História Konoha High School - Aonde o amor se encaixa? - - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Visualizações 87
Palavras 2.724
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom dia
Boa tarde
Boa noite

Espero que gostem.😊

Capítulo 2 - - Capitulo 1 -


Fanfic / Fanfiction Konoha High School - Aonde o amor se encaixa? - - Capítulo 2 - - Capitulo 1 -

 Aeroporto de Konoha - 07:38mins
                             Quinta - Feira
                         SASUKE UCHIHA
                               -narrando-

Enfim cheguei, enfim na minha cidade, enfim no meu lar, enfim no meu lugar, que saudades que senti de Konoha. Saudades dos meus amigos, familiares  e ambiente escolar, fiquei dois anos fora... e tenho muita coisa a reparar e concertar aqui.

Pego meu carrinho (aquele que coloca as malas no aeroporto) e saio andando em direção há escada rolante...entro nela e espero ela descer...enquanto estou descendo vejo Itachi com uma plaquinha escrito "SASUKE, IRMÃOZINHO TOLO" e Naruto com uma plaquinha escrito "SASUKE, TEME!" eu olho para os dois reviro os olhos e vejo eles rindo segurando as plaquinha enquanto pessoas passam lendo o que está escrito.

---- Itachi! - digo entusiasmado, pois faz dois anos que não o vejo...não sou muito de demonstrar o que sinto mais as pessoas que eu amo eu demonstro até de mais para o meu gosto, dou um abraço nele. E me viro para Naruto, solto um sorriso para meu melhor amigo de infância - Dobe! Quanto tempo! - Dou um abraço nele como dei em Itachi. Acabamos a sessão abraço e vamos andando para a saída do aeroporto.

---- Teme! Que saudades, nunca mais invente de fazer isso tá? Não quero mais saber de intercâmbio. Ok? - ele disse em um tom de humor, como esperado de Naruto, porém a verdade é que eu fui embora não só por causa do intercâmbio, na verdade o Intercâmbio foi um refúgio para que eu não precisasse concertar as coisas aqui. Naruto me tira dos meus pensamentos quando pergunta: - E aí...o que vamos fazer para comemorar sua volta para Konoha? Nunca mais participei de uma festa tão boa quanto as suas teme, você tem que fazer uma daquelas suas festas. - ele diz em um tom sugestivo. É ,penso, poderia dar uma festa.

---- É vamo ver, temos que arrumar as coisas...afinal semana que vem já tem aulas...se formos dar uma festa tem que ser amanhã...pra não ter problemas com a ressaca Naruto...tem que pensar nisso - digo pensando alto, faz tempo mesmo que não vou em festas, passei esses últimos dois anos fazendo intercâmbio no Brasil (gente o Brasil aqui nessa fanfic é um lugar maravilhoso(não que ele não seja) tá? É tipo um Estado Unido dois...kkkk) e só estudei desde então. Eu sempre fui muito livre, talvez porque quando meu irmão fez dezoito anos eu fui morar com ele e nós fazíamos a farra, de início nos só comprávamos pizza e ficava de boa...Mais aí, quando entrei na minha oitava série ele deu a primeira festa, e falou que eu podia convidar uns amigos pra não ficar sozinho na festa, não somos de dar muitas festas, só que quando damos é a melhor festa do ano, deve ser porque meu pai ajuda a pagar as coisas. Fugaku Uchiha, ele é um bom pai para o Itachi. Deu uma casa para ele quando ele fez dezoito anos, eu ainda acho que era para não ter que tomar conta dele, depois que minha mãe morreu quando eu tinha dez anos, ele mudou completamente,  ele virou um velho ranzinza que só quer trabalhar para não sofrer pensando na minha mãe, eu e ele brigamos porque eu disse que ele deveria ficar mais com os filhos, ficamos semanas sem nos falar e quando nos falávamos era só "Bom dia" , "Boa tarde" e "Boa noite". Dois meses depois Itachi fez dezoito anos e ganhou a casa de dois andares com direito a piscina e tudo e então fui morar com ele. Achei que seria melhor assim eu longe de Fugaku Uchiha

---- Sasuke...não faça tanta bagunça na nossa casa - Itachi diz me repreendendo, eu olho para ele e digo com ironia

