História King of Darkness - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Magia, Once Upon A Time, Terra De Histórias
Visualizações 12
Palavras 803
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi gente como estão??
O capítulo de hoje vai ser um pouco mais triste
Boa leitura 😉

Capítulo 2 - Destino pior que a morte


                  
                     # POV: Luís #

Bom esse é o fim da minha vida com toda certeza.
Agora que meu pai descobriu sobre minha sexualidade é óbvio que ele me matará e me perseguirá até o inferno se possível para me trazer de volta a vida pra me matar novamente.

- Pai eu po-p-posso explicar, não é nada disso que o senhor está pensando.

- E O QUE EU ESTOU PENSANDO HEIN LUÍS?! QUE MEU FILHO,MEU ÚNICO FILHO PRATICA SUDOMIA?! QUE MEU FILHO É UM VIADINHO QUE SAI POR AÍ PASSANDO A NOITE COM HOMENS?!!- Meu pai disse com uma raiva imensa sobre mim

- Pai estás a me ofender com essas palavras, EU NASCI ASSIM, EU SINTO DESEJO POR HOMENS SIM, MAS NUNCA PASSEI A NOITE COM NENHUM DELES.

- E COMO VOU SABER SE É VERDADE OU NÃO???
VOCÊ É UM VIADINHO QUE NÃO MERECE VIVER, VOCÊ TINHA TUDO DO BOM E DO MELHOR,TUDO PARA SE TORNAR UM REI RESPEITADO POR TODOS OS OUTROS REINOS ,E VOCÊ MESMO ACABOU COM TUDO ISSO PRATICANDO SUDOMIA.

Minha boca no momento só se abria para os soluços que escapavam da mesma , eu chorava de uma forma a qual nunca chorei antes.

- VOU MATAR VOCÊ!!!!

Depois dessa frase do meu "pai" só consegui sentir um soco vindo em direção ao meu rosto.A força dele foi tanta que eu cheguei a cair no chão ,ele pôs as pernas uma em cada lado do meu corpo e socou ainda mais minha face fazendo com que meu nariz e boca sangrasse.Logo ele se levantou e começou a chutar minha barriga.Depois de me chutar durante um longo tempo,ele se agachou do meu lado e disse:

- Você merece um destino pior que a morte.

Logo após ele proclamar aquelas palavras ele saiu me puxando pelo cabelo fazendo com que eu me levantasse um pouco e saiu me arrastando até a parte do castelo onde se encontrava a sala do trono, Logo ele começou a gritar chamando pelos guardas

- GUARDAS, QUERO QUE ME TRAGAM O GENERAL RODRIGUES IMEDIATAMENTE.

- MAS QUE GRITARIA É ESSA ESSA EM MEU ....- disse minha mãe enquanto saia da sala de jantar.Sua fala sumiu assim que me viu sangrando e com marcas roxas em toda minha pele.

Logo as portas da sala do trono se abriram e dela emergiu o general Rodrigues,um homem alto com o físico um pouco malhado demais,com seus cabelos negros com poucas mechas brancas seu corpo trajava o uniforme de general com várias medalhas espalhadas por toda roupa em sua mão esquerda encontrava-se seu elmo de cor prata com penas brancas,verdes e vermelhas das cores da bandeira do reino.

- Me chamaste alteza? - disse o general fazendo uma pequena reverência.

- Sim. Quero que embarque este rapaz para o próximo navio que partirá para a ilha dos perdidos o mais rápido possível.

- NÃO.PAI POR FAVOR NÃO FAÇA ISSO COMIGO EU SOU SEU FILHO.- eu disse me desesperando. A ilha dos perdidos é onde se localiza os piores ladrões.

- VOCÊ DEIXOU DE SER MEU FILHO A PARTIR DO MOMENTO EM QUE LHE VI ESPIONAR OS GUARDAS NA SAUNA.

- Mãe por favor me salve, não deixe  ele fazer isso comigo - a expressão da minha mãe era de puro horror. Logo ela deu as costas e se dirigiu as escadas me deixando sozinho e desamparado.-MÃE POR FAVOR NÃO ME DEIXE SOZINHO

E assim dois guardas me carregaram e me levaram até uma carroça de madeira puxada por um burro e guiada pelos guardas comandados pelo general .

                      ( )-( )-( )

Eu não havia parado de chorar até agora ,a tristeza de ter sido abandonado pelos meus pais era tanta que eu não conseguia fazer mais nada a não ser chorar.Chegando ao pier onde ficam os navios pude avistar o navio o qual eu iria embarcar e assim que vi aquele navio não pude evitar de chorar ainda mais. Na entrada da embarcação havia uma fila de prisioneiros e escravos onde eram chicoteados até entrar no navio.
Os guardas pararam a carroça e me forçaram a descer da mesma e me levaram de encontro a fila onde passei pela mesma situação de todos ali sendo chicoteado até a entrada da embarcação.Quando entrei no navio suspirei de alívio pelo fim das chicotadas mas não pude  nem ver o navio direito pois logo fui arrastado até uma cela e jogado na mesma onde se encontravam um velho e um homem que juguei ser louco só por estar sorrindo .Avistei uma janela e por ela vi que o navio já estava a sair do píer e minha nova vida começaria a partir do momento em que o navio partiu para a ilha dos perdidos .

    " Meu pai tinha razão meu destino dali para a frente seria pior que a morte"


Notas Finais


E então o que acharam? comentem ai em baixo qualquer coisa um dúvida sla alguma coisa.
Agradeço pela atenção


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...