1. Spirit Fanfics >
  2. Kamisama Hajimemashita - Entre Dois Amores >
  3. Sentença

História Kamisama Hajimemashita - Entre Dois Amores - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Amores, perdoem-me pela demora para atualizar a fic T.T o capitulo de hoje não está muito longo e peço desculpas por isso também,eu passei por alguns momentos difíceis nesses últimos tempos e peço a todos um pouquinho de paciência comigo,tentarei não demorar muito com a proxima atualização e também em breve irei lançar a ''one shot'' de comemoração que prometi a vocês, desejo a todos uma boa leitura! beijinhos!

Capítulo 13 - Sentença


Fanfic / Fanfiction Kamisama Hajimemashita - Entre Dois Amores - Capítulo 13 - Sentença

Vazio,era apenas isso que eu sentia,um grande e escuro vazio,não havia mais a alegria em meu sorriso,embora eu não tivesse mais motivos para fazê-lo,não existia mais tristeza em minhas lagrimas,á verdade é que,eu havia morrido por dentro,o brilho de minha alma se apagou eu apenas vivia no automático,sem expectativas ou objetivos,para mim Momozono Nanami havia morrido no que dia em que aquele que ela amou,lhe feriu da pior forma possível.

O tempo foi se arrastando e apesar de ter todo o apoio de meus amigos,acompanhamento com uma psicóloga e abaixo de remédios,não sentia que as coisas iam melhoras como ouvi mais de uma vez. Com o passar das semanas eu retornei a escola e aos poucos voltei a rotina diária apesar de mais parecer um robô que de fato uma pessoa,e assim se foram três meses.

_Nanami? – sinto um leve tocar em meu ombro,me viro e vejo Ami com um olhar preocupado junto de Kei,que sustentava a mesmo expressão. _ Não vai comer Nanami-chan?

_Sim...- digo um pouco receosa,pois de uns dias para cá alguns alimentos estavam a me fazer mal,talvez fosse todo o estresse e angustia que estivesse a passar,por  isso ignorei esse fato.

_Pois então coma,nos iremos nos juntar a você,e eu me recuso a sair dessa mesa até que seu prato esteja vazio – Kei ditou firme retirando seu olhos sérios do celular e direcionando a mim,logo as duas meninas se sentaram comigo e ali fui obrigada a terminar a refeição sobre os olhos ternos de Ami,e o olhar sério de Kei,mesmo sendo a contragosto,eu gostava de ter as duas por perto,assim como Mizuki e Kurama.

 

---\\\\---

Tribunal de Izumo

_Peço a todos silencio! O tribunal já chegou a um veredicto,a raposa demônio Tomoe foi declarado culpado  de seus crimes e sentenciado a 800 anos de prisão-  Ookuninushi ditou serio e bateu seu martelo encerrando a sessão.

_NÃO! VOCÊ NÃO TEM ESSE DIREITO! – Tomoe gritava e se debatia sendo segurado pelos guardas de Ookuninushi._VOCÊS NÃO PODEM SEPARAR SUAS ALMAS QUE SE AMA,ELA SERÁ MINHA E FICAREMOS JUNTOS PARA SEMPRE!

_CALADO! Levem ele para as celas no subterrâneo. – O grito forte do loiro fez com que todos estremecessem, exceto Tomoe que ainda gritava algumas ofensas e ameaças a Ookuninushi, os guardas os arrastavam com certa difículdade e por um leve descuido Tomoe se libertou,porém a raposa foi detida por Ikusagami que o imobilizou  e em seguida arrastou junto a outros guardar o prisioneiro até sua cela.

 

-----\\\------

 

_você tem certeza disso Yatori? - questionei o subordinado.

_Claro Kirihito-sama - ele me responde mais que depressa,mais ouvir o nome do mortal que estava a usar o corpo uma fúria de instala em mim.

_Tsc! Não me chame por esse nome,eu sou Akura-ou! - brado irritado.

_P-Perdão Akura-ou-sama. - ele se ajoelha em meus pés e eu apenas reviro os olhos.

_Se o que me diz é verdade,finalmente terei a chance de  recuperar o meu corpo imortal,e ainda me vingar de Tomoe,agora me leve até as celas de Izumo! Irei fazer uma visita a meu velho amigo.

----\\\----

Depois da almoço forçado,voltei a sala de aula me sentindo pior que antes,á tempos estava a me sentir com esses mal estares e mudanças de humor,sentei em minha carteira apoiando o cotovelo esquerdo na mesa e suspendendo a cabeça na palma da mão,e como estava sentada de lado cruzei as penas.

_Nanami-san você está mais gordinha sabia? HAHAHA! cuidado ou irá virar um peixe-boi. - a voz irritante de isobe chega aos meus ouvidos.

_Me deixa em paz  Isobe,eu não estou me sentindo bem - levanto meu olhar ao loiro risonho.

_Sua cara também está horrível Nanami-san,olha essas olheiras Voc---

_Cala boca idiota! – eu o interrompo antes que o mesmo pudesse dizer mais alguma asneira,me levanto com raiva fechando os punhos para socar a cara de Isobe,aquele babaca já tinha me humilhado por muitos anos e agora eu não iria deixar que mais ninguém fizesse mal a minha,levanto o braço direito em direção ao rosto do loiro com o punho fechado na intenção de socá-lo,porém o movimento rápido causou-me um forte tontura e logo tudo escureceu.


Notas Finais


Peço que desculpem qualquer erro! até o próximo capitulo amores!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...