1. Spirit Fanfics >
  2. KiriBaku - Descobertas em meio às frustrações >
  3. Capítulo 8 - Tranquilidade

História KiriBaku - Descobertas em meio às frustrações - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Bom gente, depois da tensão do último Capítulo, as coisas se acalmaram.

Como já tinha dito, essa é minha 1° fanfic e fiquei feliz com o resultado, pelo apoio e pelos comentários. Não estou com ideia no momento, então planejo desenvolver o encerramento logo logo

Bom capítulo rsrs

Capítulo 8 - Capítulo 8 - Tranquilidade


Ainda no hospital

Vulnerável após a declaração de Kirishima, Bakugou não conseguia mais encarar o ruivo. Sua vergonha e felicidade era tanta que o mesmo encontrava-se corado e com um enorme sorriso no rosto. O loiro finalmente recebeu o que almejava, a reciprocidade do ruivo

Tentando disfarçar seu estado, Bakugou se deita na cama ao lado de Kirishima, colocando a cabeça do ruivo sobre seu peitoral. Estranhando tamanha aproximação e intimidade em que ambos se encontram, Kirishima que encontra-se com o rosto tão vermelho quanto seus cabelos e extremamente envergonhado fala - Ba... Bakugou?

Bem posissionado e fora de alcance do olhar do ruivo, Bakugou encontra-se com as bochechas levemente corada, sua expressão é amena, demonstrando o quão grato ele está se sentindo. Ele leva uma de suas mãos aos cabelos do ruivo, que no momento estão lisos, fazendo leves carinhos e lhe direcionando algumas palavras, que mesmo contendo traços de arrogância, saem suavemente, pois o loiro estranhamente não sente necessidade de ser agressivo - Cala a boca Eiji, só fica quieto e me deixe cuidar de você. Sou seu namorado porra, acho melhor você se acostumar com isso


Surpreso por ter dito tais palavras, Bakugou morde seus lábios pra suportar sua tímidez. Enquanto isso, Kirishima levanta a cabeça pra olhá-lo nos olhos e com um olhar esperançoso, pergunta -  Namorado? Você tem certeza que quer me namorar Bakugou? É que sou tão bobo e fraco, não consegui nem sequer te proteger. Tem certeza que quer me namorar?

Bakugou sempre se direcionou ao ruivo chamando-o de merda, burro e outros "apelidos" carinhosos, mas não suporta saber que ele mesmo acha isso dele, ainda mais porque ele fala com convicção de que realmente acredita no que diz. Então o loiro contrai os olhos, agora encarando o ruivo e responde - Caralho Kirishima, você é uma anta mesmo. Porque caralhos eu não iria querer te namorar? Eu quase morri por você porra e nunca mais diga que você é fraco, você é um puta de cara forte. A fala de Bakugou cezar por um momento, mas logo continua, agora com um tom ameno e diz - E obrigado

Os olhos de Kirishima se lubrificam com as lágrimas que acabaram de surgir. Nesses poucos minutos, ele ouviu o loiro dizer que o amava e agora estava afirmando que são namorados. Seu coração fica alegre, mas uma parte dele fica confusa pelo agradecimento que o loiro fez, então questiona - Obrigado pelo quer Katsuki?

Bakugou sempre escondeu seus sentimentos, desenvolvendo uma enorme armadura pra camuflar qualquer gesto humano, mas o ruivo conseguia enxergar através de suas barreiras, fazendo com que Bakugou permita derrubá-las, mesmo que isso o faça se sentir vulnerável , então ele responde - E obrigado por me salvar caralho. Se não fosse por você, eu estaria morto agora. Eu não consegui fazer merda nenhuma contra aqueles vilões de merda - Bakugou responde, sentindo sua frustração voltar, o devorando aos poucos. Mas ele continua dizendo - Se não fosse por você e o maldito do Deku, eu estaria morto agora e você também

As palavras do loiro pesam o coração de Kirishima, pois ele pensa que caso não tivesse pedido ajuda a Mina para criar uma situação pra se declarar pro Bakugou, tudo aquilo teria sido evitado. Mas diante da visão do loiro, ele resolve deixar isso pra contar mais tarde

Kirishima pega as mãos do loiro e abre um enorme sorriso na tentativa de animar um pouco o seu amado e diz - Bakugou, você sempre me salvou, desdo 1° teste na U.A até nesse último ataque. Antes deu apagar, fiquei caído não chão observando a luta impotente. Sei que o Midoriya me ajudou, mas sei também que estou vivo graças a você. Eu sei que já lhe disse isso antes, você é o meu herói

Kirishima sempre teve o dom de extrair o melhor de Bakugou, de acalmá-lo, não importava qual tempestade o loiro enfrentasse, e nesse caso não foi diferente. O loiro já tranquilo com a fala do ruivo, resolve descer um pouco do seu corpo, para ficar frente a frente com Kirishima e logo em seguida diz sorrindo - Você é um dengraçado Kirishima, acho que é por isso que te amo tanto - Sem tempo de Absorver por completo a fala do loiro, Bakugou  sela seus lábios nos de Kirishima, lhe dando um beijo molhado e demorado. Quando suas bocas se afastam, Kirishima nao conseguia tirar os olhos de Bakugou pelo beijo inesperado. Então o loiro se explica - Estou a dias querendo beijar essa sua boca idiota e agora eu finalmente posso - Bakugou coloca suas mãos levemente na cintura de Eijirou, para não machucá-lo, se aproxima um pouco mais e continua sua fala - Então só fica quietinho, porque hoje eu vou aproveitar por todos os outros dias - Bakugou volta a beija-lo e o mesmo retribui apaixonadamente, aliás, era a boca do loiro que ele estava beijando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...