----Como se vc não fosse se divertir nessa festa - ele me olha e concorda com a cabeça com o típico sorriso de lado que só os Uchihas sabem dar. Irei dar uma festa, só que não sou de muita bagunça, eu sempre na escola só conversei com meu amigos mais próximos e a Sakura. Sempre conversei só com uma menina, a Sakura. Minha melhor amiga de Infância. Eu sei que ela gosta de mim desde pequena, na  verdade eu sempre gostei dela, só não me sentia preparado pra entrar em um relacionamento sério, por sermos só crianças. Mais a verdade é que eu amo Sakura Haruno

  Mansão Haruno - 09:43mins

           Quinta - Feira
                 SAKURA HARUNO
                        -narrando-

Estou em um lindo campo de flores, estou deitada na grama aparada com vários tipos de flores em minha volta, estou sentindo a leve brisa batendo em meu rosto, me sinto livre e em paz, céu azul claro, e nuvens espalhadas pelo céu, fecho meus olhos para sentir a sensação de paz que esse lugar me transmite.


Fico minutos em silêncio de olhos fechados sentido a brisa até que ouço alguém me chamar.

----Sakura... - essa voz não me é estranha, mais por conta dela estar longe não consigo reconhece-lá - Sakura... - ouço ele me chamar de novo

Então me levanto e olho em minha volta. ..o campo vazio apenas com a minha presença, a brisa leve fazendo as flores e grama de mecherem. Ouço então ele me chamar novamente

---- Sakura.... - Olho para os lados de novo e então vejo ele. Um pouco longe de aonde eu estou, não dá para ve-lo  muito bem, mais da para ver a cabeleira vermelha-escuro, vejo ele correr em minha direção, dou dois passos para trás e trombo em alguém. Olho para trás e o vejo, seus cabelos tão escuros como a noite, seus olhos pretos onix, sua boca carnuda e pálida, sua pele clara. Olho para seu rosto angelical, e ele olha para mim, então meus olhos ameaçam derramar lágrimas, sei que não posso chorar, não sei o que aconteceu, mais sei que ele se foi. A dois anos. Dou um passo para trás e então sinto ele me puxar para longe de Sasuke. Me viro para olhar em seu rosto, seus olhos cor  amêndoa, tão claros, totalmente o contrário de Sasuke, seu cabelo vermelho-escuro, sua pele um pouco bronzeada, vejo então que Sasori encarando Sasuke, Sasori com uma expressão de pouco amigos e Sasuke o olhando normalmente, tento me soltar do aperto que Sasori está me dando, o empurro para longe de mim fazendo eu me aproximar de Sasuke, o ruivo então segura meu pulso com força e tento me soltar novamente, porém sem sucesso.

----Sasori, me solta - digo e ele solta uma risada abafada.

---- Solta ela! - diz Sasuke irritado

Sasori solta outra risada e diz - Cala a boca Sasuke, ela é minha, e sempre vai ser. - Então eu olho para Sasuke assustada e com o olhar peço ajuda a ele. Sasuke então não se segura e vai pra cima de Sasori, que solta meu pulso, quando Sasuke acerta o primeiro soco em Sasori tudo fica preto e não vejo mais nada. 

                *****

Ouço um som de batidas na porta, então acordo. Era um sonho. Um sonho com Sasuke e Sasori. Olho para o lado e percebo que estou no meu quarto, ele é grande, tem uma cama King no meio do quarto, só com a cabeceira encostada na parede, dos dois lados da cama tem duas mesinhas uma com  abajur e uma tomada do lado com meu celular carregando e na outra um abajur e o meu relógio/despertador, um metro e noventa longe há direita da minha cama onde fica a sacada que no momento esta com as portas de vidro fechadas, com cortinas escuras, grandes e grossas,na mesma parede que está encostada, tem uma cômoda, onde tem cinco gavetas na primeira eu guardo minhas jóias e acessórios, na segunda tem meu tablet, nootbook, os seus carregadores e fones de ouvido. Nas outras três cobertas fronhas e lençóis. Uns 90cm para o lado tem uma porta que se encontra meu closet, ele é um pouco grande, é na forma de um quadrado e nas três paredes com armários embutidos e na outra um espelho que tampa a parede inteira. Do lado da porta do closet uns 20 cm tem outra porta, o meu banheiro. Há esquerda da minha cama, um metro e noventa longe que também tem uma sacada com cortinas, tem uma mesa enorme com um computador perto da parede, uns livros de desenho ao lado, e lápis espalhados por cima e uma cadeira na frente, ao lado da mesa uns 20 cm longe tem uma estante pequena que guardo meus materiais de escola. Na frente da minha cama, um metro de distância tem a porta que da para o corredor, uns 90 cm longe da porta tem a minha penteadeira com três gavetas e um espelho enorme, e minhas Maquiagens espalhadas por cima e uma cadeira pra eu sentar, do lado uma mesinha com secador de cabelo, chapinha, babylis, escova de pentear sozinha, e escova normal. Perto da parede um pendurador, que penduro minhas bolsas e minha mochila. vejo meu relógio  do lado da minha cama e olho o horário 10:37mins. 

