História Ketchum e as monstras - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Alexa, Ash Ketchum, Bianca, Blue, Bonnie, Cynthia, Dawn Hikari, Delia Ketchum, Diantha, Gary Carvalho, Grace (mãe de Serena), Hilda, Iris, Korrina, Lana, Lillie, Mallow, May, Misty, Paul, Professora Juniper, Rosa, Sabrina (Natsume), Serena, Shauna, Skyla, Zoey
Tags Advancedshipping, Amourshipping, Pearlshipping
Visualizações 134
Palavras 1.470
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo e se gostar, goste.
~Kira

Capítulo 4 - Bem vindo ao slime bêbado!


~Dawn~


Se realmente está curioso sobre essa sala, é melhor não estar, eu amaria estar em um lugar tranquilo e pacífico onde todos fossem descendentes e não ficassem bagunçando igual crianças, eu sou Dawn Hikari e eu estudo na classe do slime bêbado, a turma pra onde todas as crianças problemas vão, eu até pensei que seria uma sala normal, mas Deus como eu me enganei, nunca vi lugar mais barulhento, era gente pendurada no teto, escalando paredes, ressuscitando os mortos, jogando maldições, fazendo bruxaria, plantando árvore e fazendo uma recriação de uma guerra com besouros, não me pergunte como. 


O novato Ash entrou junto com Serena (que por alguma razão tava bronzeada) na sala, ele claramente estava tentando ser mais forte que a bagunça, como se ela fosse uma energia que o empurrava pra longe, no fim ele conseguiu superar ela, mas quando ele bateu o olho nas pessoas que estudavam na sala, bem, a expressão foi preciosa, Serena estalou os dedos e trouxe ele de volta, ele ainda atordoado foi guiado por Serena e ambos se sentaram em classes próximas a minha, dois espaços que não estavam ocupados por pessoas chatas, muito bom. 


– okay hora de estourar o rojão! – A gênio que gritou isso se arrependeu, a professora entrou na sala na mesma hora e não parecia nada contente em ouvir aquilo, Claire é uma das criaturas mais assustadoras que encontrará nesse mundo.


– que tal estourar um rojão a 20 palmos abaixo da terra? – Claire encarou a garota com os olhos vermelhos de ódio e a mesma ganiu como um cachorro assustado e se sentou. 


– ótimo! Bem, bem vindos ao slime bêbado, eu serei a professora de vocês, meu nome é Claire e a não ser que as pestes queiram que eu os coma, se apresentem. – Claire se sentou na cadeira dela e colocou os pés em cima da mesa, ninguém quis retrucar, Claire tinha longos cabelos azuis que estavam soltos hoje, seus olhos mudavam de cor de acordo com seu humor, eram afiados e mortais, como se unissem os olhos de uma águia com de uma serpente, sua longa cauda coberta em escamas azuis se movimentava perigosa, sinal de irritação e suas enormes asas estavam totalmente abertas, sinal de intimidação, ela queria mostrar que quem ousasse ir contra ela não tinha chance, e isso não era mentira. 


– vamos lá, da primeira fila a última! – Claire gritou serrando os dentes e uma camiseta, saia e um lar de rabicos flutuantes se levantaram da primeira cadeira, eu teria perfurado meus olhos para saber se não era ilusão, mas aquilo falou com uma voz feminina. 


– Rosa presente professora! Eu sou invisível! – A garota gritou, não havia nada o que comentar sobre ela, ela era simplesmente invisível, e dava para perceber o braço dela erguido pela manga da roupa. 


– sério capitão óbvio? Próximo! – Ok Claire estava mesmo cagando para nós. 


– Que cruel! – Gritou a menina invisível. 


– quem é o próximo projeto de ameba que temos aqui? – Claire olhou para a garota que se sentava ao lado de Rosa, a garota se levantou para se apresentar. 


– Nessa presente, sou uma tritão e venho de um reino marítimo distante daqui, e é isso. – Nessa é negra, porém parecia se misturar com um tom de cinza, ela é bem alta e vestia um shorts e um biquíni, não estava tão calor, mas acho que deve ser costume da espécie dela, ela tinha guelras nas laterais da cintura, barbatanas entre os dedos das mãos e dos pés, uma barbatana maior nas costas e eu me perguntava se ela tinha rabo, talvez fosse indelicado perguntar. 


– quais são suas características especiais como monstro? – Claire perguntou coçando as escamas da bochecha com um lápis. 


– porque não perguntou isso pra mim?! – Gritou Rosa ao fundo. 


– bem, eu sou extremamente ágil, tenho visão, audição e olfato apurados, muita força física, sou extremamente resistente, me movo insanamente rápido na água, consigo respirar em baixo dela, tenho garras e dentes fortes o suficientes pra partir metal, no mais é isso, a, e meus dentes crescem praticamente na hora que são arrancados. – isso é um monstro pra vocês, se eu ainda fosse humana eu ficaria chocada com isso, imaginar que exista algo capas de partir metal com os dentes me deixaria aterrorizada no passado. 


