História Kanzen'na shakai - Capítulo 8


Escrita por: e keitpam

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Gay, Romance, Yaoi
Visualizações 8
Palavras 389
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Violência
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - Empire


Capítulo 4: Parte 2; império.

Já no corredor da escola decido-me agir normalmente, por mais que eu esteja com pânico. 370 me olha fixamente e eu vou até ela.

- ei, sabe me informar que aula é agora?- a olho        

- é física, ela olha para o outro lado.

- obrigado.

Todos me olhavam fixamente? Ou era impressão minha? Sinto-me mais em pânico, mas tento me acalmar, dado que talvez esse seja meu ultimo dia de vida. Já na sala respiro fundo e me acalmo. Mas parece que todos olham diretamente pra mim, respiro e inspiro, contando mentalmente de 1 á 1000. No meio da contagem percebo que todos continuam olhando pra mim.

- 550... 551... - conto com o coração acelerado e com a respiração ofegante

Escuto vozes na sala pela primeira vez

- alguém infligiu as regras ontem...

- 602... 603...

- eu vi alguém.

- 660...

Tsuka entra na sala e olha para todos nós, mas para seu olhar fixado em mim.

- 673... – tento acalmar-me e começo a arranhar meus próprios pulsos- 674...

- Quem esteve aqui até tarde ontem?- Tsuka pergunta com sua voz suave

- 678...

- se a pessoa se levantar e assumir sua culpa, não haverá punição, mas caso contrário a punição será severa. - Tsuka diz encarando-me

Ela vai até a mim e me olha nos olhos

- qual é seu nome garoto?

Se eu gaguejar ou fizer qualquer coisa... Serei morto. A olho nos olhos com expressão fria

- 460 Senhora. – falo com a voz rouca

- bom... Suas notas são incríveis. - ela sorri- continue assim. - gloria ao fundador

- gloria ao fundador. – sorrio

 990...

Se eu assumir, talvez eu não morra, certo?

Ela continua olhando todos os alunos

E eu continuo sorrindo

995... 996... 997... 998...

Talvez eu deva me levantar e assumir a culpa...

Quando estou prestes a me levantar, Ela enfim pega alguém pelo braço, o garoto atrás de mim.

999...

- foi você!- ela sorri

- não... não fui eu... – com a voz tremula ele responde

- foi você sim... – ela sorri malignamente e o puxa pelo braço o levando para longe da sala.

-1000...

Começo a respirar novamente e quando olho para meus pulsos, vejo que eles estão encharcados de sangue.

- como isso aconteceu?

 

It is the fault of the weak

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...