1. Spirit Fanfics >
  2. Keep This Secret >
  3. Segredos Sujos

História Keep This Secret - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Segredos Sujos


CAPÍTULO 01

Rosewell acabara de perder a figura mais adorada (ou nem tanto) pela população, Devin Parker. Filho do prefeito, Devin, era conhecido como o “garoto perfeito”, assim como todos os estudantes da cidade pareciam ser. Além de ser dono de uma beleza jamais vista e de um carisma incrível, ele era fluente em diversos idiomas (oito para ser mais exato), tocava violão, violino, trompete, flauta, piano e outras centenas de instrumentos musicais. Tirava excelentes notas. O sonho de qualquer jovem.

DEZ DIAS DEPOIS

 

O motivo de sua morte era desconhecida, embora, as vezes perecesse óbvio. Mas como alguém poderia matar alguém tão perfeito? Quem seria capaz de matar Devin? Essas eram as perguntas mais recorrentes da cidade. Porém, a única coisa que a população tinha certeza era de que eles não iriam descansar até descobrirem que era O Assassino de Rosewell.

A semana estava calma em Rosewell, bem mais tranquila do que costumava ser. Todos ainda estavam muito abalados do que ocorrera dez dias atrás. A morte de Devin ainda parecia um sonho, talvez um pesadelo para ser mais especifico. Durante todo esse tempo o comércio e as atividades da cidade foram suspensos, isso porque o prefeito (devemos lembrar que ele é o pai de Devin) achara que isso seria uma boa forma de homenagear seu querido filho. Além disso, as aulas que haviam sido programadas para iniciarem na semana passada tinham sido suspensas e só começariam na próxima semana. Mesmo recebendo ordens de fechamento, o Abi’s Bar permanecia aberto. Mesmo com poucas pessoas, o movimento do bar estava sendo considerado razoável pela senhora Abigail, a proprietária do local. Abigail, ou Abi, como gostava de ser chamada pelos amigos mais próximos, era uma senhora de setenta e sete anos que continha uma saúde visivelmente boa. Seu marido, George Wiliam, falecera a vinte e cinco anos atrás, após se submeter a uma cirurgia cardiovascular, que notoriamente, acabara dando errado. Ele havia deixado uma pequena fortuna para sua esposa, avaliada em oitocentos e noventa e sete mil dólares, ou seja, Abi não precisaria trabalhar, porém ela não tinha coragem de fechar seu negócio, isso porque ela achava que o seu bar era a única coisa que lhe restara após a morte de seu marido. No bar, estava o grupo de amigos que Abi mais gostava: Carla, Victoria, Arthur e Hector. Eles iam ao local todas as noites, e de vez em quando, conversavam com Abi. - Aqui está suas batatas – disse o garçom. Ele estava olhando fixamente para os olhos azuis de Carla. Gentilmente, ela pegou o sanduiche e agradeceu o garçom com um lindo e brilhante sorriso. Carla, embora parecesse uma garota mimada, era uma boa menina. Seus cabelos loiros e seus olhos azuis faziam todos acharem que ela era mais uma filhinha de papai rica e mimada que não se importava com os sentimentos de ninguém, porém não era bem assim, ela era muito simpática e amável com todos ao seu redor, principalmente com seu irmão, Devin Parker. Após a morte dele, Carla viu o seu mundo desabar. Ele era uma das únicas pessoas, na qual ela poderia confiar, tirando, claro, seus amigos. - Gente, eu estava pensando ontem anoite em irmos passar o nosso último final de semana antes do início das aulas na casa do lago dos meus pais, eles vão viajar. Pensei que fosse uma boa ideia, vocês topam? – disse Victoria. Victoria era a melhor amiga de Carla, juntas elas dividiam segredos, e principalmente, roupas e bolsas da Chanel. Vic, tinha olhos castanhos e um lindo e impecável cabelo cacheado. Seu cabelo era o que mais chamava atenção nela, já que a mesma era muito tímida, a timidez piorava quando o assunto era rapazes, especificamente, Joe, o líder do time de basquete da escola. Joe era um dos amigos convencidos de Devin, que achava que o mundo girava em torno dele. Logo após a morte de seu amigo, ele se tornara o capitão do time de futebol da escola, fazendo com que, consequentemente, ele se tornasse o mais popular dentre os garotos. - Eu topo, mas, somente se você comprar cerveja e uns bons salgadinhos com sabor de churrasco – disse Hector. Hector era um garoto com uma vibe muito boa, ele amava cantar e dançar, um dos seus maiores sonhos era participar de um musical na Broadway. Mas, enquanto isso não acontecia, ele se contentava em dançar na frente do espelho tomando uma cerveja (outra paixão de Hector era beber, mas vocês, provavelmente, já notaram isso). - Ok, amanhã cedinho vamos comprar no merc... Arthur interrompeu Victoria antes que ela pudesse responder. - Não precisa comprar nada! Eu tenho cerveja e uns salgadinhos lá em casa. Que se ficarem uma semana sem serem devorados, provavelmente ficaram estragados! Arthur era um jovem que se diferenciava dos demais, gostava de ler e escrever, motivo pelo qual sofrera tanto bullying durante a sua infância. Seus cabelos eram loiros e compridos, chegando até os ombros. Os olhos verdes eram cobertos por um óculos preto e redondo, fazendo que que ele tivesse uma cara de intelectual. - Está bem, então. – disse Carla olhando para o relógio. – Bom, então eu vou nessa, já são onze horas e depois do que aconteceu com meu irmão meus pais não me deixam chegar depois da meia noite. Tchau – disse ela. O pai de Carla, o Sr. Parker, era um homem muito sério. Nunca ninguém o vira chorar, mesmo no velório do filho ele não havia derramado uma lágrima se quer. Já a Sra. Parker era bem simpática, seus traços assemelhavam-se com os de sua filha, embora Carla não tivesse olhos verdes. Antes de Carla passar pela porta de saída, seus amigos colocaram o dinheiro na mesa do bar e a seguiram, todos iam para suas casas, porém, sem eles perceberem, um homem encapuzado os observava dentro de um carro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...