História Kimetsu no Yaba-- IMAGINES E ONE SHOT'S - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba
Personagens Giyuu Tomioka, Inosuke Hashibira, Kanao Tsuyuri, Kyoujurou Rengoku, Mitsuri Kanroji, Nezuko Kamado, Personagens Originais, Sabito, Shinobu Kochou, Tanjirou Kamado, Zenitsu Agatsuma
Tags Hot, Imagine, Oneshot, Romance
Visualizações 123
Palavras 1.503
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem gente, esse eh um imagine que fiz pelo pedido de uma de minhas leitoras no capítulo passado. Espero que goste guria!

P.s.: essa história tem um universo próprio, sem onis e coisas do tipo

P.s².: Aqui a (S/n) vai ter 19 anos e o Rengoku vai ter por volta dos 28... Siiiim, o gostoso vai ser nosso amado Daddy ewe

Capítulo 9 - Imagine 2 - Kyoujurou Rengoku


Fanfic / Fanfiction Kimetsu no Yaba-- IMAGINES E ONE SHOT'S - Capítulo 9 - Imagine 2 - Kyoujurou Rengoku

Você ria descontroladamente a ponto da bebida que engolia sair por seu nariz fazendo Douma e Shinobu que se sentavam a sua frente rirem mais ainda pela situação. Inosuke estava em cima da mesa do barzinho, obviamente bêbado, berrando aos quatro ventos que amava Tanjiro com todas as forças, o pobre ruivo estava a ponto de se enterrar vivo ali mesmo de tanta vergonha, a coloração vermelha tomava sua bochechas como se tivesse levado um tapa no local.

-Beija ele! -gritou Sanemi num canto e Genya,também bêbado, berrou em concordância para o "irmão". 

-ÓÓTIMA I... -soltou um soluço- IDEIA! 

O moreno de mechas azuis pulou da mesa e andou como um felino na direção do ruivo que se afastava dando passos para trás, completamente envergonhado.

-Vamos amor...-o mais baixo falou com sua voz rouca -desse jeito vão pensar que eu que sou o ativo da relação....o que eu não acho de um todo ruim...-falou maliciosamente rendendo gritos pelo bar, você riu e pensou no quanto Inosuke a espancaria  no dia seguintepor deixar que ele fizesse aquilo, mas valia a pena ver ele agarrando o Kamado pela cintura e lhe tascando um beijo nada puro, a surra valia a pena, afinal a cena fazia seu nariz sangrar, e  você mesma tinha feito o tão amado shipp InoTan virar realidade, tinha todo o direito. Sorriu satisfeita consigo mesma. 

Se levantou de onde estava e foi procurar um banheiro, queria ver como estava sua maquiagem, depois dali você iria com Akaza na casa dele, era o aniversário de namoro de vocês, estava ansiosa para ficar a sós com ele, por que vamos lá, santa você não era. Sorriu satisfeita mais uma vez. Fazia alguns minutos que Akaza tinha saído da mesa onde estava para ir ao banheiro assim como você fazia naquele momento, na volta procuraria por ele. Enquanto você atravessava o local você viu num canto escuro um certo platinado se atracando de maneira muito impura com um loiro baixinho, da onde você estava podia escutar os gemidos do menor que era apalpado com toda malícia do mundo e que obviamente estava gostando. Num relance Uzui viu você e sorriu de maneira que você sabia que ele estava agradecendo, afinal os dois estarem ali naquele situação era obra sua e a muralha de sobrenome Tengen lhe seria grato para sempre por tê-lo ajudado com o namoro com Zenitsu, você sorriu e fez um "ok" com a mão, sorrindo travessa para ele.

 Depois disso continuou seu caminho até o banheiro, quando estava passando pela porta da frente do banheiro masculino escutou alguém gemer alto e soltou alguns risonhos mas ignorou. Quando chegou onde queria aproveitou para mijar, sim mijar, você podia ajir feito uma dama em certas ocasiões mas no seu pessoal você era um muleque. Digamos que você era um muleque com coração de mocinha. Sorriu com o pensamento,  depois de mijar saiu e lavou as mãos, ajeitando o cabelo e retirando o excesso de lápis de olho que tinha se acumulado no cantos de seus olhos, quando se sentiu satisfeita saiu saltitante do banheiro com seu all star preto e um vestido da mesma cor rodado. 

-A-akaza.... Hnmm....

Você estagnou no lugar, só podia ter escutado errado, não era possível.

-Poha, como você é gostosa! -não tinha erro, era a voz dele

-Mais forte.... -e para seu desespero você sabia quem gemia por ele, era Kanroji, sua melhor amiga. 

A ódio tomou conta, sentiu tudo mais intenso naquele momento. Sem pensar no que fazia entrou no banheiro masculino e esmurrou a porta de onde os gemidos vinham com toda a sua força, fazendo a garota lá dentro soltar um grito e um Akaza muito puto soltar um berro de frustração.

-Eu vou socar a poha da sua cara qu... -Ele abriu a porta e paralisou no lugar, do lado de fora se encontrava uma (S/n) extremamente raivosa, como ele sabia? Talvez pelo fato dela o olhar com tanto nojo que ele sentia vontade de se encolher, as mãos da garota estavam cerradas era óbvio que ela queria surrar os dois até eles virarem nada além de carcaças. 

