1. Spirit Fanfics >
  2. Kiss Cam >
  3. Capítulo I

História Kiss Cam - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente! Voltei com mais um capítulo dessa belezinha aqui, espero que gostem, boa leitura!

Capítulo 2 - Capítulo I


Fanfic / Fanfiction Kiss Cam - Capítulo 2 - Capítulo I

Jimin não falou com Jeongguk no dia seguinte. 

Acabou acordando mais tarde do que esperava naquele domingo e, quando finalmente seguiu até a cozinha do apartamento, quase onze horas da manhã, encontrou apenas um pratinho com ovos mexidos e bacon em cima da mesa, cobertos por um protetor de comida que havia ganhado de sua mãe um tempo atrás, com um pequeno bilhetinho embaixo do prato que lhe dizia:

“Jiminnie, fomos jogar basquete com os meninos na quadra aqui do lado. Deixei o café da manhã pronto pra você. Não ouse pular refeições! Qualquer coisa me ligue.
Beijinhos de seu amado irmão e do feioso do Jeongguk"

Não evitou soltar uma pequena risada com o bilhete de seu irmão, negando com a cabeça, mas olhando com carinho para o prato de comida na mesa, já gelado pelo tempo que esteve  ali. O colocou no microondas por alguns segundos enquanto fazia um café para acompanhar, comendo em silêncio enquanto terminava de acordar, ainda pensando nos acontecimentos da noite anterior. 

Por algum motivo a sensação dos lábios de Jeon não saíam dos seus. 

Fez uma careta, estranhando aquele sentimento. Nunca tivera aquele tipo de sentimento para com o melhor amigo de seu irmão e não sabia o que deveria pensar naquele momento. 

Depois de se alimentar como seu irmão havia pedido, lavou sua pequena louça e voltou para seu quarto, apenas para ser lembrado por seu querido amigo Jin que tinham um trabalho para entregar no dia seguinte; trabalho este que Park sequer havia começado a fazer! 

Por isso, acabou por passar o resto de seu dia enfiado dentro de seu quarto, em frente ao computador, fazendo aquele bendito trabalho que valia metade da sua nota. 

Bendito era Seokjin por tê-lo lembrado. 

Em contrapartida, enquanto os meninos do time se encontravam na quadra, jogando mais por diversão naquele momento, Taehyung prestava uma certa atenção a mais para seu melhor amigo, que parecia estranhamente distraído desde a noite passada. 

Não que estivesse fora de órbita ou não estivesse jogando direito; mas estava extremamente calado, o que era completamente fora do feitio de Jeon Jeongguk. 

Aquele garoto costumava ser o mais tagarela do time, sempre fazendo piadinhas ou se gabando por qualquer coisa que fosse, apenas para incomodar os amigos. 

— Ei, cara. — o Kim se aproximou enquanto faziam uma pequena pausa, os rapazes jogados pela quadra bebendo um pouco de água e secando o excesso de suor — Você está bem? — perguntou, dando um gole em sua água em seguida. 

Jeon o olhou, demorando um pouco para focar-se no rosto de seu amigo, antes de abrir um de seus famosos sorrisos de coelho e dar um pequeno empurrão e Taehyung com o ombro, em brincadeira. 

— É claro que sim, idiota. Porque a pergunta? — e ali estava, a pose descontraída de sempre, o que fez o Kim abrir um pequeno sorriso para o mais novo, enquanto este bebia de sua garrafa de água. 

— Sei lá, tô te achando meio estranho desde ontem. — comentou, um pouco menos preocupado. Confiava que se Jeon estivesse com algum problema real, lhe falaria. — Não vai me dizer que está assim pelo beijo que Jimin te deu? — disse, em um tom malicioso enquanto arqueava as sobrancelhas sugestivamente. 

Jeon empurrou o amigo novamente, revirando os olhos, enquanto torcia para que ele não percebesse o pequeno rubor em suas bochechas. 

— Para de falar merdas, Taehyung. — e soltou uma pequena risada, desviando o olhar do mais velho, ouvindo a risada do mais velho soar alta. 

— Uh, será que o Jiminnie sabe do admirador secreto que ele tem? — o Kim continuou a dizer, sempre no tom de brincadeira, mais para pirraçar seu melhor amigo do que qualquer outra coisa, envolvendo os ombros alheios e desfazendo o coquinho nos cabelos do mais novo. — Adoraria ter você como meu cunhado, Jeonggukieee. — disse de forma exagerada, rindo divertido em seguida, sendo acompanhado por Jeon. 

— Eu não faço ideia do que você está falando, Kim Taehyung. — disse quase de forma convincente, dando uma pequena cotovelada nas costelas do mais velho que lhe abraçava desajeitadamente. 

Ambos riram novamente, iniciando uma pequena brincadeira de lutinha entre eles, antes da atenção do Kim ser puxada para outro canto daquela quadra. 

