1. Spirit Fanfics >
  2. Karma >
  3. "First Mistake"

História Karma - Capítulo 9



Notas do Autor


Olá, aqui é a @Darkness_Power vos trazendo um cap novo.

Irei avisar que, a frequência talvez caia, e não temos como assegurar uma dia ou horário fixo como antes.

Boa leitura ^^

Capítulo 9 - "First Mistake"


Fanfic / Fanfiction Karma - Capítulo 9 - "First Mistake"

A garota se levanta e troca de roupa vestindo calças jeans azul escuro, uma camisa preta por baixo de uma jaqueta azul e botas pretas. 


Kely já ia sair de seu quarto para tomar café, porém, quando olha para sua escrivaninha, vê suas lentes de contato roxas em cima dela. Ao lado das lentes havia um pote. 


Ela vai até as lentes e coloca uma delas em seu olho direito se olhando no espelho e vendo um de seus olhos marrom e o outro roxo. 


Ela tinha gostado daquilo, havia ficado diferente. Kely direciona novamente seu olhar para a escrivaninha, e vê aquele pote. 


-O que eu tinha colocado aqui dentro mesmo? - ela se pergunta, então pegando-o.


A garota então abre o pote vendo que havia...


-UM OLHO?! - ela se assusta um pouco, mas acaba se lembrando daquilo. - Lila...


A garota se lembrou, se lembrou daquela festa.. a gesta onde havia arrancado o olho de Lila e guardado em um pote. 


No mesmo momento Kely se lembra de Luca, ele tinha uma coleção de olhos em seu quarto. Talvez ele gostasse do “presente”. 


Kely desce as escadas com o pote em mãos. Ela direciona o olhar para a sala de jantar, onde todos estavam tomando café da manhã. Todos...menos Thyia. 


Ela se incomoda um pouco com aquilo, mas ignora e vai até Luca. 


Kely toca no ombro do garoto e ele se vira para ela confuso com o contato.


-O que você quer ? - ele pergunta sério, fazendo Kely ficar com um pouco de medo.


-Eu...eu só...- a garota respira fundo. - Coleciona olhos, né? 


-Por que quer saber ? 


-Bom...- ela mostra o pote para ele. - Achei que iria gostar disso. 


O garoto abre o pote um pouco confuso, um pequeno sorriso se forma em seu rosto quando ele vê o que havia dentro.


-Obrigado Switchblade... é um belo presente.


-De nada..- ela sorri de canto.


-Kely...- a garota estremece ao ouvir aquela voz a chamando. Era a inconfundível tonalidade de Thyia. - Preciso falar com você.


Kely segue Thyia até a sala da mulher, ambas em um silêncio absoluto.


A albina estava quieta e calma, aquilo só deixava Kely mais angustiada. O que ela queria afinal ? 


-Bom...- Thyia se pronuncia, com um sorriso nos lábios. - Tenho uma missão para você.


-Como?! - Kely arregala os olhos. - Assim tão depressa? 


A garota se lembrava de como demorou para Slender deixá-la ir para sua primeira missão. 


-Sim senhorita Janes..- Thyia diz rindo um pouco com o espanto da garota. Mas em seguida seu tom tornou-se impoente como sempre. - Vou explicar como será a missão...


-Sim, T..Thyia.. 


A albina encarou Kely com um tanto de desprezo. 


-Na frente de pessoas fora da organização ou no encaminhamento de missões, deve se referir à mim como empress. Entendido? 


Switchblade sentiu os olhos de Thyia atravessarem seu ser novamente, aquilo sempre lhe dava calafrios.


-Sim..empress. - ela respondeu engolindo seco. 


-Ótimo. - seu tom normalizou-se, tornando-se apenas imponente. - Será uma missão simples, você e outro membro irão entregar uma carta para um de nossos clientes. 


-Apenas isso? - Kely disse indignada. - E eu vou precisar de outro membro para entregar uma carta?!


-É a sua primeira missão, ainda está sendo testada. - Thyia disse com um sorriso macabro enquanto elegantemente ajeitava seus cabelos. 


-É um bom teste me deixar ir sozinha! Se eu falhar em algo assim.. 


Kely parou de falar ao notar o perturbador olhar de Thyia. Ela estava com um semblante aterrorizante, suas sobrancelhas estavam franzidas, e seus lábios tremiam um pouco. 


A albina estava extremamente irritada.. ou estava pensando em algo bastante assustador. 


-Está bem.. está bem.. - ela disse por fim. - Pode ir.. mas apenas nos meus termos. 


-Sim, empress.. - Kely disse engolindo seco novamente. 



(...)


-Luca? - voz imponente de Thyia ecoou pela sala. 


-Sim, empress. - ele respondeu com prontidão. 


-Quero que siga ela. - a mulher disse entreolhando pelas continas e vendo Kely pegando o carro saindo da mansão.


-Sim, empress. - Luca disse dando uma pequena reverência e se aproximando da porta. 


