História Kommandeur Des Regens. (Clexa) - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Hora de Aventura, The 100
Personagens Anya, Bellamy Blake, Clarke Griffin, Costia, Finn, Fionna, Hudson Abadder, Indra, Jasper Jordan, John Murphy, Lexa, Lincoln, Marceline, Marshall Lee, Octavia Blake, Personagens Originais, Princesa Jujuba, Principe Chiclete, Raven Reyes, Roan
Tags Clexa
Visualizações 52
Palavras 1.922
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 29 - The End...


Fanfic / Fanfiction Kommandeur Des Regens. (Clexa) - Capítulo 29 - The End...


Lexa Grounders.



Quando eu cheguei em casa fui atingida pela realidade eu venci Roan e perdi Clarke.Eu mesma me derrotei eu mesma me destruir,Roan não teve que se esforçar eu fiz tudo por ele .

Eu me isolei me mantive na minha Tentei conversar com Clarke mas ela me ignorava e quanto mais eu me aproximava mais ela se aproximava de Nyilah,Então eu me afastei e resolvi deixar o tempo resolver as coisas.

Mas depois de um dia inteiro sem a Clarke e ainda por cima assistindo a um filme meloso de romance tive a excelente ideia de tentar um gesto um grande gesto para provar a Clarke que ela é mais importante do que qualquer coisa do que qualquer mágoa, ela é mais importante do que tudo no mundo para mim.

Com ajuda de Raven e octavia escrevi uma carta a Clarke pedindo para que ela visitasse meu passado até me encontrar no presente e decidir se consegue me perdoar para termos um futuro.

Agora aqui estou eu entrando em pânico.


-- Tem que ser especial_  grito com Ridley.

-- ai meus ouvidos carai _ diz Ridley tampando suas orelhas _ por que você está surtando???? Você nem é romântica.

-- oh meu Deus,eu recorri a gêmea errada _ Me jogo no sofá ao lado de Ridley _ eu a amo.

Ridley pula do sofá com os olhos arregalados em surpresa.

-- tem certeza disso?? _ pergunta Ridley após se recuperar .

-- sim absoluta,definitivamente eu a amo._ digo sorrindo pois eu sei no fundo de meu coração que eu a amo.

-- ok ok ok ,meu deus finalmente aconteceu _ Ridley dramatiza se ajoelhando  enquanto estende seus braços para o céu.

-- ridícula _ digo rindo e jogando uma almofada nela.

-- beleza vamos lá pro teu quarto. _ Ridley diz se levantando já se dirigindo a escada.

-- assim sem um jantarzinho antes?? _ digo usando de sua piada.

-- opa claro,mais quem vai escorregar na manteiga será você _ Ridley diz mexendo as sobrancelhas sugestivamente.

-- sai pra lá tô fora _ digo sem graça enquanto a ridícula ri de mim.

Subimos para meu quarto, Ridley olha tudo enquanto leva sua mão ao rosto juntando suas sobrancelhas com as pontas dos dedos,simplesmente amo quando ela faz isso pois é um sinal de que está me levando a sério.

-- ok _ diz Ridley apoiando seu queixo com o polegar,sinal que ela teve uma ideia._  vamos às compras.

-- certo capitão _ respondo batendo continência.

Ridley sorri revirando os olhos e saindo do quarto.


Algumas horas depois…



Depois de uma tarde de compra, Ridley praticamente me agrediu quando tentei olhar suas sacolas,minha cabeça está latejando pelo cascudo que levei. Quando chegamos em casa as meninas já haviam saído para cumprir a parte delas no plano enquanto Ridley e eu começamos a preparar tudo.

-- bom você manda bem na cozinha _ faz uma pausa _ então o que ela gosta de comer?_  pergunta tirando algumas coisas das sacolas.

-- lasanha ao molho branco com peito de frango grelhado._ digo sorrindo pois minha loirinha tem bom gosto.

-- sobremesa? _ olha pra mim com a sobrancelha arqueada.

-- morangos com chantilly sem duvidas._ digo convictaca.

-- música favorita? _ Ridley pega uma folha para anotar .

-- the prayer _ suspiro me lembrando do dia que ela tocou essa música para mim.

-- ok _ Ridley anota mais algumas coisas no papel _ você cuida da comida e eu da casa,tenho sua permissão para mexer em seu quarto? _ pergunta ela.

