1. Spirit Fanfics >
  2. Karen Hoshigaki - ONE PIECE >
  3. Capitulo V

História Karen Hoshigaki - ONE PIECE - Capítulo 6


Escrita por: 00Itediada00_

Capítulo 6 - Capitulo V


A tempestade cai forte lá fora, o barco balançava e as ondas batiam no casco com certa agressividade. Era um caos completo, tanta confusão e bagunça por causa da agua. Karen se sentia em casa.

Talvez isso seja obvio, levando em conta que o caos sempre estivera presenta em sua vida, desde o dia de seu nascimento, até sua infância e adolescência, Karen vivia presa e flutuando sobre o caos, ela esteve no olho do furacão desde que nasceu, então apara ela era uma reação normal se sentar perto da janela com uma final blusa de frio observando a chuva cair violentamente do lado de fora.

Por viver em meio ao caos, ela se tornou observadora, cautelosa e até mesmo intuitiva, muitos poderiam dizer que ela sentia cheiro de encrenca, e mesmo sentindo esse cheiro ela sempre correu em direção ao caos, em direção a confusão, por isso ela estava naquele bando caótico.

Nami: Algum problema ? -* Perguntou se sentando ao lado da mais nova amiga a entregando um copo de chocolate quente.

Karen: Obrigado -* Disse bebendo o chocolate e olhando pra chuva

Nami: Tem algo te incomodando, não tem? -* Nami também cresceu no caos, ela era uma navegadora, isso a tornava uma observadora natural.

Karen: Sabe quando você tem a impressão de que algo vai parecer e mudar o rumo do que você planejou? -*A ruiva concordou com a cabeça *- Eu senti isso hoje de manhã, quando o cartaz do Luffy chegou no bar, eu senti isso hoje a tarde, enquanto eu arrumava a minha mala. Depois que entramos no navio a sensação passou, o que tinha pra mudar o meu rumo já mudou. Mas...

Nami: Você voltou a sentir essa sensação de que tem algo por vir agora, você sente a confusão se aproximando

Karen: Pois é

Nami: Deveria confiar nesse instinto, eu também sinto, mas com tanto tempo perto desses idiotas, você convive com essa sensação. Mas a minha sensação nunca errou em nenhum momento, então acho que deveríamos dar ouvidos a essa sensação.

Karen: O famoso sexto sentido feminino -* Ela disse brincalhona e elas riram

Nami: Tipo isso

Zoro: Vocês duas venham comer o jantar ta pronto -* Disse da porta do quarto que agora ambas dividiam

Nami: Não te ensinaram a bater na porta não !!! -* Disse gritando com ele e então começaram a discutir em quanto a morena ria deles, era divertido.

Na mesa todos se sentaram pra comer conversando, de fora da cozinha poderia se ver Sanji paparicando as duas garotas, Luffy pedindo mais carne, Zoro dizendo o quão gado Sanji era, Usopp perguntando se podia encontra nas escamas da Karen e fazendo uma serie de pergunta sobre as escamas e Karen rindo enquanto conversava com Usopp sobre as escamas.

Uma noite calma mas antes de dormir as garotas olharam para a janela vendo a chuva continuar a cair. O pressentimento ainda estava ali.

................................

Os dias se passaram desde aquela noite, no caso dois dias, estava tudo calmo e em paz.

Karen e Usopp tinham se tornado grandes amigos já que ela amava ver as engenhocas de Usopp e os dois se juntavam pra contar mentiras e ver quem tinha a melhor historia, por serem as únicas garotas do navio Nami e Karen se davam muito bem e eram bem amigas. Sanji estava indo a loucura com duas damas de belezas tão raras no mesmo navio que ele, era algo que fazia a morena rir bastante. Zoro e Karen se davam bem, na medida do possível, ele não conhecia ela, e já teve uma experiência com a Nami, ela roubou o navio deles uma vez, além disso ele viu, ele viu o olhar maníaco enquanto ela segurava a espada dentro da loja, ele viu ela decepar cabeças como se não fosse nada. Já o nosso capitão parecia bem a vontade com a nova companheira, ele gostava de conversar com ela e ouvir ela falando coisas inteligentes.

