1. Spirit Fanfics >
  2. Katara Angel- A nova lenda Ninja- Naruto. >
  3. Temporada 1 Capítulo 4

História Katara Angel- A nova lenda Ninja- Naruto. - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura, espero que gostem,e se não entenderem algo coloquem nos comentários que eu explico. Leiam A Notas Finais.

Capítulo 5 - Temporada 1 Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction Katara Angel- A nova lenda Ninja- Naruto. - Capítulo 5 - Temporada 1 Capítulo 4

Katara P.O.V'S on

Vila da folha.
Floresta de Konoha.
09:45 da manhã.

Passaram duas semanas desde que nós tornamos verdadeiramente uma equipe, e estamos tendo missões muito chatas. Agora estamos na floresta de Konoha, tentando pega o gato da esposa de um feudal ou algo do tipo.

— Sasuke, estou no ponto B. — Falou pelo comunicado.

— Katara, estou no ponto C. — Falei pelo comunicado e olhando o gato, não gosto muito de gatos são ingratos, porém muito independentes.

— Naruto, estou no ponto A.— Ele demorou um pouco pra falar.

— Você está muito lento, Naruto. Muito bem, equipe sete. O alvo se mexeu atrás dele. — Falou o sensei, e nós corremos pra trás das árvores perto da gata. — Qual sua distância do alvo ?

— Cinco metros. Estou pronto, pode dar o sinal. — Falou o Uzumaki.

— Eu também estou pronto(a). — Falou eu e o Uchiha uníssono, olhando para a gata.

— Agora! — Pulamos todos juntos pra pegá-la, mas o Naruto a pegou, assustando assim a bichinha.

— Peguei! Peguei! — Gritou o Uzumaki, a gata começou a arranha seu rosto, e eu rir.

— Checou a fita na orelha direita ? — Perguntou o sensei pelo comunicado.

— Positivo. Identificação positiva. — Respondeu o Sasuke ao sensei. Cansada de ver a gata arranha o Naruto, tirei ela de cima dele e a coloquei no meu braço direito, e alisei a cabeça dela com a mão esquerda, fazendo ela se acalma e ronronar.

— Muito bem, mascote perdida "Tora", capturada. Missão comprida. — Disse o sensei pelo comunicado, e eu vir Naruto fica vermelho de raiva.

— Não tem uma missão melhor do que essa ? Eu odeio gatos. — Gritou o Uzumaki, a que vontade de bate nele agora, eu também estou com um comunicado, sabia, meu ouvido não é pinico. Voltamos pra academia, recebemos as nossas missões, e entregamos a gata, que não queria sair do meu colo, que gatinha folgada. A dona dele a pegou, e começou a abraça a gata de um jeito, que até eu viraria uma fugitiva.

— Minha pequena Tora, a mamãe estava tão preocupada com você, sua bola de pelos. — Falou a mulher do senhor feudal do paia do fogo, apertando sua gata Tora.

— Olha se eu tivesse uma dona assim, eu também iria querer fugir, eu fugiria para as montanhas, e nunca mais voltaria. — Falei vendo os meninos e o Sensei com uma gota na cabeça.

— Agora, próxima missão da equipe sete, tem várias tarefas disponíveis. Cuidar do filho de três anos do conselheiro chefe e ajudar a sua esposa nas compras. Semear batatas.

— O senhor pode parar aí mesmo. — Falei apontando pro Hokage que me olhou.

— Nós queremos uma missão de verdade! Uma coisa desafiadora e emocionante.Não essas coisas de criança! Vamos lá, velhote. — Disse o Naruto com toda a razão.

— Como se atrevem ? Vocês são apenas Gennin’s sem experiência. Vai começa com missões simples para desenvolverem suas habilidades e se aperfeiçoarem. — Disse o Iruka-sensei, e eu bufei em reprovação.

— Não seja assim, como é que cuidar de bebês, semear batata, carregar sacolas, e andar com cães vai me ajuda a aperfeiçoar minha habilidades. — Falei fazendo bico e cruzando o braço.

— Cuidar de bebês não é missão! Ninguém merece! — Gritou o loiro logo levando um murro na cabeça pelo sensei.

— Menos, Naruto. — Disse o sensei o olhando o garoto se senta, e alisa o lugar da pancada.

— Katara. Naruto. Parece que vocês não entenderam as tarefas que recebeu. — Eu e Naruto olhamos pro Hokage. — Escute, todos os dias chegam diferentes tipos em nosso aldeia. Desde cuidar de bebês até assassinato Respondeu sorrindo.s.Esses pedidos são cuidadosamente gravados, analisados e classificados em níveis A, B, C ou D dependo de sua dificuldade. — Eu estava escutando o Hokage falar, até o loiro se vira pra gente e nos encara.

— O que vão come hoje no jantar ? —Perguntou me encarando, ele quer que eu responda primeiro.

— Lamen de pouco extra grande. E você ? —Falei sorrindo, já pensado no lamen.

— Ontem comi lamen tonkatsu e hoje vou comer miso lamen! — Falou feliz, e eu rir.

— Silêncio! — Disse o Hokage irritado.

— Desculpe. — Falou eu e o sensei uníssono.

— Você sempre passou sermão em mim e na Katara como se fosse nosso avô ou algo do tipo. Mas não somos mais aqueles pirralhos que sempre te amolou. Agora somos ninja e queremos realizar uma missão ninja. — Disse o loiro cruzando braço, e fazendo bico.

— Que seja, já que estão tão decididos, vou lhes dar uma missão nível C. Serão guarda-costas numa viagem. — Disse fazendo ponte com os dedos.

— É sério ? Legal! Quem ? Vamos proteger uma princesa ou um chanceler importante ? — Falou o loiro entusiasmado e empolgado.

— Não seja impaciente. Vocês vão conhecê-lo agora Tragam o nosso visitante. — Disse o Hokage, em segundos entrou um homem grisalhos, com uma grande barba e olhos escuros. Ele usar uma camisa sem mangas com decote em “V” com imo bi, calças e um par de sandálias. Ele também carrega uma toalha no pescoço e consigo tem uma garrafa de soju. Eu fui correndo pra trás do sensei e o olhei o homem de lá.

— O quê ? Um monte de pirralhos metidos. E você, o chiisai aí, com cara de baka, quer mesmo que acredite que você é um ninja ? — Disse se referindo ao Naruto, e eu rir com Naruto, ele não sabe que é ele.

