História Koi no yokan - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias VIXX
Personagens Hongbin, Hyuk, Ken, Leo, N, Personagens Originais, Ravi
Tags Leo, Ravi, Taekwoon, Vixx, Wonsik, Wontaek
Visualizações 43
Palavras 1.076
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E aí, pessoal?
Mais um capítulo pra vocês. Tenho que confessar que conforme esta história vai avançando, eu vou ficando mais nervosa na hora de escrever, mas espero que vocês gostem. Vamos lá:

Boa leitura!

Capítulo 5 - Surprises


Era Novembro e isso significa que faltava apenas dois meses para o fim do ano, e menos ainda para a formatura, o que deixava todos do último ano nervosos. As provas finais também se aproximavam, assim como os exames de admissão das universidades. Outra coisa que se aproximava era o aniversário de Taekwoon.

Jaehwan, o amigo mais festeiro do grupo, já estava em clima de despedida e sempre arranjava pequenas “festinhas” e “reuniões” com os amigos sob o pretexto de que eles precisavam aproveitar seus últimos momentos como estudantes do ensino médio. Desta vez não foi diferente, ele havia convencido a todos que precisavam organizar uma festa surpresa para Taekwoon no seu aniversário.

Hakyeon, sempre muito prestativo, cedeu sua casa para que se organizassem e fizessem a surpresa lá. Não era grande coisa, apenas os mais próximos e Hongbin, que não era tão próximo de Taekwoon, mas como tinham amigos em comum eles sempre se encontravam. Sanghyuk era o primeiro a insistir sempre que Hongbin comparecesse em todos os eventos, muito mais para ver Taekwoon sem graça perto dele do que outra coisa. Era fato público com quem o amigo havia dado seu primeiro beijo e Sanghyuk, adorando tudo aquilo, sempre se divertia.

Balões, salgadinhos baratos, refrigerantes e, claro, o bolo, tudo estava pronto no dia dez de Novembro. Era uma sexta-feira e Sanghyuk se comprometeu a enrolar o amigo aniversariante estudando com ele na biblioteca da escola enquanto os outros iam para casa de Hakyeon.

“Mudança de planos!” Sanghyuk disse em voz alta atraindo a atenção de todos da biblioteca para si.

Taekwoon, envergonhado pelos modos do amigo, apenas corou e ergueu uma sobrancelha sem entender o que estava acontecendo.

“Todos eles foram estudar na casa do Hakyeon e nos deixaram pra trás! A gente tem que ir lá, eu não aguento mais ficar na escola.” Explicou ele, desta vez, sussurrando.

Taekwoon apenas negou com a cabeça, ele gostava de estudar na escola, pois era silencioso. Ao contrário de Jaehwan que sempre se distraía e causava tumulto no grupo de amigos.

“Qual é? É seu aniversário, cara, não acredito que você quer passar ele aqui!”

“Pode ir você, eu fico. Tá tudo bem.” Taekwoon sorriu.

“Nem pensar! Devo lembrar você que a irmã do Hakyeon vai estar lá... E você sabe, ela é gata.” Sanghyuk sussurrava tentando persuadir o amigo.

Taekwoon não segurou o riso e precisou cobrir a boca com a mão para não chamar a atenção dos demais estudantes. De todos os argumentos possíveis que o amigo poderia usar, ele escolheu justo o menos efetivo.

Sanghyuk, notando logo o que acabara de dizer, sorriu de volta.

“Ok. Eu preciso melhorar meus argumentos, já entendi. Mas vamos lá, qualquer coisa é melhor do que olhar para as paredes cinza daqui.”

Taekwoon encarou o amigo e depois olhou à sua volta. Ele estava certo, não era o lugar mais alegre para se passar um aniversário. A companhia de seus amigos seria menos entediante.

“Tudo bem, nós vamos.” Taekwoon se deu por vencido.

Eles não demoraram guardado seus materiais, Sanghyuk batia os pés apressando o amigo, pois não queria perder o próximo ônibus.

