História Kingdom of Singularity - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Demonios, Fadas, Hoseok, Hoseok!bottom, Jhope, Jhope!bottom, Jimin, Jungkook, Mistico, Namjoon, Rainhas, Reis, Seokjin, Sobrenatural, Taehyung, Taehyung!top, Taeseok, Vhope, Vtop, Yoongi
Visualizações 37
Palavras 1.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Ponto de vista do TaeHyung


Fanfic / Fanfiction Kingdom of Singularity - Capítulo 3 - Ponto de vista do TaeHyung

....




- Senhor sua comida já está pronta, já estou liberada?

Olho para a moça que trabalha no prédio e assinto.




....




Sento em uma poltrona que há na sala e pego o livro que estava lendo, coloco meus óculos de grau e fico folheando o livro, pego meu copo que está com conhaque e levo até meus lábios, e sinto o líquido quente descer pela minha garganta, trazendo uma sensação gostosa.

- Vamos comer?

Olho para o ser que acabará de entrar na sala.

- Vamos.

HoSeok se pronuncia, deixo meu copo sobre a pequena mesinha junto do livro e caminho até a sala de jantar, e o HoSeok faz o mesmo. Sentamos um de frente para o outro, o HoSeok me parece um tanto quanto nervoso.

- O que aconteceu?

Me pronuncio e ele levanta a cabeça que até agora estava abaixada, ele me olha e logo desvia o olhar encarando os talheres na mesa, como se fosse a coisa mais interessante da face da terra.

- Nada...

- Não senti firmeza na sua resposta, saiba que estou aqui para resolver e diminuir seus problemas e não soma-los.

- Não é nada, bom... é que eu vi o uniforme escolar igual ao meu antigo no closet, e...

- E você não quer voltar lá por causa da humilhação que sofreu?

- Mais ou menos isso.

- Não se preocupe eu estarei com você e te protegerei, não tenha medo, eu vou cuidar de ti, então não se preocupe sim?

Pergunto e ele assente meio receoso.

- Pode se servir.

Vejo ele pegando a comida enquanto faço o mesmo.




....




Os dias se passaram e HoSeok se acostumou comigo, hoje é nosso primeiro dia de aula desde a expulsão de HoSeok, eu notei o mesmo muito apreensivo esses dias, confesso que meu cérebro coçou para mim ler sua mente, porém não o fiz, quero respeitar o espaço do dele.

- TaeHyung hyung.

Tá isso foi estranho.

- Só me chame de hyung, até porque TaeHyung hyung ficou demasiadamente estranho.

- Okay, já estou pronto, vamos?

- Vamos, vá indo para o elevador.

- Certo.

Assim que ele sai do apartamento, vou para meu quarto, entro no meu banheiro e encho a pia d'água, passo a mão pela mesma e vejo a água ficar embaçada.

- Envocamos de domino rege in exitium Singularitas est bene et in sono autem vocatis Auto.

Vejo o rosto do meu appa aparecer na água.

- Como anda o garoto?

- Com as pernas.

- TaeHyung, você entendeu minha pergunta, garoto insolente.

- Ele tá bem... bem apreensivo com a escola.

- Entendo não é para menos, o proteja, cuide bem dele TaeHyung, me de orgulho!

- Sei, sei eu vou te dar orgulho eu sei.

- Que bom.

- Marca de sorvete.

- TaeHyung eu vou arrancar essa coisa que tu chama de língua e vou fazer um churrasco.

- Okay, me desculpe pelo meu palavreado inaceitável.

- Melhor assim.

- Okay agora tenho que ir.

- Por Poseidon não se distraía com as garotas e se esqueça do Jung.

- Até parece que o senhor não me conhece.

- É por te conhecer tanto e saber do que você faz que eu estou te orientando.

- Okay, agora tchau, tenho que estudar.

Falo abrindo o ralo da pia deixando a água descer, volto para o quarto e pego minha mochila, vou para cozinha e me direciono até o meu mini bar, pego uma garrafa de Soju e despejo seu líquido em uma garrafa preta de plástico, guardo a mesma na minha mochila, e me direciono para fora do apartamento.




....




Chego na garagem do prédio e encontro o Jung já no banco do carona do meu conversível.




...




Chegamos na escola e eu estacionei meu conversível, e eu e o Jung logo saímos do carro.

Um garoto veio até agente.

- Olha quem voltou o órfão viadinho iludido.

Pela linguajar do garoto ele deve ser algum dos garotos que implica com o meu protegido.

Olho para o HoSeok e vejo ele encolher os ombros e andar para trás, consequentemente batendo no meu peitoral, já que estou atrás do mesmo.

- Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito.

O garoto me encara com descrença.

- O que você disse?

- Uma frase.

- Não se faça de idiota, quer morrer?

- Por que você não vai na play store e baixa essa sua bola.

- Por que vocês não manda esse carinha fechar a boca hum?...

O garoto perguntou ao HoSeok e antes que o mesmo abrisse a boca falei.

- É horrível ganhar algo que você não quer receber... um exemplo disso é a sua opinião.

- Cara você pode até ter pinta de bonitão e tals mais eu vou te partir em dois.

- Faça como quiser, vamos HoSeok temos que pegar os horários.

Falo indo em direção a escola com HoSeok do meu lado.




....




Fui deixar HoSeok na sua sala e já estou na minha, já que ele é do segundo e eu do terceiro não ficamos juntos.

- Bom dia classe.

A professora chega toda alegre, parece que a noite foi boa para alguém.

- Meu nome é Mi Chan, aluno novo venha até aqui e se apresente.

Levanto da minha cadeira e vou para frente da classe, sinto os olhares me secando por toda parte.

- Sou Kim TaeHyung e tenho dezoito anos.

- Bom... Sr.Kim poderia me dar o seu número? Sabe... para assuntos escolares.

Humhum até parece, peguei no pulso da professora e tirei uma caneta de seu cabelo, logo anotei meu número em seu braço.

- Está feito, vou voltar para meu lugar.

Sento na minha cadeira e a professora não para de me encarar, aliás todos na sala não param de me encarar.

- Posso entrar?

Do nada aparece um garoto na porta da sala, ele aparenta ser um pouco mais baixo que eu e tem os cabelos pretos, e eu sei quem ele é, ele é, Jeon JungKoook o amor platônico do HoSeok.

- Claro Kookie...

Que professora mais puta, o garoto entra na sala e se senta na cadeira ao meu lado.

- Quem é você?

O garoto ao meu lado me pergunta.

- Kim TaeHyung aluno novo e você deve ser o filho da diretora, não é mesmo?

- Infelizmente, ela quer controlar tudo a minha volta quer que eu seja o garoto perfeito, mau sabe ela que já peguei metade dessa escola, inclusive professoras e professores.

- Eu sei bem como é meu appa tem muita influência na minha antiga escola, mais ao contrário de você era que meu pai sempre descobria minhas "aventuras".

- Relaxa, sua sorte acabou de mudar, cola na minha que é sucesso, vamos passar o rodo nessa escolinha, aliás fiquei sabendo que tu é amigo do Jung, sabe me dizer o por que dele ter saído da escola?

Meu irmão como é que ele não sabe o motivo, acho que ele nem deve saber da paixão platônica que o HoSeok tem por ele.

- É que sabe eu meio que era amigo dele, eu fiquei sabendo que ele foi expulso de casa e não tinha onde morar, ele é gente boa eu ia chamar ele para morar comigo no meu apartamento, mais só que ele foi expulso.

Ele fala e eu dou de ombros como se não soubesse de nada.




....





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...