1. Spirit Fanfics >
  2. Konoha está diferente - NejiTen >
  3. Está tudo perdido!?

História Konoha está diferente - NejiTen - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Oie pessoas! Turo bom?!
Então esse capítulo está divido em dois, começa com a versão de Neji e depois passa pra Tenten!
Espero que gostem!!!

Capítulo 20 - Está tudo perdido!?



Sair da sacada de Sakura, foi a pior decisão que eu já tomei! Ver Tenten tão frágil não foi tão bom quanto eu imaginei. E agora não a vejo faz uns 2 meses, não foi por falta de tentativa! Na manhã seguinte fui até a casa dela, pra descobri que Tenten resolveu ajudar na Vila da Areia por um mês inteiro e quando ela retorna, nunca está em casa, sempre em missões que se quer são com nosso time! Ou ela está com o imbecil de Akira.

– " Neji - Sama! Você está ouvindo?" — Kou me olhava preocupado. – " Kou- San não há necessidades de me chamar assim!" — Tentei parecer o mais normal possível, mas pra mim já era impossível .

– " Claro que há! Você..."

– " Peço desculpas! Mas já deixei claro minha decisão! E se me dão licença estou atrasado pro meu compromisso" — Interrompi o Ancião do Clã, tomando a direção a porta, não estava afim de ter que retornar nessa questão. Andei até encontrar o loiro escandaloso, no lugar de sempre. Ichirako Lamén!

— " Aqui Neji - Nii-San! Dattebayo" — O olhei incrédulo! O Uzumaki já estava abusando. — " O que você quer!" — Naruto me olhou descrente. Sim fui curto e grosso. – " Tenten tá fazendo fal...Quer dizer! Hinata falou com você?!"

Suspirei fundo, Tenten era um assunto que eu ainda estava tentando consertar a todo custo! – " Sim idiota! Vou ser um dos padrinhos de vocês!" — O loiro abriu um enorme sorriso. – " Você paga os Iaméns!" — Falei dando um sorriso, enquanto pegava minha tijela de Lámen. – " Vou a falência, antes de casar!Dattebayou" — O Uzumaki dizia todo cabisbaixo, enquanto olhava seu sapo de dinheiro, o que me fez dar um leve sorriso.

– " Foi a Hinata - Nee-San que teve a ideia de ter um casamento meio ocidental ?" — Depois da terceira e última tijela de lamen que o loiro comeu, saímos do estabelecimento indo em direção às ¹escadarias, onde nos encontraremos com Hinata. – " Bem, foi mais ideia da Hanabi - San!"

– " Mas que merda é essa!" — Eu não podia acreditar no que estava vendo. Meu corpo ferveu de raiva, fui movido pela emoção e quando eu vi já tinha feito ou melhor já estava fazendo. — " Neji! PARA!"

(...)

Depois daquele turbilhão, decidi naquela mesma noite ir até o Hokage pedir para ser um dos Shinnobis a ajudar a vila da Areia, deixei um bilhete avisando Sakura, fui na casa do Rokudaime ter a autorização e depois fui pra casa arrumar as coisas e me despedir da vovó. Passei um mês em sunagakure, junto do mala do Akira, que não sei como conseguiu ir junto comigo, por um lado foi bom me reaproximei dele, de novo. Mas também Akira sofreu pra falar comigo, sim ele meio que me ajudou, no entanto o jeito que ele fez foi um tanto cruel.

— " Já estou indo o baachan!" — Passei por ela lhe dando uma beijo – " Mas uma missão querida!" — Assenti com a cabeça e fui para a minha quinquagésima missão, sei que é errado mas ainda não me sinto pronta pra falar com Neji, então só estou fazendo algo de útil – " Toma cuidado! Aí essa menina não para mais em casa!" – Deu para ouvir, mesmo de longe. Me sinto mal por preocupar vovó, mas não posso ficar em casa ou na Vila muito tempo.

A missão era bem simples na verdade, só tinha que transportar um artefato para a vila oculta da chuva, como sai bem cedo, ao cair da noite já tinha chegado em casa. – " Ei maluca das missões?" — Olhei pra fora e lá estava meu tormento cotidiano. – " Fala baixo idiota! O baachan já está dormindo" — Lancei um olhar sério a ele.

– " Desculpa!" — Sinceramete eu não sei quem é mais burro Akira ou Naruto. Você fala pra pessoa falar baixo e ela grita de novo, francamente. – " Já vou descer!" — Suspirei cansada, desamarrei meu cabelo, peguei a escova e desci.

– " Já que veio me atasanar, antes da minha hora de descanso vai ter que desembaraçar meu cabelo!" — Olhei zombateira enquanto estava escorada no batente da porta a Akira, que só sorriu. Me sentei em sua frente e entreguei a escova. — " Isso me faz lembrar de quando, éramos pequenos e eu fiz um nó no seu cabelo!" — Comecei a rir, era um tempo tão bom, não tinha problemas com nada, além de desembaraçar o cabelo. – " O baachan fez você desembaraçar meu cabelo e ..."

