1. Spirit Fanfics >
  2. Kim Taehyung para Guccii' - Taegi >
  3. Achei Você

História Kim Taehyung para Guccii' - Taegi - Capítulo 61


Escrita por:


Notas do Autor


Eu sei que estou em falta por quatro dias, QUATRO MALDITOS DIAS. A verdade é que eu me alisei e fiquei sem internet, ainda estou, mas o vizinho liberou o Wi-Fi.... Kkkkkk chorei.

Capítulo 61 - Achei Você


Depois daquela pequena reunião com estranhos na piscina, Taehyung passou o dia inteiro na biblioteca do hotel, andou um pouco pelos jardins e se exercitou na academia. 

Sozinho e cansado, ligou para Yoongi, mas não teve retorno. Seja lá qual fosse o conteúdo daquele curso, era bem intenso e estava tomando todo o tempo de folga que o estilista poderia ter tido.

Andando pelo corredor que dava ao quarto, lá pelas dezenove horas, tudo o que Taehyung poderia desejar era uma noite inteira de descanso e bons sonhos, mas ainda não estava na hora de ter seu momento de paz.

Ao chegar na porta ouviu vozes alteradas dentro do quarto e entrou mais do que depressa para ver o que estava acontecendo ali.

- Jimin? - Encontrou o amigo encarando furiosamente um outro garoto que Taehyung nunca viu na vida. - O que diabos está acontecendo aqui?!

O garoto se virou para encarar Taehyung e colocou as mãos na cintura, era evidente que não estava ali para lhes dar um "Oi".

- E aqui está Kim Taehyung, o vagabundo mais odiado da nossa cidade, o puto que fugiu depois de detonar alguns carros.

Oh não, não e não.

Quem poderia saber que Taehyung, Jimin e Jungkook quebraram aqueles carros se não os próprios donos?

- Não sei de carro nenhum. - Deixou os sapatos no armário aberto próximo a poltrona e foi para o lado de Jimin, que estava mais vermelho que uma pimenta. - Se tem alguém aqui que é um puto que pratica Bullying com os outros, não sou eu. Como você entrou aqui? Quem autorizou?

Jimin deu um passo à frente, ameaçador, quando o garoto foi na direção do melhor amigo.

- Você não vai vir aqui e bagunçar as coisas, seu filho da puta! Nós não sabemos de merda nenhuma do que aconteceu com o seu carro, então, some daqui, Mark!

As sobrancelhas de Taehyung arquearam em surpresa ao ouvir aquele nome.

 Mark, o mesmo cara que tinha fingido se interessar por Jimin e lhe fez levar uma surra!

- Você vai me pagar por isso, bichinha! - Mark tentou empurrar Jimin, mas Taehyung puxou o amigo para longe e agarrou-lhe pela gola da camisa.

- Bichinha? - Taehyung falou entredentes e quase rosnou de tanta raiva ao saber com quem estava lidando. - Então foi você quem mentiu para o Jimin e fez ele ser agredido, seu lixo?! Eu devia arrebentar a sua cara de pau!

Largou Mark num empurrão, e este cambalou para trás assustado, até porque Taehyung era mais alto que ele é parecia transformado de tanta fúria.

- Pode sair daqui, tal de Mark, e se quer saber, você merece bem mais do que um carro quebrado. Juro que te arrebento se você voltar a aparecer na frente do meu amigo!

- Vou contar pra todo mundo. - Ergueu o dedo para Taehyung e Jimin, que não recuaram. - Agora que eu encontrei vocês, vou expor os criminosos que vocês são! E aí?! Como vocês pretendem lidar com isso?!

Três "toc toc toc" soaram na porta e  Jimin correu para lá, abrindo depressa e encontrando Jungkook com um olhar pidão e um pote gigante de sorvete em mãos.

- Que tal isso? Não me olhe assim, é o seu preferido, Jiminnie. - O olhar foi para além de Jimin, e encontrou Mark e Taehyung se encarando e à ponto de se atacarem. - Algum problema aqui?

Sem pensar duas vezes,  Jimin lhe deu às costas, se colocou diante de um Jungkook confuso e apontou com o dedão para a porta.

- Olha que coincidência, a porta está aberta! Sai daqui, Mark.

O clima no quarto era dos piores, os quatro garotos trocavam olhares intensos, e Jungkook não era bobo, já estava na sua melhor expressão de encrenqueiro, ainda que tivesse um pote de sorvete de morango em mãos. 

Mark riu brevemente em sarcasmo e voltou seu olhar para Taehyung.

