho que o ódio dele é de família – Ela comentou, me fazendo gargalhar também. Depois de alguns minutos, paramos de rir e nos encaramos por longos minutos, apreciando a cor dos nossos olhos.

Os olhos dela sempre invadia meus pensamentos, mesmo em Londres, era o motivo de me manter em controle, aqueles olhos azuis que invadem meus pensamentos, que me causa sensações que nenhuma outra pessoa me fez sentir durante todos esses anos. Eu amava aqueles olhos.

- Josie! – Tomei um susto quando a porta do quarto se abriu, desviei minha atenção de Hope e encontrei Lana e Ashley na porta do quarto. Eu sorri para as duas antes das mesmas me abraçarem apertado.

Apesar do meu término com elas, as duas ainda eram minhas amigas, fazem parte do meu bando e como uma das alfas, elas eram minhas betas e o meu carinho por elas não iria mudar por causa do nosso término. Era bom ver as duas novamente, mesmo atrapalhando o meu momento com a Hope.

Quando o abraço se encerrou, Hope já não estava mais no quarto, eu não a entendi, mas também não iria atrás dela naquele momento. Conversei com as minhas ex sobre tudo que aconteceu durante essa semana.

...

Era oito horas da noite e eu estava na beira do lago, sentindo a água contra meus pés. O toque de recolher da escola já tocou e eu aproveitei para sair, eu tirei minha roupa, ficando completamente nua antes de entrar na água.

Fiquei minutos nadando no lago até perceber que tinha alguém no píer, era Hope, ela estava sentada, com os pés balançando enquanto me olhava. Ela estava usando um vestido florido, estava descalça e me olhava com os seus olhos brilhando como se estivesse encarando uma estrela.

Nadei até perto do píer, encarando a ruiva mais de perto, estendi a mão pra ela e a mesma segurou sem pensar duas vezes. Puxei ela com cuidado para dentro da água, a segurando a mesma no meu colo, mergulhei com ela e os cabelos da mesma ficou completamente molhado quando subimos de volta

- Eu ainda te amo – Revelei para a Hope, que passou seus braços pelo meu pescoço e encostou sua testa contra a minha - Eu te amo, Hope Mikaelson.

- Eu também te amo. Amo e não me vejo um dia sem te amar, Josie, mesmo se você fosse para o outro lado do oceano novamente – Ela falou e eu soltei uma pequena risada. Eu coloquei uma mão em sua bochecha e a puxei para mais perto, fechando a distância entre a gente.

Mergulhamos novamente, sem quebrar o beijo e parecia que o mundo está se resumindo a apenas aquele momento. Na verdade, a única coisa que era importante era aquele beijo, ter Hope nos meus braços novamente e saber que ela estava carregando o meu filho na sua barriga.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...