1. Spirit Fanfics >
  2. Kinkou No Ionia >
  3. O Começo

História Kinkou No Ionia - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - O Começo


Num monte, aonde uma grande quantidade de árvores de cerejeira davam vida para o local, havia se uma grande cabana com o símbolo dos Kinkou, uma grande organização Ninja de Ionia, e ao lado, o símbolo de "Punho Das Sombras", que representava o posto da mãe da nossa protagonista, que no momento, estava brincando de correr pelo vilarejo Ioniano junta a mais algumas amigas, tudo isso perto da casa da garota

A menina Akali, no meio da corrida, se esbarrava na sua própria mãe, ela se assustava um bocado, encarando fixamente sua mãe

- Ah, oi mamãe...

Disse a menina, confusa por sua mãe ter chegado tão cedo em casa

- Minha filha, que bom te ver....no momento não posso conversar muito, já estou de saída.

A jovem Akali por um lado, já estava acostumada por esse tipo de desilusão, sempre achando que sua mãe havia chegado em casa, quando na verdade, ela estava apenas de saída. Após se despedir de sua mãe, a garota voltava a brincar com as outras crianças do vilarejo


A mãe de Akali, chegava no local marcado para a reunião dos Kinkou, aonde estavam lá 3 Anciões e s outros dois líderes, Shen, O Olho Do Crepúsculo, e Kennen, O Coração Da Tempestade, a mãe de Akali era a terceira, conhecida como "Punho Das Sombras".

- Você demorou um pouco, por esteve? Passando um tempo com sua filha eu presumo.

Perguntou Shen, a mulher suspirava, decepsionada por ele ter errado, e então o corrigia

- Não, infelizmente. Estive cuidando de outros assuntos internos da aldeia, o clã das sombras de Zed anda se movimentando rapidamente, quase impossível de se perceber, isso me assusta um tanto.

Todos da sala, já estavam cientes desse problema, a mulher se sentava junto aos outros dois líderes e a reunião começava, com a principal pauta, de que a Punho Das Sombras já estava ficando bem velha, e precisava urgentemente, repassar seu posto para uma próxima, e com isso, ela menciona sua filha, Akali. Os anciões, e o próprio Shen, faziam uma cara de total desaprovação, não gostando nem um pouco da idéia de uma garota hiperativa e malcriada tomar um cargo tão importante nos Kinkou

- Senhorita, sabemos que você como mãe quer mais do quê qualquer outra pessoa ver sua filha crescer como você...mas sejamos realistas, ela não é digna

Disse um dos anciões. Shen apenas confirmou com a cabeça enquanto dizia

- Ela sequer almeja em ser uma ninja, ela é só uma criança, não faria o menor sentido fazer isso com ela agora. Talvez essa reunião tenha sido inútil, podemos esperar mais um tempo até acharmos a pro-

E então, Kennen batia com sua patinha sobre a enorme mesa, mesmo pelo seu tamanho, o barulho ficou ecoando pelas sala, como se ele quase tivesse destruído a mesa. E então, ele começou a falar

- Todos nós...somos feitos por histórias...algumas de superação, lutas, vitórias, tristezas e derrotas, mas hoje, somos o quê somos porquê todos nós temos algo em comum, todos temos uma história. Toda a história tem um início, um meio, e um fim. O começo é quando aprendemos a abraçar nossa história. O olho do crepúsculo por exemplo, passou por uma história para se tornar o que ele é o quê é hoje. Vocês anciões tiveram uma história para se tornarem o quê são hoje...a Punho Das Sombras, igualmente, também teve uma história...e o fim da história dela está chegando...nao podemos decidir se uma pessoa pode ou não seguir sua história, isso não é equilíbrio.

As palavras sábias do Coração Da Tempestade, fazia com quê os anciões, com todos os argumentos possíveis guardados na boca, ficassem em silêncio, pois o Yordle tinha muita mais de 1000 anos, ele era muito mais sábio do quê qualquer um naquela sala, mesmo não...aparentando.

- Kennen está certo, não podemos negar que todos nós temos o potencial certo para sermos o que quisermos apenas com dedicação e tempo. Talvez Akali passe por algumas dificuldades no começo, mas tenho certeza que um dia, ela estará sentada nessa mesa...podendo participar das futuras reuniões

Disse a punho das sombras com um sorriso no rosto. O Olho Do Crepúsculo, Shen, apenas fechava os olhos enquanto suspirava, Kennen como era muito baixo, subia em cima da mesa e ficava de braços cruzados

- Eu, o Coração Da Tempestade, me voluntário a treinar a criança.

A atitude do Yordle deixava o salão perplexo, os anciões entravam em desespero, pois sabiam do potencial de Kennen, achando que ele seria muito para a menina, por isso, todos questionavam o porquê, como, onde, mas ele com um olhar sério no rosto, e ainda de braços cruzados respondeu

- Para termos uma história, precisamos de um começo...e eu serei o começo dela. 