– " Ela brigou comigo por uma semana por isso!" — Rimos bastante e lembramos de várias outras situações em que o baachan brigou com um de nós ou com nós dois. – " Ai terminei! Seu cabelo curto era mais legal!" – O olhei de canto e dei um leve sorriso. – " Deixei crescer porque Sasuke - San gosta de meninas com cabelo grande!" — Akira fez uma cara de nojo, não pude conter a risada — " É mentira! Não é?" — Ele me deu um olhar assustado, enquanto eu só sabia rir.

– " É claro idiota! O baachan queria ver se eu ficava mais feminina, então ela não cortou mais meu cabelo!" — Ele me olhou aliviado!    – " Tenten Mitsashi! Já pra dentro, amanhã cedo você tem compromisso!" — Olhamos um ao outro e rimos bem baixinho pra que ela não viesse brigar. – " Sim o baachan!" — Me levantei, limpei a sujeira do short. – " Até mais tormento diário!" — Dei um beijo na bochecha de Akira e já estava quase dentro de casa.


– " Tenten será que a gente pode sair amanhã! Depois que você voltar!" — Voltei minha atenção a ele e assenti, assim que vi seu sorriso me virei e adentrei, rumo a meu quarto, para descansar.

Acordei bem cedo, fiz a higiene básica e fui ajudar a vovó e sua amiga nas plantações de arroz! Passei a manhã e um pedaço da tarde lá com elas, não vou negar que eu gosto de ficar com pessoas de idade, é simplesmente maravilhoso, você ri com as histórias e ainda aprendi algumas lições. Mas enfim, quando cheguei em casa tomei banho, coloquei uma roupa de dia a dia tipo uma camiseta regata, acompanhada de uma leggin e cabelo solto por preguiça de amarrar como o habitual. Segui para casa de Akira, que não é muito longe dali.

– " Senju - San! Akira - Kun está!" — Fazia um bom tempo que não via a mãe de Akira, então decide falar com ela formalmente, até porque se ela não me reconhece - se soaria bem estranho eu chama - lá de tia. – " Pra que essa cordialidade toda, Tenten - Chan..." — Sorri pra ela, ela continuava um doce de pessoa como sempre – " Akira - Kun já está descendo".

Depois de 2 minutos conversando com Harumi Senju, o idiota do Akira desce todo arrumado. – " Hã! Você tem compromisso com alguém ou a gente vai em algum lugar importante?" — Akira só riu da minha cara. – " Vamos!" — Me despedi de sua mãe e o segui, Akira andou pela vila inteira, o idiota sequer falou comigo em momento algum só fez eu andar pra um lado e pro outro. Até ele decidir ir pra escadarias e ir sentar nos bancos em frente a àrvore.

– " Olha Tenten - Chan! Preciso te contar algo!" — Akira estava muito sério e isso estava me matando. – " Quando te vi pela primeira vez..." — Por esta frase e pelo modo que Akira estava agindo, senti que não gostaria de saber o resto. — " Achei você bem sem graça, não era bonita e tinha um jeito de ser chata !" — O olhei bem séria, ele me chamou a li pra me ofender! Quando abri a boca pra falar. – " Mas tudo mudou, quando a gente brigou pela primeira vez! Bem, eu comecei a ver em você tudo o que faltava em mim, o que eu quero dizer é que eu te amo!" — Aquilo me pegou de surpresa eu não esperava por isso, não sabia como reagir, mas Akira sabia! Ele jogou seu corpo em minha direção e selou nossos lábios, colocando uma de suas mãos em minha nuca. Eu não fazia ideia do que fazer por mais que eu tenta - se o empurrar, ele forçava seu corpo pra frente e se eu usa-se meu jeito meigo pra tirar ele dali o machucaria.

– " Mas que merda é essa!" — Reconhecia aquela voz de longe! Era Neji e só pelo seu tom e vocabulário, ele não estava nada feliz. Neji deu um soco em Akira que o fez soltar do beijo, o Hyüga tinha um olhar que nunca vi na vida, por instantes fiquei com medo, não sabia o que ele era capaz de fazer. Nesse meio tempo Neji havia pegado Akira pelo colarinho e o jogado no chão, o Senju também não deixou barato acertou alguns chutes em Neji, o que o deixou mais bravo ainda. O Hyüga ficou por cima de Akira onde proferia inúmeros socos no Senju, que não conseguia se defender.

– " Neji PARA!" — Me segurei em seu braço pra que ele não batesse mais em Akira, quando o soltei, Neji se levantou e se afastou alguns centímetros de nós.
– " Você está bem?" — Akira ficou péssimo, mas mesmo assim, ele assentiu e sorriu pra mim. O ajudei a levantar e ia indo embora. — " Tenten eu..."

– " QUAL É SEU PROBLEMA! VOCÊ É COMPROMISSADO! E EU TENHO UMA VIDA PRA VIVER!" — Lágrimas começaram a sair de meu rosto, eu estava tão exausta com isso tudo! Puxei Akira e fui embora, segui o caminho todo em silêncio. Não queria falar sobre o que aconteceu! Então o deixei em sua casa e fui pra minha, onde me deparo com um bilhete da vovó dizendo que havia ido na casa de outra amiga e só voltaria amanhã!


Notas Finais


Até a próxima!!!


¹escada - Pessoas não sei se vc vão lembrar, mais essa escadaria seria aquela em que Neji tá cm o Lee e o Shikamaru aparece chamando 'eles' pra irem atrás do Sasuke


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...