— Quem é o chiisai com cara de baka ? —Perguntou o loiro rindo, eu e o moreno nos aproximamos do loiro, para checar nossas medidas. — Eu vou acaba com você. — Disse tentando atacar o homem, mas eu o segurei pela gola e coloquei uma mão na testa.

— Não pode acabar com um cliente. Não é assim que as coisas funcionam. Você não pediu pela missão, agora aguenta, vai. — Falei tentando acalma o loiro.

— Eu sou o Tazuna, um grande construtor de pontes e preciso voltar à minha terra. Estou construindo uma ponte que mudará o nosso mundo e espero chegar lá são e salvo. Mesmo que tenham que dar suas próprias vidas. — Eu já não gostei desse homem.

— Vamos todos ir arruma as mochilas, e vamos nos encontra em 20 minutos no portão de Konoha.— Disse o sensei, e olhamos pro sensei.

— Hai, sensei. — Falamos uníssono, e fomos cada pra sua casa para arruma sua mochila.

Eu fui pra minha casa, peguei uma mochila, coloquei um par de roupas, pares de roupa intima, e 5 lamen instantâneo, e algumas coisas a mais. Já terminado de arruma minha mochila, estava indo pro portão principal, mas parei olhando a Katana de minha Okaa-san, e a peguei. Todos chegamos, menos o Kakashi-sensei, como ele é atrasado.

— Cheguei. — Falou calmamente e eu me irritei com sua calma.

— Qual seu problema com o tempo ? Atrasar o relógio de propósito ? Gosta de mim irrita ? — Perguntei com uma voz sombria, vendo o sensei coçando a nuca envergonhado. Passamos pelo portão, e eu rapidamente acenei prós vigia.

— É isso aí !! — Falou o loiro jogando os braços pro alto feliz e animado.

— Naruto-kun, por que está tão animado. Eu posso saber ? — Perguntei sorrindo pro loiro animado.

— Essa é a primeira vez que eu vou sair da aldeia. Agora eu sou viajante, é isso aí. — Falou olhando pra tudo que é lugar.

— É nesse debiloide que eu vou confiar minha vida ? Ele é uma piada. — Falou senhor Tazuna apontando pro menor.

— Ele está comigo e eu sou um Jonnin, não se preocupe. — Disse o sensei suspirando, coitado, rsrs...

— Nunca insulte um ninja. É um grande erro. Eu sou o maior ninja do mundo. Vou ser Hokage um dia e vai ter que me respeita. O meu nome é Naruto Uzumaki, não se esqueça! — Disse sorrindo apontando pro velhote.

— Um Hokage é poderoso e sábio. Você é fraco e debiloide. O dia que você for Hokage, eu vou bater asas e voar. — Disse o senhor Tazuna bebendo mais dos eu soju.

— Cala a boca! Vou fazer de tudo para me tornar um Hokage! Custe o que custa. Quando eu conseguir, todos vão ter que admitir que sou o maior ninja do mundo. Inclusive você. — Gritou o Uzumaki bem irritado.

— Você pode se torna Hokage dez vezes mas pra mim você continuará sendo João ninguém, um perdedor. — Disse voltando a beber.

— Vou fazer você pagar por isso agora... — O Kakashi-sensei segurou o loiro antes que ele fizesse uma grande burrada. Começamos a andar, mas eu senti um arrepio, como se estivesse alguém me olhando, eu olhei pra uma árvore, somente ela, alguma coisa naquela árvore está me atraindo, o sensei olhou pra mim, e depois pra árvore, mas de repente o que me atraia nela sumiu, eu fiquei surpresa, e fiquei pensando nisso.

Katara Quebrou O Tempo.

— Então, Tazuna-san... — O chamei, vendo ele me olha.

— O que foi ? — Perguntou de modo meio rude, que mal-educado.

— O seu pais é o País das ondas não é mesmo ? —Perguntei para tira uma —duvida.

— Sim, e daí ? — Mas que homem mal-criado, rude e chato.

— Kakashi-sensei, deveria ter ninja nesse país também, não deveria? — Perguntei ao sensei, que me encarou de volta.

— Não, o País das ondas não precisam de nenhum ninja. Mas nos outros países há aldeias ocultas. Cada uma com seus próprios costumes e culturas,onde todo ninja mora. Para o povo desse continente, a existência de aldeias Shinobi significa força,força militar. Em outras palavras, é assim que eles se protegem e mantêm o equilíbrio do poder com os países vizinhos. As aldeias ninja não são controladas por nenhum governante. Elas são independentes têm um status igual. Uma ilha pequena, como o País das ondas, tem uma proteção natural do mar, por isso não precisa de uma aldeia ninja. As cinco grandes nações ancestrais que possuem aldeias shinobi são: os Países do Fogo, da Água, do Trovão, do vento e da Terra. Cada um deles ocupando um vasto território. Junto são conhecidos como as cinco grandes nações Shinobi. O país do Fogo tem a Aldeia da Folha. O País da Água, a Aldeia da Névoa. O País do trovão, a Aldeia da Nuvem. O País da Terra, a Aldeia da Pedra. E o País do Vento, a Aldeia da Areia. — Falou realmente tirando minha duvida.

— Obrigada pela informação, Kakashi-sensei, prometo não esquece disso. Mas que eu me lembre, só aos líderes dessas aldeias ocultas é permitida a palavra “kage”, que significa sombra. Hokage, Mizukage, Raikage, Kazekage, Tsuchikage, eles são os líderes. Há cinco sombras que governam qualquer ninja, não é ? — Perguntei vendo ele confirma com a cabeça, e o Tazuna-san me olha. — O Grande Hokage é mesmo importante. — Será que aquele velho é mesmo grande ? Ele não me engana, não mesmo !! O Naruto me contou que enganou o velhote com o jutsu sexy. Ele não poder ser tão bom assim, NÉ ?

— Estão duvidando do Grande Hokage, não é ? Era isso que estavam pensando. — Perguntou o Kakashi-sensei, como ele sabe disso, ele meus pensamentos, és um bruxo ? Eu e Naruto negamos com a cabeça, aí o sensei colocou a mão na minha cabeça. — Bom, de qualquer modo, não há batalhas ninjas nas missões nível C, portanto podem relaxar.