Ela estava se encachando naquele grupo, fazia pouco tempo, mas ela tinha certeza que eles eram mais desregulados do que a família dela, pelo menos eles não iriam fazer mal pro psicológico dela...eu acho pelo menos.

Mais um dia amanhecia, estava tudo calmo, relativamente calmo pra falar a verdade. Nossas garotas estavam encostadas no deque do navio olhando o mapa para a Grand Line. Na manhã seguinte de sua chegada, a própria Karen contou a Nami o pouco que ela se lembrava da viagem de sua ilha natal até Loguetown quando era pequena, e entregou a navegadora algumas cartas náuticas que seus avós deixaram com seu tio. Como ela era a única que tinha uma noção mesmo que vaga de como funcionava a Grand Line ela estava ajudando a ruiva a desvendar algumas cartas codificadas e guiar o navio.

Tomando seu café a garota sentada no deque observava o mar abaixo deles segurando a enorme vontade de se jogar nele, ela sempre amou nadar em mar aberto. Sentindo o vento bater em sua espinha ela afastava os pensamentos por hora focando em seu capitão que estava na cabeça do navio

Luffy: Nami! Ainda falta muito pra gente chegar na Grand Line? -* Perguntou sem tirar os olhos do horizonte

Com a pergunta Karen riu levando a xicara de café a boca, já era a decima vez em dois dias que o capitão perguntava a mesma coisa

Nami: 'Ce é besta? Só faz dois dias que a gente saiu de Loguetown, ainda vai levar um tempinho, tenha mais paciência -* Ela disse voltando pro mapa.

Na visão da espadachim era meio irônico a Nami dizer isso, o pouco que ela conheceu da ruiva ele pode perceber que ela não é tão paciente assim.

Luffy: Ta ! -* Ele disse rindo e voltando pro horizonte

Sanji: Olha só que dia lindo, nem parece que caiu aquela chuva toda

Karen: Pois é, deu até vontade de ir pro mar

Luffy: Você gosta de nadar?

Karen: Eu sou um peixe Luffy, o mar é minha casa

Sanji: Ela tem um ponto

Usopp que estava observando o horizonte com uma luneta avista uma movimentação estranha, vários pássaros juntos em um ponto especifico do mar rodeando algo

Usopp: Ei mas espera ai. Ou to vendo um grande bando de pássaros a estibordo!

Luffy: De pássaros?

Karen: Do nada vei -* Sussurra olhando pro Usopp

Usopp: É e na superfície da agua tem alguma coisa grande, mas eu não consigo ver direito, o que será?

Luffy: Ué talvez um peixe

Usopp: Talvez...é...Pode ser um bote, ou talvez um peixão -* Disse olhando com aqueles oculos estranhos que ele conseguiu em Loguetown

Sanji: Ouvi dizer que quando tem um bando de pássaros marinhos é porque tem peixe por perto -* Foi nessa frase que Karen achou seu motivo pra pular um pouco no mar.

Luffy: Peixes!?

Sanji: O Luffy vai pegar o nosso almoço!

Karen: Eu pego

Luffy: Eu vou mais rápido

Karen: Quer apostar capitão? -* Ela o questionou provocando e ele sorriu.

Luffy: A pode crê

Ela arrancou a camisa ficando de sutiã e short indo correndo pro deque onde Usopp estava apoiado e Luffy estendeu o braço, ela pulou na agua sem se quer hesitar, sentindo suas escamas se expilarem e as brânquias apareceram em suas bochechas. Ela deu um impulso no casco do navio e foi com velocidade em direção ao local do peixes. Já na superfície Luffy se esticava vendo apenas um vulto extremamente rápido em baixo d'agua. Ela viu que não era um peixe e sim um bote e pelo visto tinha algo dentro, quando viu a mão do Luffy passando do bote preste a agarrar o que tinha dentro ela saiu da agua e agarrando no braço do Luffy podendo ver uma garotinha desacordada.

