1. Spirit Fanfics >
  2. Killer- Taehyung >
  3. Não sou boa influência pra você!

História Killer- Taehyung - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Esse imagine é +16!!

Capítulo 3 - Não sou boa influência pra você!


Fanfic / Fanfiction Killer- Taehyung - Capítulo 3 - Não sou boa influência pra você!

*Tae ON*

 Depois que aquela garota falou aquilo e saiu sem nenhuma desculpa, fui atrás da mesma. Ou ela me pede desculpas, ou ela é minha prisioneira! 

Comecei a perseguir a mesma discretamente que ela nem percebeu. Mas essa garota mora em um bairro meio perigoso, né? Fiquei sabendo que um criminoso mora aqui por perto.

A mesma entra em uma casa bem assustadora.

Essa garota me assusta! Será que ela mora aí?

Observo a mesma entrar. Demora uns três minutos e escuto uma discussão. De repente escutei uma garrafa quebrar. Entro na casa e vejo a mesma com um corte profundo no braço, provavelmente foi o caco de vidro. Vejo o idiota levantar a garrafa quebrada para matar a mesma. Mas eu seguro-o.

- Não faça algo que vá se arrepender depois.- Disse pegando a garrafa e jogando pro outro lado.

Xxx: Quem é esse s/n? Está me traindo sua vagabunda?!- Perguntou irritado e bêbado.

Odeio esses tipos de cara. Dei um soco bem no meio de seu nariz, fazendo sangrar. A moça me olhava assustada e encolhida com medo. Acho que o nome dela é s/n.

- Não precisa ter medo. Eu não vou te matar e nem te machucar.

Por mais incrível que pareça eu não senti vontade de matar a menina e sim de protege-lá. 

Dei mais um soco no cara, fazendo o mesmo desmaiar. 

- Vem comigo.- Disse estendendo a mão para a s/n.

A mesma mesmo hesitante pega em minha mão. Meu coração bateu forte. Credo! 

Na hora que ela pega em minha mão, o cara joga a garrafa na cabeça da mesma, desmaiando ela. Peguei ela o colo e coloquei no sofá.

Dei um chute na barriga do mesmo e comecei a apertar seu pescoço com o pé. Até que vi uma tatuagem em seu braço e parei. Droga! Peguei a mesma e levei ela em meu carro. 

Logo chegamos na minha casa.

Minha casa é no meio do mato e tem um visual antigo, já que é casa de família.

Entrei e levei a mesma ao meu quarto.

Coloco ela na cama e observo a mesma. Ela é muito bonita, é bem magra, seus cabelos tingidos de cinza, sua pele branca demais, ela é perfeita. Pera! O que eu estou pensando!! Eu sou um assassino, ninguém pode me amar. 

Pego um kit de primeiros socorros e limpo a ferida das mesma. Tiro os panos de seus pulso e vejo muitos cortes. Depois disso limpo tudo e sento na poltrona do lado esquerda do quarto observando a mesma. Logo ele acorda.

*S/n ON*

Acordo com uma dor de cabeça insuportável. Vejo que estou em um lugar diferente. Olho em volta e vejo que era um quarto, muito bonito por sinal, mas o ambiente era bem fechado, as luzes bem poucas, estranho. 

Olhei em volta e vi o rapaz do bar sentado em um poltrona do quarto me encarando. Credo! Assustada falei.

- O que você quer?!- Falei já irritada.

Xxx: Calma estressadinha!- Disse se arrumando na cadeira. 

Xxx: Meu nome é Taehyung, e eu nã...- Ele para de falar e parece pensativo.

Tae: Pensando bem... Tem uma coisa que você pode sim fazer!- Logo eu fico mais irritada.

- Não vou fazer nada pra você!

Tae: eu cuidei de você, então você deve me compensar!

Droga! É verdade! Não sou tão mal educada assim.

- O que você quer?- Perguntei de braços cruzados.

Tae: Primeiro tome um banho e use a roupa que está lá. Depois eu te falo.

Levantei da cama e segui até o banheiro.

Tomei banho e vesti a roupa.

- Pronto!- Disse saindo do banheiro, dando de cara com o mesmo. 

Tae: Não ficou tão ruim.- Falou sem interesse.

Ele pega em minha mão e me põe dentro do carro.

- Aonde vamos?- Perguntei apressada.

Tae: Você é muito estressada sabia? Eu hein!- Disse ainda concentrado na estrada.

- Responde minhas perguntas que eu não fico estressada.- Disse olhando para a janela do carro.

Tae: Amanhã vamos á uma festa de gala, e você precisa de vestidos, sapatos e acessórios.

- Quem disse que eu vou?- Perguntei zombando.

Tae: Minha arma pode te mostrar o que pode acontecer se você me desobedecer.

Engoli seco. Seguimos em silêncio até chegar no shopping. 

Quando chegamos, eu desço do carro e ele também. Ele pega em minha mão e entrelaça.

- Quando que eu te dei essa intimidade?- Perguntei olhando para seu rosto.

Tae: Isso faz parte do plano.

Ele me conduz até uma loja super cara.

Nós entramos e ele me da uns vinte vestidos pra provar.

Odeio provar roupas. Ainda mais esses vestidos, que demoram dez minutos pra pôr, e mais dez pra tirar! 

Chegamos no último e eu sai do provador.

Tae: Final...- Ele para e fica me olhando de cima a baixo.- Perfeito!

Fiquei um pouco constrangida, mas passou.

Compramos milhares de coisas. Ele não falava muito. Falávamos coisas simples. Como as lojas são caras, as roupas das pessoas, o cabelo e outras coisas. Comemos e fomos embora.

/*QUEBRA DE TEMPO*/

Chegamos em casa e ele subiu pra tomar banho. Eu fiquei sentada na cama, até ele voltar e sentar também na cama. 

Tae: Aquele cara...- Ele deu uma pausa- é seu namorado?

- Ex- ficante.- Disse simples.

Tae: Não quero mais ver você com ele!- Disse sério e eu o encarei.

- Por quê?- Perguntei com uma sobrancelha arqueada.

Tae: Ele não é bom pra você!- Disse simples.

- Mas eu só tenho ele!- Disse meio óbvio.

Tae: Arranje outra pessoa.- Disse com a mão nos olhos.

Fiquei pensando e meio hesitante perguntei.

- Posso ficar com você?

Tae: Não.- Disse simples.

- Por quê?- Perguntei triste.

Tae: Não sou boa influência pra você!

De repente sinto um arrepio percorrer meu corpo, e um aperto no coração. Não posso ter me apaixonado por esse babaca né?

 


Notas Finais


Continua???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...