História Kiwi - H.S. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Styles, One Direction
Personagens Harry Styles, Personagens Originais
Tags Amelielens, Amor, Harrystyles, Liampayne, Louistomlinson, Niallhoran, One Direction, Romance, Zaynmalik
Visualizações 6
Palavras 1.444
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bem-vindos a minha mais nova fanfic — e primeira postada no spirit!

Antes de inciar a leitura gostaria de deixar algumas coisinhas esclarecidas por aqui, afinal vou tentar ao máximo não deixar as tão famosas 'notas da autora' ao decorrer dos capítulos. Aliás, qualquer aviso será feito por aqui, portanto não deixem de checar regularmente.

01. Essa fanfic é um românce, apesar de já ser avisado antes mesmo de ler, é bom relembrar esse detalhe.
Sendo um romance, essa se baseia em um casal, em específico Amelie Lennon e Harry Styles.

02. Oque me motiva a continuar publicando são os comentários e votos, assim vou saber que vocês de fato estão gostando da história. Por favor, não sejam leitores fantasmas.

03. Você tem o direito de usar sua imaginação ao longo da fic, se imaginar em algum personagem que deseja, a imaginação é tua e seu entreterimento é muito importante.

04. É possível que ocorra algum erro ortográfico, deixo avisado que português não é a minha primeira língua, portanto penso que é comum que aconteça.

05. Bom, é isso! Tenham uma boa leitura.

Capítulo 1 - 1. Green Eyes.


Fanfic / Fanfiction Kiwi - H.S. - Capítulo 1 - 1. Green Eyes.

 

     Olivia estava sentada a minha frente bebendo sua primeira cerveja daquela noite, a vantagem de Liv é ter uma amiga que trabalha em um pub para conseguir cervejas de graça disponíveis para decepções amorosas. Oque poderia ser mais paciente com a Olivia e sua 'choradeira' sem fim era o álcool no seu corpo e o Louis, que ao contrário de mim era ótimo em conselhos. 
Essa era a terceira vez que Liv — apelido clichê da Olivia — terminava o namoro com o Zayn, o babaca que ela pensa que é o amor da sua vida. 

     Era uma noite comum de domingo no Elephant, o pub que eu trabalho a... três anos? Era um dia que não havia muitos clientes e só restavam eu, Olivia, Louis e algumas outras pessoas pingadas no bar, aquelas que não iriam trabalhar na segunda-feira. Os domingos com toda a certeza eram os melhores dias que eu tinha com meus amigos, tirando quando Liv sofre de amor — porque parece que Zayn adora decepcioná-la em um domingo a noite. O meu mal humor era curado pelas piadas sem graça de Louis e às vezes voltava quando Liv se sentia ofendida com o meu humor ácido, mas apesar de tudo que estou falando sobre ela, a amo mais do que tudo nesse mundo. 

— O Zayn mandou uma mensagem. — Meus pensamentos foram interrompidos pela voz da Liv. — Eu deveria responder?

— Não. — Eu e Louis dissemos em um coro. 

— Mas eu estou com saudades dele... — Olivia choramingou. Eu tenho a amiga mais idiota do mundo. 

— Ele não deve ter saudades de você, Liv. — Antes de continuar a falar, Louis deu um gole na sua cerveja, logo pousando-a no balcão. — Se continuarmos falando dele você nunca vai superar essa sua decepção amorosa, então, mudando de assunto... — Revirou os olhos até chegar em mim, revezando o olhar muitas vezes entre mim e Olivia. — Arrumei um vocalista para a minha banda.

— Sério? Isso é incrível, Louis. — Sorri me apoiando no balcão, afinal estava de pé na parte de dentro, trabalhando... ou quase isso. — E quem é?

— É um cara que me ligou depois que viu o anuncio em um poste no Soho. — Deu de ombros. — Ainda não me encontrei com ele, se não for um incomodo, ele vem aqui hoje. 

— Mesmo se fosse um incomodo ele iria vir, não é? — Perguntei. 

— Ia. — Louis riu nasalmente. — Ele parece um cara legal, ao menos no telefone. 

— Zayn também é um bom vocalista... — Muitas vezes eu tenho vondade de socar o rostinho lindo da Olivia nessas suas crises amorosas. Peguei uma cerveja na geladeira atrás de mim e entreguei para Olivia, afinal a sua já tinha acabado e a única forma de mantê-la calada era com uma garrafa. Ela apenas acenou a cabeça em agradecimento. 

— Mas todo mundo sabe que Zayn é um babaca, eu particurlamente não quero ele na banda. — Louis fez um olhar repreensivo após ditar as palavras. 

     Eu juro que quando Olivia não está superando uma briga com o Zayn, os nossos assuntos são muito melhores. Mas até que fiquei feliz quando o assunto da banda do Louis surgiu, ele estava procurando um vocalista a muito tempo e é o grande sonho dele formar algo grande que vai influênciar muitas pessoas. Eu já falei para ele que tenho total acesso a Abbey Road Studios por conta do meu avô, e quando finalmente a banda dele ter músicas suficientes posso levá-lo para criar um álbum.
Eu sempre fui o tipo cuidadosa com os meus amigos, faço mais por eles que por mim. O fato de eu ter contatos para que eles possam seguir seus sonhos facilita muito a vida de cada um, essa é a vantagem de ser neta de um Beatle.