Ok, aquilo com certeza não era almoço...não pra eles

Luffy: Ate que é bem grande

Nami: Mandou bem Luffy, acho que a Karen pegou carona no seu braço

Sanji: Espera, espera ai, o que que você pretende fazer com isso ! -* Ele se abaixou antes que o braço do Luffy pegasse nele, em compensação Zoro foi jogado no mar

Zoro: Aiiii -* Disse caindo no mar

Karen saltou no convés vendo que se não iria dar de cara com o capitão e viu o espadachim sendo jogado no mar

Luffy e Karen: Mal Zoro

Sanji: Idiota! Tudo bem Karen-san não é sua culpa! -* Disse com os olhos cheios de corações olhando para a garota cheia de escamas e tendo um sangramento nasal ao notar que ela estava de sutiã e short.

Ela ajudou os outros a tirar o espadachim do mar

Zoro: Um dia desses, eu ainda vou, acabar, com esse idiota.

Karen foi para dentro pegar uma toalha pra ela e outra pro Zoro enquanto eles analizavam o "peixe" que Luffy pegou

Sanji: Ei olha só, não é peixe coisa nenhuma

Nami: Gente é uma garotinha

Luffy: Ué, é uma mulher peixe? E as nadadeiras? Ou será que ela é tipo a Karen? -* Disse e a garota deu um tapa atrás da cabeça dele enquanto secava o cabelo

Usopp: Ah da um tempo, quando que isso parece uma mulher peixe?...-* Ele parou e olhou para a morena*- Ela é como você? -* A garota fechou a cara e deu um tapa na nuca dele e se aproximou da criança

Karen: Que eu saiba existem homens peixe, mas eles não são como eu, e se ela fosse como eu ela estaria no mar pra se salvar, já que por sermos metade peixe respiramos em baixo d'agua e precisamos sempre manter a humidade do corpo -* Ela passou a mão na pele da garota e falou*- Essa garota parece que não vê agua a dias -* Disse se levantando e pegando a camisa que estava usando antes.

Nami: O que uma garotinha como ela estava fazendo em um bote daqueles?

Karen: Boa pergunta, mas não faz diferença, vamos cuidar dela, quando ela acordar a gente vê isso -* Diz e Sanji leva a menina pra dentro

...................................

Já tinha se passado um tempo, Karen lia um livro sobre os poderes elementares enquanto bebia sua quarta ou quinta xicara de café do dia, Nami estava do lado dela desenhando mapas e lendo um pouco alguns livros da morena, Luffy estava fazendo vários nadas esperando Sanji terminar de cozinhar, Usopp estava observando a menininha dormir/ monitorando o sono dela pra ver se nada iria mudar, e Zoro, bem...seis sabem, dormindo.

Quando a garota acorda, sentindo o cheiro delicioso da comida de Sanji, ela levanta de uma vez só batendo a cabeça no queixo de Usopp chamando atenção dos que estavam ali fazendo as garotas suprimirem uma risada.

Garotinha: Ahh, que dor!

Karen: Claro você acabou de cepa a cabeça no queixo do Usopp, falando nisso ta tudo bem ai o Usopp?

Usopp: Ah -* Resmungou/gemeu de dor no chão

Nami: Finalmente acordou, parece estar melhor do que eu imaginava, ta com dor em algum lugar?

Sanji: Deve estar com fome, espera que eu to preparando uma sopa

Garota: Que sorte!

Nami: Por acaso sofreu um naufrágio? Vimos que estava em perigo, qual é o seu nome?

