1. Spirit Fanfics >
  2. Karatê >
  3. E começa a confusão

História Karatê - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Demorei para atualizar por que.... esqueci.. Não que alguém se importe kkkk posto por diversão mas comente se você gostou, dicas são bem-vindas Boa Leitura

Capítulo 2 - E começa a confusão


—Luna! Você precisa se posiciona sobre isso!—Disse Angel minha empresária, praticamente implorando.

—Não!—Respondi prontamente, enquanto ela segurava a matéria de jornal, que falava sobre um atleta que foi proibida de lutar por ser homem transexual. Ela largou a folha na mesa do seu escritório e pôs as mãos na cabeça.

—Luna você tem noção do quanto de patrocínio você esta perdendo sendo uma fantasma?! Você tem fãs, precisa se posicionar, eles esperam um posicionamento de você e seus empresários também—Respondeu quase implorando—Você acha que seu talento e olhos verdes vão te levar para dentro do KarateFigth.

—Meu talento já serviria! Eu entendo o seu lado, mas eu não quero me expor, entrei no Karate para lutar e ser feliz, não representante comercial ou ativista, acho um absurdo esse Homem ser barrado por causa disso, mas existem pessoas preconceituosas por ai, como também existem pessoas que só me apreciariam por meu posicionamento—Respondi, me ajeitando na cadeira a sua frente.

—Seu discurso é legitimo, mas isso não te da dinheiro suficiente para as competições e sobreviver Luna, estou tendo que tirar dinheiro da empresa para para você se manter na cidade e no Karate—Respondeu ela suspirando—Não tem jeito Luna, se você não começar a se expor, nem que seja um pouco, vou ser obrigada a parar de te emprensariar.

Não estava esperando por isso, jamais imaginei que ela faria isso comigo, se ela parasse de me empresaria, teria que largar o Karate, ou parar de me dedicar integralmente, isso não poderia acontecer.

—Angel... Eu sou a melhor lutadora que você tem, não pode fazer isso—Respondi assustada.

—Sim! Você é uma das melhores lutadoras do pais, mas a partir do momento que você perde marketing, você perde dinheiro, você perdendo dinheiro, eu perco dinheiro, eu perdendo dinheiro, minha empresa perde dinheiro e uma das regras do ramo comercial é descartar o que da prejuízo—Respondeu friamente—Eu tenho muita admiração por você mas se você não mudar, arrume outra empresária.

Meu cérebro estava dando voltas, aquilo era uma das piores coisas que poderia me acontecer, ela não tinha o direito de acabar com a minha careira assim.

—Me perdoe Luna! Não queria que chegasse a esse ponto, por que você não pode ser igual aos outros atletas, que fazem marketing?

—Você não entende, eu não quero ser usada por essa indústria, como Sara foi, como Leo era, me diz onde eles estão agora Angel?—Eles era meus melhores amigos, que consegui no Karate, eles faziam marketing como todos e acabaram mortos por radicais após se posicionarem sobre os ataques terroristas—Eu perdi meus amigos por essa porcaria de marketing e ativismo.

Ela também os empresariava, ela que mandou eles fazerem isso, eu a culpei por muito tempo, ela fingia que não tinha feito nada e não tinha como saber realmente, porem aquilo me magoava e ela sabia.

—JÁ CHEGA!—Respondeu ela irritada, com os olhos lacrimejando, levantou abruptamente e abriu a porta—Saia daqui e não volte mais! Como você ousa falar deles? Eu me culpei por muito tempo, você não imagina quanto, para ficar ouvindo acusações de você.

Levantei calmamente e andei ate a porta, olhei no fundo dos seus olhos, como quem olhasse a alma de uma pessoa, ela não parecia verdadeiramente comovida, parecia mais irritada por eu enfrenta-la do que propriamente por eu ter a lembrado do fato.

—Por que está tão irritada?! Eu ó fiz um comentário sobre o porquê acho isso errado! Não te acusei—Cheguei o mais perto possível dela, a mesma virou o rosto— Você não me engana, um dia vou descobrir o que realmente aconteceu àquela noite, nem que para isso tenha que por toda a minha carreira a perder, se não tivesse nenhuma culpa não estaria tão irritada.

—Saia daqui, antes que eu a denuncie por calúnia! Até o fim da noite a multa rescisória estará em sua conta.

Sai do local pela última vez, tentando fingir que não estava arrasada, minha carreira estava indo para o buraco, tudo que eu fiz indo pelo ralo, graças a minha teimosia. Quem sabe minha mãe estivesse certa, deveria ter ficado em casa, fazendo ´´´coisas de mulheres´´ me casar com um homem, ter filhos, trabalhar e morrer.


Notas Finais


Obrigada por não desistirem de mim meus poucos mais amados leitores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...