— Então, a gente não vai ter de correr atrás de nenhum inimigo ninja nem nada do tipo ? — Perguntei demonstrando meu desanimo bem presente, e suspirando chateada.

—É, nem nada do tipo. — Falou o sensei sorrindo por debaixo da máscara, começamos a volta a andar. Andamos por um bom tempo, e esse silêncio, ta horrível, vou falar/abusa o Sasuke um pouco, não fará mal algum, né? Quando eu ia fazer isso, passamos por uma poça d’água, e aquele arrepio veio de novo, eu parei, e encarei a poça. — Algum problema, Katara ? — Eu apontei pra poça, o sensei aceno sério.

— Pensei ter visto uma cobra nessa poça, odeio cobras, sabe ? — Falei mentindo, entrando no teatro com o Kakashi-sensei, e fomos andar, eu vou ficar alerta no nível supremo a partir de agora.

— O quê ? — Falou o sensei, assim que eu virei pra olhar, vir Kakashi-sensei preso a correntes, quando menos esperava ele puxaram as correntes, fazendo o sensei sumi, ele usou o Kawarimi no Jutsu, e está na árvore a nossa direita olhando.

— Kakashi-sensei! — Gritou o loiro desesperado e os ninjas apareceram atrás do mesmo.

— Agora é sua vez. — Falou o ninja indo ataca o Naruto, por impulso, levantei o punho com força, fazendo meu controle de Terra, a terra deu impulso pro o Sasuke quando ele pulo, o fazendo fica bem alto, ele jogou uma Shuriken, e depois uma Kunai, impedindo que chegassem perto de Naruto. — Eu não consigo me solta. — Sasuke pausou nos braços presos dele, e deu um chute no rostos deles, fazendo as correntes saírem de suas agarras, e um foi ataca o Naruto, e outro foi na direção do Tazuna-san, ao meu lado, eu fui pra frente dele,e peguei minha Katana, vou o proteger mesmo com minha vida. Sasuke parou na minha frente, ele que me proteger, mas o Naruto está sozinho, mas de repente, Kakashi-sensei surgiu, e parou os ninjas.

— Oi! — Falou o Sensei segurando os ninjas, e eu suspirei.

— Aí por quê ? Por quê demorou tanto ? — Perguntei guardando minha Katana

— Mas ele estava... O quê ? — Falou Naruto no chão olhando onde devia estar o corpo do sensei, mas ali tinha troncos partidos.

— Desculpem não ter ajudado logo. Eu não queria que ele te machucassem. Mas também, não pensei que você fosse amarelar da aquele jeito. — Pude ver Tazuna-san suspira pesadamente, mas aliviado, ele sabe de algo. — Vocês dois mandaram muito bem, foi um ótimo trabalho em dupla.

— E aí ? — Falou Sasuke. Aí não, vai começa o jogo de provocações, juro que se isso piora, vou bate nos dois.

— O que foi ? — Perguntou o Naruto meio irritado.

— Você não se machucou, não é ? Moleque medroso. — Provocou o Uchiha, pude ver a ira no olha do Uzumaki, mas se eu pego esse dois eles vão ver.

— Sasuke!! — Gritou o Uzumaki, quando ele ia se mexer, eu gritei.

— Naruto! Não se mexa. Eu li uma vez que essa espécie de ninja tem veneno nas garras. Precisamos tirá-lo de você, rapidamente. — Falei me referindo a sua mão ferida, isso fez o Uzumaki encara a ferida. — Você precisa abrir a ferida e tirá-lo. Está no seu sangue, por isso, não se mexa, isso espalharia o veneno. E a propósito Tazuna-san...

— Sim ? — perguntou me encarando. Eu cruzei os braços, e fiz minha melhor feição sombria, fazendo todos darem dois passos pra trás.

— Acho que tem algumas coisas ao nos conta, não ? — Deu um sorriso monstruoso. Logo amarramos os ninjas na árvore, e olhamos pra ele.

— Eles são Chunnin da Aldeia da Névoa. Sua especialidade é o ataque implacável. — Falou o Sensei e eu coloquei a minha braço esquerda na na minha cintura do lado direto, e coloquei o braço direito encima do esquerdo e coloquei a mão direita no queixo.

— Eles continuam lutando, não importa qual seja o sacrifício. — Falei olhando o sensei, e dando língua pra eles.

— Garota irritante.... Como souberam na nosso emboscada ? — Perguntou o que parecia ser o líder ou mais velho, e suspirei colocando as mãos na cintura.

— Como podem ser tão bobo ? Uma poça de água num dia tão claro, quando não chove há semanas. — Falei olhando o outro baixando a cabeça.

— Então me diga, por que você deixou os Gennin começaram a luta, quando só a garota sabia de tudo ? — Perguntou Tazuna-san, olha que machista, alguém me segura por que eu vou da um chute nos ovos podres de velho, mas espera... Ai seria ovos mexidos podres, rsrsrsrs.

— Eu podia ter acabado com ele rápido mas aí não saberia de nada. Eu precisava descobrir seu objetivo. E de quem eles estavam atrás. — Falou o Sensei olhando o Tazuna-san pelos cantos dos olhos, chega o clima aqui está tenso agora.

— Onde você quer chegar com isso ? — Perguntou o Tazuna-san de modo meio nervoso, o que ele esconde ?

— Veja... Eu queria saber se vinham atrás de nós. Um ninja atacando um ninja ou se estavam atrás de você,o grande construtor de pontes. Quando você fez o pedido, você pediu proteção padrão contra ladrões e assaltantes. Você não disse que estava sendo procurado ou perseguido por nenhum ninja. — Falou o sensei, e eu fui pra frente dele, o clima está muito tenso.

—  Tazuna-san, o que o Kakashi-sensei quis dizer é que. Se soubéssemos disso, talvez tivéssemos classificado esta missão como B ou mais alto. — Falei tentando ameniza o clima pesado.

— Nossa tarefa era simplesmente levá-lo ao seu destino e protegê-lo enquanto construía a sua ponte. Se soubéssemos que teríamos que evitar ataques de inimigos ninjas,teríamos escalado uma equipe diferente e cobrado o valor de uma missão B. Você deve ter suas razões, mas mentir para nós não é aceitável. Nós agora estamos fora de alcance dessa missão. — Falou o Kakashi-sensei, e eu fiquei meio mal pelo  Tazuna-san.