-Não quero que ela o veja. Apenas aja se for realmente necessário, certo? 


-Sim, empress. Ela não me verá a não ser que eu queira. 


-Ótimo. Está liberado.


Os cachos loiros da albina recairam sob seus ombros, ela os jogou para trás, enquanto murmurava. 


"Tenho um péssimo pressentimento sobre essa missão.."



(...)


Kely pegou todas as informações necessárias sobre o carro com Ken. Ela sabia dirigir, mas ainda não tinha uma carteira de motorista real. 


■Aqui, use isto se tiver qualquer problema■ - Ken gesticulou entregando uma carteira de motorista falsa. 


-Vocês tem seus truques, huh? - Kely disse analisando o falso documento e concluindo que era muito bem feito. 


■Nós somos profissionais■ 


-Entendo.. bem, eu vou indo. - a garota disse entrando no carro. 


■Cuidado para não danificar, se não for por uma causa justificável você que terá de pagar■


Kely assentiu, mesmo que não tivesse entendido muito bem. 


E lá foi ela, andando pela estrada para entregar uma carta. 


"Que missão simples.. espero voltar logo para pegar uma melhor"  ela pensou consigo mesma. 


Ao lado de sua pequena "mochila", a qual fora obrigada a levar, estava a carta que deveria entregar.


Era um envelope de um tom creme, mas com o símbolo da K.A.R.M.A gravado em vermelho vívido. Kely esteve curiosa sobre seu conteúdo.. se é tão importante para ser entregue por um membro pessoalmente..



-Para..Senhora.. Manson..? - Kely leu em voz alta o destinatário se distraindo e quase batendo em um outro carro. 


"Acho que eu devo só prestar atenção no trânsito.. sem tempo pra minha curiosidade.."


(...)


Estava demorando para chegar no local de entrega, por isso, Kely decidiu parar em um lugar discreto, um tanto isolado na estrada. 


Assim não chamaria atenção indesejada. 


Switchblade não estava acostumada em dirigir, por esse motivo, aquela simples viagem a cansou um pouco. 


"Acho que dá tempo pra tirar um cochilo, né?" Ela pensou consigo mesma. 


-15 minutos depois- 


Kely despertou com um barulho no lado de fora do carro.



-Mas o quê..? - ela disse um tanto confusa. - ..JANE!?


-Surpresa Switchblade! - a garota diz enquanto tira uma faca de seu jaleco e pula em cima de Kely para acerta-lá.


Kely rapidamente abre a porta do carro e sai de dentro dele. Ela tenta fugir, porém Jane também sai do carro e segura o pulso da garota.


-Por que nunca tivemos uma luta decente Kely?! Por que você sempre tem que fugir de mim? Tem tanto medo assim?


Kely então morde o braço da garota, fazendo ela a soltar. Dada essa chance, pega seus canivetes no bolso e os aponta para Jane.


-Isso foi..golpe baixo kk - Jane diz enquanto passa a mão no local mordido - Você parece uma criança ! 


-Então quer lutar comigo?! Tá legal, vamos lutar ! - Kely pula em cima de Jane, fazendo-a cair no chão. Ela começa a fazer cortes nos braços da garota, enquanto sorria com seu trabalho.


Jane então empurra Switchblade para longe, fazendo um corte no ombro dela.


Kely segura as mãos de Jane para desarmar ela, porém acaba levando uma facada no braço.


Ela dá um soco no rosto de Jane e enfia seu canivete em sua perna. A garota tira o canivete do local e acerta ele na barriga de Kely.


-Merda..- ela diz enquanto tira rápido o canivete.


Jane aproveita que Kely estava fraca e dá um soco em seu rosto, fazendo-a cair no chão. Ela chuta seu estômago, fazendo Kely cuspir um pouco de sangue.


-É por isso que tinha medo de lutar contra mim ? Por que sabia que ia perder? - Jane diz com um sorriso vitorioso.


-Não...não é justo...- Kely diz com dificuldade e com a visão turva. - Você é creepy a mais tempo, tem mais experiência...


-Ah obrigada Switchblade! Eu até te pouparia pelo elogio..- seu sorriso então se transforma em um olhar frio. - Mas você causou problemas demais aqui...


Ela então dá mais um chute em Kely e rasga seu pescoço, um corte profundo. Saia muito sangue e a garota não conseguia parar o sangramento.


-Acho que vai ser seu fim..mas olhe pelo lado positivo! Vai encontar o seu namoradinho..no inferno! - Jane começa a rir enquanto se afasta deixando Kely para trás. 


A visão da garota começa a ficar turva, ela estava perdendo muito sangue. 


Não podia gritar, tão pouco se mover. Estava fadada a morrer. 


Ninguém poderia ajudá-la, estava isolada ali. Jane escolhera o melhor momento. 


Com suas roupas encharcadas de sangue, Kely contemplou o céu, com um pequeno sorriso em seus lábios. 


"Bom.. pelo menos está um bom dia para morrer.."





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...