1. Spirit Fanfics >
  2. Kakashi-Nossa história >
  3. A fuga

História Kakashi-Nossa história - Capítulo 15


Escrita por:


Capítulo 15 - A fuga


Fanfic / Fanfiction Kakashi-Nossa história - Capítulo 15 - A fuga

Sinto meu corpo ser jogado contra o chão e minhas costas latejarem por conta do impacto. Pude perceber que um pouco mais afastado, o corpo do kazekage que eu havia visto certa vez, ainda se encontrava caído no chão.

- Você não precisa ser tão bruto, Kakuzu. - Deidara parecia irritado.

- Ela já está fraca e você sabe que os dias dela já estão contados. - O homem que havia me carregado até ali, me olha com desprezo e então continua a provocar. - Não sabia que ainda se importava com a sua família, Deidara. Você deveria ter algumas aulas com Itachi.

- Teme (Cretino). - Deidara revira os olhos.

Olho ao meu redor e percebo que todos os membros da Akatsuki se encontravam presentes, pelo menos todos os que eu conhecia. Todos pareciam muito animados, com exceção de Itachi, Kisame e Deidara, que demonstravam um semblante triste e choroso.
Tento me levantar e ir na direção de um deles para perguntar o que estava acontecendo, mas acabo falhando miseravelmente por conta da fraqueza, batendo com o rosto no chão e fazendo meu nariz sangrar, pude ouvir a risada dos que estavam presente. Com raiva da vergonha que tinha passado e da dor que estava sentido, limpo o sangue com a mão e me apoio em um dos pilares da caverna, me colocando de pé.

- Estão rindo do que? Já enfrentei situações bem piores que essa. Eu sou uma shinobi de Konoha e ainda consigo aguentar muita coisa.

Vejo os sorrisos sumirem de seus rostos, sendo substituídos por semblantes frios e sérios.
Satisfeita com a situação, dou um sorrisinho de lado e ajeito minha postura.

- Então, o que vocês pretendem fazer comigo.

- Não se preocupe bonitinha, vamos apenas mandar você para junto dos seus pais. - Diz o homem de cabelos cinzas e que carregava um foice, com um tom sarcástico.

- Acho que vamos ter que esperar. - Itachi olhava para a entrada da caverna. - Parece que temos visita de alguns shinobis da folha.

- Bom parece que seus amigos vieram resgatar você. - Kisame me dirigi uma piscadela.

Nesse momento meu coração se acendeu em chamas, meu rosto se iluminou com um sorriso e a esperança de tudo de mim voltou.

"Eles não desistiram de mim."

Mas toda a minha felicidade é interrompida por Kakuzu que parecia preocupado com a situação.

- Precisamos tirar essa garota daqui.

- Não se preocupem, Sasori e eu cuidaremos deles. Vocês peguem S/N e saiam daqui. - Deidara coloca as mãos nos bolsos e prepara algumas bombas.

- Niisan!

- Não precisa se preocupar, ele ficará bem. - Kakuzu vinha em minha direção para me pegar no colo e me tirar dali. Mas antes que ele pudesse tocar em mim, Itachi entra na frente.

- Pode deixar, eu levo ela. - Ele olha sério para Kakuzu e me pega cuidadosamente no colo.

- Para onde estamos indo Itachi? - Pergunto enquanto cobria meu olho por conta da luz do sol.

- S/N, me escute, Kakashi e Naruto vieram resgatá-la, ou to com meu irmão e alguns outros shinobis. Deidara e Sasori tentarão impedi -los custe o que custar, mas eu tenho um plano para que você consiga fugir. - Ele me olhava sério. - Vou fazer um clone seu e levá-lo até o esconderijo da Akatsuki que estamos indo, fingindo ser você e vou tentar mantê-lo vivo o máximo que conseguir. Enquanto isso, você deve fugir para para o mais longe que puder, pois assim que descobrirem sobre o clone, irão atrás de você.

- Mas o que eles irão fazer com você quando descobrirem a verdade?

- Não se preocupe com isso, vou inventar uma história, dizendo que você ttentou fugir e então se substituiu por um clone sem que eu percebesse e eles não poderão fazer nada comigo, pois minha posição na Akatsuki é muito importante. - Itachi faz um pausa e encara profundamente. -Agora você deve ir, não temos muito tempo até que eles nos alcancem.

- Arigato Itachi. - Olho em seus olhos vermelhos cor de sangue e lhe dirijo um sorriso. - Espero poder retribuir sua ajuda algum dia.

- Quem sabe um dia. - Ele diz me colocando no chão.

Depois de fazer um clone meu, Itachi pega uma bolsa, que continha uma kunai, algumas shurikens e algumas frutas.

- Isso é para você tentar se defender caso algo ou alguém te ataque e isso é para você se alimentar e conseguir se manter de pé. - Ele me entrega a bolsa e então segura minha mão. - Onegai, tenha cuidado.

- Eu terei. - Vou em sua direção e o abraço, sentindo suas mãos quentes envolverem minha cintura, me apertando contra ele e retribuindo o abraço. - Sayonara.