— Somos Gennin, isso é muito avançado para o nosso nível de treinamento. Devíamos volta. Já que eu não vejo nenhuma gota de água por perto. Nós temos que voltar e tratar o ferimento do Naruto e tirar o veneno o mais rápido possível. Lá na nossa aldeia poderemos levá-lo ao médico. — Eu olhei pro Naruto, depois olhei pro chão triste. — A mão do Naruto pode se torna um problema. Acho que devemos voltar à aldeia. — Olhei de volta pro Naruto, agora ele estava com uma faca Kuani na mão, ele enfiou com tudo na mão, ele fez todos ficarem preocupados. — Naruto!! — Gritei,super preocupada.

— Por que eu sou diferente ? Por que só acontece comigo ? — Falou soltando um leve gemido de dor. Eu fui e o abracei por trás.

— Naruto, por favor, para com isso, o que é que você está fazendo ? — Falei o soltando e agora o encarando.

— Eu trabalhei tão duro pra chegar aqui. Me esforcei até ao limite, treinei sozinho durante horas. Qualquer coisa pra ficar mais forte, pra realizar o meu sonho. Eu nunca mais vou fraquejar, nem vou deixar que alguém me resgate. Nunca mais fugirei ou perderei para o Sasuke. — Olhei pro mesmo, por que eu me preocupo, hein ? — Sobre essa ferida, faço esse juramento. Construtor de pontes, vou completar essa missão e protegê-lo com essa faca Kunai. Um ninja de verdade jamais se dá por vencida e não me darei. Não se preocupem comigo, eu vou ficar bem. Agora vamos.

— Naruto-kun, foi muito legal como você cortou a irrigação do veneno, mas se perder um pouco mais de sangue, você vai morrer. — Falei e fui até ele, e parei na sua frente e sorri. — É uma boa idéia para o sangramento agora, falo sério.

—Não! Não! Não! Eu não quero morre! Não! Não! Não! — Começou a fazer um escândalo, suspirei e levantei a mão.

— Me mostra sua mão. — Ele me deu a mão, ainda fazendo o escândalo. — Cala boca, homem. Olha, Naruto, você tem uma personalidade auto-abusiva. Isso é masoquismo sabia ? — falei o encarando, e voltando encara seriamente, e me surpreendi. A ferida, já está começando a sarar. Isso é coisa da Kyuubi ? Voltei a encara o Naruto.

— Katara-chan. Você está com uma cara muito séria. Você está me assustando. Eu estou bem ? — Perguntou o loiro suando frio. Eu sorri.

— Está sim, você vai ficar bem. — Falei enrolando o gaze na sua mão. Esse poder curativo seria da Raposa de Nove Caudas ? — Vamos gente, a mão de Naruto ficará bem rapidamente se ele fica quieto.

Fomos caminhando até chega numa ponte onde tinha um com chapéu sombreiro, ele ai nos levar até ao cais, todos entraram, eu fui a última a entra. Quando entrei, tropecei, mas alguém me segurou, quando olhei era o Sasuke.

— Tudo bem com você, Katara ? — Perguntou Sasuke, ai eu sair dos meus devaneios e tirei a mão dele de minha cintura.

— O-obrigada, Sasuke-kun. — Falei e fui senta na ponta da frente do barco/canoa, e coloquei minha mão na água. E fomos.

Katara quebrou o tempo.

— Uau. A neblina está densa, não dá pra ver nada. — Falei me inclinado pra tenta ver alguma coisa, mas nada. Comecei a cheira o ar.

— A ponte não está longe. Nós já estamos chegando ao País das Ondas. — Disse o homem que estava nos levando. E logo vimos a ponte, ela é enorme, eu sorri, como é enorme, meu deus.

— É imensa. — Gritou o Uzumaki, e por simples instinto, eu virei já que estou de costa para eles, e dei um murro na cabeça do Naruto.

— Cala a boca. Por que você acha que estamos viajando assim ? Com o motor desligado e remando. Atravessando a neblina densa é pra não verem a gente. — Falou o homem preocupado ? e eu voltei a encara a frente, com essa neblina tão sombria que me dá calafrios.

— Tazuna-san. Antes de chegarmos as cais, eu preciso saber de uma coisa. Por que aqueles homens estão atrás do senhor ? Se não nos disse isso, acha que terei que termina essa missão quando o deixarmos em terra. — Todos o olhamos, Tazuna-san olhou pra mim, e eu concordei com a cabeça, sem ao menos o encara, tem alguma coisa me atraindo, algo perigoso, que me faz não querer parar de encara a paisagem a minha frente.

— Não tenho outra opção, senão contar. Não, eu quero que saiba a verdade. Como você disse, isso foge ao alcance da missão original. O homem eu quer minha vida é muito pequeno, mas tem uma sombra muito grande e mortal. — falou Tazuna-san e eu escuto com atenção.

— Uma sombra mortal ? Quem é ele ? — Perguntou o Kakashi-sensei de modo curioso.

— Você o conhece, pelo menos, já ouviu o nome dele. É um dos homem mais ricos do mundo. O magnata chamado Gato. — Quando ele falou Gato eu fiquei surpresa.

— Gato ? Dos transportes Gato ? Ele é um líder do mundo dos negócios. Todos o conhecem. — Falou o Sensei surpreso e eu fiz um “HAN” e todos me olharam.

— Gato é um executivo muito respeitável de uma famosa companhia, verdade ? Mas por baixo do pano e com métodos desumanos ele tira vantagem de seus rivais nos negócios e nas ações. Ele vende drogas e contrabando usando gangues e capangas ninja. Há um ano, quando o Gato viu pela primeira vez o país das Ondas, ele veio para a nossa ilha e usou sua vasta fortuna para assumir o controle total dos transportes e das embarcações. Quem ficava em seu caminho simplesmente desaparecia. Numa terra que é uma ilha, aquele que tem controle do mar tem controle de tudo. Finanças, governo, nossas vidas. Mas há uma coisa que ele teme. Quando a ponte estiver terminada, ela nos legará a terra firme. Sou o construtor da ponte. — Disse Tazuna-san.

