História Konoha Police - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Hinata, Konoha, Naruhina, Naruto, Policial, Romance Policial, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 65
Palavras 1.547
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa história tá ficando tão complexa na minha cabeça que tenho que anotar cada detalhe pra não esquecer. Era pra ser uma fanfic simples, mas as anotações estão parecendo relatos reais kkk
Obrigada novamente para quem está favoritando e comentando! Vocês são minha força ♡♡♡

Capítulo 4 - Princesa Hyuuga


Fanfic / Fanfiction Konoha Police - Capítulo 4 - Princesa Hyuuga

- Naruto, a chefe tá te chamando pra conversar.

Naruto olha para a porta da delegacia e Rock Lee está ali, anunciando a notícia desagradável. Quando a vovó Tsunade chamava pra "conversar", ou era pra dar uma bronca por algo que você fez ou era pra arrumar algo pra você fazer, que com certeza daria errado e ela te daria uma bela bronca no final.

Naruto estalou a língua, guardando novamente no bolso o vale que garantiria seu almoço no Ichiraku e que alguns segundos atrás ele estava balançando no ar, feliz de finalmente poder usar. Agora, sabe-se lá quando uma nova oportunidade apareceria.

- Como está o humor da vovó? - Naruto pergunta enquanto Lee o acompanha até a sala da chefe.

- Não sei, foi o Shikamaru que me pediu pra te procurar. - Lee falou com preocupação, mas logo depois deu um sorrisinho estranho. - Mas parece ser um trabalho novo. E pela gatinha que eu vi entrando na sala da Tsunade-sama, se você pegar esse trabalho, vai ser um sortudo…

Chegando na porta da sala da chefe, Naruto bate e Shikamaru atende quase de imediato, pedindo para que os dois entrassem. Confusos, os dois entram e se deparam com Kiba, Shino e Chouji, parecendo tão confusos quanto eles, além de Shikamaru tranquilo ao lado da porta e Tsunade sentada na sua mesa, conversando com uma mulher de cabelo rosa de costas pra eles.

Assim que Shikamaru fecha a porta atrás dos policiais, a moça rosada se vira e Naruto a reconhece.

- Sakura-chan! - O loiro se anima, correndo até a colega. - O que faz por aqui?

- Naruto?! Não sabia que trabalhava nessa delegacia. - Sakura diz, surpresa e feliz. - Que bom ter um conhecido entre vocês.

Naruto havia conhecido Sakura durante uma investigação policial em outra cidade. Aquele fora seu primeiro dia como policial e ele havia se envolvido em uma troca de tiros, tendo levado um de raspão na perna. A jovem, que estava de passagem na rua, o atendeu e fez um belo curativo. Desde aquele dia, Naruto começou a sentir uma queda pela garota e a procurou nos hospitais da cidade, mas por coincidência só a achou novamente no Hospital Principal de Konoha, onde recebeu seu primeiro de muitos foras da jovem.

- Sakura foi minha aluna durante a faculdade. - Tsunade disse. - Eu teria continuado a dar aulas para outras garotas interessadas em medicina, mas me "intimaram" pra tomar conta da segurança dessa cidade, coisa que não tem nada a ver comigo.

- O que está dizendo, Tsunade-sama?! A senhora é muito forte e bastante competente pra esse cargo! - Sakura diz.

- Eu sei. Você também. - Tsunade e Sakura se entreolham de uma forma que Naruto não entende. - De qualquer forma, rapazes, eu tenho um trabalho pra vocês!

E Tsunade conta sobre a semana onde cada um teria um dia com a Princesa Hyuuga para "conquista-la" como guarda-costas.

- Eeehhhh?! Princesa Hyuuga?! - Kiba se anima, falando alto como sempre. - Eu e Shino fizemos faculdade no mesmo campus que ela! Nossa, não nos vemos faz bastante tempo!

- Eeehhhhhh?! - Naruto desacredita, colocando as mãos nos quadris. - Vocês frequentaram a mesma escola que a patricinha?! Que manés!

- Ela não é patricinha como todo mundo acha, Naruto. - Shino diz, sombrio. - Ela é…

- Ela é uma das garotas mais legais e gentis que eu já conheci! - Kiba o interrompe. - E… ela é uma gata!

- Eu duvido, deve ser uma patricinha arrogante…

- Que isso?! Que desrespeito é esse com uma cliente tão importante?! - Tsunade dá um berro, calando todo mundo, enquanto Sakura dá um cascudo na cabeça do loiro.

- Que saco… - Shikamaru reclama no fundo da sala. - Apenas vamos logo discutir os detalhes do caso.

Tsunade suspirou e voltou a se acalmar, entregando uma pasta de informações para cada um dos policiais. Naruto leu uma parte, mas não deu muita importância para o resto.


Hinata Hyuuga "Princesa Hyuuga"

23 anos

Herdeira da empresa Hyuuga CO.

Formada em Dança, Filosofia e Artes Plásticas

Línguas fluentes: Inglês, Japonês, Coreano, Português, Latim.

Histórico familiar: …


Naruto fechou a pasta, entediado. Tão nova e com tanto estudo e poder, quase certeza que era patricinha. Não que seus amigos fossem de contar mentiras, mas dizer que uma garota era legal só por ser bonita era muito fácil. Pelo menos ele sabia que Shino ou Kiba seriam escolhidos, já que ela os conhecia e iria confiar mais neles.