Garota: Antes de perguntar qualquer coisa, você é quem deveria se apresentar

Nami: Tem razão, meu nome é Nami. Aquele que ta fazendo a sopa na cozinha é o Sanji

Sanji: Oi

Nami: Aquele carrancudo com um haramaki na barriga é o Zoro

Zoro: Não enche

Karen: Esse que você sem querer desmaiou é o Usopp. Eu sou a Karen, muito prazer tampinha

Nami: E este...

Luffy: Eu sou o Luffy, sou o capitão desse navio pirata -* Ele falou e a garota pareceu em choque

Garota: São pirataaaaaaaaaaaaass!!! -* Ela gritou pasma

Karen: Meus ouvidos doem...- resmungou com uma careta

Luffy: É a gente ta indo pra Grand Line agora

A garota estava paralisada com uma expressão assustado e ao mesmo tempo surpresa

Nami: O que ela tem?

Karen: Acho que ela travou

Nami: Assustador

Karen: Pois é

Zoro: Vai fazer o que com essa garota?

Luffy: É...deixa eu ver, o que que a gente faz?

Karen: Ta perguntando pra gente ou pra si mesmo?

Luffy:...Amanhã a gente vê

Karen, Nami e Zoro: Beleza -* Disseram voltando para o que faziam antes

..........................................................

A noite já caiu, Nami e Karen estavam no quarto dormindo, a caneca de café a muito fora trocada por uma garrafa de agua e os livros trocados por papeis em branco de um caderno de desenho. Usopp foi tratado pela morena, ela não era nenhuma medica, mais sabia se virar com algumas ataduras. Os garotos se encontravam, cada um em seu canto dormindo, já que pelo horário deveriam estar todos na cama.

Já em um espaço vazio do navio, perto da cozinha, uma garotinha estava em baixo de uma grossa coberta a se lamentar do seu presente e a amaldiçoar seu destino, afinal ele era um filho da puta

Garota: Porque justo comigo? Porque, porque, porque isso tinha que acontecer? -* Ela se lamentava tremendo em baixo dos cobertores *- Já foi tão difícil fugir do pessoal da marinha, porque eu tinha que ser acolhida justo por um navio pirata? -* Ela se perguntava imaginando Zoro como um assassino cruel, Sanji como um cozinheiro maníaco e perverso, Usopp como um assassino que matava a sangue frio, Nami e Karen como prostitutas que roubavam usando de sua beleza, e Luffy como um capitão que não tinha piedade dos outros e tinha um com plexo de Deus *- Só pode ser brincadeira

Nesse instante o estomago da garota roncou, ela tinha se recusado a comer assim como tinha se recusado a aceitar que as garotas olhassem seus machucados, ou coisa do gênero. Ela não queria ajuda de piratas, ela tinha medo do que eles poderiam fazer com ela.

Garota: Acho que vou pensar melhor depois de comer algumas coisa

E então ainda embrulhada na grossa coberta a garotou caminhou até a geladeira, sem ter ideia de que o cozinheiro sempre armava uma armadilha apara o capitão comilão del, sendo pega de surpresa e quase sendo atingida por uma armadilha no qual pessoas normais poderiam se machucar seriamente.

Ela gritou e esperou o impacto com os olhos fechados, mas ela não recebeu o impacto, ela ouviu um resmungo de dor e viu a luz se acendendo. Da escuridão o cozinheiro com a sobrancelha engraçada surgiu.

Sanji: Você de novo aqui, Luffy? -* Perguntou para o garoto na armadilha*- Quantas vezes tenho que repetir? Você não aprende a lição? Hm? - * Ele olhou em direção a garotinha assustada que estava agachada no chão perto da geladeira *- O que esta fazendo ai? -* A garota fez um barulho nervosos como se fosse se explicar o cozinheiro apenas sorriu.