— Deixa eu ver se entendi. Gato é um magnata e fundador da Empresa Gato. Ele também é secretamente um traficante de drogas, bem como o proprietário de um negócio de contrabando e pelo visto está tentando assumir o controle do País das Ondas. E o senhor o construto da ponte que pode muda a vida de seu povo. Mas está sendo ameaçado de morre, e vai ter que confia sua vida a um Jonnin experiente e três Gennin sem experiência nenhuma. Nossa como o mudo está contra o senhor !!— Cruzei os braços suspirando. — Mas não se preocupe, cachorro que late não morde, eu vou o protege, mesmo que isso signifique que eu tenha que da a minha vida.

— Isso quer dizer que os caras com quem lutamos trabalham para o Gato. — Falou o Sasuke e eu verei meu corpo pra trás, e concordei com a cabeça.

— Eu não entendo. Se você sabia que ele era perigoso e que enviaria capangas, por que escondeu isso de nós ? — Perguntou o Kakashi-sensei.

— O País das Ondas é pequeno e muito pobre. Até nossos nobres têm pouco dinheiro. São pessoas comuns que estão construindo esse ponte e elas não podem pagar por uma missão A ou B, é muito caro. Se vocês terminarem a missão quando me deixarem em terra, não haverá nenhuma ponte. — Eu me virei por completo e encarei Tazuna-san meio com dó do coitado. — Eles me matarão antes que eu chegue em casa. Mas não se sintam mal por isso. É claro que meu netinho vai ficar chateado e vai chorar. “Avô, eu quero o meu avô!”. Minha filha vai culpar cada ninja da Aldeia da Folha denunciando e amaldiçoando vocês por terem abandonado o pai dela e viverá em sofrimento. A culpa não é de vocês. — O meninos e o Kakashi-sensei me olha em busca de uma resposta, meu deus, ele não pensa não, tudo eu. Eu simplesmente suspirei e forcei um sorriso.

— Acho que não temos escolha. Continuaremos a protegê-lo, Tazuna-san. — Falei colocando a mão na testa.

— Estou muito grato. Ganhei. — Ele sussurrou a última parte mais eu escutei, quando eu ia reclama, o condutor falou.

— Estamos chegando a costa. Tazuna, nós tivemos muita sorte. Ninguém notou a gente.— Falou o condutor sorrindo levemente.

— Obrigado. — Disse o Tazuna-san, parece que a situação tá feia mesmo, só falamos sussurrando, credo. Passamos por debaixo da ponte, e eu sorri bobamente o caminho todo, até colocou a mão na água, que em si está bem geladinha, olhei pro lado, e vir Sasuke me olhando, rapidamente voltei a olha pra frente. Logo pode ver o que esse túnel escondia, como é lindo O País das Ondas, faz até meu acelera de uma vez. Logo paramos num canto e descemos do barco/canoa, e paramos e olhamos o condutor.

— Eu fico por aqui. Boa sorte. Tomem cuidado.— Disse nos olhando e eu acenei sorrindo.

— Obrigada por ter se arriscado. — Falei uníssono com Tazuna-san, nos olhamos e viramos os rosto para lados opostos.

— Muito bem, me levem para casa. Eu quero chegar lá inteiro. — Tazuna-san falou e acenamos positivamente, e fizemos assim para protege o Tazuna-san, o sensei na frente dele, Naruto e Sasuke em cada lado e eu atrás dele. Essa missão será uma grande dor de cabeça, o próximo ninja que mandarem não será um Chunnin, será um Jonnin. Kuso! Kuso! Kuso!

— Naruto. — Falou o Sensei, quando olhei o loiro estava na frente de todos olhando prós lados, o que esse fedelho está fazendo ? Ele de repente pegou uma faca Kunai, e jogou em direção arbusto.

— Era só um ratinho, nada de mais. — Falou o loiro colocando a mão na testa, qual o problema desse moleque ?

— Um rato ? É claro! Todo mundo está vendo a sua asneira. Seu biruta, essa são facas Kunai, são muito perigosas! Eu vou te mata. — Falei super irritado com esse Uzumaki.

— Pare de me assustar, seu anão idiota! — Gritou o Tazuna-san, mas foi mesmo que nada, ai eu preciso grita prós 7 ventes pra levarem esse loiro demente.

— Tem alguém escondido ali ? Não, acho que é ali. — Eu senti um arrepio atrás de mim, mas na mesma hora o Naruto jogou uma Kunai na mesma direção, mas que menino...

— Já chega!! — Dei um empurrão no seu ombro.

— Por que você fez isso ? Tem alguém seguindo a gente, eu falo sério. — Falou o Uzumaki fazendo bico.

— Tira esse bico daí, que tem bico é galinha. E pare com isso, eu acredito em você pois agora tudo pode acontecer mas você tem que para de agir como uma criança, você é um ninja! — Falei puxando a orelha dele. O Kakashi-sensei foi olha o que o Naruto tinha acertado no arbusto, quando vimos era um coelhinho, eu o peguei e levei até o rosto do Uzumaki. — Naruto, olha o que você fez ao coitado do coelhinho. — O Uzumaki logo pegou o coelha na minha mão, e abraçou bem forte, coitado do coelho.

— Desculpa, coelhinho, desculpa. — Falou se desculpando com o coelho, até parece que o bichinho ta entendendo alguma coisa. Mas uma coisa me incomoda, um coelho da neve, mas dessa cor... Eles só têm o pelo branco durante o inverno, quando os dias são curtos e têm pouco sol. Esse coelho foi criado dentro de casa e longe da luz. É para usar em técnica de Troca.

— Hahahaha. Então, vocês já estão aqui. — Olhei pra cima de uma árvore, sorrindo sapeca, e todos me olham surpresos, menos o Sensei. — CUIDADO!! ABAIXEM JÁ!!! — Falei/Gritei, ai todos se jogaram no chão e a Kubikiribōchō  o que passou direto e acertou uma árvore, e quando olhei bem, tinha um homem encima dela, não qualquer homem... — Ora, ora, pelo visto é Zabuza Momochi, um ninja patife da Aldeia da Névoa. Líder da unidade de assassinatos da Névoa Oculta. — Naruto ia corre para atacar o Zabuza, mas eu o parei, simplesmente colocando um braço na sua frente, bem antes que ele fizesse uma besteira, e olhei seriamente Zabuza. — Naruto, não atrapalhe o sensei. Simplesmente nós iremos nos afasta, entendeu ? — Falei vendo o sensei dando dois passos à frente.