-- claro, a vontade._ digo sorrindo,tenho as melhores amigas do mundo.

Ridley some de minha vista,e eu começo a mexer na cozinha.

Enquanto vou montando a lasanha coloco o molho branco ao fogo.

Massa.

Presunto.

Mussarela.

Molho vermelho  .(com carne moída,champignon,azeitona verde e preta,bacon,milho e com ervilhas)

Massa...

Presunto...

Etc ..

Faço a lasanha bem completa,diferente da  ultima vez que cozinhei para ela e para finalizar jogo uma caneca de leite quente na lasanha e coloco para descansar enquanto termino o molho branco.Eu começo a temperar o peito de frango o colocando dentro do grill para descansar e pegar o sabor.

Arrumo a sala de estar,colocando uma toalha de mesa azul escuro com velhas vermelhos com um leve cheiro de rosas.


Autor...




Enquanto Lexa capricha na cozinha, Ridley já termina de arrumar o quarto dela.

O quarto está perfeito,em cima da cama a dois balões de coração amarrados juntos como se estivessem entrelaçados,na cama os lençóis pretos foram trocados por lençóis de seda brancos como a neve, as fronhas vermelhas normais de tecido de algodão foram trocadas por fronhas de seda vermelhas,algumas pétalas de rosas foram espalhadas pela cama e pelo chão do quarto todo.

Nas poltronas foram colocados um pelúcia de leoa e um pelúcia de guaxinim ,um casal de pelúcias em cada uma das poltronas.

Nos criados mudos foram colocados tecidos de seda vermelha com um vela aromatizante vermelha com cheiro de rosas.

No banheiro pétalas de rosas foram espalhadas pelo banheiro todo com a maior parte das pérolas concentradas dentro da banheira de hidromassagem,ao lado da banheira havia um balde de gelo com um Champagne Armand de Brignac Brut Gold dentro com duas taças vermelhas acompanhando,envolta da banheira há velas vermelhas com cheiro de rosas.

Na varanda do quarto de Lexa,há uma mesa montada com uma tigela com frutas no meio e pratos vermelhos com talheres,tudo perfeito para uma noite a dois.

Ridley saiu do quarto espalhando pétalas de rosas  e velas pelo corredor até perto da escada.

Ela sorriu em pensar que na segunda será Castiel quem irá limpar tudo.

Ridley se dirigiu a cozinha após terminar de arrumar a casa.

-- tudo pronto heda _ disse se sentando sobre o balcão _ precisa de ajuda aqui?

-- preciso que me ajude a levar tudo lá para mesa,por gentileza _ disse Lexa terminando de ajeitar o frango .

Ridley a ajudou a levar as coisas para mesa e disse para Lexa ir se arrumar que ela iria buscar Clarke .



Clarke Griffin



Lexa havia sido um pouco vaga em sua carta ,eu estava indecisa se iria ou não mais  com muitos conselhos resolvi aceitar esse encontro após nossa briga e término em relação ao acontecido com o Roan.

A única coisa que compreendi da carta foi que todas as pessoas importantes na jornada dela iram me mostrar tudo o que Lexa não conseguia me contar,no final ela estaria me esperando para receber ou não o seu perdão.

A primeira pessoa a aparecer em minha casa foi a Castiel,ela me conduziu até a casa do Peter ,a casa do garoto foi onde todas nós nos conhecemos,e Peter era um dos nomes na lista de Lexa,Castiel me revelou que Peter era um dos garotos que ajudaram Roan a cortar lexa na escola.

Ela me explicou que Peter foi o primeiro a pedir perdão a Lexa,e que na época Lexa era instável apesar de ser quieta tinha seus surtos de raiva e que ela socou Peter até o deixar desacordado,mais no final ambos se perdoaram .

Caminhamos até o parque e de lá Alex me esperava encostada há um carro antigo.

-- todos nós precisamos de uma válvula de escape às vezes _ Castiel me diz e logo me abraça _ tchau Clarke.

Castiel me solta e se despede de sua namorada em seguida vai embora.

Alex me olha e acena para que eu entre no carro,assim eu faço e seguimos viagem até uma casa de campo um pouco afastada do centro de polis.

Descemos do carro Alex vai na frente entrando na casa acendendo as luzes.

Ela vai me guiando na casa até um quarto no sótão.

