1. Spirit Fanfics >
  2. Kimetsu no Yaiba - Ódio Profundo >
  3. Prologo

História Kimetsu no Yaiba - Ódio Profundo - Capítulo 1


Escrita por: e Gonblack


Capítulo 1 - Prologo


Fanfic / Fanfiction Kimetsu no Yaiba - Ódio Profundo - Capítulo 1 - Prologo

Era madrugada e um rapaz chamado Hiyoru Yin tinha acordado para ir vender lenha à cidade no pé da montanha onde morava.

Yin - Chau mamãe. Tou indo. - Avisa a sua mãe que se vinha despedir. Yin era um garoto de 170cm, cabelo negro com uma franja tapando seu olho esquerdo e olhos pretos. Diferente das outras crianças ele tinha uma força que teoricamente seria impossível para a sua idade e para o seu porte físico para além de instintos aguçados. 

Kaori - Não precisa fazer isso Yin. 

Yin - Claro que preciso mãe. A Yori precisa de remédio para se curar e nós temos pouco dinheiro. Para além do mais que estamos ficando sem comida, então vou levar duas cargas hoje. - Fala pegando em dois cestos carregados de lenha.

Kaori - Você é um bom filho, fico agradecida de ter tido você. Fala sorrindo e limpando uma lágrima que tinha caído pelo seu rosto. 

??? - Nii-chan! Grita uma criança correndo até o mais velho e abraçando a sua perna.

Yin - Oi Shin. Fala se agachado e abraçando o menor. 

Shin - Venha rápido para brincarmos! 

Yin - Vou tentar maninho. Fala afagando os cabelos de seu irmão. - Chau Izumi, Chau Ryuu. Despede se Yin de sua irmã e irmão mais velhos. Ryuu estava cortando lenha e Izumi estava cuidando de Yori.

Ryuu/Izumi - Até mais! Yin sorri e corre em direcção à aldeia. Assim que sai do campo de vista da sua família os mais velhos adquirem uma cara de culpa pois eles sabiam o que Yin tentava esconder. 

NA ALDEIA

Yin tinha acabado de chegar e estava sendo mal recebido pelos moradores. Todos o olhando de lado e murmurando sobre ele e sua família. Yin não se importa e continua seu caminho com seu sorriso inabalável... por agora. O garoto parou perto de uma banca com um homem sentado atrás.

Yin - Estão aqui as cargas de hoje.

Velho - Ooh! Você tem força jovem. Não quer ser ferreiro? O velho era o único na aldeia que simpatizava com o garoto. O velho via através da família e conseguia ver quer Yin era. Um bom filho. 

Yin - Não, isso gasta muito tempo e tenho que voltar para casa. - Fala entregando a madeira.

Velho - É uma pena. Bem, aqui está o pagamento. Fala entregando umas moedas. Yin sorri e corre em direcção a uma feira de fruta. Andando pelas bancas o garoto olha para todos os frutos e legumes que tinha. Ele resistiu à tentação e parou numa farmácia onde lhe deram o remédio. Na volta Yin tentou pegar 5 maçãs mas os donos da banca repararam e correram atrás de Yin. Quando apanharam o garoto deram uma tareia nele ali mesmo. Após se cancarem foram embora e nem mesmo levaram as maçãs que não foram atingidas. Yin se levanta, lambe o sangue que escorria da sua boca e voltou para o seu caminho. Todos se perguntavam como ele ainda tinha forças para andar.

Time Skip 

Voltando para casa, acabou por escurecer e o velho a quem tinha vendido a madeira o convidou a dormir na sua casa por causa de uma lenda sobre Demónios que comiam humanos e deixavam apenas a roupas. Yin acabou aceitando mas tinha um mal pressentimento.

No dia seguinte 

Yin correu de imediato para a sua casa mas apenas viu destroços e sangue por todo o lado, até mesmo nas árvores em volta. Mas algo se remexia entre os cadáveres, Yin se aproximou e viu sua irmã Yori comendo as pernas da sua mãe. Quando reparou em Yin correu atrás dele que caiu para trás e agarrou num machado, mas em vez de tentar magoar Yori, colocou o cabo na boca dela. 

Yin - Por favor, não. Falou chorando do seu olho esposto. Yori parou de atacar e... falou.

Yori - A-adeus Nii-chan. Mate aquele que nos fez isso. Yori arrancou a sua própria cabeça e se desfez em cinzas. Yin fica estático olhando para o sangue de sua família em suas mãos. Yin sentou um resquício de aura diferente. O garoto sentiu uma aura parecida mas de um nível diferente. Furioso e com um ódio imensurável Yin pega novamente no machado e corre na direcção da aura. Yin viu um homem de cabelos parecidos com chamas e uma katana, Yin saltou e tentou um ataque de cima para baixo que o homem defendeu mas foi arrastado para trás.

??? - O que está fazendo? Pergunta aparentemente confuso. Yin nada responde e apenas avança novamente escondendo o Machado nas costas. O homem tentou acertar a cabeça de Yin com o cabo mas Yin desvia e tenta uma rasteira mas o mais velho salta, mas quando olha para a frente vê um machado a cêntimetros do seu nariz. O homem desvia por pouco mas se esquece do garoto que acerta um chute certeiro no estômago do homem que saiu voando.

Yin - EU VOU MATAR VOCÊ PELO QUE FEZ À MINHA FAMÍ_ O garoto desmaia pois foi acertado pelo cabo de uma Katana. 

??? - Esse garoto é forte. Fala outro homem com um rabo de cavalo preto e olhos azuis. 

??? - Conseguiu acertar um golpe em mim. Isso não é fácil. O que acha Tomioka? 

Tomioka - Faça o que quiser Rengoku. Disse embainhando a sua Katana e se retirando no meio da névoa que caía moderadamente. 

Rengoku - Pois bem, vamos cuidar de você. Disse pegando em Yin e o colocando em seus ombros e saindo do lugar desaparecendo no meio da neve que se intensificada. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...