— Mas Katara... Por quê ? — Perguntou o Uzumaki me olhando, mas eu não o olhei, estou ocupada olha Zabuza, será que ele fez algum clone ?

— Ele não é um ninja como os outros. — Falei entre dentes, se ele é nosso oponente e o Kakashi-sensei não aguenta com ele, terei que monta uma estratégia para que nós, Gennin, possamos derrotá-lo. Mas isso vai ser perigoso.

— Kakashi, aquele com olho de Sharingan, e Katara, última sobrevivente do clã Angel e a mente mais brilhante de sua entre todas gerações, estou certo ? — Ele falou e eu rosnei, o loiro logo deu uns passos para trás. — Que pena, não ?

— Você virou galinha pra ter pena ? — Perguntei dando dois passos para trás, tenho que ir calmamente até Tazuna-san.

— Mas você vai ter que me entregar o velho. — Os dois Jonnin se encaram de um jeito realmente ameaçado. Dei mas dois passos para trás. Sim, disso pelo menos eu me lembro, Kakashi-sensei tem o Sharingan no olho direto.

— Agora rápido, formação de batalha Manji! Protejam o construtor da ponte e fiquem fora dessa luta. É hora de usar o trabalho de equipe. Estou pronto.— Falou sensei levantando sua bandana, eu fui até Naruto e segurei seu pulso, e encarei o Sharingan, essa cor sangue, a mesma daquele dia...

— Parece que vou ver o Sharigan em ação. Isso é uma honra. — Falou Zabuza me tirando de uma lembrança fria, até o agradeço.

— Todo o mundo fala “Sharingan”. Katara pode me dizer o que isso significa ? — Perguntou o loiro.

— É... conjuntivite aguda, rsrsrs. — Falei sorrindo.

— Katara!! — Falou Sasuke meio irritado.

— Tá, ta... Bom, irei resumi pra você entende. O Sharingan é um Doujutsu Kekkei Genkai, que aparece em alguns membros do clã Uchiha. É um pode raro, radicado nos olhos. Aquele que usa esse Jutsu visual ou Doujutsu, pode ver e assimilar instantaneamente qualquer Genjutsu, Taijutsu e Ninjutsu e revidar o ataque do atacante. O Sharingan é uma forma rara e especial de Doujutsu. O Sharingan pode analisar a técnica do oponente, e aí copiá-la em seus mínimos detalhes. No entanto tem muito mais no Sharingan do que esse mini-resumo. — Falei vendo rapidamente uma névoa subir, começou...

— Quando eu era da unidade de assassinatos da Aldeia da Névoa, nós tínhamos ordens pra destruí-lo assim que fosse visto. Você está na lista dos mais procurados. Era chamado “o homem que copiou mais de mil Jutsus”. Kakashi, o Ninja Que Copia. — Zabuza falou, e de repente um ar pesado caiu sobre nós, como uma fúria de dois Jonnin preste a atacar. — Chega de conversa. Preciso eliminar o velho agora. — Nós, Gennin, corremos para o Tazuna-san e ficamos na posição Manji, e pegamos nossas Kunai’s. — Então, vou ter que eliminar você primeiro, Kakashi ? — Ele tirou a Kubikiribōchō da árvore, e sumiu.

— Ele está ali!! — Falou o Uzumaki se referindo ao rio bem perto de nós.

— E está usando o Mizu no Kinobiri. E está absorvendo uma grande quantidade de chakra. — Falei vendo ele sumir de novo. — Ele sumiu mais uma vez. Sensei! — Falei vendo o Kakashi-sensei caminha para frente de nós.

— Ele virá atrás de mim primeiro. — Falou o Sensei sem me olha.

— Cuidado, Kakashi-sensei. Ele é perito na técnica de assassinato silencioso. — Falei abaixando os olhos.

— Silencioso ? — Perguntou o Naruto.

— Como o nome diz. Acontece num instante sem qualquer som ou aviso. É tão rápido que você sai desta vida sem saber o que aconteceu. O Sharingan não pode neutralizá-lo por completo. Portanto, não podemos abaixa a nossa guarda. — Falei meio preocupada.

— Se falharmos, só perderemos nossa vida. — Falou o Kakashi-sensei de forma tão pacífica, só eu estou praticamente morrendo de preocupação por dentro ?

— Como pode dizer isso ? — Perguntou o Olhando.

— A neblina está ficando mais densa. — Falou Naruto com uma voz preocupada.

— O País das Ondas é rodeado pelo oceano. A névoa está sempre presente. — Falou o Tazuna-san.

— Sensei!! — Falei não mas vendo o Kakashi-sensei, a névoa estava incrivelmente, meu coração está a mil, podemos ser atacados a qualquer hora.

— Oito pontos. — A voz de Zabuza ecoou por onde a gente estava.

— Zabuza, do que está falando ? — Perguntei olhando para todos lados possíveis, do que ele está falando.

— Laringe, coluna, pulmões, fígado, jugular, artéria, rins, coração. Bem, qual será meu ponto de ataque ? — Falou Zabuza de novo.

Estou me sufocando, por ao pode vê-lo, a sensação de ser uma simples presa. Um coelho amarrado e entregador ao lobo. Um rato na boca do gato. De repente passou uma rajada de chakra sobre nós, expulsando a névoa pra longe de nós, eu sentir um leve alivio. Mas logo aquela sensação voltou ainda pior, eu comecei a prende o ar e não consegui solta.

Só um suspiro ou um leve movimento do olho vai ser suficiente pra atrair o seu ataque. É sufocante. Se isso continuar eu vou ficar louco. A fúria de dois Jonnin tentando atacar. Nunca na vida eu tinha sentido nada tão assustador. Não. Não. Não. Não vai dá. Eu não irei aguenta, eu acho melhor eu...

— Katara, Sasuke! Acalmem-se. Eu protegerei todos vocês com minha vida. Não permitirei que meus camaradas morram. — Falou o sensei virando para nós, e dando um sorriso por debaixo da máscara.

— Eu acho que não. — Falou Zabuza, quando eu menos esperei, ele tava atrás de nós. — Acabou. 