Ele então preparou algo para os dois comerem, ele não deixaria eles passarem fome

Luffy: Que delicia! -* Disse comendo um pedaço de carne

Sanji: É só falar que eu preparo alguma coisa, só não mecha nos ingredientes sem me avisar -* Ele disse e então olhou no relógio tirando uma xicara da prateleira e enchendo de café, apenas para segundou depois uma garota de cabelos pretos amarrados em um coque usando blusa de moletom bem maior que ela passar da porta e ir em direção a ele e a xicara sorrindo *- Insônia de novo?

Karen: Pois é, muito obrigado, oi Luffy, oi pirralha -* Disse se sentando ao lado do capitão, ele assim como Sanji estava começando a se acostumar com a insônia da garota que batia quase no mesmo horário do lanchinho noturno do Luffy, ou seja eram os três na cozinha conversando e comendo de madrugada.

Luffy: Eae, aceita? -* Perguntou oferecendo um pedaço de carne

Karen: Não valeu -* Disse tomando um gole de café

Eles ouviram o estomago da garotinha a frente deles roncar, o barulho chamou a atenção dos 3 piratas fazendo a garota corar

Sanji: O que que foi? Você não vai comer? -* A garotinha apenas desviou o olhar e virou a cara *- Você nem se quer almoçou, porque não come logo de uma vez? Fica tranquila eu não coloquei veneno na comida -* A garota negou fortemente a comida

A morena viu a magoa nos olhos de Sanji e então olhou para a garota e olhou para o prato dela, então ela pensou e disse

Karen: Se ficar enrolando o Luffy vai comer tudo -* Então a garota levantou os olhos e olhou para a morena que deu de ombros

Luffy: Se não vai comer da pra mim -* ele tentou pegar mas a garota pegou o prato e disse

Garota: Tira a mão!

Luffy: Oxi? -*I Disse e viu a garota começar a beber a sopas

Karen: Mimada...-* Sussurrou revirando os olhos e bebendo café, mas escondia um sorriso, odiava ver criança com fome

Garota: Que delicia!

Luffy: É logico, eu que escolhi o Sanji pra ser o nosso chef -* Disse se gabando do cozinheiro que tinha

Garota: Eu nunca comi algo tão gostoso!

O cozinheiro sorriu pra cena, ele sabia o que era passar fome, e sempre cozinhava com carinho, então como todo cozinheiro ele ficava meio magoado quando alguém se recusava a comer. Sanji ficava feliz em alimentar aquela tripulação, mesmo que reclamasse de Luffy sempre comer muito, ele gostava de alimentar eles.

Nami: Até que enfim deu um sorriso -* Disse da porta com Zoro e Usopp em seu encalso

Sanji: Senhorita Nami -* Karen riu dele, ele também a bajulava, mas a Nami dava corda o que fazia ele bajular mais ela. Bem apenas mais entretenimento pra conta dela

Nami: Luffy você ta comendo de novo?

Luffy: Eu não comi quase nada no almoço

Usopp: Você esvaziou duas panelas cheias

Luffy: E rapa, serio?

Usopp: Não me diga que isso é...

Karen; Café -* A garota completou sorrindo

Zoro: Você vai ter uma overdose de cafeína a qualquer momento

Usopp: Ai Zoro vira essa boca pra lá -* Disse enquanto ouvi a a amiga ri e pegar outra xicara já que aquela estava acabando

Nami: Você ficou com medo, quando ouviu que a gente era pirata, não é?

Garota: Bom, um pouco

Karen: Foi uma reação plausível

Nami: Nos dias e hoje é normal você reagir assim ao ouvir essa palavra.

Garota: Vocês não vão me vender?

Usopp: Claro que não!

Zoro: Tão vendo, vocês tem uma cara assustadora

Usopp: Já se olhou no espelho alguma vez?

Os dois começaram a brigar e se bater, Karen e Luffy estavam rindo deles, enquanto Nami e Sanji os olhavam com se fossem idiotas

Nami: Parem com isso vocês dois

Karen: Porra Nami é nossa diversão -* A ruiva a olhou e ela apontou para direção da garota que ria dos dois idiotas.