-- esse era o quarto de Lexa._ diz com um olhar de culpa _  na época nosso tio Titus morava aqui para cuidar dela,nossos pais a mantiam aqui longe de mim e eu não me importava na época.

Andamos mais um pouco pela casa até um porão.

Era como um pesadelo.

Haviam correntes ,macas de hospital, ferramentas cirúrgicas entre outras coisas e  por fim uma câmera .

-- Titus “brincava” com ela aqui enquanto Roan filmava,às vezes eles trocavam de lugar  ._ diz olhando ao redor. _ um dia eu resolvi conhecer minha irmã de verdade, então eu vim até aqui ,chamei mas ninguém me atendeu,eu procurei pela casa toda até que resolvi descer aqui _ faz uma pausa enquanto lágrimas escorrem por seu rosto _ ela estava amarrada a maca tão machucada que achei que estava morta e quando me aproximei e ela me olhou ,eu percebi que de certa forma ela estava morta .

Meu coração doía com todas essas informações.

-- quando contei a meus pais o que eu vi aqui eles não ligaram muito então eu mostrei os vídeos e sabe o que eles fizeram? _ me perguntou com raiva nos olhos,eu não tenho palavras então nego com a cabeça. _ eles a emanciparam e deixaram morando aqui sozinha,Titus foi embora da cidade como se nada tivesse acontecido e tudo ficou por isso mesmo.

Alex caminha para fora do porão em direção a saída da casa.

Entramos no carro e passeamos pela cidade, Alex vez ou outra faz uma parada apontando os locais onde Lexa foi agredida por Roan e sua turma e seguimos viagem até uma casa enorme no centro.

Descemos do carro e Alex me guiou até dentro da casa onde havia um casal sentado no sofá.

-- boa noite _ diz Alex abraçando e beijando o casal logo ela se vira para mim _ Clarke esse são meus pais ,Indra Grounders Woods e Gustos Grounders Woods _ apresenta o casal para mim que logo me comprimentam com apertos de mão _ mãe e pai essa é a Clarke a possível namorada de Lexa.

Minha vontade é de sair correndo dali,mas eu fico firme.

-- você é linda _ diz a mulher me olhando.

-- vejo que nossas filhas tem bom gosto _ diz o homem.

-- obrigado _ é tudo que consigo dizer .

-- bom , apresentações feitas e agora vamos seguir adiante que ainda tem mais._ Alex que se despede dos pais em seguida nos guiando de volta ao carro.

Nesse momento me encontro confusa demais,eu não sei o que pensar a respeito de nada.

Alex dirigi até a praça onde Lexa e eu trocamos nosso primeiro beijo me deixou lá e se despediu logo sumindo dentro da noite.

Eu estraguei tudo o que eu vivi com Lexa,não posso voltar atrás ,eu sei que irei magoar ela mas é preciso. Acabou...acabou...acabou.

Estava encostada no tronco de uma árvore quando vejo Anya se aproximar.

-- vamos ? _ pergunta ela sorrindo.

-- não _ digo decidida _ eu paro por aqui.

Anya nada diz apenas se vira e vai embora e eu faço o mesmo ,vou caminhando até o quarto de Nyilah ,bato na porta e ela me olha surpresa ao abrir.

-- loirinha o que faz aqui? _ pergunta me dando espaço para entrar.

Eu nada digo apenas a beijo.



Autor…






Ridley estava encostado em uma árvore enquanto fumava,ela  nem percebeu Anya chegar.

-- onde está Clarke? _ pergunta ela olhando em volta

-- bom ela não vira. _ responde Anya com um olhar de pesar.

-- o que houve ? _ pergunta a platinada.

Anya estende o celular mostrando um vídeo, Ridley não diz mais nada ,não pergunta nada apenas assenti com a cabeça pegando o celular e vai em direção a casa ,ela entra e encontra Lexa sentada no sofá esperando,quando Lexa vê apenas Ridley ali parada com um olhar frio seu coração se despedaça mais uma vez pois ela sabe que Clarke não virá, nada mais precisa ser dito nada foi dito Ridley caminha até o sofá e abraça sua amiga segurando toda sua dor enquanto sussurra que tudo ficará bem ,ao fundo a melodia toca enchendo os ouvidos mas nada pode curar os corações partidos.

Lexa assiste ao vídeo da traição de Clarke.

Não apenas partiu seu coração como também a sua alma.




Notas Finais


Corri.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...