Rapidamente me virei e o vir, num golpe rápido, utilizando o elemento vento joguei todos pra longe de Zabuza e corri pra perto do Tazuna-san. E quando o olhei de novo, Kakashi-sensei estava enfiando uma faca Kunai em sua barriga, mas em de sair sangue só saio água, era um clone. O Zabuza agora tava atrás do Kakashi-sensei, que o cortou no meio, mas Kakashi-sensei também era um clone, o Kakashi-sensei agora estava atrás de do Zabuza. Os dois usaram Mizu Bunshin no Jutsu. Shinjirarenai. Até na névoa, o Kakashi-sensei viu através da Ilusão do Zabuza e a copiou.

— Não se mexa. — Falou o Kakashi-sensei colocando a faca Kunai no pescoço de Zabuza. — Acabou.

— Que Legal. — Gritou o Uzumaki, mas por que ? Por que eu sinto que não acabou. Zabuza começou a rir, e eu me desesperei por um segundo, mas não é hora pra isso.

— Acabado ? Você não entendeu mesmo, não é ? Sua técnica nada mais é do que uma imitação grosseira. Nunca serei derrotado por um simples ninja imitador como você. Você é cheio de surpresas, não ? Já copiou até meu Mizu Bunshin no Jutsu enquanto fazia seu pequeno discurso. Muito hábil, devo reconhecer. Você fez o seu clone dizer isso pra desviar minha atenção, enquanto se escondia na névoa esperando que eu fizesse algum movimento. — Neste exato momento apareceu o Zabuza, outro clone, mas qual é o verdadeiro ? — Boa tentativa, mas não sou tão fácil de enganar. — Kakashi-sensei cortou o pescoço do Zabuza, que era mais um clone, então o que estar trás do sensei é o verdadeiro ?

— Aquilo é um clone também! — Gritou o Uzumaki, seus gritos não estão ajudando em nada, só me deixando assustada isso sim.

Zabuza pegou sua Kubikiribōchō e ia corta o sensei no meio, Mas Kakashi-sensei foi mais rápido, e se agachou, fazendo assim a espada se cravada no chão. Zabuza se apoiou na Kubikiribōchō, e deu um chute no Kakashi-sensei e ele voou longe. Zabuza pegou sua Kubikiribōchō cravada no chão e correu para atacar o Kakashi-sensei mas parou ao encara o chão.

— Pregos Makibishi! — Falou Zabuza. O Kakashi-sensei caiu dentro d’água. — Idiota. — Disse Zabuza se virandoi e dando um salto imortal. Eu não acredito que ele fez o Kakashi-sensei voar daquele jeito, tão longe.

— Ele tem grande habilidades físicas também. — Falou Sasuke, mas isso já tava na cara, né ? — Kakashi-sensei ainda estava na rio, mas já podemos ver sua cabeça, mas em segundos Zabuza já estava atrás do sensei.

— Idiota! Suiro no Jutsu! — Falou Zabuza fazendo sinais de não.

— Não! — Disse o Kakashi-sensei, mas até parece que ele vai parar. Poxa Kakashi-sensei, escapar pela água... Grande mancada.

— Essa prisão é feita de água mas é mais forte que aço. É mais difícil lutar quando não se poder mover. É muito para o grande Kakashi. Acabei com você depois. Antes, seus amiguinhos precisam ser eliminados. Mizu Bunshin no Jutsu. — Aí não... Ele é muito mais hábil do que eu espera, consegui fazer Jutsus apenas com uma mão, incrível. Logo puder ver dois clones saírem d’água. — Você acha que usar uma bandana o torna um ninja ? Quando ficar entre a vida e a morte tantas vezes que não incomoda mais, então, poderá dizer que é um ninja. Quando seu perfil se tornar tão mortífero que aparece no meu livro bingo, então, talvez você ganhe o título de ninja. Mas chamar iniciantes como você de ninja, é uma piada. — Ele desapareceu de novo, quando percebi era tarde, ele já tinha dado um chute no Naruto, e pisou na bandana do Naruto, que havia soltado de sua cabeça. — São apenas piralhos.

— Naruto!! — Gritei vendo o loiro no chão.

— Atenção, peguem o construtor da ponte e corram. Vocês não podem ganhar essa luta. Ele está usando todo o seu poder para me manter nessa prisão e só poderá atacá-los com seu clone de água. Mas o clone não pode se afastar de seu verdadeiro corpo. Se vocês se afastarem ele não poderá segui-los. Corram! — Falou Kakashi-sensei de dentro da prisão de água.

Mas, correr ? Não é um boa opção. Isso se tornou impensável no momento em que pegaram você. Não ver sensei ? Não importa o quão rápido a gente corra ou quanto longe a gente chegue, ele vai nos perseguir, ele que o Tazuna-san. E vai acabar com a gente. Não dá. Se a gente tentar a formação Manji, ele vai nos cercar num minuto. E se tentamos lutamos sozinhos estaremos acabados. Nossa única chance de sobreviver é resgatando você.

— Precisamos fazer isso. — Sasuke corre até o clone1 jogando 5 Shuriken, o clone1 de Zabuza, que rebatei as Shuriken com sua Kubikiribōchō, com facilidade. Sasuke deu um salto alto. — Agora!

— Moleza! — O clone pegou Sasuke pelo pescoço e rumou bem longe.

— Sasuke, o que pensa que ta fazendo, atacando assim sem avisar ! — Falei apertando o punho.

— Ele pegou o Sasuke. — Disse Naruto se tremendo todo. O que eu vou fazer ? O que vou fazer ? Naruto correu até o Zabuza clone.

— Naruto, não ! —Gritou eu e o Sensei uníssono.

— Idiota. — Disse Zabuza dando um chute em Naruto também.

— Naruto, o que você pensa que ta fazendo atacando sozinho ? Somos nada sozinhos comparado a ele. Temos que monta uma estratégia. O que queria com isso ? — Naruto se levantou com muita dificuldade, quando vimos, ele tava com sua bandana em mãos.

— Ei, vocês, estranhos sem sobrancelhas, escreva isso no seu caderninho. O ninja que vai se tornar o Hokage da Aldeia da Folha... E a Kunoichi que vai ser considerada a melhor em de todas as gerações... — Colocou sua bandana em sua testa, e eu sorri. — Jamais fraquejam. E o nomes deles é Naruto Uzumaki e Katara Angel !! Pronta Katara ?

— Vamos ensina a esse idiota o que acontece quando bolem com um de nós. — Falei fazendo 4 clones de água, mas usando o meu Kekkei Genkai. — Tazuna-san confia em mim ?

— Até a alma. — Respondeu o Tazuna-san de forma firme.