Naruto viu os amigos lendo o conteúdo, focados, várias feições completamente tensas. Só o barulho das batatinhas do Chouji e o leve som de movimento fora da sala eram ouvidos.

Tsunade tamborilou os dedos na mesa, ansiosa.

- Acho que, lendo isso, vocês já devem ter uma ideia do quanto terão que se comprometer com a segurança e confiança da Hinata.

Todos assentiram, sérios demais. Naruto ficou incomodado por estarem tão sérios com a situação só porque a moça era rica.

- Então, a ordem de acompanhamento será a seguinte: Lee na segunda, Kiba na terça, Shino na quarta, Shikamaru na quinta, Chouji na sexta e Naruto no sábado. Vocês pegam ela na Mansão Hyuuga e dão um passeio, escolham qualquer lugar ou deixem que ela escolha. Nesse meio tempo, ganhem a confiança dela e a façam se sentir à vontade. Depois, a devolvam em segurança dentro de casa. Entendidos?

- Sim, senhora! - Todos responderam, Naruto com menos animação.

Mais tarde, saindo de mais um expediente, os garotos andavam pelas ruas tranquilas de Konoha animados com a semana que estava por vir.

- Que sorte eu ter pego sexta, é dia de churrasco liberado no Grill do Shopping! - Chouji diz babando. - Aposto que ela vai gostar de lá!

- Naruto! - O loiro vira e vê Sakura se aproximando do grupo, que a cumprimenta. - Preciso falar com você.

- O que é, Sakura-chan? - O jovem pergunta enquanto os amigos se afastam.

Sakura segura no pulso do loiro, o fazendo corar. Os olhos verdes da Haruno mostram o quanto ela está séria enquanto suas sobrancelhas se curvam em um V de determinação.

- A Hinata é muito importante pra mim. - Ela diz, prontamente, deixando Naruto sem palavras. - Por favor seu idiota, cuida bem dela.




Hinata ouve a música que estava tocando pausar e anunciar uma chamada de voz. Com um toque no botão, a chamada é ativada e a voz de Sakura preenche sua cabeça.

- Hinatinha! Estou atrapalhando?

- Não, estou na banheira relaxando um pouco. - Hinata diz e ri com um patinho de borracha boiando sobre a água. - Tudo bem com você?

- Estou bem, acabei de sair da delegacia.

O sorriso de Hinata logo é substituído por um bico chateado. Sabia que tinha concordado com Sakura e o pai em tentar confiar em um daqueles que seria seu guarda-costas, mas lembrar da ideia e do constrangimento que teria ao passar um dia inteiro com cada um deles a fazia querer voltar atrás.

- Eu sei que você está emburrada, Hinata. - Sakura diz e algo buzina próximo dela. - Mas eu tenho três boas notícias pra você! Duas delas se chamam Kiba e Shino. Eles disseram que…

- Eu lembro deles! - Hinata se anima de novo, pensando nos velhos amigos de faculdade. - O Shino é um rapaz que ama insetos e o Kiba tem o cãozinho Akamaru que é uma fofura! Que saudade deles…

- Que bom que não estavam mentindo… Mas a terceira também é boa. Se chama Naruto. É um cara que é amigo meu e em quem eu aprendi a confiar muito, mesmo nos conhecendo há pouco tempo. Lembra que falei dele?

- O idiota que ia no hospital te dar trabalho?

- Ah, bem… - Sakura pareceu encabulada. - Não é bem assim… ele sempre passava lá depois de algum serviço envolvendo reféns. Ele levava todos os que haviam ficado feridos durante as operações dele até meu hospital e me procurava para tratá-los, por saber que eu não iria recusar. Ele levava as pessoas no colo até lá se não tivesse transporte, mesmo que estivessem longe.

Hinata ficou boquiaberta ouvindo tudo aquilo, sem acreditar que realmente existia uma pessoa tão boa no mundo.

- Entendo…

- Bom, tirando eles três, os outros parecem ser gente boa e foram muito bem recomendados pela Tsunade-sama. Eu já estou tranquila sabendo que você vai conseguir ver algo especial em um deles. Mas vou desligar agora, tenho que prestar atenção no trânsito. Até mais!

E desligou.

Hinata ficou pensativa por um tempo, mas logo recostou novamente na cerâmica negra da banheira e passou para a próxima música. A batida calma de Halo da musa Beyoncé a fez se arrepiar sem entender. Aquela letra e aquela voz eram pura paixão, mas só naquela vez Hinata parou pra prestar real atenção no que a cantora dizia na música.


Você é tudo que eu preciso e mais

Isso está escrito em todo o teu rosto

Querido, eu posso sentir a sua aura

Rezo para que ela não desapareça.


Hinata se remexeu na água, tentando entender a letra depois de ter ouvido pela quinta vez.

Será que as pessoas têm uma aura dentro delas, que pode ser sentida? O que é necessário para que você sinta a aura da pessoa e o que ela representa?

Hinata terminou o banho, vestiu seu pijama e foi se deitar com a música nos seus ouvidos. Sonhou com um homem de costas para ela, tremulando, com grandes e luminosas asas saindo de suas costas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...