-(S/n)... -Ele tentou te tocar e você deu um tapa na mão dele

-Nunca mais pense em encostar em mim seu filho da puta! E caso não tenha ficado claro ainda, acabou!

Você saiu a passos pesados dali com Akaza atrás de você te chamando desesperado, quando estava passando pela mesa de seus amigos eles lhe chamaram mais você os ignorou não queria ficar ali nem mais um segundo, quando estava quase na porta de saída Akaza lhe puxou pelo braço e você aproveitou para bater nele. Não um tapa, não socos no peito, o que você deu nele foi um belo murro no nariz que fez o garoto cair no chão tamanha foi a força que colocou no golpe, sua mão doía como o inferno mas não deixaria transparecer, para sua felicidade o nariz do desgraçado sangrava e lhe parecia quebrado. A confusão fez com que se formasse uma pequena roda em torno de vocês e de longe você via seus companheiros correrem afoitos passando por cima de quem fosse para chegar até você.

-Nunca mais apareça na minha frente Akaza. -disse num tom frio, logo depois virou as costas e foi embora.





Quando estava a alguns quarteirões do bar, você perdeu a força das pernas e desabou, chorou como uma criança no meio da rua. As lágrimas tomavam seu rosto numa velocidade inacreditável, sua respiração se encontrava cortada por soluços e gritos escapavam de sua boca, o desespero era palpável. Afinal, você amava Akaza. 

-(S/n)!!!! -Uzui gritou afoito com um Zenitsu desesperado atrás dele, quando ele viu seu rosto a preocupação foi instantânea, por que no final das contas, Uzui era seu irmão de criação -o que foi que aconteceu? 

Ele perguntou te abraçando na calçada, enquanto o Agatsuma se encontrava sem saber o que fazer, portanto, só se sentou a sua frente esperando pela resposta.

-Ele m-me traiu Uzui! -você berrou com a voz embargada pelo choro -A-akaza me traiu! 

E raiva foi tudo o que o platinado sentiu. Ele queria arrebentar a cara de Akaza por ter feito aquilo a irmãzinha mais nova dele, Akaza podia se considerar um homem morto, por que Uzui o caçaria até o inferno para acabar com a raça do infeliz. Com a garota ainda chorando em seus braços, Uzui a carregou até a casa que dividia com um amigo, chegando lá pediu para Zenitsu bater na porta o que foi prontamente obedecido. 

-Você por acaso sabe que horas são?! -um loiro exausto e irritado atendeu a porta, porém o sorriso que carregava dizia completamente o contrário, vendo a garota que o platinado carregava, ficou de certo modo preocupado. -O que houve? 

-Me deixe entrar primeiro e depois conversamos. -o platinado falou de maneira dura e fria, Zenitsu ficou ainda mais desesperado, mas na dúvida seguiu o outro para dentro da residência que nunca imaginou que entraria algum dia.

Tengen deitou (S/n) no sofá, tomando cuidado para não machuca-la, logo depois tirou os sapatos da garota. Sem falar uma palavra foi a cozinha arrastando Zenitsu pela mão. O loiro mais velho se encontrava confuso, com a pequena garota (c/p) no seu sofá, ela tentava controlar os soluços do choro recente, devia ter acontecido algo, por que a tristeza era óbvia nos olhos dela. Ele se sentou perto do sofá no chão, em dúvida sobre o que falar. 

-Bem.... Não sei o que houve, mas pense que podia ser pior... 

-Pior que achar seu namorado transando com sua melhor amiga num bar na noite do seu aniversário de namoro? -você perguntou entre soluços, você lutava contra as lágrimas que queriam cair.

-Ok, talvez não pior que isso. -Ele disse derrotado - Mas isso explica o por que Uzui estar a ponto de matar alguém estrangulado, você é a (S/n), irmã dele não é? 

-Sou....-você falou tentando engolir o choro

-Ele me fala bastante de você... 

-E você é....? -disse agora olhando para quem estava ali perto de você e automaticamente encontrou os olhos dourados que te fitavam.

-Rengoku. -disse com um sorriso amigável nós lábios. -Deixe-me te falar uma coisa......- você fez silêncio para ele falar- ..... as vezes o pior pode ser a melhor coisa que nos ocorre e você não precisa fingir que está tudo bem, você pode chorar o quanto quiser, prometo que não conto pra ninguém.

Você arregalou os olhos e o choro que você tinha segurado desde quando chegou ali, transbordou como um copo transborda quando enche.




Extra: 

Na cozinha, Zenitsu tentava acalmar Uzui que parecia querer exterminar a raça de Akaza da face da terra. Ele não achava isso ruim, sinceramente ele mesmo queria poder fazer isso, mas agora a (S/n) precisava deles ali do lado dela, não sabiam como tudo tinha acontecido, mas precisavam pensar com calma, ela já estava alterada demais. 

Tengen não sabia, más Zenitsu planejava acabar com Akaza futuramente. E ele queria fazer aquilo da pior maneira possível.




Notas Finais


Bem genteeee, euzinha resolvi que esse imagine vai ter uns quatro capítulos, tudo isso por que eu não superei a morte do Rengoku e preciso disso.
Espero que gostem! Bjus.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...