História Karamel - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Arrow, Supergirl, The Flash
Personagens Alex Danvers, Barry Allen (Flash), Dra. Caitlin Snow (Nevasca / Killer Frost), Felicity Smoak, John Diggle, Kara Zor-El (Supergirl), Lena Luthor, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Personagens Originais, Roy Harper (Arsenal), Thea Queen
Tags Amor, Barry^^, Caitlin, Felicity, Imra, Kara, Karamel, Lenaluthor, Mon-el, Olicity, Oliver, Rhéa, Romance, Roy, Snowbarry, Thea, Theroy
Visualizações 93
Palavras 1.207
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - A Kara é mãe!


P.O.V Kara

                              Hoje meu dia foi bem movimentado, fui procurar emprego já que eu vou ter que ficar um mês aqui em Starling City, depois fui tomar café em uma lanchonete perto.

                            É a primeira vez em cinco anos que eu fico tanto tempo longe da Maia (eu sou professora na creche onde ela estuda então eu fico muito tempo perto dela), estou morrendo de saudades da minha princesinha.

                            Felicity me emprestou o carro dela e eu fui pegar a Maia estava curiosíssima para ver esse novo professor de artes marciais gatinho que a Felicity e a Thea tanto falam.

-Mamãe. –Maia diz e vai correndo até mim, quando eu vejo ela estava acompanhada pela Thea, pelo Roy e infelizmente pelo Mon-el, eu não acredito, agora ele sabe que eu sou mãe da Maia, pode ter ligado os pontos.

-Oi princesa, como foi a aula de ballet? Gostou? Tia Thea se comportou? –Eu pergunto e a Thea faz careta

-Ei eu sou maior de idade sei me cuidar e sei me comportar. –Thea fala brincando

-A aula foi muito legal mamãe, eu adolei, e sim a dinda se comportou. –Maia fala

-Kara esse é o novo professor de artes marciais, fiquei sabendo que já se conhecem. –Roy falou, merda, o novo professor artes marciais gatinho é o Mon-el, credo.

-Já nos conhecemos sim. –Eu falo meio sem jeito

-Mamãe, esse é o plincipe, irmão da tia Imra. –Maia fala pegando na mão de Mon-el

-Então você é a mãe da Maia? Agora eu sei com quem ela se parece. –Mon-el diz

-Sou sim a mãe da Maia. –Eu digo

-Mamãe vocês já se conheciam? –Maia pergunta. Sim querida já nos conhecemos ele é seu papai, aquele que magoou a mamãe ou melhor que traiu a mamãe com uma ex amiga minha.

-Já meu amor. –Eu digo pegando nas mãozinhas dela –Eu acho que precisamos ir para a casa, temos que conversar. –Eu digo

-Conversar soble o que mamãe? Eu fiz alguma coisa errada? –Maia pergunta não anjinho você não fez nada de errado, pelo menos não dessa vez.

-Sobre algumas coisas e você não fez nada de errado. Agora dá um beijo na tia Thea e no tio Roy. –Eu digo

-E no plincipe mamãe. –Maia diz me corrigindo é princesa no príncipe

-E no príncipe. -Eu digo

-Tchau princesa. –Mon-el diz a abraçando e depois ele dá um beijinho nela ela chega perto de mim e sussurra em meu ouvido: -Precisamos conversar senhora Matthew. –Ele adora me provocar, ele sabe que desde que ele me traiu eu odeio ser chamada de senhora Matthew.

-Tudo bem senhor Matthew. –Eu sussurro em seu ouvido –Quando o senhor quiser, é só marcar dia, horário e local. –eu sussurro novamente em seu ouvido

-Amanhã, as duas horas da tarde, na minha casa, sozinha. –Ele sussurra em meu ouvido.

-Plonto mamãe eu já beijei o tio Roy a dinda e o plincipe vamos? –Ela diz e me dá a mão

-Vamos princesa. Tchau. –Eu digo e nós duas saímos da academia.

                          E a pergunta que não quer calar é: Será que Mon-el ligou os pontos e descobriu que a Maia é filha dele? Espero que não.

