1. Spirit Fanfics >
  2. Kimetsu no Yaiba - Destino >
  3. "O modelo de cuecas vai cair!"

História Kimetsu no Yaiba - Destino - Capítulo 10


Escrita por:


Capítulo 10 - "O modelo de cuecas vai cair!"


(Segunda, 22 de abril, 18h59 da noite)

Desde o encontro com Kyoujurou, Tomioka ainda não desfez a cara de bravo. Ele estava muito, mas muito irritado. Ninguém jamais o viu assim.

Genya, que o acompanhou até em casa, não quis deixá-lo sozinho, então ficou lá por um tempo. Naquela altura, Sanemi já sabia de toda a história.

- Giyuu-Nissan, eu fiz um café. Por favor, beba um pouco e coma alguma coisa. Vai fazê-lo se sentir melhor! Exclamou Genya solicito.

Tomioka ainda estava bravo demais. Comer e beber não melhoraria isso:

- Você não devia estar cuidando do Sanemi-Kun? Ele está gripado, não está? Vá para casa, Genya-Chan! Pediu Tomioka.

Devido ao problema com os títulos honoríficos no capítulo passado, o autor achou melhor usar para todo mundo agora. Tomioka quase levou uma surra por causa disso, então Victor ficou com pena.

- Sanemi-Nissan está vindo para cá! Eu contei para ele o que aconteceu, e ele quer falar com você! Respondeu Genya.

Tomioka queria ficar sozinho, mas ao contrário disso, Genya, e agora Sanemi, não deixariam isso acontecer. 

(Campainha tocando)

- Deve ser ele! Exclamou Genya.

Indo atender a porta, Genya esperava que fosse seu irmão, mas para sua surpresa, não era.

Era alguém que...eventualmente, Genya teria de lidar com frequência. Sabito.

- Sabito-San! Bom noite! O que faz aqui? Indagou Shinazugawa Genya surpreso.

"Segunda vez que esse garoto me trata como se me conhecesse. Será que Giyuu falou de mim para ele? Deve ter sido isso!" Pensou Sabito.

- Ah, boa noite! Eu vim ver o Tomioka-San. Ele saiu bem irritado e furioso mais cedo. Pensei em passar para ver se tudo está bem. Respondeu Sabito.

- Tomioka-Nissan está lá dentro. Ele ainda está bravo com o que ocorreu. E nem está querendo conversar. Mas se quiser falar com ele, você pode entrar! Disse Genya.

- Melhor não. Não quero causar mais problemas para o Giyuu. Daqui a pouco eu envio uma mensagem. 

Na porta, Sabito e Genya se encaravam. Pela primeira impressão de ambos, os dois "se gostaram". Sabito parecia ser um bom amigo para Tomioka, logo Genya gostou disso. E ouvir Genya chamar o Tomioka de "Nissan", prova que ele o vê como um irmão. Sabito gostou disso também.

Uma boa impressão inicial.

- Bom, então eu vou indo para casa. Cuide do Tomioka-San...

- Shinazugawa Genya! É um prazer conhecê-lo, Sabito-San! Respondeu Genya.

"Não custa perguntar não é? Sinto que há mais do que aparenta nesse garoto." Pensou Sabito.

- Nós nos conhecemos, Genya-Kun? Indagou Sabito curioso.

Na sua mente, Genya pensava se seria bom ou não, falar aqui e agora. Há dias, ele está esperando por um momento certo de contar a Sabito sobre ele e Makomo. Talvez, com tudo que ocorreu hoje, o momento não seja ideal. "Mas, se for para morrer, que seja cedo!" Pensou Genya.

- Sabito-San não me conhece, mas acredito que já saiba sobre mim. Eu e a Makomo-Chan estamos namorando. Eu queria ter ido me apresentar antes, mas a Makomo me pediu para esperar um pouco. Acho que ela estava em dúvida sobre mim ainda. Ou, alguma outra coisa. Mas, com sua permissão, eu gostaria de continuar investindo nela. A Makomo é uma garota muito doce e gentil. Ela é paciente e delicada. Ajuda as crianças mais novas do colégio, com as atividades que não conseguem fazer. E ela se importa muito, mas muito com você. Ela tem muitos sonhos, e você faz parte de todos eles. Uma garota assim...foi impossível não me apaixonar por ela. Então, com sua permissão, Sabito-San, deixe-me continuar cuidando dela. Por favor! Pediu Genya reverenciando.