Acabando a Reunião dos Kinkou, a Punho Das Sombras chegava em casa, sua filha, Akali, já estava dormindo, ela acariciava os cabelos de sua filha, com um meigo sorriso no rosto

- Eu acredito em você, filha.

Disse a mulher enquanto se retirava. No dia seguinte, Akali acordava, animada para mais um dia de brincadeiras com seis amigos, mas logo, ao sair de casa, a mesma notava que sua mãe não estava em casa, não era novidade, e então ela seguiu brincando normalmente.


A noite chegava em Ionia, a criança já estava preocupada, sua mãe ainda não havia chegado em casa, até então, ouvia se um barulho, alguém batendo na porta, ela corria, na esperança que fosse sua mãe, mas não, eram os três anciões Kinkou

- Senhorita Akali.... nós sentimos muito...

A garota já sabia, sua mãe havia sido morta, mas não queria acreditar, ela encarava os anciões com os olhos abertos, lacrimejando um pouco

- Ela foi designada para uma missão especial contra o clã das sombras, e por isso ela...

O homem foi interrompido com Akali dando soquinhos nele, irritava, a garota começava a gritar

- POR QUÊ VOCÊS NUNCA DEIXAM MINHA MÃE EM PAZ? PQ NÃO PODEMOS PASSAR UM DIA TRANQUILAS COMO UMA FAMÍLIA?! POR QUÊ?! POR QUÊ?!

A garota caia no chão, em lágrimas, logo, tudo que ela conseguia ver era a cabeça dos anciões rolando no chão, um dos ninjas do clã das sombras apareceu, encarando Akali

- A filha da Punho Das Sombras...que honra...é uma pena esse ser nosso primeiro, e último encontro

Disse ele calmamente enquanto se aproximava da garota com uma lâmina, ela apenas começava a se afastar, gritando, chorando por ajuda

- Serei responsável por te colocar no mesmo caixão que sua mãe, não precisa ficar tão apavorada... você nasceu junto a ela, e morrerá junto com ela.

Ele avançava na garota, mas derrepente, o mesmo caia no chão, com 12 shurikens perfurando as costas dele, que emergiam energia elétrica, a garota veria um tipo de felino utilizando uma roupa ninja, era Kennen, a encarando

- Não queria te conhecer desse jeito...mas...muito prazer.

O coração da tempestade iria se aproximando da garota, e ela assustada, gritava, achando que ele iria a matar, até quê o mesmo fazia algo quê, nenhum ninja faria. Ele abraçou a menina, Akali confusa, olhava para Kennen enquanto o perguntava

- Você...é mesmo um ninja?

Kennen olhava pra ela com um olhar frio, mas ainda demonstrando preocupação na garota

- Não precisa ter um coração de pedra para ser um ninja....

Após esse diálogo, a noite se passou, Kennen ficou juntinho a criança, observando ela dormir, meio que ficando de guarda a noite toda, ele não se importava em ficar uma noite sem dormir. No outro dia, no funeral de sua mãe, a menina estaria chorando, junto a muitos outros aldeões, Kinkou nenhum poderia participar desse evento, mas Kennen estava lá junto a menina, a consolando

- Sua mãe teve uma história, uma grande história, fico honrado de ter participado dela...

Akali olhava para o Yordle, confusa, ela sabia que ninja nenhum poderia estar ali, mas mesmo assim, ele estava, fazendo a menina perguntar

- Você não deveria estar... provavelmente...numa missão ninja, igual minha mãe?

O Yordle, olhava pra menina, a respondendo

- Minha "missão ninja", é apartir de hoje, tomar conta de você.


Após esse diálogo, e depois de muitas lágrimas no enterro, Akali chegava em casa e teria uma grande conversa com Kennen, sobre o mesmo dizer que iria treinar a garota para suceder sua mãe, a menina estava assustada, pois não sabia nem o básico da luta

- L-lutar? M-matar???? Mas eu mal sei dar um soco direito em alguém!

Disse Akali, inocentemente. O Yordle assentia com a cabeça, olhando pra ela

- Não existem limitações em um treinamento,  existe apenas o aprendizado...eu te treinarei para quê você seja a mais forte dos Kinkou, e um dia, superar sua mãe.

A menina encarava Kennen, não sabendo como reagir, logo, o mesmo saia andando em direção a uma cabana brilhante, dizendo

- Ninjas sentem fome, e eu imagino que você também...presumo que goste de lamen

Ele disse, olhando pra ela de canto, a menina se levantou, sorrindo, confirmando com a cabeça enquanto respondia

- SIM! EU ADORO LAMEN! 

Os dois então, saiam caminhando até a cabana, e passavam a noite comendo lamen, e assim se inicia, A História De Akali.



.







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...