♡---------------------♡

Eu andava o mais rápido que conseguia pelo meio das árvores, tentava correr mais meu corpo não permitia, minha cabeça doía e meu coração acelerava a cada passo, mas a saudade, a vontade de viver e ver as pessoas que eu amava, me faziam seguir em frente e suportar tudo aquilo.
Eu não sabia para onde estava indo e muito menos para que lado ficava Konoha, eu apenas queria encontrar um lugar seguro que eu pudesse me recuperar e voltar para minha vila. Meus pensamentos se voltavam para Kakashi e os outros shinobis que estavam com ele, eles iriam ter que lutar contra meu niisan e Sasori, que faz dupla com ele. Sei que os shinobis da folha são todos muito talentosos e incríveis, mas os membros da Akatsuki também não são brincadeira, cada um tem uma habilidade diferente e poderosa, mas por outro lado eu também estava preocupada com meu niisan pelo mesmo motivo. Por mais que Deidara tenha cometido erros e se juntado a Akatsuki, ele ainda era meu niisan, eu o amava e não queria que nada de ruim acontecesse com ele.
Começo a me lembrar de quando éramos crianças, da nossa família e dos momentos felizes que passamos juntos, sinto vontade de chorar, mas me mantenho firme e continuo minha caminhada.

Já haviam se passado algumas horas, o suor escorria pela minha nuca, minhas pernas tremiam, minha barriga roncava de fome e eu apenas seguia em frente, sem rumo. Não conseguindo mais aguentar, paro debaixo de uma árvore e retiro uma maçã de dentro da bolsa.
Nos últimos dias minha esperança havia ido em bora e com ela, minha vontade comer havia desaparecido. Mas agora era diferente, meus amigos estavam arriscando suas vidas para me resgatar e Itachi também se arriscou para me ajudar a fugir. Eu precisava ficar forte para conseguir sair dali e voltar para Konoha.
Depois de me alimentar e descansar um pouco, sigo meu caminho sem rumo, andando por horas e parando novamente, apenas quando a lua começou a brilhar no céu. Quando termino de comer, me deito na grama e olho para céu, a noite estava linda. Fico admirando por um tempo, a Lua e as estrelas que brilhavam cada vez mais forte, começo a lembrar de Kakashi e dos nossos momentos juntos, como a vez em que ele me levou até a cachoeira de Konoha escondido, ou quando eu cai da árvore enquanto arrumava os preparativos para o festival de inverno e ele me segurou, impedindo que eu me esburrachasse no chão, lembrei também do nosso primeiro beijo no hospital, que foi o dia em que eu pude ver o seu rosto por completo.
A cada pensamento e lembrança, eu percebia o quanto o amava e o quanto sentia falta dele. Naquele momento, tudo o que eu mais queria era que ele estivesse comigo, admirando a beleza daquela noite e me fazendo o seu famoso cafuné.

- Espero que você é os outros estejam bem, Kakashi. - Digo logo depois de um suspiro.

Eu estava muito cansada e enquanto olhava para o céu e pensava no meu amado, acabo adormecendo e tendo o mesmo sonho da última vez, em que Kakashi estava preso no meio dos escombros e eu tentava ajudá-lo, mas sempre acabava desmaiando.
Acordo assustada e percebo que ainda estava um pouco escuro, o Sol começava a aparecer e eu havia dormido apenas por algumas horas. Me espreguiça e levanto para continuar meu caminho sabe-se lá para onde.

♡---------------------♡

Alguns dias haviam se passado e eu continuava seguindo em frente, parando apenas para comer e para dormir. Eu não havia encontrado ninguém durante minha caminhada, coisa que eu não sabia se era boa ou ruim. Todas as noites eu tinha o mesmo sonho com Kakashi e aquilo estava me deixando cada vez mais preocupada.
Durante minha caminhada em um desses dias, encontrei um lago com água limpa e resolvi tomar um banho, aproveitei também para lavar minhas roupas, pois elas estavam imundas. Enquanto eu me banhava, ouço barulhos de passos e sinto alguém se aproximar, mergulho na água e deixo apenas a cabeça para fora da água, ouvindo atenciosamente cada barulho que aquele lugar fazia. De repente, uma senhora sai dentre as árvores, carregando uma cesta com algumas ervas, ela se aproxima do lago e olha minhas roupas que eu havia deixado para secar no Sol e então volta seu olhar para o lago, tentando achar o dono delas. Pousando seu olhar sobre mim, ela me dirigi um sorriso fofo e amigável.

- Konnichiua. Meu nome é Hana.

Me encolho dentro da água e afundo ainda mais, deixando apenas os olhos de fora.

- Oh, não se preocupe, não vou fazer nenhum mal a você. Estou apenas de passagem, procurando ervas medicinais para levar até minha vila.

Vendo que ela falava a verdade e não parecia ser perigosa, decido me aproximar da senhora.

- Sua vila? Você mora aqui perto?

- Hai, ela fica logo a frente. Você está bem? Parece pálida e fraca.

- H-Hai, estou apenas com fome e cansada. Estou caminhando a alguns dias e minha comida está acabando.

- Não se preocupe minha querida, eu vou ajudá-la. Venha, se seque logo ou vai pegar um resfriado. - A senhora me entrega um pano e me ajuda a me secar. - Qual o seu nome?

- Me chamo S/N.

- S/N? Que nome bonito.

- Arigato.

- E o que uma jovem tão bonita como você faz andando por essa floresta sozinha?

- Eu estou perdida, preciso achar o caminho para minha vila. - Respondo enquanto vestia minhas roupas.

- De onde você é? - Hana me oferece um pêssego.

- Sou de Konoha.

- Konoha? A quantos dias você está andando?

- Não sei, alguns. - Dou uma mordida na fruta enquanto acompanhava a senhora até sua vila.

- Vejo que sua caminhada foi muito longa.

- Por quê?

- Bom, porque estamos na vila oculta da pedra. - Hana aponta para uma imensa vila a nossa frente.

Eu não estava acreditando, depois de tantos anos eu finalmente havia retornado para a minha vila natal.


Notas Finais


Me desculpem por n postar nada nos últimos dias, esse fim de semana foi meu aniversário então eu não tive muito tempo para escrever. Mas hoje trouxe um capítulo fresquinho pra vcs, espero q gostem❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...