Não era preciso ler mentes pra adivinhar o que se passava na mente daquele cara, e não surpreendeu ninguém quando ele falou:

- Ou você me dá um carro novo, ou se prepare pra ir pra cadeia. Você quem decide, modelo de porra nenhuma.

Jogou um cartão em cima da cama e saiu do quarto dando ombradas em Jungkook, que quase derrubou o sorvete de Jimin.

A porta foi fechada e Taehyung andou pelo quarto com as mãos na cabeça, depois foi até a cama e pegou o cartão com o nome e número de celular de Mark.

- É isso, eu tô na merda de novo.

- Caralhos. - Jimin tomou o pote de sorvete das mãos de Jungkook, que ainda estava sem entender nada. - Ele é mesmo um dos donos daqueles carros que nós detonamos.

- Wow. - Jungkook caiu em si e quase saiu correndo atrás de Mark. - Foi esse babaca quem escreveu Insuficiente na sua testa, Jimin? Vamos atrás dele e dizer que ele não tem direito de nos chantagear. Ele é quem merece ser preso! Pelo amor de Deus, vamos logo!

Taehyung negava com a cabeça, alisava os cabelos azuis com pressa e resmungava sozinho. Os braços caíram de desânimo e o rosto murchou.

- Nós não podemos. - Os dois lhe encararam de imediato. - Gente, eu não posso mais me envolver em escândalos. A Sandra me deu um ultimato, preciso ser um candidato exemplar. Se todos souberem que eu estava destruindo carros de ricaços na minha cidade, já era, fim de concurso pra mim e para o Yoongi. Todos nós seremos influenciados pela merda que fizemos.

Os três se encararam sem saber o que fazer por alguns segundos, contrariados em ceder à chantagem de Mark, e quando Jimin e Jungkook se uniram para analisar Taehyung, este último notou que ambos estavam chateados.

- Nós entendemos, Tae. - Jungkook foi o primeiro a falar. - Sabemos que o que fizemos pode acabar com o seu sonho, e vamos fazer o possível para que isso não aconteça.

- Mas como? - Jimin pôs o pote de sorvete com tanta força na escrivaninha que ela tremeu. - Será que vocês não entendem que se dermos um carro para o Mark, vamos assumir a culpa?! Os outros virão atrás da mesma coisa também! Então vai ser assim, nós seremos chantageados a vida inteira por aqueles desgraçados?! Mas que merda! Eu passei o colegial inteiro sendo humilhado por eles, e agora eu me recuso a dar um carro pra cada um que fez isso comigo! E eu estou errado?! Estou?!

Comovido, Taehyung brandou o olhar para Jimin e se deu conta de que, nem mesmo por seu sonho, era justo ceder àquela chantagem.

- Desculpe. - Levantou e foi até Jimin, lhe dando um abraço apertado. - Você tem razão, Jimin. Ah, caramba, esquece o que eu falei antes. Nós vamos dar um jeito, nada mais importa.

- Tudo bem. - Ele franziu o cenho e baixou a vista, fungando um pouco porque não gostava de chorar, mas era fato que ficou abalado ao ver Mark de novo. - Eu só não queria ter visto a cara desse desgraçado tão cedo. Entrei no quarto e trombei com o Mark aqui revirando as minhas coisas. Foi um saco.

- Como?! - Segurou Jimin pelos ombros, intrigado com aquilo. - Mas o que ele procurava, afinal?!

- Ainda não tive tempo de verificar.- Olhou em volta superficialmente.

- Bem. - Jungkook estava em frente a escrivaninha e, ao se virar para os dois, mostrou a câmera de Jimin e muitas lentes, e todas elas estavam quebradas. - Isso resolve o mistério.

De queixo caído, Taehyung não poderia descrever a expressão de Jimin com exatidão, mas era como se ele tivesse entrado em algum transe, como se tivesse visto alguém morto, ou até mesmo um monstro pronto para atacá-lo. Sabia o quanto Jimin amava aquela câmera, tinha total apego exatamente por aquele instrumento de trabalho que esteve com ele desde o início de sua paixão pela fotografia.

Sem que Jimin sequer percebesse, uma lágrima rolou no canto do olho, e Taehyung pôde entender o quanto aquela câmera e lentes significavam, e mais ainda, o quanto ele sofria ao ter sido magoado mais uma vez por uma das pessoas que lhe feriu tanto.

Aquilo deixou Taehyung com uma raiva absurda daquelas pessoas, e nada lhe faria ceder às suas chantagem, nem mesmo o risco de ser eliminado do concurso mais importante da sua vida.

Estava decidido.

Quem mexe com Park Jimin precisa pagar por isso.


Notas Finais


Sem internet não dá, meu povo... Fica complicado. Paciência...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...