     Passei duas horas conversando com meus amigos a espera da hora que o novo vocalista chegaria para ser entrevistado pelo Louis. A essa hora Liv já estava bêbada e parecia ter esquecido Zayn, já Louis estava preocupado com a entrevista, eu tentava acalmá-lo mas a ansiedade dele estava a mil. Mais clientes haviam chegado no pub, hoje ao contrário do que eu pensei, até que estava sendo um dia cheio para um fim de domingo.

— Por que tem tantos clientes? — Disse em quanto secava o copo com um pano de prato. — Amanhã é segunda. 

— Amanhã é segunda mas é feriado. — Continuou Louis. — Fim de semana prolongado, Amelie. 

— Eu não decoro os feriados do nosso país, bobo. — Brinquei. — E você, Liv. — Tirei a garrafa de sua mão quando percebi que ela tentava beber um líquido inexistente, porque já havia acabado. — Chega de bebida por hoje, é um dia importante para o Louis, a gente precisa ficar bem. 

— Ela já está bêbada! — Louis apontou para ela rindo. — Espero que você tome conta dela para não me atrapalhar na entrevista. 

— Tenho clientes para atender, ok? Não tenho tempo de olhar a apaixonada. — Ri. — Coloca ela no sofá lá atrás, ela vai dormir de qualquer jeito. — Sorri para a Olivia. — Não vai, Liv?

— Eu vou sonhar com o Louis me dando um beijo! — Sua voz embreagada e o péssimo hálito álcoolico foi em direto no meu rosto. — Na bochecha, eu não traio o Zayn. — Riu em direção o Louis e piscou o olho. 

— Se eu te beijasse você iria se apaixonar por mim, na bochecha é claro. — Ele se levantou colocando-a em seu ombro. — Vamos lá, o sofá amarelo da Amelie te espera. — E então seguiu seu caminho para o quarto dos fundos. — Já volto, Melie. 

— Estou esperando. 

     Comecei a preparar alguns pedidos, colocando-os na bandeja e entregando para o primeiro garçom que passasse a frente. O bar começava a encher, afinal já passava das nove da noite e como amanhã seria feriado, as pessoas não se importariam de voltar para a casa após umas bebidas. 
Hoje não havia música ao vivo como de costume, porque a banda que toca aqui é a de Louis, de volta a toda a história que falta o vocalista, essa é a justificativa pelo qual não tocaram hoje.

     É estranho o caminho que eu segui, nunca iria me imaginar trabalhando em um pub aos meus vinte e três anos, para falar a verdade, nunca me imaginaria trabalhando aos vinte e três anos. Não que eu queira ficar em casa o tempo inteiro, jogada no sofá assistindo uma comédia romântica na netflix, apesar de não ser uma má ideia... 
A questão é, eu sei que posso ficar sem trabalhar porque as minhas condições me permitem para isso. Decidi trabalhar porque minha avó abriu esse pub, e de inicio eu apenas iria ajudá-la, acabou se tornando algo fixo.

     Louis havia voltado, dessa vez sem a Olivia por perto. Se sentou em um dos bancos altos do balcão e eu lhe entreguei mais uma cerveja, ele apenas assentiu e deu um gole grande no líquido. O álcool seria a única forma de diminuir o seu nervosismo

     O sino da porta tocou pela milésima vez aquele dia, oque significava novos clientes entrando no local. Como sempre, um grupo de pessoas. Olhei para o grupo, terminando de limpar mais um copo e colocando em cima do balcão, servindo whisky para um senhor. Um garoto de cabelos grandes e bagunçados desviou-se do grupo e veio em direção ao balcão, percebi sua aproximação e peguei o bloco de folhas para anotar seu pedido. 

— Posso ajudar? — Perguntei quando o moreno de cabelos longos estava a minha frente, apoiado no balcão. 

— Na verdade, eu estava procurando por Louis Tomlinson. — Pausou. — Ele disse que tocava aqui, você conhece ele, certo?

— Aquele é o Louis. — Apontei para o garoto, que agora estava brincando com uns canudos. — Tomlinson, acho que seu vocalista chegou. — Tirei a atenção da brincadeira de Louis, que logo arregalou os olhos olhando para o rapaz a minha frente, a sua expressão me fez soltar uma risada. — Se quiser podem ir lá para as mesas de trás conversar, por lá tem menos barulho. — Disse para Louis que apenas concordou.

— Então nós vamos para lá. — Ele se levantou e cumprimentou o rapaz com um aperto de mão. — Qualquer coisa podemos usar o palco?

— Estão a vontade. — Sorri ladinho. — Eu levo mais algumas garrafas para vocês daqui a pouco. — Assim que terminei de ditar, entreguei uma cerveja para Harry e ele agradeceu com um aceno. — Hoje é por conta do Elephant. 

    Antes de seguir o caminho para a mesa do fundo, o moreno lançou um olhar para mim e naquele momento percebi que seus olhos eram verdes e extremamente hipnotizantes. Ele sorriu de lado, mostrando uma covinha discreta antes de passar a mão pelos seus fios de cabelo e me perder do campo de visão. 

Eu sabia que naquele momento, me apaixonei pelo seus olhos verdes.


Notas Finais


Comentem! Digam o que acharam do primeiro capítulo. :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...