Ouço de novo alguém bater na porta e digo que podem entrar. A empregada entra com a bandeja com o café da manhã e diz:

---- Desculpa o atraso senhora Haruno, seus pais saíram pela manhã e pediram para eu subir seu café da manhã até as 10:30 , por que se não você não almoça depois. - ela deixou a bandeja em meu colo, com dois pedaços de bolo de trigo com cobertura de limão, uma xícara de café, um pão pequeno com requeijão presunto e mussarela e um copo americano de iogurte. - Quando terminar e só chamar que eu venho pegar as coisas.
 
Eu concordo com a cabeça e a agradeço. - Er... você pode me dizer se meus pais chegam para a hora do almoço? - pergunto, ela me responde que meus pais não falaram nada sobre, para ela. - Ok, obrigada. Então ela sai do meu quarto fechando a porta.

Comi um pedaço de bolo e tomei metade do café. Quando mordi um pedaço do pão recebi uma mensagem de Ino as 10:49.

"Testaaaaaa, tá acordada?" - ela perguntou

"Tô" - respondi 


"Desce aqui em casa, para gente jogar no meu PS4 novo, Temari tá dormindo e você sabe que eu não quero acordar a fera" - ela diz

"Kkkkkk,  a verdade quem quer acordar ela?" - digo - "espera uns vinte minutos que termino meu café e me arrumo e desso aí, ok?"

"Ok" - ela responde

Terminei meu café, e deixo a bandeja no lado em cima da cama, depois eu mando virem pega-lá, penso, desso da cama e vou para o meu banheiro, tomo um banho rápido, escovo meus dentes e saio do banheiro enrolada na toalha, entro no meu closet. Escolho um short Jeans azul claro curto e uma blusa meio cinza escura coloco também minha bota com detalhes dourados, fui até a cômoda fora do closet e coloquei a uma das minhas gargantilhas pretas e uma corrente de prata com um coração detalhado que se abre e tem a foto de Sasuke e Naruto. Meus dois melhores amigos. Sasuke. Penso, mais logo tiro ele dos meus pensamentos, coloquei também as minhas Luvas pretas de renda que iam até os pulsos. Dei uma olhada entre as cortinas e a porta de vidro da minha sacada e percebi que o tempo estava nublado, com preguiça de colocar uma calça, fui no closet novamente e peguei um casaco moletom preto. Coloquei ele, e fui olhar minha cara na penteadeira. Decidi não passar nenhuma Maquiagem, peguei a escova e penteie meu cabelo, desfiz os nós e reparti ele no meio, ia só na casa da Ino duas ruas a baixo da minha  casa. Olho meu relógio e vejo o horário que já é 11:15.