O caminho foi rápido, já que por sorte não haviam perdido o ônibus e chegando na casa de Hakyeon, Taekwoon foi recepcionado por todos gritando e desejando-lhe feliz aniversário.

Não esperava por aquilo, mas de fato, deveria ter desconfiado. Jaehwan não perdeu a oportunidade de fazer barulho e pular em cima de Taekwoon, Sanghyuk fez questão de sujar seu rosto com o glacê do bolo que haviam comprado para ele e Hongbin ria das demonstrações exageradas de carinho dos dois.

Hakyeon surgiu com um isqueiro para acender as velinhas no topo do bolo que Wonsik segurava enquanto todos em uníssono cantavam Parabéns Para Você. Rodeado pelos amigos, ele estava muito feliz sendo abraçado e ouvindo a cantoria alta na sala de estar dos Cha.

“Faz um pedido!” Taekwoon ergueu os olhos para ver Wonsik sorrir e pedir que assoprasse suas velas.

Por um instante, o barulho do cômodo cessou e ele pôde jurar que estava sozinho com Wonsik ali, sorrindo só para ele. Seu coração adolescente acelerou. Fechou os olhos e, enquanto apagava as velas em cima do bolo, desejou que pudesse ver aquele sorriso para sempre.

Todos eles haviam comprado presentes para Taekwoon. Não era nada muito caro, apenas coisas que estudantes sem dinheiro poderiam comprar. Basicamente CDs e livros e ele estava muito grato. Wonsik havia o puxado de canto e dito que seu presente seria dado depois e Taekwoon demorou um pouco para reagir àquilo. Apenas assentiu. Não era como se Wonsik precisasse dar algum presente para Taekwoon, sua presença na vida dele já era mais do que suficiente.

Em sua mente juvenil, Taekwoon se permitiu fantasiar com o presente que Wonsik lhe daria. Sonhou em ficar sozinho com ele, longe dali, e quem sabe com um beijo também. Ele abaixou a cabeça, envergonhado de seus próprios pensamentos, e mordeu o lábio quando foi desperto pela bagunça dos amigos no local.

A comemoração seguiu em um clima leve e descontraído. Era sempre divertido passar um tempo com seus amigos, mas estava ficando tarde e logo deveria estar em casa para jantar com seus pais e irmãs.

Na volta para a casa, Taekwoon foi recebido com carinho pela família com quem teve um jantar agradável. Todos os anos eram assim e ele estava satisfeito. Há anos seu relacionamento com a família havia mudado e, desde que se abriu com seus pais e contou sobre sua sexualidade, teve problemas para se reaproximar deles, sobretudo de seu pai. Era difícil tê-lo olhando-o de maneira diferente da que olhava para as suas irmãs, mas sua mãe estava se esforçando para fazer as coisas voltarem ao mais normal possível. Ela nunca tocava no assunto e Taekwoon assumiu que este era o jeito dela de lidar com tudo. Às vezes seu pai admitia que rezava todas as noites para que seu filho encontrasse uma boa mulher e formasse uma família, mas Taekwoon aprendeu a ignorar.

De banho tomado, todos já estavam dormindo e Taekwoon preparava-se para deitar e ligar o alarme para as oito da manhã seguinte, pois ele iria visitar seus avôs. Estava tarde e encarava o teto de seu quarto lembrando-se do seu dia quando sentiu o celular vibrar. Era Wonsik e seu coração acelerou como sempre.

De: Wonsik

Tá acordado? Abre a porta para mim! Estou te esperando com o seu presente :D


Notas Finais


E... É isto.
Esse capítulo ficou muito maior do que eu esperava, então dividi ele em duas partes e pretendo revisar e postar ainda este final de semana.
Se você chegou até aqui, muitíssimo obrigada de novo.
Lembrem-se que elogios, críticas e sugestões são muito bem-vindas e qualquer comentário é válido. Como eu disse, conforme esta história vai caminhando eu vou ficando mais nervosa para escrever e o feedback é sempre importante. Espero que gostem, beijos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...