— Muito bem. Meninas, já sabem o que fazer. — Falei com meus clones, e elas cercaram o Tazuna-san. E eu fui até o lado de Naruto. — Vamos usar o plano K3.

— Sasuke, ta ouvindo ? — Perguntou o Uzumaki.

— Estou ouvindo. — Falou Sasuke se aproximando.

— Temos um plano. — Falou Uzumaki Sorrindo.

— Entendo... E então, já começaram a pensar em trabalho de equipe ? — Falou o Uchiha, e finalmente eu senti um bom pressentimento, esses dois me dão confiança, na verdade, acho que quando sinto que devo protegê-los fico cada vez mais forte.

— Muito bem, galera, agora vamos pegar pesado. Então, prontos ? Vamos acaba com esse cara. — Falou Naruto.

— Acha que seu plano vai mantê-lo no jogo ? — Falaram os clones ao mesmo tempo.

— Sim, por que ? Essa batalha, juntos podemos vencer! — Falei caminhando calmamente pra frente. E bem devagar.

— O que vocês estão fazendo ? Eu disse pra fugirem ! Essa luta acabou quando eu fui apanhando. Saiam daqui! Sua missão não é mostrar que são corajosos, é salvar o construtor. Continuem a missão. — Disse o Sensei, mesmo com 4 clones meus, ele acha que o construtor ta em perigo.

— Bem, eu acho que isso tudo é por minha causa, por causa da minha vontade de viver. Mas eu confio completamente em Katara, ela demonstrou conhecimento vasto e gerais, e se ela dizer que podem ganha eu acredito. Então isso não depende de mim, e sim dela. — Falou Tazuna-san e todos olharam para mim.

— Vocês ouviram isso ? E sabemos a resposta da Katara. — Falou Sasuke demonstrando um lindo sorriso, concentra Katara.

— É. Estão prontos ? — Perguntou Naruto. O clone de Zabuza começou a rir descontroladamente.

— Vocês não aprenderam nada mesmo, não é ? Continuam com o joguinho, brincando de ser ninja. Quando eu tinha sua idade, essa mão já havia triturado muitos oponentes. — Falou o clone, e de longe puder ver Kakashi-sensei falando com Zabuza, o que será ? Uou, eles estão aumentando as vozes.

— Zabuza. O Demônio Há muito tempo, na Aldeia da Névoa, mais conhecida como a Aldeia da Névoa Sangrenta, antes de um estudante se tornar um ninja, havia um teste final. — Falou Kakashi-sensei. Espera aí, eu conheço essa história, o velhote já me contou.

— Você sabe sobre o teste de graduação ? — Falou o verdadeiro Zabuza, falando como Sensei.

— Que teste de graduação é esse ? — Os três Zabuza começaram a rir, e a risadas deles já estão me irritando profundamente.

— O que é que isso tem demais ? Também fazemos testes de graduação. — Falou Naruto, e os bichos pararam de rir, aí o segundo clone de Zabuza começou a falar.

— Vocês tiveram que aniquilar os demais estudantes para passar ? Imaginem jovens ninjas como vocês, comendo juntos, treinando juntos e, então chega o teste final.Só as regras mudaram. Você não pode parar até destruir seu oponente. Foi seu amigo, compartilhou seus sonhos. Agora é ele ou você. — Falou o clone de Zabuza, eu já conhecia essa história.

— Há dez anos, na Aldeia da Névoa, o teste de graduação mudou. Um ano antes, uma maldade obscura encheu a academia de terror. Um jovem que ainda não era um ninja, se aproximou da classe e derrotou mais de cem estudantes. — Falei suspirando pesadamente.

— Ele se sentiu tão bem, fazendo isso. — Falou o clone1 de Zabuza. De repente, ele deu um cotovelada no barriga de Sasuke, e quando o garoto caiu, deu outra cotovelado, fazendo o garoto cuspi Sangue, e pisou na barriga dele.

— Sasuke!! — Eu estava correndo pra ir até ele , mas o segundo clone de Zabuza me parou, e começamos uma batalha de Taijutsu. — Naruto Ajuda o Sasuke!

— Parado aí. Kage Bunshin no Jutsu! — Falou Naruto fazendo vários clones, isso aí.

— Kage Bunshin no Jutsu ? E tem vários. — Falou o clone número 1 segurando a sua espada. Não dá para ver muito a luta deles, tenho que concentra na minha, senão serei cortada.

— Olha seu clone idiota, dá pra parar! — Falei me esquivando várias vezes, e dando um soco no seu rosto o fazendo desaparecer, sorrir por consegui ganha sozinha.

— Sasuke! — Naruto gritou o nome de Sasuke, e eu me virei rapidamente. Mas não era pra me desespera, eles estão seguindo o plano. Naruto rumou uma Shuriken demoníaca para Sasuke, e ele pegou.

— Fuma Shuriken. Kage Fusha. — Falou Sasuke e eu sorri ao ver que nosso plano até agora está dando certo.

— Uma Shuriken ? Não vai me tocar com isso. — Corri até Sasuke, pegando seu pé e rodando para pegar impulso, e depois e rumando bem alto no céu. Sasuke rumou a Shuriken que se desvio do clone do Zabuza, e foi em direção do verdadeiro.

— Então é esse o plano, você passou os clones e apontou para o meu corpo, muito esperto. Mas não o suficiente. — Falou Zabuza pegando a Primeira Fuma Shuriken.

— Tem certeza ? — Perguntei sorrindo.

— Uma segunda Shuriken na sombra da primeira. Kage Bunshin Fuma Shuriken no Jutsu ? — Falou Zabuza. Vamos lá, tem que funciona. Ele deu um Pulo e a Shuriken passou direto. — Eu disse que uma Shuriken não me tocaria.

— Conseguimos! É isso aí!! — Festejei alegremente, vendo todos me olha surpresos, menos Sasuke e Naruto, na verdade o clone de Naruto.

— Por quê...? — Quando Zabuza começou a pergunta, a Fuma Shuriken virou o Naruto, já que o Naruto tinha se transformado em uma Fuma Shuriken. Naruto rumou a Kunai no Zabuza.

— Engole essa. — Falou Naruto caindo na água. Vencemos

 


Notas Finais


Por acaso vocês assistem Nanatsu No Taizai ? Coloquem nos comentários.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...