— Será que Min Yoongi sabe que tem um admirador secreto? — Jeon sussurrou rente ao ouvido de seu melhor amigo, tirando-o de seu transe de encarar o mais velho que conversava distraidamente com Hoseok e o olhasse com cara de bravo, dando um soco em seu ombro um pouco mais forte. 

— Jeon Jeongguk. — Tae o olhou com olhos semicerrados — Você sabe que isso é impossível. — e então suspirou, olhando novamente para o mais velho como uma criança admira um brinquedo na vitrine de uma loja. 

Jeongguk apenas deu de ombros, observando a cena enquanto tomava mais um gole de água; mas antes que pudesse dizer qualquer outra coisa, ouviram Kim Namjoon se levantar de onde estava e chamar todos eles para uma nova partida, dando o assunto encerrado ali, pelo menos por enquanto. 

Na hora do almoço, acabaram por seguirem todos do time até a casa de Namjoon, onde Jin preparou um almoço reforçado para todos do time. Tae aproveitou o momento para ligar para Jimin, porque conhecia o irmão o suficiente para saber que ele facilmente pularia o almoço por simplesmente esquecer. 

— Oi Tete, tudo bem? — Tae ouviu a voz do irmão pelo celular e abriu um pequeno sorriso, se afastando um pouco da cozinha para conseguir conversar melhor com o irmão. 

— Oi Ji, você já almoçou? São quase três da tarde já. — disse, direto ao ponto. Ouviu o mais velho suspirar pelo telefone. 

— Três horas? Uau, eu sequer vi a hora passar. Jin me lembrou de um trabalho que precisamos entregar amanhã e eu sequer havia começado ele. — bufou irritado e Kim soltou uma pequena risada; aquilo era bem a cara de Park Jimin. 

— Certo, só me prometa que fará uma pausa para almoçar, ok? 

— Eu prometo, maninho. Onde você e o Gukkie estão? — ouviu a voz preocupada, mesmo que um pouco distante. 

— Estamos na casa do Jin e do Namjoon com os caras, acho que vamos ficar por aqui agora a tarde. 

— Hm, certo então. Se Jin fizer alguma sobremesa traga um pouco para mim. — Park riu pela linha — Tae, eu realmente preciso desligar, tenho muita coisa para fazer ainda. — suspirou — Fala pro Seokjin que ele é um anjo perfeito e lindo, por favor

— Pode deixar. — Taehyung disse com uma risada. — Park Jimin não se esqueça de comer! Eu saberei se o fizer. — repreendeu mais uma vez, recebendo apenas um murmúrio como resposta antes da ligação ser finalizada. 

O Kim mais novo marchou de volta para a cozinha, onde era uma mistura de vozes,conversas transpassadas e risadas. 

— Jin, o Jimin mandou dizer que você é um anjo lindo e perfeito. — falou assim que entrou no recinto, sentando-se na na cadeira livre ao lado de Yoongi. 

A risada do Kim mais velho soou alta por toda a cozinha e Namjoon fez uma careta na direção de Taehyung no mesmo instante. 

— Eu por acaso deveria me preocupar com seu irmão dando em cima do meu namorado, Taehyung? — Namjoon estava sério e Taehyung apenas deu de ombros, começando a servir seu prato com as comidas que já estavam dispostas em cima da mesa. 

Se perguntava se o casal Kim já esperava receber o time para comer ali quando pensaram em comprar uma mesa de oito lugares para a casa deles. 

Seokjin sentou-se ao lado do namorado, não sem antes acertar um pequeno tapa na cabeça alheia, antes de o responder. 

— Não seja idiota, Namjoon. Mais passivo do que eu, só Park Jimin. — e revirou os olhos. 

— Vocês sabem que o Jimin é bi, né? — Jeon perguntou de repente, fazendo Seokjin dar de ombros e Namjoon concordar. 

— De qualquer forma… — o Kim mais velho continuou dizendo — Ele só está me agradecendo porque o lembrei do trabalho que temos que entregar amanhã, que ele sequer havia começado. 

— Para quem detesta esportes, Jimin sabe mais das datas de nossos jogos do que da entrega dos próprios trabalhos. — Yoongi foi quem disse, e todos ponderaram por um segundo antes de concordarem e começarem a rir. 

— Eu sinceramente acho que o Jimin tem uma paixão secreta por esportes e só não conta por puro orgulho. — Hoseok comentou, fazendo todos rirem novamente. 

— Eu já disse que ele deveria tentar participar do time, uma vez, mas ele se recusa. — Namjoon comentou. 

— Você fala isso porque nunca o viu dentro de uma quadra, Namjoon. Ele realmente é péssimo. — Taehyung respondeu com a boca cheia de fricassê de batatas. 

— Mas com isso nós definitivamente podemos ajudar ele. — Jeon disse e todos concordaram e, por alguns segundos, ficaram em silêncio enquanto imaginavam um Park Jimin em uma quadra de basquete tentando aprender com eles. 