– então você é um canivete suíço, já sei quem chamar pra me ajudar quando algo der merda, bem, continuando a chamada... – E continuou assim até todos se apresentarem, no fim eu estava quase flutuando de volta pro meu quarto, isso até Claire do nada decidir que precisava fritar um ovo e deixar a turma sozinha, me pergunto se esse era a única desculpa que ela tinha anotada. 


Depois disso foi uma putaria generalizada, conversas altas, gente gritando, pulando, ouvindo música pra deixar a gente surdo, os mais tranquilos eram eu, Ash e Serena, até uma bola de pelos se debruçar na mesa de Ash. 


– ei humano preciso que você me diga uma coisa, como representam lobisomens nos seus filmes? Sei bem que vocês fazem filmes sobre nós, aposto que é foda. – Iris é o que você chamaria de criatura extremamente peluda, ou simplesmente lobisomem, bem menor que a média dos lobisomens, Iris vestida uma camiseta de futebol dos Chupa Cabras, uma bermuda e uma coleira com o nome dela (aposto 500 paus que ela nem dono tem pra usar aquilo), Iris tinha uma pelagem curta e castanha que cobria praticamente todo o corpo dela, a maior concentração da pelagem era no rabo e no cabelo enorme e volumoso dela que estava preso em um enorme rabo de cavalo e que tinha uma coloração puxada para um roxo bem escuro, será que ela pinta ou é alguma divisão dos pelos bem rara? 


– uuuh, bem, assim. – Ash pegou o celular e pesquisou algo rapidamente, é incrível como essas caixinhas mágicas encontram o que você precisa tão rápido, ele então mostrou a foto de um humano sarado e com uma pose que tentava ser intimidadora mas era só ridícula e que nada tinha a ver com um lobo, e talvez até com um homem, meus sentidos diziam que aquela era uma péssima interpretação de lobisomem, e também o fato de Iris ter desmaiado. 


– impossível, isso é sério? Isso é só um humano claramente homossexual e sem roupa! Diabos, cadê as cicatrizes de batalha? Os pelos? As garras ou o sangue? Ele nem parece saber jogar futebol! – Iris parecia completamente perdida, e desesperada, Iris é doida por esportes, mas tem um carinho pelo futebol, dizem que esse é o esporte oficial dos lobisomens, algumas alcatéias até são feitas por causa de times de futebol, só que Iris não torcia pra nenhum time específico, ela só era apaixonada pelo esporte e por isso nunca teve uma alcatéia própria, eu queria poder ajudar com algo, mas seria estranho chegar nela sabendo tudo isso, eu pareceria uma stalker, não que eu não seja. 


~Ash~


Das coisas que eu podia imaginar eu fazendo nessa escola, ver as provações de um verdadeiro lobisomem não estavam na minha lista, Iris acabou me puxando para o ginásio para mostrar o que era um lobisomem, eu sentia pena dela, eu mostrei aquela imagem só para zoar, eu podia ter pego a imagem de um lobisomem mais fiel. 


– contemple humano! Você verá o que um verdadeiro lobisomem é capaz de fazer com seus próprios olhos! – Iris se preparava para suas provações com um leve aquecimento, e nossa, ela era flexível, em alguns momentos achei algumas posições meio sugestivas, como quando ele tocou a ponta dos pés com os dedos e eu pude ver bem o formato da bunda dela na bermuda. 


Serena havia ficado para trás pra me avisar quando a professora Claire estivesse voltando, sobre o ginásio, era um lugar colossal com todo tipo de utensílios e áreas para educação física . 


– ótimo! Agora vai começar! – Sem eu perceber Iris já começara a correr, ela era muito rápida, como uma criatura bípede era tão rápida em quatro patas era um mistério, mas funcionava e era veloz, durante a corrida ela saltava por obstáculos, escalava paredes, se pendurava em cordas e fazia todo tipo de acrobacia de maneira que nem um acrobata profissional iria fazer, não me conti e acabei aplaudindo. 


– incrível! Você é demais Iris! – Quando eu gritei isso Iris parou no topo de um muro de escalada e me olhou com um brilho nos olhos, eu estranhei isso, mas quando vi ela havia saltado na minha direção e pousou na minha frente, ela saltou a uma distância de 20 metros e caiu em pé, um lobisomem era mesmo incrível. 


– você humano, digo, Ash, é amigo! – Iris me encarava com as mãos em meus ombros e os olhos brilhantes e alegres e com um sorriso no rosto, e subitamente ela lambeu minha boca. 



Continua... 


Próximo capítulo : "nya! Agora eu vou ressuscitar o esqueleto" 


Notas Finais


Hey Hey! Espero que tenham gostado do capítulo! O próximo capítulo terá uma treta foda então se preparem. *Click*
~Kira

E claro, não se esqueçam de dizer seus momentos favoritos e etc.

E para hoje, as perguntas são, para :

A Dawn

A Iris

A Nessa

E...

A garota foda-se. Codinome : Rosa.

Rosa : ISSO NÃO TAVA NO CONTRATO!


Beijos de dragão!

~ Tooru de outra dimensão.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...