1. Spirit Fanfics >
  2. Klance >
  3. Trabalho;;

História Klance - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Trabalho;;


Fanfic / Fanfiction Klance - Capítulo 2 - Trabalho;;

Keith;

 Acordei um pouco atrasado hoje.. era por volta das 7:40 (as aulas começam 7:15) EU SEI! Estava muito atrasado, mas a culpa não é minha se lançaram a continuação do meu jogo preferido no meio da noite! Talvez a culpa seja minha por ter jogado quase que a noite inteira...mas isso não vem ao caso. Até pensei em matar aula, mas lembrei que vai ser a iniciação de um trabalho em dupla. Aff , logo na sexta! Me arrumei o mais rápido possível, não tive nem tempo de me olhar no espelho, peguei minha mochila e fui. 

Quando cheguei lá, tive que entrar pela secretaria. 

-bom dia...- dei um sorriso meio desconfortável. 

-Mais um atrasado? - ela respondeu aparentando estar irritada. Olhei para o lado para ver quem era o outro azarado que chegou atrasado, era o menino do sorriso fodidamente lindo de ontem. A mulher entregou um bilhete para nós dois , indicando que era para irmos para sala. Acabei indo com ele mesmo, as vezes ele olhava para mim dando um sorrisinho , confesso que achei bem fofo da parte dele.

Chegamos quando estava praticamente acabando a aula. 

-Ei vocês dois.-disse allura ,nossa professora de ciências. - Já que os dois chegaram atrasados, vão fazer juntos. Quero que me entreguem o trabalho na próxima aula. - mandou enquanto nos entregava uma folha sobre o trabalho.   Resmunguei pegando a folha, logo me sentando no lugar. 

Não demorou muito para a próxima aula começar, eu anotei algumas coisas que me pareciam importantes , mas não prestei muita atenção na aula em si. Me deitei sobre a mesa e dormi , e cara , eu apaguei. Só acordei quando senti alguém me cutucando,era lance.

- cara, você dormiu a aula inteira. Já está na hora de ir embora..- falou se afastando para que eu pudesse me levantar. 

-já?..- me levantei - obrigado por me acordar.

-Por nada..eh.. você pode me dar seu número?para a trabalho e tals..- me perguntou um pouco enrolado enquanto me dava o celular.

-claro..-por um momento até fiquei feliz com ele pedindo meu número. Peguei o celular e passei meu número, logo entregando de volta -aqui. Ele agradeceu logo se despedindo. Decidi passar em uma lojinha no caminho, comprei algumas besteiras e algumas bebidas. Quando cheguei em casa me joguei no sofá e liguei a tv, abri uma latinha de refri tomando um gole da mesma. Depois de passar um tempo trocando de canal, recebi uma notificação no celular. 

Número desconhecido;

D:Eai, onde vamos fazer o trabalho?        

K:Pode ser amanhã na minha casa?

D: Claro, que horas?

K:qual prefere?

D: as 13:30 tá de boas..

K: ok..

Você salvou o número como: lance...


Depois de decidir algumas coisas com lance , desliguei a tv dando um suspiro longo. Não sei se fico feliz já que ele vai vim aqui, ou desanimado já que ele vai vim aqui só por causa da merda do trabalho.

Tirei as roupas ficando apenas de box , me joguei na cama colocando os fones de ouvido e desmaiei. Meu celular começou a vibrar igual louco , estava recebendo uma ligação , e porra,  já era sábado?!

-Alô..-falei meio sonolento, logo bocejando. 

-Desculpa te ligar meia hora antes, mas é que acabei de perceber que eu não faço ideia de onde fica sua casa..haha..- ele parecia tímido com a situação, mas a única coisa que conseguia notar era que sua voz era muito boa, devia ser melhor ainda gemendo.... 

-Ah, vou te mandar a localização. -respondi ainda com sono. Não acredito que maliciei a voz dele.

-obrigado.- apesar de não poder ver  , tinha certeza de que ele estava sorrindo.  Desliguei o celular me jogando na cama de novo, um cochilo não faz mal... 

Keith off;

Lance on;

Depois de receber a localização,tomei um banho e fui tomar o resto do meu café. Depois de uns dez minutos sai de casa  e fui andando , no caminho encontrei pidge com uma sacola cheia de jogos, não era novidade vindo dele. 

Quando cheguei , não sei porquê, mas fiquei com vergonha de bater na porta. Fiquei parado ali uns 3 minutos até tomar coragem e bater. Quando a porta foi aberta tentei ao máximo não corar, mas sério, foi quase impossível! Ele estava com uma cara sonolenta de quem acabou de acordar , e só de box! Porquê cristo ele estava só de box?!

-pode entrar...- disse bocejando enquanto abria espaço para que eu pudesse entrar. Suspirei entrando , olhei em volta e até que era bem arrumado.

-Antes... você quer ir por uma calça..?- perguntei, o olhando de cima para baixo. 

-ãh?..-ele se olhou corando imediatamente. -s-sim..haha..- se virou indo para algum lugar, provavelmente seu quarto. Enquanto isso tomei a liberdade de me sentar no sofá. Quando voltou , estava com uma roupa casual, se sentou do meu lado bocejando, enquanto colocava seu notebook ao lado do meu, que estava em cima da mesinha que havia em frente ao sofá. Depois de umas 3 horas, conseguimos terminar o trabalho. Ele me mandou a parte que tinha editado para mim, então juntei tudo em um só.  Ele se aproximou de mim para ver o resultado, fiquei um pouco corado afastando o olhar do rosto dele, que estava incrivelmente perto do meu. Acho que ele percebeu que eu havia corado, já que ele também corou, por mais que seja tão pouco que quase passou despercebido. Quando olhei para a janela vi que já estava escurecendo , e que caia uma tempestade lá fora.

-Merda.- resmunguei fechando o netbook , logo me levantando.

-Acha mesmo que vou te deixar ir com essa chuva?- diz ele me puxando , fazendo com que eu me sente novamente. Vi que ele estava sorrindo um pouco , quase nunca o vejo sorrir. Se inclinou pegando uma sacola, pegou um pacote de salgadinho e me entregou, depois pegou outro para ele. Agradeci  abrindo o pacote enquanto ele ligava a tv, ficamos maratonando série. Quando me dei conta já era 2:59 da manhã, como ainda estava chovendo dei de ombros e acabei dormindo escorado em Keith. 










Notas Finais


Vai acabar assim, me desculpe por isso... Mas o próximo capítulo vai recompensar um pouco:)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...