Da sua boca, saiu apenas verdade e bons sentimentos. Genya não mentiu e nem hesitou no que disse. Apesar de novo, ele mostrou muita verdade, maturidade e confiança. 

Também, por ser um "Shinazugawa", e por Tomioka já ter mencionado sobre eles, Sabito sabia que eram uma boa família. Com bons costumes e honesta. Como pode, alguém com tantos bons sentimentos, ser um par ruim para Makomo? Sabito não sorriu por fora, mas estava feliz que sua irmã encontrou um bom garoto.

- Cuide bem da minha irmãzinha, Genya-Kun! Exclamou ele saindo.

Não havia mais o que conversar, Sabito permitiu aquele relacionamento de bom grado. Genya era um bom rapaz, passou um boa impressão. Sabito estava feliz por Makomo encontrar alguém assim.

Com um sorriso de ponta a ponta, Genya recebeu a aprovação que tanto queria. Não é como se ele fosse desistir, se Sabito tivesse negado seu pedido, mas ele aceitou, ele permitiu. Genya estava muito feliz. Muito feliz mesmo.

Pegando o celular, ele digitou uma mensagem para sua namorada:

(Digitando...)

"Maaaakomo-Chaaaan! Eu estou tão feliz! Tão feliz! Eu conheci o seu irmão pessoalmente. Vou te explicar melhor depois como, mas nós conversamos. Contei sobre nós e ele permitiu. Ele permitiu o nosso relacionamento. Eu estou tão feliz! Prometo ser um bom namorado para você sempre! Eu te amo." - Genya.

(Uma notificação no celular)

"Mentiraaaaaaaa!! Ahhhhhhhhhhhhhhh eu estou muito feliz! Sabito-Nissan não te fatiou. Graças a Deus. Eu estava com medo disso, por isso não deixei falar antes. Ainda bem! Eu estou tão feliz! Eu prometo ser uma boa namorada também! Eu te amo." - Makomo.

Com um sorriso no rosto, Genya e sua namorada trocavam mensagens. O dia foi tenso e irritante para uns, mas pelo menos, Genya e Makomo alcançaram a felicidade.

Um pouco afastado dele, Sanemi ouviu a conversa com Sabito e vi a reação de seu irmão. Ele estava feliz por Genya. 

"Esse garoto! Só me dá orgulho. Boa sorte daqui para frente, Genya! Um relacionamento é cheio de altos e baixos. Espero que seu amor por Makomo seja sempre suficiente." Pensou Shinazugawa.

Caminhando para a casa de Tomioka, Sanemi entrou e foi ter com ele.

***

(Segunda, 22 de abril, 19h34 da noite)

- Mas qual é o seu problema? O que tem haver um chocolate? Ele não fez nada. Só sentou, conversou e foi educado. Essa sua obsessão doentia está me sufocando! Exclamou Kocho irritada.

- Obsessão doentia? O que você chama de obsessão, eu chamo de cuidado com a minha namorada. Você é muito simpática, Kocho! Por isso, esses caras continuam aparecendo. Para você, ele pode parecer inofensivo, mas na primeira oportunidade, ele vai tentar te roubar de mim. Ele mesmo disse isso, Kocho! Acredite em mim, eu não teria feito o que fiz, se não tivesse sentido isso. Ele é perigoso, Kocho! Não fale mais com ele! Impôs Kyoujurou.

No jardim da residência borboleta, uma briga de casal.

Rengoku descontou em Shinobu, toda a sua raiva com a situação de mais cedo. O que ocasionou numa briga entre os dois.

De fato, Shinobu conversou com Ren sobre Tomioka. Mas em momento algum, falou algo de ruim dele. Também, não inventou ou aumentou nada que ele fez. Shinobu não viu maldade em sua atitude. Mas viu estupidez na de Rengoku.