Sanji: Se quiser eu tenho mais comida ali, coma a vontade

Karen: Tira o cigarro de perto dela, não é só porque o seu pulmão ta preto que o dela tem, que ficar -* Disse pegando o cigarro da boca do cozinheiro

Sanji: Se ela fiar muito com você é capaz dela se viciar em cafeína -* Disse vendo a garota tragar o cigarro e beber café com uma expressão pensativa

Karen: O que é pior morrer de câncer pulmonar ou de overdose de cafeína ? - * E mais uma vez Sanji embarcava em um dos devaneios da madrugada com a morena enquanto tragava um cigarro.

Nami: Eu garanto que esse não é o tipo de navio que você tava imaginando -* Disse para a garota que observava em volta dois idiotas brigando por nada, dois viciados filosofando e um garoto de chapéu de palha rindo e incentivando a briga *- Não se preocupe -* A garota abriu um grande sorriso

Garota: Quero mais! -* Disse com entusiasmo

Sanji: Com todo o prazer. -* Disse se virando pra preparar mais

Luffy: Também quero!

Sanji: Faz o seu próprio prato!

Luffy: Que cruel!

Karen: Eu quero mais café Sanji-kun ~ -* Pediu manhosa para o cozinheiro

Sanji: Claro Karen-sawn -* Disse com os olhos de corações

Zoro: Gado! -* Disse interrompendo a briga só pra isso

Sanji: Quem você chamou de gado, cabeça do mato?

Lá fora já amanhecia entre brigas, conversas e risadas os Mugiwaras começavam a acordar. As meninas foram se trocar, Usopp, Sanji, Luffy e Zoro que já estavam com suas roupas habituais foram arrumar o navio para navegarem, içar as velas, levantar ancora e essas coisas.

Logo ouviram uma explosão, as garotas que estavam terminado de se vestir se olharam pensando "O que eles fizeram agora?" e foram em direção ao convés. Elas chegaram a tempo de ver uma garotinha toda suja e com uma fumaça preta saindo da cozinha.

Ao inalarem aquela fumaça as duas garotas tossiam um pouco e tentavam enxergar algo, claro, a morena perderia um amigo, mas não perderia a piada.

Karen: Ta vendo Sanji, essa é a cor do seu pulmão. -* Ela disse apontando pro cozinheiro que riu e mostrou o dedo do meio pra ela

Sanji: Vai se lascar Karen -* Ele disse sorrindo, sabia que era o jeito da morena, e ele particularmente gostava.

Na primeira noite de insônia da Karen ela e Sanji conversaram bastante naquela madrugada, ela entendia o cavalheirismo dele, mas ela preferia que não tivesse essas coisas com ela, porque se um dia alguém fosse chamar a atenção dela, não seria a bajulando e nem a tratando com se ela fosse uma deusa ou coisa do gênero.

Sanji: Ei, o que você andou aprontando ? -* Perguntou para a garotinha que saia da cozinha

Garota: É que eu tava preparando o café da manhã -* Ela disse olhando para o cozinheiro

Sanji: O que...?

Garota; Pessoal, a comida ta ponta!

Luffy: Ihi hora do rango!

Zoro: Não quero nem ver que comida é

Karen: Nunca se sabe, vamos manter a esperança. -* Disse dando de ombros caminhando a cozinha.

Os pratos estavam servido e tinha algum tipo de...carvão (???) na mesa os esperando. Karen que estava sentada ao lado de Zoro o sentiu se aproximar do ouvido dela e sussurrar.

Zoro: Esperança, né? -* Caçoou dela

Karen: Retiro o que eu disse -* Disse virando a cabeça um pouco mais pro lado dele.