— É, o Jimin realmente seria péssimo em basquete. — Min disse, por fim, o que todos do time pensavam naquele momento e ouviu todos concordarem em unanimidade, colocando aquele assunto por encerrado e voltando suas atenções para o almoço delicioso enquanto conversavam sobre o jogo que havia acontecido no sábado. 

 ✨ �� ✨

Jeongguk voltou para o apartamento dos irmãos novamente naquele fim de tarde. Havia combinado de passar o final de semana ali, de qualquer forma, e era de seu costume dormir ali durante noites seguidas; nada que fizesse o Kim estranhar tal ato. 

Mas a verdade era que não queria voltar para sua casa. Pelo menos, não ainda. 

Não sabia se eles tinham noção do que havia acontecido entre ele e o Park naquela noite de jogos e, se soubessem, temia a reação de seus progenitores; que eram extremamente religiosos. Sabia que dificilmente eles dariam espaço para tentar explicar o ocorrido e, bom…. Seus pais sequer imaginavam que ele era bissexual. 

Sendo sincero, ele mesmo havia acabado de descobrir isso e sentia-se um pouco confuso com seus próprios sentimentos no momento. 

Por isso, aproveitou enquanto ainda poderia fugir, pelo menos por aquela noite, da inevitável conversa que teria quando voltasse para casa no dia seguinte. 

 — Você não se importa se eu tomar banho primeiro, né? — ouviu a voz de seu amigo o fazendo voltar a órbita e negou no mesmo instante. 

— Com certeza não, um porco deve cheirar melhor do que você agora. — disse, enquanto fazia uma careta em direção ao mais velho. 

— Há há, engraçadinho. — Tae disse, mostrando o dedo do meio em sua direção antes de sumir pelo corredor, indo para o banheiro. 

Jeon seguiu até a cozinha para tomar um pouco de água, vendo um pouco de louça na pia e abrindo um pequeno sorriso; Jimin havia comido durante o dia, afinal. 

Acabou por lavar a pequena louça, antes de seguir em direção ao quarto de Taehyung, já que o mesmo ainda se encontrava tomando banho. 

Acabou parando na frente da porta de Jimin, que se encontrava entreaberta, sentindo seu coração bater acelerado repentinamente. O que será que o mais velho diria? Iria brigar consigo pelo que havia feito na noite passada? Ou fingiria que nada tinha acontecido? 

Qualquer uma das alternativas fazia o coração de Jeon bater acelerado no peito e ele sequer entendia os motivos para tal. 

A verdade é que ele não saberia responder com certeza caso o mais velho o questionasse sobre o beijo da noite passada; ele mesmo não entendia o que tinha acontecido. Tinha só… Se deixado levar por sua vontade naquele momento, que era a de sentir os lábios cheinhos de Park contra os seus novamente, um pouquinho a mais. 

Não sabia de onde essa vontade tinha surgido, mas com certeza era avassaladora. Se perguntava se conseguiria olhar para seu hyung novamente sem querer beijá-lo de novo. 

Suspirou, bagunçando seus cabelos de forma nervosa, confuso com tudo que passava por sua cabeça. 

Tomando coragem, deu duas batidinhas na porta do quarto alheio e o abriu em seguida, apenas o suficiente para colocar sua cabeça para dentro. 

O que viu, porém, foi um Park Jimin deitado de qualquer jeito na sua cama, encostado em um monte de almofadas, com o notebook aberto no colo e um monte de folhas e livros ao seu redor. Deu uma pequena risada, abrindo mais a porta do quarto e adentrando o mesmo; Jimin havia caído no sono enquanto fazia o trabalho da faculdade. 

O mais novo entrou no quarto em silêncio, retirando os livros da cama do mais velho e tirando o notebook de cima dele, salvando todos os arquivos abertos antes de desligá-lo. Deixou tudo organizado na escrivaninha do mais velho e cobriu o mais velho com o cobertor que estava na cama, vendo-o se ajeitar na cama, mas sem acordar de fato. Retirou a franja alheia de seus olhos antes de se levantar da cama e se afastar, saindo do quarto, desligando a luz e fechando a porta delicadamente. 

Não sabia como as coisas na sua vida seriam dali pra frente, mas sentia em seu âmago que tudo estava prestes a mudar — não sabia se para bem ou para mal — mas esperava que Jimin continuasse nela. 

 


Notas Finais


E então, pessoinhas? Me deixem saber o que estão achando dessa fic. <3

Estou tentando fazer algo nela que nunca fiz em nenhuma outra fic minha, que é mostrar um pouco a visão de todos os meninos e explorar mais os casais secundários, também. Eu planejo essa fanfic sendo bem levinha e gostosinha de ler, sabem? Espero que vocês gostem de ler pois estou amando escrever ela!

Bom, por enquanto é isso, até a próxima!
~xoxo, tia mag


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...