Pego a bandeja em cima da minha cama, meu celular em cima da mesinha, coloco ele no meu bolso de trás do short e saio do meu quarto e percebo a casa em silêncio. Desso as escadas que dão no meio do Hall. Com uma mesa e em cima uma estátua em forma de "H" que significa Haruno, na frente uma porta de madeira maciça. A direita a sala com um sofá enorme da cor marrom que combina com as paredes cor capuccino, na frente do sofá uma mesa de vidro e na frente uma estante, e em cima o painel com a televisão enorme, há esquerda a sala de jantar, com a mesa de quatorze lugares, seis de um lado, seis do outro e um em cada ponta. Atrás da sala de jantar, uma porta que dá para a cozinha ouviu então pessoas conversando, deve ser Zabuza o segurança e a cozinheira. Desso as escadas e passo pela sala de jantar, empurro com as costas a porta para a cozinha e deixo na ilha a bandeja. Dou bom dia a Zabuza e a cozinheira. Vou para os armários de doces e pego uma bolacha Trakinas de morango e chocolate e saio da cozinha.
Passo pelo Hall e abro a porta e saio, vejo o caminho que tem até o portão e do lado o porteiro. Olho para a minha Lanborquine prata que ganhei no meu aniversário de dezesseis anos. Decido ir a pé mesmo. Abro minha bolacha e vou comendo. Quando chego na casa da Ino o porteiro me reconhece e abre o portão para mim.

E entro e não tem ninguém no Hall. A escada é virada para o lado da sala. A casa é pintada por dentro de Azul clara. O sofá é azul marinho e o painel marrom claro. Ela não tem sala de jantar e atrás da escada tem um balcão com bancos e a cozinha com a ilha. 

Olho para o topo da escada e vejo a Ino. Subo a escada de dois em dois pulando

----Porca! - digo dando um abraço na Ino

----Testa! Você não sabe, eu comprei um jogo novo muito top - diz ela já indo em direção ao seu quarto - joguei ele ontem o dia inteiro! - Ela disse entrando no quarto de cor amarelo tão claro parecendo branco, ele tem uma cama de casal, com um banheiro e do lado tem um armário enorme, com as portas espelhadas, ao lado um sofá enorme, com a televisão ligada pausada no jogo, uns controles jogados no tapete na frente do sofá, no outro lado da cama tem uma mesa com um computador e um pouco para o lado um nootbook fechado, Ino adora coisas eletrônicas,por traz dessa carinha de modelo ela é viciada em jogos de luta, andar de skate e crafitar as paredes de prédios abandonados.

Fazemos isso desde o primeiro ano do ensino médio. Isso virou nossa rotina. Ir em parques andar de skate, e depois irmos para um prédio que é afastado de Konoha e crafitamos ele. Fazemos desenhos sobre tudo.
Sai do meu transe quando Ino me chamou para jogar.

Jogamos até a Temari acordar com fome e fomos fazer almoço juntas.

Fiquei lá até Sasori me ligar pedindo pra me encontrar no parque no centro da cidade, dei uma desculpa para as meninas que meus pais queriam que eu fosse pra casa, elas são as únicas que sabem o que aconteceu entre mim e Sasori. Mas preferi esconder que ia sair com ele. Elas não deixariam.
Peguei um uber e fui para o parque, chegando lá, me sentei em um dos bancos de frente para o parquinho onde crianças brincavam, e seus pais em volta como leões cuidando para que nada de mal os acontecesse.

Ela os olho com esperança nos olhos, dois anos atrás sonhava em acabar a escola, faculdade, ter um trabalho e se casar com alguém que eu ame e que me amasse também e ter filhos. Um. Ou dois.
Mais agora, nem penso em ter um relacionamento sério, só quero acabar o ensino médio e ficar longe disso. Foi isso que ele fez. Ele me fez não querer me aproximar das pessoas, e eu sempre fui a menina simpática e gentil que falava com todos.

Então vejo ele. Vejo Sasori. Vejo ele de longe. E sinto um arrepio percorrer pelo meu corpo, e sinto meus olhos ameaçarem derramar lágrimas. Respiro fundo. E olho para o ser humano que eu odeio de coração.

Continua!!!



Notas Finais


Por que será que a Sakura odeia o Sasori? Vamos descobrir!!!

Aqui está o link das coisas:

Roupa da Sakura:

https://goo.gl/images/9JRUKL

Colar da Sakura:

https://goo.gl/images/2DgR26

Mansão Haruno:

https://goo.gl/images/aAET7y

Mansão da Ino e Temari: (Frente):

https://goo.gl/images/mRpzaT

Mansão da Ino e Temari: (Atrás):

https://goo.gl/images/anNfa5

Mansão do Itachi:

https://goo.gl/images/TTNQSz

É isso por hoje.
Bjs
Deixem comentários!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...