Nami: hehe...foi você quem preparou isso? -* Perguntou rindo um pouco nervosa, ninguém queria magoar uma criança

Garota: Uhum! -* Confirmou orgulhosa de si mesma

Usopp: Hehehe, olha só mais que aparência exótica, não é mesmo? -* Ele também parecia nervoso, mas como era só uma criança a garotinha não reparou

Luffy: É hora de comer !

Garota: Além de terem me salvado ainda estão me alimentando, podem me chamar para o que precisar!

Nami: É muito bom sabe, obrigada

Zoro: T6em certeza que dá pra comer isso ? -* Com essa fala Nami da um pisão no pé de Zoro e Karen dá um beliscão nele

Nami: Para de reclamar e come logo -* Disse aproveitando que a boca dele tava aberta e colocando a comida na boca dele

Usopp: Comer isso aqui não vai dar um reverteria não ? -* Perguntou analisando a comida

Luffy: Ué gente, ta gostoso -* Disse comendo

Sanji: Não se preocupem, as vezes é só a aparecia que não ta muito boa -* Ele diz provando a comida e se arrependendo instantaneamente, com Nami o acompanhando

Usopp: Ah se você diz -* Outro que se arrependeu no mesmo segundo

Karen: Ou o Luffy que tem um paladar questionável -* Sugeriu brincando com a comida no prato se questionando seriamente se deveria ou não provar aquilo, já que por ser metade peixe e ter tido uma infância relativamente complicada ela tem um paladar bem...exótico, vamos por assim

Nami, Zoro, Usopp e Sanji estavam em belos tons de azuis e vermelhos, e isso foi mais que o suficiente para Karen se decidir e não provar aquilo nem fudendo. Os gritos que eles deram depois de alguns segundos, as lagrimas em seus olhos e eles terem bebido quase um litro de agua depois do grito apenas confirmou a decisão da garota.

Garota: Ahn, tava tão ruim assim?

A morena vendo a garota chateada decidiu fazer algo que o chefe da família costumava fazer com ela sempre que ela inventava de cozinhar e estava péssimo

Karen: Prove você e diga se esta ruim ou se é apenas o paladar deles. Afinal o Luffy esta comendo de boa, se bem que o Luffy come até pedra se cozer e colocar sal. Enfim, não vem ao caso, prove e diga -* Disse entregando seu prato pra garota que colocou um pouco na boca

No mesmo instante que a comida foi a boca a garotinha ganhou bons tons de vermelho e algumas boas lagrimas nos olhos. Karen nunca agradeceu tanto aos seus instintos por não ter colocado aquilo na boca

Garota: QUEIMAAAAAAAA!! Ai não, eu acho que eu troquei os temperos! -* A garota estava em desespero mas Sanji que estava ao lado dela riu um pouco e a acalmou

Sanji: Tudo bem, é um erro bastante comum, é só tomar mais cuidado da próxima vez -* Ele disse a acalmando.

Vendo a situação controlada, a de olhos azuis se levanta indo em direção a geladeira, ela pega uma garrafa de leite e alguns copos e põem na mesa, enche os copos e da um pra cada um dos que estão quase morrendo por causa da pimenta.

Usopp: Que isso ? -* Pergunta dando uma pausa na água ainda sentindo a ardência na boca.

Karen: Leite

Zoro: Eca, pra que isso ?

Karen: Não questiona, bota pra dentro, e sem reclamar -* Mandou sem dar espaço pra discursão, fazendo eles engolirem seco antes de colocar leite pra dentro. Depois de uns segundos a ardência diminuiu e eles voltaram a cor normal deles e ela sorriu *- Se continuassem bebendo água não iriam para de sentir arder tão cedo.

Nami: Porque leite? -* Ela perguntou a olhando, odiava esse gosto

Karen: Acontece que a capsaicina, substância ativa das pimentas, não é solúvel em água. Em compensação, ela se dissolve razoavelmente bem nas gorduras. Por ser um alimento gordo, o leite integral funciona melhor que água. Não é algo imediato, mais ameniza bem ardência e daqui a alguns minutos vocês não vão sentir mais o goto da pimenta, quando isso acontecer vocês bebem água pra tirar o gosto do leite -* Ela disse enchendo um copo de água e se abaixando *- Aqui tampinha -* Ela disse entregando o copo pra loirinha que a olhava admirada

Usopp: Como você sabe disso ?

