1. Spirit Fanfics >
  2. Kiss The Change >
  3. Acampar os dois?

História Kiss The Change - Capítulo 57


Escrita por:


Capítulo 57 - Acampar os dois?


Fanfic / Fanfiction Kiss The Change - Capítulo 57 - Acampar os dois?

2 semanas depois 

Phoebe Elias

Amanhã era o niver do Liam e hoje eu e ele iríamos acampar. Fascinante. 

- Nós ficamos com os teus filhos. Divertir-te com ela e volta só as 18 por favor. - disse o Harry. 

- Okay. - disse a pôr uma coisas numa mala térmica. 

- Vamos? Têm a certeza que não  querem vir? - pergunto como era o plano. 

- Temos vocês têm muito para conversar. Divirtam-se muito... e façam muito sexo. - disse o Louis e o Zayn. 

- Vamos tentar. - disse e os meus bebês começaram a chorar. Eu agarrei nos dois. 

- Credo mãe galinha deixa os bichinhos. Nós cuidados deles. - disse o Niall e eu olhei para eles. 

- Confia em mim tah eu cuido deles. - disse a Vic. 

- É confia nela. - disse o Louis. 

- Vamos Phoe? - disse o Liam. 

- Sim... - disse e fui com ele até a cascata ficamos por ali ficava a uns 20 minutos da casa. Fizemos a tenda. Ficamos ali os dois sozinhos no mundo. 

Deitamos uma manta no chão e ficamos a conversar, ficamos horas deitados, depois de algun tempo começou a escurecer e apareceu pequenas estrelas deitamos-nos na manta.

- Da última vez que tive aqui foi contigo. Tu e eu tínhamos-nos afastado do Grupo e achamos a cascata. Ficamos aqui neste mesmo sítio os dois. Eu admito que te queria beijar. Queria que fosses a minha primeira. Mas não eu tive vergonha e só peguei na tua mão e levantei-te a andar, ficamos a vaguear pelo  lago e atirar água um no outro, eu queria que aquilo durasse para a eternidade. Quando escureceu nós deitamos-nos no chão e ficamos a olhar para as estrelas. Era tudo tão lindo. Eu sem querer peguei na tua mão. -Ele agarrou na minha mão.  E passou uma estrela cadente. E eu pedi um desejo. - ele parou. 

- Qual foi? - pergunto a levantar a cabeça. 

- Beijar-te! - ele disse e beijou-me. 

- O desejo realizou-se. - disse. 

- Sabes o que mais pedi? - neguei. 

- Que um dia eu pudesse chamar-te minha. - disse e eu sorri. Olhei para o céu e vi uma estrela cadente fechei os olhos. 

- O que pediste? - perguntou-me. 

- Se eu te contar já não se vai realizar. - disse e ele sorriu. Ficamos ali de mãos  dadas até que tivemos fome. Comemos e depois arrumamos aquilo e fomos para a tenda. Quando entrei na mesma ele puxou-me para o colo dele. Ele começou a beijar-me. Eu tirei a blusa dele. Ele tirou o meu vestido. Ele fechou a tenda ainda a beijar-me. Ele fez pressão na minha cintura enquanto me beijava as nossas respirações já iam descontroladas e demasiado descontroladas. Ele  tirou os calções dele. E eu voltei para o colo dele ele começou a beijar-me o pescoço e eu aranhei as costas dele. Ele desceu os beijos até o meu peito ele apertou os dois fazendo-me gemer. Comecei a arfar e rebolei no colo dele. Ele tirou o meu sutiã. E eu não parei de rebolar. Ele deitou-nos e eu com dificuldade tirei os boxers dele. Ainda a rebolar em cima dele. Aos mãos deles estavam abaixo da minha cintura e  tanto como as minhas estavam suadas. Ele desceu e puxou a minha calcinha. Ele levanto-me para a conseguir tirar. Ele sorriu. E puxou-me. Ainda em cima dele comecei a beija-lo da boca até ao fim da barriga. Ele gemeu quando passei a língua no amigo dele agarro no amigo dele ereto e comecei a chupar e a lamber sem parar. Ele gemia o meu nome sem parar e quando ele quase chegou ao orgasmo eu parei o que estava a fazer. Ele olhou para mim e pediu-me para sair de cima dele. Eu sai e ele fez-me deitar e ficou por cima de mim. Começou a beijar-me e apertou os meus seios. Ele começou  a chupar e a lambe-los sem parar. Quando a boca parava num apertava o outro e foi fazendo isso até começar a beijar-me. E depois de beijar a minha testa desceu até ao nariz,boca mordeu os meus lábios, e passou para o pescoço, e foi a fazer isso até ao final da minha barriga. Depois começou a beijar as minhas verilhas e olhou para mim as mãos deles geladas embateram no meu peito e ele começou a chupar-me. Eu gemia sem parar. Ele parou assim que quase cheguei lá. Ele olhou para mim. E depois bateu na testa. 

- Eu não tenho preservativo! - agora é  que dizes. 

- Eu tomo a pílula já  te disse. - disse e ele sorriu e beijou-me. Ele penetrou-me e eu aranhei mais as costas dele. Tenho a certeza que fiz sangue. Ele começou  a morder os meus lábios. E a cada entrada e saída beijava-me. Depois de chegarmos ao organismo respiramos fundo os dois. 

- Obrigada por tudo... - ele disse. Sorri e beijei-o. Adormecemos assim agarrados.

Niall Horan 

Eles os dois saíram e nós  fomos arrumar as coisas para a festa de amanhã. Quando terninamos o exterior fomos ver da comida e da música. 

- Quantos anos ele vai fazer? - perguntou o Harry. 

- 17. - disse uma das meninas. 

- Ele têm 17... - disse o Louis. - Eu vou fazer 19. 

- Não  tu vais fazer 18. - disse a Mays.

- Ele têm 16. - disse. 

- Parece mais velho. - disse o Louis.

- Louis tu es o mais velho nunca ninguém te pediu para  seres repetente. - disse  o Harry. 

- Olha quem fala.- disse o Louis.

- Chega. - disse a Rayane. - Ele têm  16 vai fazer 17 que coisa. - disse a Ray na sala. 

O Louis e o Harry suspiram pesado e continuaram a fazer o bolo e eu fui ver da música com o Zayn.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...