-Mamãe como você e o plincipe se conheciam? –Maia pergunta, como responderei para ela?

-Querida, eu acho que tá na hora de te contar toda a verdade, você já esta bem grandinha e eu acho que você vai entender. O príncipe e eu fomos casados –Quando digo a palavra casados Maia fica de boca aberta ela estava chocada com aquela noticia provavelmente pensou que ele era o seu pai, o que é verdade –Ainda somos casados, eu e ele erámos muito felizes mas eu vi ele fazendo uma coisa que me magoou muito, então eu fui embora para Central City e lá você nasceu, eu acho que você já entendeu o que eu estou querendo te contar. –Eu digo

-O plincipe é meu papai? É isso mamãe? –Maia perguntou

-Sim princesa desculpe eu não ter te contado antes é que ele tinha me magoado muito e eu não queria mais ver ele, só que agora que estamos aqui, eu acho que eu voltei a amar seu papai. –Eu digo, estava me sentindo muito culpada por não ter contado antes e estava ou estou me sentindo muito confusa em relação aos meus sentimentos pelo Mon-el agora.

-Mamãe eu te desculpo, o importante é que agola você me contou toda a verdade e eu sei quem é meu papai. E eu acho ótimo você esta se apaixonando de novo pelo meu papai. –Maia diz e me abraça, eu achei que ela ficaria brava ou que não iria querer falar comigo, ainda bem que a Maia é muito compreensiva.

-Então agora que você já sabe a verdade o que você quer fazer meu amor? –Eu pergunto a partir de agora eu quero fazer o que for melhor para ela e não o que for melhor para mim.

-Ir pla casa dormir mamãe estou com soninho amanhã conversamos. –Maia diz ela realmente estava bem cansadinha

-Tá bom meu anjinho. –Eu digo e dou um beijinho em sua bochecha.

                          Quando chegamos na mansão do Oliver, da Felicity, da Thea e do Roy, Maia já estava dormindo, ela estava com muito sono, então eu coloquei ela na cama, a cobri com o cobertor, dei um beijinho em sua bochecha, e fui para o meu quarto não estava com fome.

P.O.V Mon-el

                Como assim a Kara teve uma filha? Ela me esqueceu? Isso dói muito, mas pelo menos agora eu sei com quem a Maia se parecia, era com a Kara, a mulher da minha vida. Mas eu ainda não entendi o porque dessa vontade imensa de proteger a pequena Maia, o porque de todo esse amor que eu sinto por ela, desde a primeira vez que a vi. Respostas preciso de respostas e muitas respostas, afinal de contas são muitas perguntas.

                Chego em casa furioso de saber que nesses cinco anos Kara me esqueceu e teve uma filha, Maia, espera um pouquinho a Imra levou Maia para a  minha casa significa que ela sabia que a Maia era a filha da Kara e ela não me contou. Como pode? Imra você me deve muitas explicações.

-Imra você sabia não é? –Eu pergunto entrando em casa e batendo a porta com toda a minha força

-Sabia do que Mon? –Imra pergunta, ela não fazia ideia de que eu descobri sobre Maia.

-Sabia que a Kara teve, ou melhor tem uma filha. Sabia que a Maia a menina que você trouxe aqui em casa há alguns dias é a filha da Kara. Por que você não me contou antes? –Eu digo, ou melhor eu grito, gritar ajuda a por a minha raiva para fora.

-Mon, eu não podia te contar a Kara não queria que você soubesse e com toda a razão. –Imra diz, como assim com toda a razão esconder a menina, eu jamais faria mau para a menina, pelo contrário, eu gostei daquela menina.

-Não podia? Sinceramente Imra achei que você fosse minha irmã, que não me escondesse as coisas, achei que você fosse totalmente sincera comigo. –Eu digo

-Mon, me perdoa. –Imra diz

-Imra eu vou te perdoar mas não minta mais uma vez para mim. –Eu digo e a abraço

-Tá bom maninho. –Imra diz


Notas Finais


Querem mais um capítulo hoje?
Comentem aí.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...