- Você tem mania de perseguição. Você vê inimigos onde não tem. Você me poda e reprime sempre que tem medo de algo, ou alguém. Você tem de se tratar, Rengoku. Eu estou cansada disso! Cansada de brigar pelos mesmos motivos. Se eu, Kocho Shinobu, quisesse te trair, você nunca saberia. Nunca sentiria o peso dos chifres em sua cabeça. Não seja um mole...

Rengoku perdeu a paciência e deu uma bofetada em Shinobu. Seu sangue esquentou e ele perdeu a cabeça. Aquela ação foi um reação de tudo que ouviu.

- Shinobu, eu não...

- Vai embora, Rengoku! Exclamou Shinobu escondendo o rosto, e as lágrimas.

- Não, Kocho! Eu vamos conversar. Eu sinto muito pelo...

- VAI EMBORA AGORA, KYOUJUROU! Gritou Shinobu, num mistura de raiva e tristeza.

Obedecendo aquele pedido, Rengoku foi embora dali. Em seu coração, um peso terrível de arrependimento e dor. Ele não queria ter chegado aquele ponto. Ele realmente não queria.

Ajoelhada e chorando muito, Shinobu ficou em pedaços depois daquilo. Uma sequência de mal entendidos, somado a um ciúme e obesessão desnecessária.

Rengoku feriu Shinobu. De um jeito que nunca imaginou fazer. Deixando-a em pedaços.

Kanae chegou logo depois:

- Kocho! O que aconteceu? Indagou ela, abraçando sua irmã e preocupada.

Shinobu não respondeu, apenas abraçou sua irmã e chorou. Ela precisava de um tempo, para reconstruir, a essência que Rengoku quebrou com um tapa.

- Chore! Se vai te fazer se sentir melhor, chore! Eu estou aqui. Vai ficar tudo bem! Disse Kanae confortando-a.

Seja o que tenha acontecido, Kanae não ia deixar impune. 

***

(Segunda, 22 de abril, 19h41 da noite)

- Mas que filho da puta! Exclamou Sanemi furioso.

Tomioka contou tudo que aconteceu para seu amigo. Este, mesmo gripado e fraco, teria matado Rengoku se pudesse. Giyuu era importante demais para Sanemi. Ele nunca deixaria seu amigo passar por algo assim, sem defendê-lo.

- Você sabe onde esse pau no cu mora? Vamos lá ensinar uma lição para aquele arrombado! Exclamou Sanemi furioso.

- Sanemi-Kun, não vamos descer no nível dele. Há outras formas de se vencer uma luta. E eu já tenho um plano. Disse Tomioka nunca calmaria incomum.

- O que tem em mente? Indagou Sanemi.

- Eu aceitei te ajudar, para você ficar próxima da irmã de Shinobu-San. Mas, desde que pilhou em minha cabeça, que Shinobu-San estava dando em cima de mim, eu passei a me interessar por ela. Mas, como ela tem um namorado, eu não ia me meter no meio deles. Só que agora, eu, Giyuu Tomioka, não vou sossegar até fazê-la me amar. E vou provar para ela, e para aquele merda do Kyoujurou, que eu sou um namorado 1000x melhor que ele. Mesmo que eu seja pobre e humilde, eu tenho algo que ele não tem. Um bom coração e bons sentimentos. Eu nunca chamarei ela daquilo. Nunca! Eu vou roubá-la dele. Escreva o que estou falando! Prometeu Tomioka.

Naquele dia, Tomioka teve muitas reações. Raiva, fúria e até ódio. Mas sobre tudo, a reação mais incrível, foi sua determinação. O brilho azul dos seus olhos, declaravam guerra contra Rengoku. Uma guerra que dará o maior e melhor espólio de todos. O coração de Kocho Shinobu.

Por ela, Tomioka se transformou num guerreiro. Por ela, o modelo de cuecas vai cair! 

A rinite de Sanemi até passou depois disso! Ele estava feliz por Giyuu. Finalmente, ele encontrou um objetivo. E o objetivo era Shinobu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...