1. Spirit Fanfics >
  2. King's Ball (Seungpyo) >
  3. Capítulo VI

História King's Ball (Seungpyo) - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite a todos! Como estão?
Sendo sincera não ando muito bem... Não tenho conseguido escrever rigorosamente nada. O capítulo VII já está pronto à uma semana se não me engano e até agora não consegui escrever mais além disso... Têm algum conselho que me possam dar para que ej consiga ter mais imaginação para escrever?

Capítulo 6 - Capítulo VI


Reunião dos dois reis para negociação

Pequena batalha

Dongpyo junta-se ao reino inimigo e volta para o palácio do rei Han

O dia amanheceu tranquilamente e os dois noivos acordaram praticamente ao mesmo tempo.

- Seungwoo? Peço desculpa... Eu tive pesadelos então acabei por me aproximar demais - Diz o Omega ainda nos braços do Alfa.

Em geral era uma situação estranha. Eles tinham se conhecido numa noite, ficado noivos no dia seguinte e nesse dia dormiram juntos. Mas tendo em conta a época em que se encontravam, até era uma situação boa pois apesar de ser um casamento sem praticamente se conhecerem, não era totalmente forçado.

-Eu notei... Mas está tudo bem. Agora, vamos... A viagem até ao reino de Son é longa. - O monarca levanta-se e busca as suas roupas e em pouco tempo o Omega segue-o.

Quando saíram dos aposentos de Seungwoo, as suas tropas já esperavam, liderados por Cho Seungyoun.

- Está tudo pronto?

- Sim meu senhor, podemos partir. - Afirma o comandante das tropas. E após isso o rei e o seu Omega entram na carruagem que os levaria lá.

Nesse preciso momento, já no reino de Son, a notícia de que o Rei de Han tinha escolhido para seu Omega, Dongpyo. O rei estava completamente fulo e preparando a estratégia para atacar o reino inimigo e se preciso, condenar o seu filho por traição.

Já passava do meio dia quando a carruagem e as tropas de Han Seungwoo passaram as fronteiras. Dongpyo tremia com medo e o Alfa apenas segurava e apertava a mão dele numa tentativa falhada de o confortar.

- Ele não te pode fazer mal. És filho dele, o único herdeiro e eu vou estar lá.

E então em menos de uma hora chegaram ao castelo e ao contrário do que pensariam, as tropas inimigas estavam montadas à espera de Seungwoo.

- Eles já sabem... Não estava à espera disto, mas não há de interferir em nada. - Exclama Seungwoo surpreso enquanto Dongpyo já chorava com medo. O rei sai da carruagem sem a sua espada e acompanhado pelo Omega.

- Dongpyo! Vem, vamos para casa. As nossas tropas vão dar cabo deles -Diz o pai de Dongpyo abrindo os braços para ele.

- Não pai, eu não vou. Eu não vou voltar para casa. Eu estou farto de não ter voz. Não quero ser obrigado a casar com aquele velho. Não quero ser algo que eu não sou! - Grita o Omega para o pai que o olha incrédulo e tira a espada da bainha.

- Como ousas??? Não foi esta a educação que te dei Son Dongpyo???? O teu casamento está marcado e tu vais casar com o conde neste momento tu não tens opção nem direitos, Omega. -o rei grita e avança para Dongpyo mas logo Seungwoo coloca um braço entre os dois.

- Nao ouse tocar-lhe.

- Tu... A culpa é tua! Ficaste com raiva porque matamos o teu pai e agora queres tirar-me o meu filho para vingança??? - Indaga Son com uma espada apontada ao Alfa mais novo.

- Quando eu o escolhi eu não sabia que era ele. Só soube quando tirei a máscara então esse argumento é inválido. Se me dá licença, nós vamos buscar as coisas do príncipe. Tenha um bom dia.

Quando o monarca de Son avança para a entrada do castelo, o Alfa velho avança a sua espada sobre Seungwoo mas é impedido pela rapidez do Alfa novo e logo o chocar de espadas ecoa pelas paredes do palácio.

Dongpyo olhava a cena com medo e Hangyul confortava-o com um "está tudo bem, eles não se vão magoar muito". Então Seungwoo acerta a face do outro reinante desferindo um pequeno corte, e bastou um movimento em falso do pai de Dongpyo para que fosse desarmado e tivesse a espada apontada ao seu pescoço.

- Vamos fazer isto a bem, ou a mal - Seungwoo aproxima a espada da pele do rei que o olha num misto de medo e raiva.

- Não o magoes! -Dongpyo corre para entre os dois e abraça Seungwoo o puxando para trás.

- Não te preocupes, vem, vamos buscar as tuas coisas.

Os dois noivos avançam para o interior do palácio junto com alguns dos tropas. Lá dentro Dongpyo leva o Alfa até aos seus aposentos e juntos, levam o que podem para a carruagem.

Enquanto isso o outro rei insultava e ameaçava que os mataria a ambos. Mas Seungwoo nada fazia, pois a visita era pacífica, supostamente. Mas em geral não tinha sido assim tão mau, pois ao ver as tropas adversárias eles pensavam que o rei os iria atacar a qualquer momento. Mas também sabia, a guerra estava perto.

A viagem para casa foi calma e com menos ansiedade, mas mesmo assim o Omega chorou uma boa parte do tempo. Ele sentia que estava a trair o seu povo, o seu pai e a memória da sua mãe. Mas ao mesmo tempo sentia que pela primeira vez na sua vida ele tinha liberdade perto de alguém que o cativava.

Nenhum deles poderia dizer que não estava apaixonado porque seria mentira. Mas ambos haviam sentido-se atraídos um pelo outro apenas pela essência. Talvez isso tivesse sido um sinal que estariam destinados. No entanto ambos sabiam que as suas vidas não seriam fáceis.

Quando atravessam os portões do palácio, já era noite e o Omega já dormia nos braços do Rei.

- Ei.. Pyo, acorda. Já chegamos -Chama Seungwoo e o pequeno príncipe acorda mas estava tão sonolento que o Alfa rende-se e leva-o ao colo até aos seus aposentos. Agora no quarto do Alfa, havia um pequeno compartimento separado por uma cortina para que ele tivesse privacidade.

O rei colocou o Omega na cama e voltou ao salão de reuniões onde estava Hangyul Seungyoun e agora Wooseok que havia sido recrutado para ajudar neste momento de guerra eminente.

- O que fizemos hoje foi totalmente imprudente e poderia ter tido graves consequências. Além disso estamos sob ameaça de guerra. Seungwoo por amor de Deus! Tem um pouco de bom senso e cancela esse noivado!!!! - Exclama Wooseok e o monarca bate a mão com força na mesa

- Chega desse assunto. Queriam que eu casasse e agora já não??? Eu vou casar com ele. Entre todos aqueles Omegas ele foi o único que me cativou e eu não vou ter de mudar só porque ele é o príncipe de Son. E já pensaram no caso dele também? Ou ele casa comigo ou vai casar com um velho qualquer que ele teme. Ele vai ficar comigo e pronto.

E com isto ele volta para o quarto e deita-se com Dongpyo que dormia profundamente.


Notas Finais


Obrigada a quem leu até aqui ♥️^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...