História Killer Bunny- Stalker- Jikook - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Gay, Jikook, Romance
Visualizações 214
Palavras 834
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Saga, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - Eighteenth


Tudo ondulava ao seu redor, era como se ele estivesse dentro d'agua e ele sabia exatamente o que estava acontecendo, ele só rezava para que as coisas não acabassem em tragédia.

E como se ele fosse um espectador, vê seu corpo andar até Jimin e atacar seus labios com violência arrancando um gemido de dor do mesmo.

- Você tem certeza de que quer isso? - Ele se ouvi perguntar, mesmo não dando o comando para seus lábios se moverem.

- Tenho. - Responde ofegante.

- Tudo bem. - Digo o rodeando. – Eu quero que você tire sua toalha e deite de barriga para baixo, e deixe sua bunda empinada para cima.

Do contrário que eu imaginava, ele obedece e retira a tolha deixando seu membro avista e se deita na cama, colocando uma almofada debaixo dos quadris, deixando seu traseiro bem empinando.

Meus dedos vão para os botões da minha camisa social e vai abrindo um de cada vez, lentamente. E em poucos segundos ela se encontrava no chão, ao lado da toalha. Eu observava tudo sem poder fazer nada, era como se não tivesse mais o controle do meu corpo, eu apenas...assistia.

- Onde tem camisinha? - Pergunto friamente.

- Na gaveta do criado mudo, no meu quarto. - Responde Park com a respiração descompensada.

Ando rapidamente até seu quarto e pego uns três pacotes e o levando de volta ao meu quarto, abro o cinto da minha calça e a tiro jogando junto as outras roupas.

- Você ainda tem chance de desistir. - Digo alisando a pele de suas costas, que se arrepiam com meu toque.

- Eu quero ir até o fim.

- Pois bem, tudo o que eu disse é para obedecer, entendeu?

- Sim.

- Sim o que?

- Sim...sir?

- Isso foi uma pergunta ou uma afirmação? - Falo rudemente.

- Sim, sir. - Diz Jimin firmemente.

- Muito bem.

Me ajoelho entre suas pernas e as abro, deixando sua entrada rosada exposta para mim, sorrio antes de lambe-la várias vezes, ouvindo um grito agudo de Jimin.

- Você gosta?

- Sim, gosto muito. - Responde ofegante.

Dou um forte tapa em sua nádega direita, deixando a pele antes pálida, vermelha e com a marca dos meus dedos, e isso me dá uma enorme satisfação, ver seu corpo marcado por mim.

Vou deslizando meu dedo da sua nuca, até sua entrada e sem aviso algum penetro meu indicador e sorrio quando ouço-o choramingar de dor.

- Rebola. - Comando

Ele hesita por alguns segundos, mas obedece e geme quando se acostuma com a intrusão. Subo em cima das suas pernas musculosas e começo a esfregar a cabeça do meu pau em sua entrada em conjunto com meu dedo, que saia e entrava com precisão e rapidez.

Quando o vejo levantar as mãos e tentar me tocar, retiro meus dedos e saio de cima do mesmo, vou até minhas roupas e pego minha gravata.

- Não se mexa. - Digo amarrando suas mãos.

- Por favor. - Pede ele afundando o rosto no colchão.

Ele já estava impaciente, acho que ele não gostava muito de preliminares. Após amarrar suas mãos, pego uma das camisinhas e a enrolo em meu membro, puxo seu corpo até o final da cama e abro suas pernas expondo sua abertura.

- JUNGKOOK. - Grita quando o penetro.

Fico parado esperando ele se acostumar com meu tamanho, nossa respiração se encontrava descompensada e nossos corpos suados, seu cheiro inebriante penetrava em minhas narinas, embriagando-me por completo.

- Estou pronto...estou... - Ofegava sem força.

Eu empurro minha cintura contra sua com força e voltando lentamente, para investir com mais força, a cada investida era um grito dado por Jimin, que se contorcia pedindo por mais.

Tente imaginar Park Jimin com as mãos presas por uma gravata, o corpo coberto por suor, seus cabelos úmidos, rosto rubro, labios entreabertos e respiração ofegante.

Essa era a imagem que se desenrolava diante de mim, meu corpo agia por vontade própria, e se deliciava com o corpo do homem no qual desejei por meses, e agora o tenho ao meu dispor, mesmo não sendo "eu" a me banquetear da situação.

E sem aviso prévio Jimin goza gritando meu nome. Após mais algumas investidas encho a camisinha com meu gozo e caio em cima do seu corpo.

- Não consigo mexer as minhas pernas. - Reclama Jimin sonolento.

Rio e saio de cima de si, desamarro suas mãos e o viro de barriga para cima.

- Está tudo bem?

- Eu pareço bem? - Diz com os olhos praticamente fechados.

- Vou deixar você dormir. - Recolho minhas roupas e vou para o banheiro.

Jogo minhas roupas no cesto de roupa sujo e ligo chuveiro, vou para frente do espelho e observo minha imagem refletida.

- Você fez isso mesmo?  - Questiono massageando minha testa.

- Não era isso que queria, pois então, conseguiu. - Sorrio largamente.

Gargalho olhando para meu reflexo sorridente, finalmente Bunny prestou para alguma coisa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...