Karen: Li em algum canto.

Sanji: Ouçam bem, agora que sabem como tirar o gosto da pimenta. essa garota teve o trabalho de prepara tudo isso então comam tudo -* Olharam pra ele horrorizados mas ele nem deu abertura para um possível discursão *- Calem a boca! Pensem nos sentimentos desta menina, afinal ela...falando nisso qual é o seu nome mesmo?

Garota: É Apis, meu nome é Apis!

Sanji: A Apis preparou essa comida pra vocês com muito carinho! Além disso não vou perdoar se desperdiçarem um grão se quer -* Nami, Zoro e Usopp tremaram quanto a isso, sabiam que ele estava certo. Karen sorriu para ação do cozinheiro *- Depois eu preparo algo pra vocês duas

Nami: Obrigado -* Disse sorrindo

Karen: Eu sobrevivo de café, mas obrigado.

Apis: Na verdade eu não sou muito boa na cozinha -* Disse meio tristinha e desanimada *- Mas eu queria ajudar em alguma coisa

Nami: Não se preocupa com isso, ficamos felizes com a sua boa vontade.

Karen: Você pode nos ajudar de outra forma, por exemplo ajudando a mim e ao Usopp a criar novas engenhocas. -* Sugeriu sorrindo para a mais nova

Sanji: Pode deixar a comida fica por minha conta, tem varias outras coisas nas quais você poderá ajudar

Luffy: Ah gente, mas isso aqui ta tão bom -* Disse ainda comendo

Sanji, Zoro, Usopp e Nami: Pra você -* Disseram com uma gota escorrendo na cabeça

Karen: Você tem um paladar peculiar Luffy, por isso as coisas que você gosta não agradam a grande maioria -* Ela explicou sentando ao lado dele, ela era a única que tinha paciência pra explicar as coisas pra ele e que não se importava com suas idiotices

Luffy: Isso é bom ou ruim? -* Mesmo sendo mais velho que a morena por alguns meses Luffy era um tanto ingênuo para a idade, ou talvez ela fosse muito esperta para a idade.

Karen: Tudo tem seus ponto positivos e negativos. Um ponto negativo é que como você come de tudo independente se estiver bom ou não isso pode acabar te fazendo passar mal, um ponto positivo é que você nunca desperdiça comida -* Ela explicou enquanto o olhava

Luffy: Então o que eu tenho que fazer?

Karen: Você tem que conferir se a comida esta realmente boa e não tem nada que vai te fazer passar mal depois. Assim você evita você ficar doente e se sentir mal, porque doente por exemplo você não pode comer carne

Luffy: Oque !?! -* Ele a olhou de olhos arregalados e ela sorriu

Karen: Pois é, se for mais fácil sempre pergunte para algum de nós se a comida está boa, mas não precisa se preocupar se for o Sanji que tiver feito a comida, porque o Sanji já conferiu se esta tudo bem e se ninguém vai passar mal .

O da cicatriz pareceu parar e processar um pouco antes de sorrir para ela

Luffy: Entendi, valeu, Ka-chan -* Disse com um enorme sorriso e ela sorriu *- Olha só da próxima vez eu quero carne assada, faz um tempão que eu não como em

Eles sorriram pra isso, seu capitão era um idiota, mas no fim, Luffy era Luffy, e eles decidiram o seguir...


Notas Finais


Sumi e voltei

Eae cambada como é que seis tão ?

Capitulo é o cumulo do aleatório mais foda-se

Espero que tenham gostado

Bebam agua, é melhor uma pedra no caminho do que duas no rim.

Falow


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...